O site oficial do Santos publica uma desculpa esfarrapada oficial para tentar colocar panos quentes em um dos maiores vexames da história do clube. A nota é assinada pelo comitê gestor, o mesmo que se mostrou arrogante e insensível à vontade dos santistas e marcou esse amistoso-suicídio contra o Barcelona, em Camp Nou, que terminou 8 a 0 para o time catalão. Abaixo reproduzo a desculpa do tal comitê e faço, em negrito, as minhas observações. Fique à vontade para fazer as suas:

Derrota para o Barcelona será tratada como lição para voltarmos mais fortes

Este é o título da nota, mas quem pode acreditar no que ele diz? O Santos está mais fraco a cada ano, tem perdido todos os seus melhores jogadores e mesmo assim está endividado, não consegue um patrocinador master, tem sofrido decepções históricas, como a goleada de 4 a 0 na final do Mundial, a desclassificação na semifinal da Libertadores de 2011, a derrota no final do Paulista e agora esse vexame monstruoso contra o Barça. O que esse comitê gestor tem feito para o Santos ficar mais forte, se não consegue planejar e faz tudo na base do improviso?

O Comitê de Gestão do FC vem a público, diante de seus mais de 65 mil sócios e milhões de torcedores e fãs, assumir total responsabilidade pela derrota sofrida diante do Barcelona, na Espanha, nesta sexta-feira (2).

Assumir a responsabilidade pelo crime monstruoso é muito pouco. Em qualquer empresa um erro colossal desses geraria demissão imediata. E só agora se lembraram dos 65 mil sócios e dos milhões de fãs? Por que não os ouviram quando quase todos diziam – este blog insistentemente – que era loucura levar o time em formação do Santos para enfrentar a máquina de jogar futebol do Barcelona?

Temos consciência dos prejuízos na imagem do Clube, no e no exterior, e sabemos que nenhuma explicação, neste momento, vai apagar a tristeza dos que amam o Santos.

Se têm mesmo consciência, sabem que não serão mais palavras vazias que remendarão o grande mal que fizeram à história do Santos. Como pesquisador e historiador do clube, não perdôo vocês por esta mancha na história mais rica de um time de futebol. Peguem seus bonés e vão cantar em outra freguesia.

Nosso Clube é grande demais para se conformar com um resultado de 8 x 0, seja para quem for, independente da expressão do nosso adversário.

É grande demais para perder de 4 a 0 em uma final de Mundial, e já tinha perdido há um ano e meio. O que vocês fizeram para compensar aquela vergonha? É grande demais para perder a semifinal da Libertadores andando em campo, é grande demais para perder de 8 a 0 de qualquer time ou seleção do mundo e, finalmente, é grande demais para ser dirigido por incompetentes como vocês. Não é questão de se conformar ou não, é questão de saber como tornar o Santos maior, livre desses vexames, e vocês não têm a mínima idéia de como fazer isso, pois não entendem absolutamente nada de futebol.
E o certo é independentemente e não “independente”.

Por isso, mais do que uma derrota dura, temos que tratar o episódio como uma lição dolorosa.

Mais uma lição dolorosa, aliás, que o santista tem de engolir devido à negligência, à arrogância e à idiotice dos senhores. Errar é humano, mas vocês estão cometendo um erro a cada semana – na formação do elenco, na política de contratações, na administração do dinheiro do clube. Vocês têm sido uma lástima e estão enfraquecendo o Santos a cada temporada e colocando em risco sua permanência entre as grandes equipes do País. A melhor lição aprendida é que vocês não servem para o Santos.

O Santos FC teve capítulos igualmente negativos em seus 101 anos de vida, mas sempre conseguiu ressurgir com mais força. Assim é nossa história de superação. Desta forma nos tornamos bicampeões mundiais, o Clube mais vencedor das Américas no século passado e um dos mais vencedores de 2001 para cá, com cinco Paulistas, dois Brasileiros, uma Copa do Brasil, uma Recopa e uma Libertadores da América.

O Santos já teve capítulos negativos, mas nunca havia sofrido duas humilhações internacionais como nos últimos jogos contra o Barcelona, sob a gestão dos senhores. 40 países viram o time que reinou no futebol sofrer um 8 a 0 acachapante. Os senhores marcaram negativamente a história do clube. Tenham vergonha na cara e peçam para sair. E mesmo quando tinha à disposição uma verba bem inferior a essa que os senhores administram, o Santos era competitivo, valente, e não um time sem técnica e sem alma como este que estamos vendo. Deixem o futebol para quem entende. Vão trabalhar!

O resultado de ontem foi um golpe em nossa auto-estima, mas não apaga e nem condena a nossa história gloriosa e vencedora. Nosso desafio, a partir de agora, passa pela reconstrução da auto-estima do Clube e de nossos torcedores e fãs. Pela recuperação de nossa imagem aqui e no exterior.

Se vocês estivessem realmente preocupados com a auto-estima dos santistas, jamais teriam marcado esse amistoso. Vocês foram amadores e irresponsáveis. Ou talvez gananciosos, o tempo dirá… Cometeram um crime contra a história do Santos. Tenham a hombridade de admitir que não têm competência para dirigir um clube de futebol. Nenhum clube de futebol, quanto mais o Santos. Arrumem um emprego, deixem o Santos em paz!

Essa reconstrução vai acontecer dia após dia, jogo após jogo. Será difícil e encontrará obstáculos, mas não pode estar dissociada de nosso maior poder: o amor dos milhões de torcedores que temos ao redor do mundo e a simpatia de outros milhões de fãs.

Vocês são um obstáculo a esse amor de milhões pelo Santos. Vocês estão atrapalhando o Santos Futebol Clube. E como diz o Carlinhos da padaria: “Muito faz quem não atrapalha”. Vocês não são amados pelos santistas, podem ter certeza disso. De nada vale o pacto que compraram com meia dúzia de representantes de torcidas organizadas. Amor e respeito não se compram. E depois desse resultado vocês jamais serão respeitados. Ninguém acredita que vocês sejam capazes de reconstruir o Santos, clube que administram sem nenhuma transparência e sem nenhuma humildade. Pois, repito: não sabem nada de futebol e não ouvem quem sabe, além de terem afastado do clube os ídolos que fizeram a história do Santos. Se querem mesmo reconstruir, antes de irem embora tragam de volta para o clube mestres do futebol como Zito, Clodoaldo, Pepe, Edu, Manoel Maria, Coutinho, Mengálvio, Dorval…

Aprenderemos com a lição e voltaremos ainda mais fortes, como mostra nossa história e em respeito ao sentimento de tristeza que todos nós sentimos, hoje. Esse sentimento não será em vão.

O Santos certamente voltará a ser forte um dia, mas não com vocês no comando, pois vocês são mentirosos, arrogantes e incompetentes.

Santos Futebol Clube

E você, o que achou dessa nota do comitê gestor?