Dava para golear, mas a vitória foi muito boa.

Experiente, habilidoso e oportunista, Robinho marcou duas vezes; Geuvânio, mais solto, fez outro, e o Santos terminou o primeiro tempo vencendo o Botafogo por 3 a 1, no Maracanã. Enquanto isso, o Botafogo perdia Émerson Sheik e o goleiro Jeferson, machucados. Tudo indicava que o Santos golearia na segunda etapa – e chances teve para isso -, mas o alvinegro carioca, na base da garra, diminuiu para 2 a 3 e quase empata.

Por incrível que possa parecer, achei David Braz o melhor da defesa santista. Gostei de Arouca e Lucas Lima no meio. Leandro Damião fez bem a parede em algumas jogadas e tabelou com Robinho no primeiro gol do jogo, mas quando teve a chance de concluir, no segundo tempo, deu um traque e isso foi a gota d’água para ser substituído. Na verdade, o time piorou depois das substituições de Damião e Geuvânio por Patito e Alan Santos, mas ao menos Enderson Moreira fechou um pouco mais a defesa e garantiu a vitória.

O árbitro deixou Dewson Fernando Freitas da Silva, do Pará, não viu o pontapé de Dankler em Robinho, a cotovelada de Gabriel em Geuvânio, expulsou Robinho depois de dois amarelos absurdos e também deu amarelo para Geuvânio por reclamação. Ou seja: os santistas tinham de apanhar quietos, enquanto os adversários podiam bater à vontade. Robinho não joga a partida de volta, em que o Santos será favorito, mas não poderá perder tantos gols como fez no Maracanã. Esse Botafogo acredita que pode renascer das cinzas…

Tanto o Sportv como a Espn torceram para o Botafogo. Seus comentaristas se preocupavam em arriscar o que o time carioca tinha de fazer para mudar o jogo e lamentavam as “falhas” do adversário, sem atentar para as qualidades dos santistas. Bem, já estamos acostumados com esse tipo de transmissão. Só mesmo uma tevê santista poderia corrigir isso. Quanto ao público, só 8.714 pessoas, menos que Santos e Goiás, na noitinha chuvosa de domingo. Espero que no jogo de volta os santistas lotem a Vila, ou o Pacaembu, para empurrar o time.

Com mais essa vitória fora de casa, o Santos pode até perder por 1 a 0 ou 2 a 1 no jogo de volta e mesmo assim passará para a semifinal da Copa do Brasil. Já li comentários dizendo que essa vitória não vale porque o Botafogo é uma “baba”. Pode ser, mas uma vitória sobre esse mesmo alvinegro carioca, na última rodada do brasileiro, fez muita gente apontar o Grêmio como um dos melhores times do campeonato.

Santos e Botafogo revivem os grandes duelos no Maracanã

Com as voltas de Robinho, Mena, Edu Dracena e, talvez, Leandro Damião, o Santos enfrenta o Botafogo hoje, às 19h30, no Maracanã, no jogo de ida pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. Pelo mau retrospecto do Santos fora de casa, o favoritismo tem de ser dado ao Botafogo, mas bem que se caprichar um pouco o Alvinegro Praiano volta do Rio ao menos com um empate, já que o adversário está em crise.

Uma dúvida pertinente dos santistas é se os retornos de Edu Dracena, Mena e Leandro Damião farão bem ao time, já que sem eles a equipe tem rendido melhor e sofrido menos gols. É evidente que a insistência com o veterano e lento Dracena no miolo da zaga tem aberto alguns buracos na defesa santista. Hoje será mais um dia para checar isso. Robinho também merece uma boa observação, pois tem demonstrado problemas físicos.

O Santos deve jogar com Vladimir, Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Mena;
Alison, Arouca e Lucas Lima; Geuvânio, Leandro Damião e Robinho. O Botafogo, que utilizará sua força máxima, entrará em campo com Jefferson, Dankler, Bolívar, André Bahia e Julio Cesar (Junior Cesar); Airton, Gabriel, Ramírez e Zeballos; Rogério (Wallyson) e Emerson Sheik.

No fim de semana, pelo Campeonato Brasileiro, o Botafogo perdeu em casa para o Grêmio, e o Santos venceu o Goiás. Mas esses resultados pouco importam para o jogo de hoje. Se não jogar com muita atenção e com mais vontade de ganhar do que o adversário, o Santos voltará do Rio lamentando mais um bom resultado que poderia ter sido, mas não foi.

E você, o que espera do Santos logo mais, no Maracanã?

EIS AQUI JOSÉ CARLOS PERES E SUAS IDEIAS PARA O SANTOS
dossie - peres e odir
Peres, eu e o fruto do nosso trabalho

Lembro-me que antes das últimas eleições para a presidência do Santos, em dezembro de 2011, a enquete deste blog dava como resultado a reeleição de Luis Álvaro Ribeiro com 87% dos votos. E foi justamente o que ocorreu. Desta vez, José Carlos Peres surge com uma vantagem de 62%, e isso sem o enxugamento dos candidatos, o que deverá aumentar a porcentagem de votos a seu favor. Assim, é natural que o santista queira saber mais sobre este homem que, daqui a pouco mais de dois meses, poderá ser o escolhido para governar os destinos do Santos por três anos.

O clube vive situação tremendamente delicada, com uma dívida enorme a ser paga, um time mediano e uma folha de pagamentos absurda, pouca visibilidade na mídia, público pequeno no estádio, falta de patrocinador e, mesmo diante de tantos problemas, uma angustiante imobilidade de sua diretoria. Por tudo isso, a tarefa de reerguer o Santos não é para qualquer um. Exige amor ao clube, mas não só isso. É preciso capacidade, visão, criatividade, incansável disposição para o trabalho, talento para formar e motivar equipes e honestidade absoluta. Parece muito, mas sem líderes com essas qualidades, não vejo esperanças para o nosso querido Santos.

É preciso alguém que una os santistas de todos os lugares, que façam com que deem as mãos e trabalhem, juntos, pelo clube. É urgente transformar fraqueza em força e dar um choque de gestão, sem revanchismos ou bairrismos. É claro que sou suspeito, pois sou amigo dele e pude constatar, trabalhando ao seu lado pela Unificação dos Títulos Brasileiros, o grande homem e abnegado santista que o Peres é.

Com já disse, este blog está aberto a todos os candidatos a presidente do Santos. Que usem este espaço para expor sua biografia e suas propostas. Que o sócio saiba escolher o melhor para o nosso clube. Porém, como sócio e torcedor, tenho o direito de ter minha escolha, e esta, todos sabem qual é. Confio no homem, no administrador e no santista José Carlos Peres. Meu voto será dele.

Quer saber mais sobre ele e sua plataforma de governo? Clique na linha abaixo:

Site oficial, com biografia e proposta de governo de José Carlos Peres, candidato à presidência do Santos

E você, está propenso a votar em quem? Por quê?