Domingo, às 18h30, o Santos enfrenta o Goiás, no belo e aconchegante Pacaembu, e todo santista que puder deverá estar lá. É um jogo para levar os filhos pequenos, a mulher, os irmãos, combinar com os amigos de longa data. É o dia e o momento de estarmos ao lado do time, na alegria ou na tristeza, na cantoria ou no xingamento.

Já escrevi isso e volto a repetir: torcer é sofrer. Quem não está disposto a viver fortes emoções, boas ou más, vá acompanhar balé clássico, ou fazer yoga. Porém, abster-se de sofrer também o afastará da extrema alegria que só um gol pode dar. Um Gol do Saaaaantos!, como aquele garoto, o Pedrinho, sintetizou muito bem.

Sabe quantos podemos ser domingo, no Pacaembu? Quantos quisermos. Acredito em 25 mil, porque acredito na força da torcida do Santos. Sei que boa parte dela estava esperando uma oportunidade como esta para ver o Santos em São Paulo. Não espere por chamadas da “grande imprensa”, use a Internet para divulgar a partida entre os santistas. Vamos novamente transformar o Pacaembu na casa do Santos em São Paulo. Sugiro espalhar pelo twitter a hashtag #domingonoPaca

Com uma boa divulgação, o Santos já poderá lotar metade do Pacaembu com 40% de seus sócios. Espero que ela seja feita. Porém, mesmo que essa diretoria se mostre negligente mais uma vez, o torcedor que quiser ir ao jogo, irá. Nem que tenha de chegar um pouco mais cedo e comprar sua entrada nas bilheterias do estádio. Afinal, com todo o respeito à torcida do Goiás, este será o jogo de uma torcida só.

Agora me diga: você vai domingo ao Pacaembu sofrer pelo Santos?