Este Santos não tem força

http://youtu.be/XAI2RQrJ0Uc

Faltou força de vontade e força física ao Santos contra o time misto do São Paulo. Mesmo com mais posse de bola e mais chances de gol, o Santos quis menos a vitória do que o adversário e acabou derrotado por 1 a 0 – gol de Boschilia aos 9 minutos do segundo tempo.

Cicinho entrou com o pé mole na dividida e Edu Dracena não teve explosão muscular para dar o bote antes do chute de Boschilia, que Aranha não pegou por falta de reflexo. Enquanto isso, no ataque, as chances santistas terminaram em chutes fracos – que os antigos chamariam de traques – facilmente defendidos por Rogério Ceni.

Do ponto de vista estritamente técnico, o empate seria o resultado mais justo, porém o São Paulo marcou com aplicação e se atirou ao ataque com mais determinação do que o Santos. A vitória premiou o time de mais coragem.

O Santos só começou a jogar depois de sofrer o gol. A partida, a nona seguida sem vitória, mostrou que muitos jogadores do Santos não podem mais continuar no time em 2015. A impressão que ficou é que uma equipe com mais força de vontade não teria saído de campo derrotada.

O lado positivo foi o público e a renda – 33.247 pessoas, R$ 2.402.315,00. Pena que a direção do Santos tenha demorado tanto para utilizar as arenas da Copa. Mas dia 6 de dezembro está chegando e um novo presidente virá.

É claro que a montagem do elenco para 2015 deverá passar por uma análise rigorosa, mas é evidente que alguns jogadores não têm demonstrado a mínima condição de vestir a camisa do Santos. Espero que os representantes desses jogadores já estejam se mexendo para conseguir clubes interessados em seus pupilos.

E para não ficar em cima do muro, eu digo que, com exceção de Lucas Lima, Arouca e Geuvânio, todos os demais são negociáveis. Mesmo Robinho não está justificando sua contratação. É hora de renovar o time de cabo a rabo.

Santos 0 X 1 São Paulo
Arena Pantanal, Cuiabá (MT)
23 de novembro de 2014, domingo, 17 horas
Público: 33.247 torcedores. Renda: R$ 2.402.315,00.
Santos: Aranha, Cicinho, Neto, Edu Dracena e Caju; Alison, Arouca, Souza (Geuvânio) e Lucas Lima; Robinho (Leandro Damião) e Gabriel (Thiago Ribeiro). Técnico: Enderson Moreira.
São Paulo: Rogério Ceni, Paulo Miranda, Antônio Carlos, Edson Silva e Reinaldo; Auro (Denilson), Hudson, Boschilia (Michel Bastos) e Ademilson; Alexandre Pato (Luis Fabiano) e Osvaldo. Técnico: Muricy Ramalho.
Gol: Boschilia, aos 9 minutos do segundo tempo.
Arbitragem: Flávio Rodrigues Guerra, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Márcio Luiz Augusto (todos de SP).
Cartões amarelos: Lucas Lima, Thiago Ribeiro, Edu Dracena, Alison (Santos). Osvaldo (São Paulo).

E você, o que achou de Santos 0 x 1 São Paulo?

As primeiras notícias sobre o Sansão, neste domingo, às 17 horas, na Arena Pantanal, em Cuiabá, diziam que 20 mil ingressos já tinham sido vendidos três dias antes do jogo. Depois, desmatérias diziam que as equipes jogariam com times “mistos” e agora os sites chamam o clássico de “esvaziado”. Eu só posso dizer o seguinte: para o técnico Enderson Moreira e os santistas que estiverem em campo, o jogo vale muito, pois poderá decidir o futuro deles no Santos.

Se Muricy Ramalho deverá poupar titulares para o jogo do meio de semana pela Copa Sul-americana, azar dele. Enderson não precisa e não deve poupar ninguém. Um time como o Santos não pode ficar tanto tempo sem uma vitória. Que aproveitem a oportunidade de pegar o rival desfalcado e ganhem bem. É isso que o torcedor quer.

Agora, um lembrete: mesmo com muitos reservas, o São Paulo ainda é melhor do que muito time neste Brasileiro. Portanto, que o Santos jogue com seriedade. Primeiro, pela tradição do clássico e em segundo por respeito à sua torcida, de todo o Brasil e, especificamente, daquela que pagou caro para ver o tradicional duelo paulista, pela primeira vez jogado em Cuiabá.

Damião terá mais uma oportunidade, desta vez ao lado de Robinho. Preparem as máquinas e celulares. Não se pode perder qualquer boa jogada do atacante milionário. O negócio é continuar preparando aquele vídeo sensacional, traduzido em várias línguas, e postá-lo no Youtube. Um clube ainda fará uma oferta por Damião. Este pode ser um dos nossos pedidos para Papai Noel.

Santos x São Paulo
Arena Pantanal, Cuiabá (MT)
23 de novembro de 2014, domingo, 17 horas
Arbitragem: Flávio Rodrigues Guerra, auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho e Márcio Luiz Augusto, todos de São Paulo.
Santos: Aranha, Cicinho, Neto, Edu Dracena e Caju (Mena); Alison, Arouca, Souza (Gabriel) e Lucas Lima; Robinho e Leandro Damião. Técnico: Enderson Moreira.
São Paulo: Rogério Ceni; Auro, Paulo Miranda, Antônio Carlos e Reinaldo; Denilson, Hudson, Boschilia e Michel Bastos; Alexandre Pato e Osvaldo (Ademilson). Técnico: Muricy Ramalho.

E você, o que me diz deste Sansão em Cuiabá?