Leia e comente minha coluna no jornal Metro: “Santos precisa de um craque: o patrocínio.”

Ricardo Oliveira, Gabriel e Robinho
O time de Robinho ganhou o rachão. E ele comemorou muito com Ricardo Oliveira e Gabriel (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Para começar, digo que esse Audax merece respeito e a melhor forma de respeitar um time é jogar sério, marcar gols. Nada de toquinho de lado e embromation. Dito isso, informo que o técnico Marcelo Fernandes não quer dar sopa para o azar e não pretende poupar ninguém no jogo deste sábado, às 16 horas, no Pacaembu (bom horário, ótimo estádio, bom adversário, tudo para termos no mínimo 15 mil santistas no Paulo Machado de Carvalho. Vá e leve a família. Eu vou, claro! Arquibancada verde é o meu lugar.).

Robinho está confirmado. Ele só viajará para a Seleção Brasileira à noite. Valencia será substituído por Lucas Otávio, Elano, Leandrinho ou Marquinhos Gabriel. Marcelo Fernandes ainda não decidiu. O Santos deverá jogar com Vanderlei, Cicinho, David Braz, Werley e Vitor Ferraz; Lucas Otávio (ou Elano, ou Leandrinho, ou Marquinhos Gabriel), Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Ricardo Oliveira e Robinho.

O Santos é o líder absoluto do Campeonato Paulista e quer continuar vencendo para ter vantagem de mando de jogo nas partidas decisivas. Mas o Audax merece cuidados. O time de Osasco é o terceiro do grupo C, a apenas dois pontos da Ponte Preta. Orientado pelo técnico Fernando Diniz, o Audax venceu suas últimas quatro partidas, entre elas uma goleada de 6 a 1 no Red Bull Brasil.

O forte do Audax é o ataque, que marcou 18 gols, quatro a mais do que o Palmeiras e quatro a menos do que o Santos. O time de Osasco também tem o artilheiro do Paulista – Rafael Longuine, com oito gols, jogador que interessa ao Santos para o segundo semestre. Sua defesa, porém, já sofreu 13 gols. O melhor, para o espetáculo, é que o Audax tocar a bola, como o Santos.

O presidente do Audax é o ex-jogador Vampeta, aquele mesmo que disse que ia comer peixe na final do Campeonato Brasileiro de 2002. O clube, que já pertenceu ao Pão de Açúcar, tenta ter uma administração moderna e profissional. No início do campeonato vendeu um mando de campo para o Palmeiras e com isso faturou mais em um jogo do que o Santos deverá faturar em todos os seus jogos no Paulista.

Sábado às 16 horas é, segundo a enquete aí do lado, o segundo horário preferido dos santistas, e o Pacaembu também é o estádio preferido. Como o Santos usará seus titulares, entre eles Robinho, e o Audax não é de se retrancar, acredito que será um ótimo jogo pra se ver.

Marcelo Fernandes promete o Santos completo neste sábado. Assista:

Santos x Audax

Pacaembu, 21/03/2015, 16 horas

Santos: Vanderlei, Cicinho, Werley, David Braz e Vitor Ferraz; Lucas Otávio (Leandrinho, Elano ou Marquinhos Gabriel), Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Robinho e Ricardo Oliveira.
Técnico: Marcelo Fernandes.

Audax: Felipe Alves; Didi, Francis e Léo Bahia; Marquinho (Samoel), Camacho, Rafael Longuine, Matheus e André Castro; Gilsinho e Ytalo.
Técnico: Fernando Diniz.

Arbitragem: José Claudio Rocha Filho, auxiliado por Daniel Paulo Ziolli e Eduardo Vequi Marciano.

Clique aqui para saber mais sobre os ingressos para o jogo e ver o mapa de acesso ao Pacaembu

No ano passado, no mesmo Pacaembu, o Audax jogou melhor, mas o Santos conseguiu empatar no final. Veja os melhores lances:

E você, o que espera de Santos e Audax, neste sábado, no Pacaembu?