Ganhar é sempre bom, e o Santos venceu, fora de casa, o Londrina, campeão paranaense, em sua estréia na Copa do Brasil. Mas venceu por apenas 1 a 0 (gol de pênalti cobrado por Robinho) e, mesmo dominando inteiramente na segunda etapa, não teve precisão para fazer o segundo gol e evitar o jogo de volta, que será realizado justamente em meio às finais do Paulista.

Primeiro tempo: Santos dá espaço mas mesmo assim controla o jogo

No primeiro tempo o Londrina teve mais posse de bola, foi o único time que atacou até os 10 minutos de jogo, mas o Santos teve as maiores oportunidades. Em duas delas, a bola só não entrou devido a grande defesas do goleiro Vitor.

00m35s – Cicinho cruza, Vitor tira de soco.
07m18s – Gol do Londrina, mas cinco jogadores estavam em impedimento. Gol anulado.
10m00s – Depois de esperar o Londrina em seu campo e só cercar na marcação, o Santos começou a sair mais para o ataque.
13m14s – Ricardo Oliveira cobra falta rasteira, mas o goleiro encaixa.
15m10s – Árbitro não vê uma falta de Celsinho em Lucas Lima. Na sequência o Londrina consegue escanteio.
19m00s – Ricardo Oliveria recebe de Robinho e dá uma bomba de fora da área. Vitor toca na bola, que também bate no travessão. Melhor lance do jogo até ali.
21m36s – Lucas Lima cobra uma falta que ele mesmo sofreu. A bola cai para o sem-pulo de Robinho, que falha no chute e a bola sai em tiro de meta.
26m25s – Artur perde para Cicinho, que passa para Lucas Lima, que penetra e chuta, mas para fora.
27m45s – Passe errado na defesa do Londrina cai no pé de Robinho, que domina e chuta para o gol, mas a bola ai pra fora.
29m00s – Lucas tem a bola dominada na saída da defesa do Santos, mas tenta o drible, é desarmado e faz falta. Recebe cartão amarelo.
30m17s – Celsinho cobra falta de longe e obriga Vanderlei a uma ótima defesa, no seu canto esquerdo.
31m41s – Robinho recebe de Geuvânio e bate de fora da área, por cima.
38m39s – Vitor Ferraz recebe passe perfeito de Ricardo Oliveira, corta o marcador para dentro e bate para o gol. Vitor espalma para escanteio, em grande defesa. Melhor chance de gol no primeiro tempo.
45m16s – Lucas Lima faz o corte e a bola fica com o ataque do Santos na área do Londrina, em ótima oportunidade, mas o árbitro paralisa dando falta de Lucas Lima. Jogador do Santos protesta.

Segundo tempo: Londrina cansa e Santos não sabe aproveitar

No segundo tempo, diante de um Londrina cansado, que atacou por obrigação, o Santos teve umas 15 oportunidades de gol, desde chances de chutar à meta, até contra-ataques desperdiçados. Assim, haverá o jogo de volta e atrapalhará o time em meio ás finais do Campeonato Paulista.

00m35s – Celsinho chuta forte de fora da área, por cima. Este será o único chute a gol do Londrina no segundo tempo.
02m33s – Bom contra-ataque. Lucas Lima, Geuvânio, Lucas Lima, cruzamento para a área e bela ponde de Vitor, para encaixar a bola.
05m30s – Lucas Lima cruza, Ricardo oliveira chuta, Germano põe o braço ou o ombro na bola. Não fica claro. O árbitro dá pênalti. Eu não daria.
07m54s – Robinho cobra o pênalti com um chute forte, no ângulo alto direito de Vitor. Gol do Santos. Londrina 0 x 1 Santos.
10m00s – Renato quer driblar na área do Santos e perde a bola. Quase que o Londrina ganha o empate de graça.
21m00s – Lucas Lima penetra livre pela esquerda, Ricardo oliveira se coloca mal e fica em impedimento.
22m50s – Robinho chuta de fora da área, Vitor espalma e na sobra Ricardo Oliveira cabeceia para o chão. Vitor espalma de novo, em uma sequência rara.
23m59s – Impedimento mal marcado de Robinho, que estava na mesma linha do zagueiro e sairia na cara do goleiro.
26m36s – Contra-ataque. Lucas Lima puxa, dá para Geuvânio, este dá para Vitor Ferraz, ele recua e Lucas Lima chuta para fora.
27m50s – Ricardo Oliveira tenta o drible e perde a bola, mas insiste e ganha, joga entre as pernas de um outro zagueiro que vem na cobertura, penetra e recua para Robinho. Este bate para fora. Grande chance perdida.
30m50s – Sai Ricardo Oliveira, aparentemente cansado, e entra Thiago Ribeiro.
31m46s – Pênalti em Lucas Lima não marcado pelo árbitro, que estava em cima do lance. Jogador do Santos penetra pela esquerda, é tocado por Cofi e cai, mas o árbitro nada marca.
35m00s – Mais um contra-ataque. Geuvânio corre com a bola, dá para Cicinho que tenta o chute de esquerda e bate um tiro de meta. Pior chute da noite.
37m27s – Bate-rebate na entrada da área do Londrina, com muitos erros de passe. Bola cai com Robinho na entrada da área, com liberdade para o chute, mas o atacante bate fraco e rasteiro, de esquerda, à esquerda do gol de Vitor.
40m45s – Valencia dá uma furada e na sequência, ao perceber que perderia a bola, faz falta feia e recebe cartão amarelo.
41m00s – Sai Robinho, entra Gabriel.
43m16s – Lucas Lima puxa o contra-ataque quando sofre falta, mas o árbitro nada marca.
45m00s – Em mais um ataque, Santos entra na área do Londrina, pela direita. Lucas Lima cruza e a defesa do campeão paranaense corta. Bola acaba nas mãos de Vitor.

Atuações dos Santistas

Vanderlei – Quando exigido foi bem. Não demorou para repor a bola e pareceu sempre atento. 7.
Cicinho – Pegou muito na bola. Participou de alguns ataques e de muitos lances de defesa. Atrapalhou-se algumas vezes por prender demais a bola. Levou amarelo por falta violenta. 5.
David Braz – O miolo da defesa do Santos nada permitiu aos atacantes do Londrina. Braz foi discreto mas eficiente. 7.
Werley – O mesmo de Braz. 7.
Vitor Ferraz – Participou de boas jogadas de ataque e melhorou na marcação. 7.
Valencia – Voluntarioso, marcou bem. Às vezes o que o atrapalha é a bola. 6.
Renato – Discreto, tranqüilo, marcou razoavelmente bem, mas deu duas pixotadas: uma ao tentar driblar na área e outra ao tentar chutar para a frente e espanar. 6.
Lucas Lima – É o motorzinho do time. Puxa todos os contra-ataques. Se chutasse melhor, teria feito o seu gol. 7.
Geuvânio – Discreto. Lutou, participou de bons contra-ataques, mas não fez nada de muito útil. 5.
Ricardo Oliveira – Participou das melhores jogadas de ataque do Santos, mas sumiu em algumas fases do jogo. 6.
Robinho – Não luziu desta vez. Fez o gol, de pênalti, movimentou-se no ataque e acertou um chute que poderia ter sacramentado o 2 a 0, mas no todo teve um desempenho apenas regular. 6.
Técnico Marcelo Fernandes – Ao menos não deixou o time dormir em campo, como acontecia antes em jogos fora de casa. Mas não deve ter saído satisfeito com a equipe. Era bem possível fazer 2 a 0 e evitar o segundo jogo, que será realizado durante a fase final do campeonato pauista. O Santos esperou o Londrina atacar no primeiro tempo, mas não matou o jogo como poderia no segundo. Faltou capricho na conclusão das jogadas de ataque. Se era para substituir, teria de ter feito antes. Mexeu no time muito perto do fim do jogo. 6.

Londrina 0 X 1 Santos
Estádio do Café, Londrina, 17/03/2015, terça-feira, 19h30
Público: 10.917 pagantes (11.755 presentes). Renda:R$ 396.370,00.

Londrina: Vitor, Lucas Ramon, Dirceu, Silvio e Lino; Diogo Roque, Germano, Léo Maringá (Rone Dias) e Celsinho (Koffi); Arthur e Paulinho (Wéverton). Técnico:Claudio Tencati.
Santos: Vanderlei, Cicinho, David Braz, Werley e Vitor Ferraz; Valencia, Renato e Lucas Lima; Geuvânio, Robinho (Gabriel) e Ricardo Oliveira (Thiago Ribeiro). Técnico: Marcelo Fernandes.
Gol: Robinho, aos 7m58s do segundo tempo (pênalti).
Arbitragem: Paulo Henrique de Melo Salmazio, auxiliado por Leandro dos Santos Ruberdo e Sérgio Alexandre da Silva, todos do Mato Grosso do Sul (arbitragem ruim, marcou pênalti duvidoso a favor do Santos e deixou de marcar pênalti claro em Lucas Lima
Cartões amarelos: Londrina: Paulinho, Germano e Dirceu. Santos: Lucas Lima, Cicinho e Valencia.

Agora veja os melhores lances do jogo pelo ângulo da SantosTV:

E pra você, por que o Santos não conseguiu evitar o jogo de volta?