O maior duelo técnico marcado para hoje, às 18h30, na Vila Belmiro, reunirá os dois melhores meias do Brasil no momento: o santista Lucas Lima e o ponte-pretano Renato Cajá. Lima está em todos os lugares do campo, protege bem a bola, lança muito bem, mas não chuta lá essas coisas. Cajá tem ótimo controle, lança e chuta como um Ailton Lira. Aos 30 anos, vive o auge de sua carreira e tem sido fundamental para a ótima campanha da Ponte Preta neste Campeonato Brasileiro.

Invicta, a equipe de Campinas já jogou três vezes fora de casa e conseguiu arrancar empates, em cima da hora, de Grêmio e Cruzeiro, e na última partida goleou o Vasco, em pleno São Januário, por 3 a 0. Em casa, venceu o São Paulo por 1 a 0 e a Chapecoense por 3 a 1. Seus destaques são Renato Cajá e Biro-Biro, além do técnico Guto Ferreira, pretendido pelo Santos.

Enquanto a Ponte alcançará a liderança momentânea do campeonato com uma vitória logo mais (o Atlético Paranaense jogará mais tarde, neste sábado, e manterá 100% de aproveitamento caso vença o Vasco, em Curitiba), o Santos poderá entrar na zona de rebaixamento nesta rodada caso perca pela terceira vez na competição. E o resultado não seria tão surpreendente, pois, apesar de jogar em casa, o Santos enfrentará um time que tem jogado melhor e obtido bons resultados mesmo distante de sua torcida.

Com 11 gols marcados, a Ponte tem a média de 2,1 por partida. Sua defesa sofreu cinco gols, média de um por jogo. Já o Santos, marcou apenas seis vezes, com média de 1,2 por jogo, e sofreu sete gols. Pelos números, um empate, ou mesmo uma vitória da Ponte não seriam surpreendentes hoje. Que o santista se prepare…

Os dois técnicos poderão repetir as últimas formações de seus times. Marcelo Fernandes preferiu manter Vladimir no gol, apesar da falha do goleiro no primeiro gol do São Paulo, no Morumbi. Guto Ferreira deverá iniciar a partida com Rildo no banco, mas o jogador poderá entrar no transcorrer do jogo.

Times prováveis
Santos: Vladimir, Daniel Guedes, Werley, David Braz e Victor Ferraz; Lucas Otávio, Renato (Thiago Maia), Lucas Lima e Rafael Longuine (Gabriel); Geuvânio e Ricardo Oliveira.
Ponte Preta: Marcelo Lomba, Rodinei, Tiago Alves, Pablo e Gilson; Josimar, Fernando Bob e Renato Cajá; Biro Biro, Felipe Azevedo e Diego Oliveira.
Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araujo, auxiliado por Gustavo Rodrigues de Oliveira e Ricardo Pavanelli Lanutto, todos de São Paulo.

Marcelo Fernandes fala sobre o jogo de hoje:

Conheça Nilson, o centroavante que o Serginho indicou:

Reveja agora um histórico Santos x Ponte Preta. Com esta goleada, na Vila, o Santos venceu o primeiro turno do Campeonato Paulista de 1973 e se classificou para decidir o título com o campeão do segundo turno (que seria a Portuguesa). Pelé em grande fase, apesar dos 32 anos e meio, seria o artilheiro do campeonato. Ao seu lado, o garoto Euzébio:

E pra você, como o Santos deve jogar para vencer a Ponte?