Logo mais, outra batalha, em Florianópolis.

Relembre essa vitória do Santos sobre o Figueirense em 2012:

Neste sábado, às 18h30, o Santos tenta defender sua posição no G4 diante do Figueirense, em Florianópolis. O jogo é importante para os dois times, pois o Figueira tenta escapar da zona de rebaixamento. Nos últimos sete jogos que fez contra o time catarinense, o Santos ganhou todos. Dorival Junior fez um treino fechado, ontem, porque suspeita que há um espião vendo os treinos do Santos e passando as dicas para os treinadores adversários. Acha que isso ocorreu antes do jogo contra o Grêmio.

O Santos não está escalado, mas deve ser Vanderlei; Daniel Guedes, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Leandrinho (ou Alison ou Lucas Otávio) e Lucas Lima; Geuvânio, Ricardo Oliveira e Marquinhos Gabriel. Se quiser poupar alguém, Neto Berola, Werley e Rafael Longuine podem ser escalados. O técnico Hudson Coutinho, do Figueirense, não tem muito a esconder. Sua equipe deve jogar com Alex Muralha; Sueliton, Thiago Heleno, Bruno Alves, Juninho; Fabinho, João Vitor, Yago, Rafael Bastos; Carlos Alberto e Dudu. Estes dois últimos merecem cuidado. Mas é bom saber que Thiago Heleno está na zaga.

Este é o tipo de jogo que parece valer menos do que um clássico, ou do que o confronto do meio da semana, contra o São Paulo, no Morumbi, mas tem quase a mesma importância. Os três pontos podem ser decisivos para manter o time na luta pelo G4 até o fim do campeonato. Claro que o título da Copa do Brasil é preferível e ainda dará uma vaga para a Libertadores, mas entre o certo e o duvidoso, é bom o Santos não desistir do Brasileiro. É difícil, mas dá para ganhar, sim.

A arbitragem será de Leandro Pedro Vuaden (RS), auxiliado por Alessandro A. Rocha de Matos (BA) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE). Trata-se de um trio da Fifa, portanto entre os mais gabaritados da arbitragem brasileira. Esperamos que atuem bem e não se confundam. Depois do jogo voltamos para nossas análises.

Vida longa ao Rei!





O amigo Vítor Queiroz, o gênio técnico-científico do blog, produziu estes vídeos em outubro de 2010, quando Pelé fez 70 anos. Vale a pena revê-los.

Hoje, 23 de outubro, Pelé comemora, com a família, 75 anos de vida. Em Londres, a Galeria Halcyon está com uma exposição dedicada a ele, com fotos, pinturas e esculturas. Boa parte das fotos é de José Dias Herrera, aquele que mais retratou Pelé em sua fase de ouro, autor de todas as fotografias do livro “Segundo Tempo, de ídolo a mito”, nas livrarias.

Quem ousa comparar Pelé com qualquer outro jogador, vivo ou morto, desculpe, mas não entende e não sente o futebol, além de jamais ter chutado uma bola. Pelé teve mais físico, mais inteligência, mais habilidade e mais coragem do que qualquer outro. Reverenciá-lo nunca é demais. Brasileiros e, particularmente, santistas, devem orar todas as manhãs e agradecer o fato de ele ter vestido essas camisas.

O amigo José Maria Rodrigues, leitor deste blog, esteve na exposição de Pelé em Londres e me enviou muitas fotos dela. Agradeço e tinha a intenção de publicar a foto em que José Maria aparece ao lado de uma série de quadros produzidos de uma foto de José Dias Herrera, fotógrafo paulistano que viveu a maior parte de sua vida em Santos, cidade que amava profundamente. Porém, meu caro José Maria, problemas técnicos impediram a publicação. Fico devendo essa. Abaixo, links para a exposição:

Clique aqui para ler matéria sobre a exposição sobre Pelé em Londres

Leia a matéria publicada na BBC

E você, que mensagem envia para Pelé hoje?