O “se” não existe, mas as falhas existem e devem ser corrigidas. Domingo, pelas chances criadas, o Santos deveria ter vencido o Palmeiras por, no mínimo, três gols de diferença. É essa vantagem que o time precisa lutar para conseguir no primeiro jogo da final da Copa do Brasil. Gabriel precisa caprichar mais na conclusão, Lucas Lima tem de ter mais fome de gol e Ricardo Oliveira tem de se preocupar só em colocar a bola no barbante. Gol feio também vale.

E pra você, como o Santos deve jogar no primeiro jogo da final?