Assim como fiz um post com o título “Habemus Meia” quando percebi em Lucas Lima qualidades para ser o armador que o Santos tanto precisava, tomo coragem agora para dizer que Serginho tem toda a condição de ser mais um excelente meia do Santos.

Veja que não elogio jogadores a torto e a direito. Chamar de craque um jogador jovem, só fiz isso com Neymar e Ganso. Um é até hoje, o outro se perdeu na prepotência e nas más condições clínicas e físicas. Também vi potencial de craque em Felipe Anderson, e parece que os europeus também estão vendo.

Não chamei Danilo de craque, nem Alex Sandro, nem Wesley, nem André, nem chamo Gabriel ou Ricardo Oliveira, se bem que Gabriel pode chegar lá. São bons jogadores, mas ainda têm limitações consideráveis. Então, estou dizendo que Serginho é craque? Olha, digo que tem muito potencial para chegar lá: é habilidoso, inteligente, tem ampla visão de jogo e um chute que é o melhor entre os santistas.

A Suzana já lembraria outro detalhe importante: é canhoto! No tênis isso é uma grande vantagem (por falar nisso, força Thiago Monteiro, canhoto cearense de muita garra que está fazendo bonito nos torneios no Brasil). Creio que no futebol também, pois o canhoto surpreende, sai por um lado diferente, encontra ângulos pouco usuais. Mas quais seriam as qualidades que Serginho tem e quais pode desenvolver?

Bem, no jogo contra o Mogi Mirim ficou evidente que ele é uma ótima opção para os chutes de fora da área. O rapaz pega bem na bola. Vai marcar muitos gols assim. Já o vejo driblando para o lado e mandando a bomba, como fazia um canhoto genial saído da base do Santos, o Menino Pita. Lembro-me, ainda, de nosso Ailton Lira, que colocava a bola, como se usasse as mãos, nos ângulos inacessíveis ao goleiro, e era meia, craque e canhoto.

Na partida contra o Mogi deu para perceber que Serginho sabe tabelar, pode penetrar driblando e também pode avançar em busca de um lançamento. Fez tudo isso, e bem. Como é jovem e está se firmando no time agora, seu futebol tende a crescer. E o maior mérito por acreditar nele, não posso esquecer, é do técnico Dorival Junior.

Só queria entender as “despesas diversas”

Estou com os borderôs dos jogos do Campeonato Paulista na tela. Se também quiser vê-los, entre no site da Federação Paulista e ao lado do resultado dos jogos já realizados, clique em “Boletim Financeiro”.

Clique aqui para entrar nos boletins da Federação Paulista.

Pois bem. Gostaria de entender como o jogo Santos 4, Mogi Mirim 1 teve uma renda bruta de 332.370,00 reais, despesas diversas de 123.011,28, despesas totais de 313.565,59 e ficou com um lucro de apenas 18.804,41 reais, se a partida Novorizontino 3, Santos 3 teve uma arrecadação bruta um pouco menor (314.090,00), apenas 369,90 de despesas diversas e deu um lucro ao time do Interior de 253.250,03 reais!

Como a mesma arrecadação pode gerar uma distorção tão grande? Será que não é o caso, então, de o Santos rever suas despesas em cada jogo?

Joel pode continuar no time contra o Red Bull

O centroavante Ricardo Oliveira, aparentemente conformado de não ter ficado milionário da noite para o dia, voltou aos treinos e talvez jogue neste domingo contra o Red Bull, em partida marcada para as 19h30 no estádio Martins Pereira – com capacidade para 19 mil pessoas – em São José dos Campos. Porém, não é certeza de que Oliveira, que passou dias de muita tensão com a perspectiva de ganhar mais de um milhão de reais por mês, na China, esteja pronto, física e psicologicamente, para voltar ao time. Se não puder, o camaronês Joel, que marcou dois gols e se saiu muito bem contra o Mogi Mirim, deverá ser escalado.

O técnico Dorival Junior disse que não deve escalar Thiago Maia e Victor Ferraz. Outro que ainda ficará de fora é o zagueiro David Braz, que já voltou aos treinos mas ainda não está cem por cento para entrar no jogo.

O Santos lidera o Grupo A, com 12 pontos ganhos, mas a disputa com o Linense e o São Bento, ambos com 10 pontos, segue muito equilibrada. Como só os dois primeiros de cada grupo se classificam para a próxima fase, Dorival tem de saber remanejar os jogadores sem enfraquecer demais a equipe, pois uma derrota pode até deixar o Santos fora da zona de classificação.

Cerca de 90% dos torcedores de 10 grandes clubes brasileiros preferem que seus presidentes assinem contrato com o Esporte Interativo

Em uma enquete realizada pelo site Torcedores.com ficou evidente que torcedores de dez grandes times brasileiros preferem que seus clubes assinem o contrato com o canal Esporte Interativo.

Na média, a porcentagem de aceitação do Esporte Interativo entre os torcedores é de 89,9%. Os santistas são os mais entusiasmados com a possibilidade: 97% deles votaram a favor da assinatura de contrato com o canal para a transmissão de seus jogos.

Em segundo vêm os botafoguenses, com 93%. Depois, palmeirenses, com 92%. Gremistas e vascaínos preferem o Esporte Interativo também com um índice altíssimo: 89%. Torcedores de Fluminense e Cruzeiro optam pelo mesmo canal com uma porcentagem de 87%. Tricolores paulistas e colorados do Rio Grande do Sul atingem a porcentagem de 86% e fãs do Galo mineiro, 83%. Dos consultados, só os do Flamengo estão divididos.

Assim, não há qualquer dúvida de que os torcedores estão fartos do desigual sistema de distribuição de cotas praticado pela Globo e seu filhote, o Sportv, e querem uma fórmula caminho mais justa e democrática, que premie o mérito.

Clique aqui para checar a avassaladora porcentagem de torcedores de 10 grandes clubes que preferem o contrato com o Esporte Interativo.

E você, o que acha disso tudo?