É isso mesmo que você está vendo no banner acima: um exemplar do Time dos Sonhos, mais um exemplar do Dossiê que unificou os títulos brasileiros, ambos com dedicatória do autor, mais frete incluso, por apenas 88 reais! Aproveite!

banner santos - Esporte Interativo

Esporte Interativo: Nunca se esqueça que o seu primeiro aliado importante no Brasil foi o Santos, de Pelé, Neymar, Robinho, o primeiro bicampeão mundial, o time que semeou o futebol nos Estados Unidos. Acreditamos em vocês. Somos parceiros para o que der e vier. Jamais traiam a nossa confiança. Sucesso!

Já escrevi sobre isso na época, e volto a repetir: a Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959 não teria ocorrido sem a intensa e eficiente participação dos santistas nas redes sociais, divulgando os fatos e argumentos irrefutáveis que compuseram o Dossiê. Ninguém gosta do que não conhece e ao se conhecer melhor as circunstâncias da Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, a maior parte da comunidade futebolística brasileira reconheceu que a Unificação era justa e obrigatória. Agora, estamos diante de novo desafio: divulgar entre os torcedores de outros clubes a necessidade de que suas agremiações assinem com o Esporte Interativo e acabem com a tentativa de Espanholização engendrada pela Rede Globo.

Esse trabalho de persuasão exige conhecimento, credibilidade e muita, muita paciência e educação. Visitar sites, blogs e páginas do Facebook de outros clubes é importante para trazê-los para o lado bom da causa, mas exige cuidados. Não se pode responder às provocações ou ofensas. É preciso lembrar, calmamente, os benefícios para o futebol brasileiro que uma assinatura com o Esporte Interativo trará.

Em primeiro lugar, o público nos estádios aumentará com a mudança do horário dos jogos noturnos, pois é sabido que o início das partidas às 22 horas, depois da novela global, é um desrespeito aos torcedores brasileiros, que perdem preciosas horas de sono para acompanhar seu time. Sem contar que o horário também é prejudicial aos atletas. Com isso, a média de público caiu muito desde que esse horário passou a ser praticado.

Outro prejuízo do modelo atual é a falta de incentivo ao mérito, à eficiência, pois os times já entram na competição sabendo quanto vão ganhar da tevê, independentemente de sua classificação e até mesmo da audiência que será proporcionada por seus jogos.

Há uma odiosa reserva de mercado que garante a dois clubes verbas até sete vezes maiores do que as de alguns concorrentes do mesmo campeonato. Ora, se todas as equipes fazem parte do mesmo espetáculo, por que essa diferença tão grande de remuneração?

Tudo isso acabará influindo drasticamente na competitividade, outrora uma das características do Campeonato Brasileiro. É óbvio que a Rede Globo está tentando construir uma situação discriminatória que separará, definitivamente, os dois clubes privilegiados dos demais. Com a estrutura atual, será impossível para algumas agremiações brasileiras alcançarem o título nacional, como já fizeram antes.

O momento de romper esse monopólio é agora. O Santos deu um passo corajoso nesse sentido, mas nada será mudado se ficar sozinho nessa empreitada. Clubes que sempre reclamaram dos métodos da Globo, agora têm a oportunidade de criar uma concorrência saudável no mercado de transmissões de futebol, assinando com o Esporte Interativo.

Percebe-se, nas redes sociais, que os torcedores da maioria dos clubes querem que seus presidentes rompam com a Globo e assinem com o Esporte Interativo. Esses torcedores não conseguem entender as razões que fazem os dirigentes de seus clubes se manterem atrelados a uma emissora que os trata como meros coadjuvantes do futebol brasileiro.

No site FogaoNet, do Botafogo, há até quem insinue que o presidente de sua agremiação ganhou algum por fora para assinar com a Globo. Veja a que ponto chega a revolta do torcedor pelo fato de seu clube aceitar esse atestado de submissão decretado pela emissora carioca.

Não se preocupe com o número de pessoas que lerão suas mensagens. Idéias, quando são boas e justas, se espalham rapidamente. Há um anseio em milhões de torcedores de se emanciparem da Rede Globo. Só é preciso fazer esse assunto circular. Vamos ajudar o Santos e o futebol brasileiro. Mãos à obra! Entrem nos blogs e sites dos outros clubes e digam a eles como é importante buscar um novo caminho para o futebol brasileiro. É agora ou nunca!

Clique aqui para entrar em um blog do Grêmio

Clique aqui para entrar em outro blog do Grêmio

Clique aqui para entrar em um blog do Internacional

Clique aqui para entrar em outro blog do Internacional

Clique aqui para entrar em mais um blog do Internacional

Clique aqui para entrar em um blog do Fluminense

Clique aqui para entrar em mais um blog do Fluminense

Clique aqui para entrar em um blog do Sport

Clique aqui para entrar em mais um blog do Sport

Clique aqui para entrar em um blog do Bahia e do Vitória

Clique aqui para entrar em um blog do Bahia

Clique aqui para entrar em um blog do Coritiba

Clique aqui para entrar em mais um blog do Coritiba

Clique aqui para entrar em mais um blog do Atlético Paranaense

http://www.gazetadopovo.com.br/esportes/futebol/campeonato-brasileiro/atletico-e-coritiba-receberao-bonus-para-assinar-com-o-esporte-interativo-021dmvw418227i9c36wuqvo77

Clique aqui para entrar em um blog do Ceará

Clique aqui para entrar em um blog do Santa Cruz

Palmeiras
Clique aqui para entrar em um blog do Palmeiras

Clique aqui para entrar em um mais um blog do Palmeiras

Clique aqui para entrar em um um blog do São Paulo

http://http://spfc.terra.com.br/

Clique aqui paraq entrar no blog do Cruzeiro

Clique aqui para entrar em mais um blog do Cruzeiro

http://globoesporte.globo.com/mg/blogs/especial-blog/torcedor-do-cruzeiro/1.html

Clique aqui pata entrar no blog do Atlético Mineiro

Ou envie mensagem direto para a Ouvidoria dos Clubes (pesquisa do nosso leitor Douglas, o Bozo)

ouvidoria@gremio.net

ouvidoria@internacional.com.br

http://www.cruzeiro.com.br/ind…

http://www.atletico.com.br/con…

http://www.saopaulofc.net/fale…

http://www.palmeiras.com.br/fa…

ouvidoria@coritiba.com.br

http://www.atleticoparanaense….

secretaria@fluminense.com.br;

ouvidoria@botafogo.com.br

Deva Pascovicci, ex-CBN, será narrador da Fox. Esse é bom! Clique aqui para ler a notícia.

Quando Robson deixou de ser Robinho

Por Sérgio Gorni de Almeida

O Robinho é o cara que brinca com todo mundo, faz um funk anunciando que seu time vai ser campeão antes da disputa. Ele dança com seus companheiros de time quando faz um gol. É um jogador decisivo. Robson, por outro lado, não joga: é estiramento, falta de preparo físico, fuso horário. Ele pede vinte ou trinta dias para entrar em forma.

Robinho jura amor pelo Santos. Ressalta sua identificação com a torcida e o time alvinegro praiano. Robson diz que é profissional, que foi muito feliz no Santos, mas que seu foco agora é o Galo. Posta fotos enaltecendo a torcida do Atlético Mineiro, dizendo que é a mais fanática.

Robinho joga no Santos.

Robson força a saída.

Robinho se despede e vai jogar bola no Real Madrid. Lá, Robson toma controle. O futebol do atleta não é nem metade do que era esperado. Robson força a saída do Real para o Manchester City. Robson força o retorno do City para o Santos (afinal, é ano de Copa e ele tem que estar jogando para ser convocado).

Quando volta, faz papel de Robinho. Convence a mim e a todos os santistas. Mas quando sai, fica uma pulga atrás da orelha: ‘Ele que sempre forçou tanto, não podia ter forçado a permanência?’.

Robson força a saída do City para o Milan. Robson força a saída do Milan para o Santos. A gente esquece que ele não nos quis algumas outras vezes. Afinal, ele é Robinho.

Não é. É Robson. Quando surge uma proposta, vai ser banco na China.

Quando o contrato acaba, imagina-se que Robinho voltaria para o Santos, clube que ama. O problema é que há muito tempo só existe Robson, o profissional. Infelizmente para nós, santistas, Robson prevaleceu. Já se mostrava Robson nas últimas duas passagens. E nós, ignorando. Agora não dá mais.

Perdoe-nos, Robinho. O erro é nosso. Esquecemos que você era profissional antes de torcedor. É que a gente não tem as recompensas que vocês têm: casa no condomínio Acapulco, carros, iates, aviões, joias, modelos, fãs, sucesso, destaque, festas, luxo, tudo! Nós só temos o Santos. O que, na verdade, é muito mais do que aquilo que você tem. Nós esquecemos que você foi Robinho por pouco tempo. Sempre foi muito mais Robson. O erro é nosso.

Com tristeza e pesar, um abraço, Robson.

Pena que você não conseguiu ser Robinho.

E você, vai contribuir para o fim do monopólio da Globo?