Gooooool do Saaaantos!!!


Chegou a hora de repetir a goleada?

Sei muito bem que antes de um clássico, como teremos domingo, na Vila Belmiro, o correto é dizer que será um jogo difícil, equilibrado, que clássico é clássico etc etc. Sei que o alvinegro de Itaquera é o líder do campeonato, pois tem cinco pontos ganhos a mais do que o Santos – se bem que foram pontos ganhos com erros de arbitragem.

Sei que se eu escrever algo que possa ser usado para motivar o adversário, é bem capaz de o Tite, ou algum aspone, imprimir esse post, colar na parede do vestiário e usá-lo para provocar os jogadores, dizendo: “Viu o que o ombudsman do Santos escreveu? Que vocês são um time medíocre?”

Bem, não sou o ombudsman do Santos, este blog é que é. Mas, para falar a verdade, este time do alvinegro de Itaquera é mesmo medíocre. Joga um futebol sem nenhuma inspiração. Primeiro se defende, depois especula um golzinho. Claro que pode ganhar de 1 a 0 domingo, o placar favorito do Tite, mas que é medíocre, é. Joga feio e não tem um craque. Prioriza a defesa e aproveita os erros do adversário. E se está muito difícil, sabe que no final há sempre a esperança de o árbitro dar uma mãozinha.

Afinal, a Globo quer que ele vença, boa parte da mídia também, assim como a Caixa, o ex-presidente e outros do mesmo naipe. A Globo não entende nada de futebol, só entende de dinheiro. Se entendesse de futebol, não pagaria uma fortuna para um time medíocre, que joga no lixo o estilo maravilhoso que o Brasil demorou anos para desenvolver. E por estimular a mediocridade, é óbvio que a Globo é uma das, ou a maior, culpada pelo vexame que o Brasil passou na última Copa.

Isso posto, se eu fosse um jogador do Santos, daria tudo pela vitória nesse domingo. Jogaria o que eu sei e o que não sei pela vitória. E faria quantos gols pudesse e minha energia desse. Primeiro, porque é um jogo na familiar e aconchegante Vila Belmiro, onde o Santos tem a obrigação de vencer; depois, porque é um clássico, e em terceiro lugar porque é contra o time que dá mais espaço na mídia.

Uma vitória sobre o alvinegro de Itaquera oferece ao time vencedor e seus jogadores uma exposição positiva na mídia durante uma semana inteira, ou, às vezes, durante a vida toda (não se esqueçam das eternas oito pedaladas!). Uma boa jogada domingo será multiplicada por duas, três, quatro vezes. Um jogador santista mediano será elevado à condição de craque se arrebentar o chamado duelo alvinegro. Enfim, se eu fosse jogador, jamais deixaria de ganhar desse time.

E o bom é que nem é o time mais difícil de ser vencido, pois a imprensa enche tanto a bola dele, que fica parecendo ser melhor do que realmente é. Na realidade, não passa de uma equipe mediana, com jogadores regulares, que no máximo conseguem fazer um gol por partida (leia de novo essa frase, pois você não a encontrará na grande imprensa bajuladora).

Por isso, mesmo concordando que respeito é bom e todo adversário merece, também acho que respeito demais trava o jogo e leva para um 0 a 0 medíocre, como quer o professor Tite. O Santos tem mais é que mostrar que na Vila o tubarão é ele. E se der para golear, melhor ainda.

E você, o que acha do adversário de domingo?