Pague 1, leve 2 Time dos Sonhos. E muito mais!

Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
A promoção continua até 31 de julho. Clique aqui para comprar o livro Time dos Sonhos, a Bíblia do Santista, e ganhar mais um exemplar de graça, além da versão eletrônica do livro Donos da Terra, frete pago e dedicatória exclusiva. Tudo isso só por R$ 68,00 e ainda dá pra parcelar. Clique já!

Um Dorival super sincero

Nos tempos do Muricy Ramalho, um sujeito colocou uma substância estranha no Gatorade do professor e ele deu uma entrevista impressionante, lembra? Pois é. O mesmo cara deve ter entrado na sala de entrevistas do CT Rei Pelé e colocado alguma coisa na água do Dorival Junior. O que ele falou sobre Santos e Palmeiras, o clássico vital da próxima terça-feira, às 20h30, no Alianz Parque, é surpreendente. Eu não estava lá, mas um amigo gravou para mim e faço questão de dividir as respostas do Dorival com vocês.

Para começar, um rapaz de voz bonita, desses de rádio, fez uma pergunta pró forma, já sabendo o que ouviria como resposta:

– Dorival, o Gabriel Jesus, o Roger Guedes e o Thiago Santos receberam cartões amarelos contra o Sport e não enfrentarão o Santos. Isso torna o jogo de terça-feira menos complicado para você? Quero dizer, difícil será, claro, mas o que você acha desses desfalques do Palmeiras? Bem, se não quiser falar nada sobre o adversário, eu vou entender. Já peço desculpas pela pergunta…

– Não, não, não, fique à vontade. Faça o seu papel. Como Palmeiras e Santos farão o grande jogo da próxima rodada, e os cartões amarelos tirarão três titulares do Palmeiras, é normal que você queira saber minha opinião. Estou aqui para responder a todas as perguntas…

Os poucos repórteres presentes, não mais do que meia dúzia, se entreolharam, espantados. Que bicho teria mordido, ou melhor, o que estaria acontecendo na cabeça do professor?

– Bem, então, Dorival, a ausência dos três titulares do Palmeiras torna o jogo de terça-feira menos complicado para o Santos?

– Ora, é claro. Só o Gabriel Jesus fará uma falta enorme para o Palmeiras. O garoto se mexe o tempo todo, cria jogadas, define bem, tanto é que é o artilheiro do campeonato. Então, é um alívio para mim saber que ele não estará em campo. Outro que fará muita falta para eles é o Roger Guedes. Esse garoto é muito bom: brigador, tem personalidade, nem parece um novato. E o Thiago Santos é experiente. Os três farão muita falta para o Palmeiras e suas ausências aumentam as chances do Santos, sim.

Um repórter de site esportivo, acostumado ao tom escorregadio do Dorival, pegou a deixa e emendou a segunda pergunta, deixando a bola pingando para o treinador estufar as redes:

– Mas, como você mesmo diz, não é, Dorival, um time grande como o Palmeiras é sempre perigoso, com ou sem todos os titulares…

– Sim – interrompeu o técnico –, mas é evidente que o perigo diminui se alguns de seus melhores jogadores não podem atuar. Todo mundo sabe que os craques do Palmeiras são o Gabriel Jesus e o Dudu. Se um não pode jogar, naturalmente eles perderão muito de suas forças.

– Mas, por jogar em casa, diante de sua fanática torcida que deve lotar as dependências do Alianz Parque, o Palmeiras deve ser considerado favorito, ou não? – quis saber outro repórter de rádio.

– É claro que não. No dia em que eu achar que só por jogar fora de casa o Santos deixa de ter a mesma probabilidade de vencer que teria atuando diante de sua torcida na Vila Belmiro, ou no Pacaembu, eu pego o meu boné e vou treinar um time pequeno. Time grande, como o Santos, entra em campo sempre pensando na vitória, e não há nada que me faça querer outro resultado na terça-feira. Estamos jogando bem, já ganhamos dois jogos fora de casa, teremos o time completo e os reservas mostram muita qualidade. Hoje temos um bom time e um bom banco. Para fazer média, eu poderia dizer que clássico é clássico e tudo isso que vocês ouvem por aí, mas ao analisar time por time, sou obrigado a dizer que o Santos é favorito.

– A imprensa toda diz que o Palmeiras é o melhor time do campeonato, então você não concorda com isso? – perguntou um repórter de tevê.

– A imprensa toda, não. Uma parte dela e, se você reparar bem, a maioria dos jornalistas que dizem isso são palmeirenses. O que mudou tanto no Palmeiras desde o Campeonato Paulista, que o Santos venceu? É claro que é um bom time, mas se é melhor ou não que o nosso nós veremos na terça-feira.

– De qualquer forma, Dorival, ainda há muito campeonato pela frente. Mesmo que o Santos perca, ainda poderá se recuperar, não? – foi a vez do repórter de um jornal da cidade.

– Não quero nem pensar na hipótese de perder. O jogo é decisivo. Estamos a seis pontos do Palmeiras. Podemos ficar a três, com uma vitória, e a nove, com a derrota. Para nós é tudo ou nada. É uma decisão. Para seguirmos no nosso plano de sermos campeões, não podemos nem pensar em derrota.

– Então, a meta do Santos é ser campeão brasileiro?

– Sempre foi, ué. Queremos títulos. Já está na hora de eu ser campeão brasileiro. Dizem por aí que só ganho estadual e que ganhei uma Copa do Brasil perdendo para o Vitória. É um desafio pessoal ser campeão este ano.

– Mas não ficará difícil ser campeão sem o Gabriel, o Thiago Maia e o Zeca na Seleção Olímpica, além do Ricardo Oliveira machucado e o Lucas Lima nesse sai não sai? – criou coragem o repórter da tevê.

– Difícil é, mas quem falou que ser campeão brasileiro é fácil? Primeiro, é preciso definir uma meta, e essa meta já está definida por mim, pela comissão técnica e pelos jogadores: queremos esse título, merecemos lutar por ele e é o que faremos. E depois, o Copete, o Yuri, o Rodrigão e os outros que entrarão no time darão conta do recado, podem escrever aí.

– Estipular a meta de terminar no G4 não é mais plausível? Afinal de contas, faz tanto tempo que o Santos não disputa a Libertadores. Você não receia ser pressionado caso não seja campeão? – o repórter do site voltou à carga, oferecendo uma saída para o professor.

– Você quer dizer se eu não tenho medo de ser pressionado e mesmo demitido se não for campeão? Ora, meu caro, eu ganho um dinheirão para fazer algo que milhares de brasileiros poderiam fazer no meu lugar. Tem muito sujeito por esse Brasil afora que entende mais de futebol do que eu, que poderia escalar melhor o time e também fazer melhores substituições. Tenho consciência disso. E ficar no G4 com o time brasileiro que tem mais jogadores na Seleção principal e olímpica é moleza. Meu desafio é ser campeão. Se não for é porque fracassei.

– Então podemos dizer que você botará o Santos pra cima do Palmeiras no Alianz Parque? – prosseguiu o repórter de voz bonita.

– Bem, no fim vocês dirão o que querem, não é assim que funciona? Mas, não, não digam que botarei o Santos pra cima do Palmeiras. Digam que o Santos jogará pela vitória, e vitória se conquista com talento, aplicação e garra. Digam também que espero um grande jogo, bonito e limpo, o melhor jogo do campeonato até aqui.

– Realmente, será o jogo mais importante do Brasileiro até agora – emendou o repórter de tevê –. Por isso mesmo é que é estranho que seja na terça-feira, não deveria ser no horário nobre da quarta-feira?

– Isso não é comigo, mas vocês sabem muito melhores do que eu que a TV que controla o futebol tem os seus dois times preferidos e Santos e Palmeiras não estão entre eles.

Satisfeitos com as respostas inusitadas do professor e premidos pelo tempo, os repórteres começaram a se mexer nas cadeiras, prenunciando o fim da entrevista. Um deles ainda arriscou:

– É muito cedo ainda e você nunca definiu o time com tanta antecedência, mas será que já dá para dar uma ideia da equipe que jogará contra o Palmeiras?

– Não é tão cedo. Terei de escalar os melhores, não? Então, é só ver quem está jogando melhor no Santos e saberão qual é o meu time. Não escalo por nome ou por amizade. Ponho em campo os melhores, os que têm mais técnica, melhor condição física e lutam mais pela vitória. Muitos podem ser bem jovens, mas tenho um time de homens, não de meninos.

Por falar em sinceridade e personalidade, veja e ouça o que Cristiano Ronaldo falou para o companheiro Moutinho, que estava receoso de ser um dos cobradores de pênalti contra a Polônia. A propósito, será que não está na hora de voltar aos tempos do futebol sem frescura?

Compre um, leve dois!

Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos

Como prometi, neste julho, mês de aniversário da Suzana, minha mulher, em homenagem a ela e a quem aprecia e divulga a história do nosso querido Santos por esse Brasil afora, ofereço uma promoção imperdível do livro Time dos Sonhos, a Bíblia do Santista: quem comprar um exemplar de Time dos Sonhos, receberá dois, e sem pagar nenhum centavo a mais.

Diante de promoção tão radical, é natural que você tenha algumas dúvidas a respeito. Então, elaborei as respostas a elas, a seguir:

Cliquei no link COMPRAR LIVROS, no alto do blog, fui encaminhado à LIVRARIA DO ODIR, mas lá não existe essa promoção. Como devo proceder?
Na Livraria do Odir compre apenas um exemplar de Time dos Sonhos, pagando R$ 68,00 (já incluída a despesa de correio). Tratarei de enviar os dois exemplares para o mesmo endereço que você indicar.

Posso pedir uma dedicatória para cada livro?
Sim, pode. Para isso, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br com o segundo nome a receber a dedicatória.

Posso pedir para os livros serem entregues em dois endereços diferentes?
Isso não. Os dois livros só podem ser entregues em um endereço. Mudar isso aumentaria os custos e quero manter apenas o preço final de 68 reais.

Essa nova promoção ainda me dá direito a receber, gratuitamente, uma cópia eletrônica do livro Donos da Terra?
Sim. Comprando um exemplar de Time dos Sonhos você receberá dois exemplares do mesmo e também ganhará, de presente, uma cópia eletrônica do livro Donos da Terra, que será enviada pelo seu e-mail.

Do que trata o livro Donos da Terra?
Ele conta a história da primeira conquista mundial do Santos, em 1962. Entrevistei também jogadores do Benfica para fazer esse livro, que recebeu boas críticas. Você voltará no tempo e viverá o auge do futebol-arte.

Se eu pagar e não receber os livros, como devo agir?
Garanto que isso não ocorrerá. Você comprará apenas um e receberá dois exemplares de Time dos Sonhos. Mas se houver algum problema, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e relate o ocorrido. Os dois exemplares de Time dos Sonhos chegarão às suas mãos. É minha palavra que está em jogo. Até agora, em seis anos de livraria, o nível de satisfação dos clientes é de 100%. Quero manter a invencibilidade.

Para quem devo dar o segundo exemplar de Time dos Sonhos?
Se não tiver ninguém em especial, como parente ou amigo, sugiro que ofereça a um santista de poucas posses, preferencialmente criança ou adolescente, que não tem como comprar o livro. Vamos espalhar a história mais rica de um time de futebol. Ninguém gosta do que não conhece. Vamos aumentar o número de pessoas conhecedoras e, por que não, especialistas na história do Glorioso Alvinegro Praiano.

Por que devo ler Time dos Sonhos?
O livro Time dos Sonhos, de 528 páginas, traz a história completa do Santos desde sua fundação, em 1912, até o título brasileiro de 2002. Toda a formação e os grandes momentos do melhor time de todos os tempos, que começava com Gylmar (ou Manga, ou Laércio, ou Cláudio) e terminava em Pepe (ou Edu, ou Abel) estão lá, incluindo, obviamente, a incomparável trajetória de Pelé.

Quanto tempo durará a promoção?
A partir de hoje, 1º de julho, até o dia 31 deste mês.

A promoção serve para todos os livros da Livraria do Odir?
Não, apenas para o livro Time dos Sonhos, pois este foi produzido pela minha editora, a Verbo Livre. Os outros são de outras editoras e não obtive autorização para reduzir os preços.

eu e suzana melhor

Quem é Suzana, a sua mulher?
Suzana Gonzaga Silva Cunha foi uma das melhores tenistas brasileiras até os 18 anos. Depois, formou-se em Educação Física na USP e passou a se dedicar ao ensino do tênis, especializando-se em aulas para crianças. Escreveu livros e fez vídeos sobre o assunto e há mais de 20 anos escreve para revistas especializadas do esporte e trabalha para a Confederação Brasileira de Tênis na formação de novos professores. Acredita que a prática esportiva traz valores importantes para as pessoas, principalmente para os mais jovens. É minha companheira na vida e no amor ao Santos.

No filme que você posta no blog, você diz que o comprador terá o seu nome no último capítulo do livro. Isso ainda vale?
Não, esse presente nós demos para quem participou do financiamento desta segunda edição do livro. Sem esses contribuidores, Time dos Sonhos não teria sido relançado. Se quiser também ter o seu nome em um livro sobre o Santos, sugiro que espere um pouco mais, pois até o final do ano uma obra sensacional, de um grande pesquisador santista, deverá ser lançada por outra editora, mas anunciarei neste blog.

Odir, por que você escreve e publica livros sobre o Santos, se no Brasil poucos leem, menos ainda os torcedores de futebol?
Boa pergunta. Os livros me educaram, tenho uma enorme gratidão a eles. Minha ma~e era do lar e meu pai não tinha tempo para conversar com a gente. Quase tudo que aprendi de importante veio dos livros. Como gostaria que a história do Santos jamais fosse esquecida, escrevo e apoio quem escreve livros dobre o Santos.

Você ganha muito dinheiro com isso?
Quando se ganha, é pouco, não pode ser considerado um trabalho, mas algo como um sacerdócio. Sobre sua pergunta, preciso vender todos os exemplares de Time dos Sonhos para recuperar o que investi. Mas a recompensa é saber que as histórias estão se espalhando pelo Brasil, chegando aos torcedores e aos formadores de opinião.

Essa promoção que você está fazendo com o Time dos Sonhos não tira todo o seu lucro?
Bem, o preço real de cada exemplar, para que Time dos Sonhos – uma obra bem impressa, de 528 páginas – se tornasse rentável seria, no mínimo 70 reais. Se o blog estava oferecendo o livro a 68 reais, com despesa de correio incluída e, obviamente, também a embalagem, a margem foi drasticamente reduzida. Se em julho estou oferecendo dois exemplares pelo preço de um, ou seja, os mesmos 68 reais, ainda dou de brinde uma versão eletrônica do livro Donos da Terra e incluo a dedicatória, dá para perceber que não existe lucro financeiro. Ah, ainda tem os royalties do Santos e do editor de arte. Então, faça as contas e, se ainda não comprou, adquira Time dos Sonhos. Ao menos eu venderei os exemplares que tenho, amortizarei meu prejuízo, não precisarei mais me preocupar com o estoque e ficarei com a certeza de que ao menos o que escrevi está sendo lido, o que, no fundo, é a maior recompensa do escritor. Abraço!

Torne-se um conhecedor e um divulgador da rica história do Santos. Mantenha vivo o bem mais precioso do nosso time.

Time dos Sonhos + Time dos Sonhos + Dedicatórias + Frete Pago + Donos da Terra (versão eletrônica) por apenas 68 reais! Promoção só neste mês de julho! Aproveite!
DonosdaTerra Aproveite a promoção deste mês de julho. Compre um exemplar do livro Time dos Sonhos, ganhe mais um e ainda receba, gratuitamente, uma versão eletrônica do livro Donos da Terra. No caso de querer uma dedicatória a outra pessoa, logo após adquirir o livro envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br com o nome de quem será presenteado.
Clique aqui para saber como adquirir o seu exemplar de Time dos Sonhos – uma autêntica Bíblia Santista, de 528 páginas – sem nenhuma despesa de correio e com dedicatória do autor, por apenas 68 reais. E ainda receber, gratuitamente, um segundo exemplar de Time dos Sonhos e a versão eletrônica do livro Donos da Terra.

Se quiser adquirir apenas o e-book do livro Donos da Terra, por uma taxa simbólica de R$ 3,00 (três reais), envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br para ser orientado a respeito.


E você, gostou da entrevista do Dorival Junior super sincero?