Empolgante a maneira como o colombiano Jonathan Copete se entregou à luta contra o Vitória. Fez dois gols, sofreu um pênalti e criou muitos lances de perigo. Ele não é um craque, mas é essa garra que pode levar o Santos ao título brasileiro deste ano. Sim, o título brasileiro, acredite!

Contra um Vitória franco atirador, o improvisado sistema defensivo do Santos se mostrou inseguro e errático. Yuri foi mal como zagueiro, Dorival quis dar emoção ao final colocando Elano e Léo Cittadini e por pouco três pontos garantidos viraram um. Porém, com o triunfo santista por 3 a 2 e o empate do Palmeiras, diante do Atlético Mineiro, em 1 a 1, o título ainda está em aberto e ficará com o time que tiver mais frieza, determinação e coragem.

Li comentários de santistas que entregaram a toalha porque o Atlético Mineiro não venceu o Palmeiras. Ora, o Atlético está na final da Copa do Brasil e poderia ter usado reservas no Brasileiro, como o Santos fez no ano passado, e fatalmente teria perdido, aí sim deixando o campeonato à mercê do Palmeiras. Porém, teve hombridade e, com o empate, aproximou mais o Santos do Palmeiras do que se pode imaginar.

Em número de vitórias, Santos e Palmeiras estão empatados, com vinte e uma cada. Em gols sofridos, também empatam, com 31. Nos gols marcados, a vantagem palmeirense é de apenas dois (58 contra 56 do Santos). Em suma, os times têm rendimentos muito parecidos. A maior diferença são esses quatro pontos que, no entanto, não representam uma vantagem definitiva.

Digo isso porque nos jogos mais recentes o Santos vem tendo um rendimento melhor do que seu rival. Enquanto, em suas últimas três partidas, o Santos venceu o próprio Palmeiras, na Vila Belmiro, por 1 a 0, derrotou a forte Ponte Preta, em Campinas, por 2 a 1, e agora passou pelo Vitória por 3 a 2, o Palmeiras perdeu do Santos, ganhou a duras penas do Internacional, por 1 a 0, e agora empatou com o Atlético Mineiro. Há um declínio visível no desempenho palmeirense.

E, por uma má coincidência para o alviverde, seus três últimos compromissos serão contra times que ainda têm o que esperar do campeonato: o Botafogo vem a São Paulo pensando na vitória, pois quer garantir uma vaga na Libertadores; a Chapecoense tem um time arrumadinho, está na melhor fase de sua história e também tem planos de ficar no G6, e, por fim, o Vitória, em sua casa, lutará até o último minuto pela vitória que poderá salvá-lo do rebaixamento.

Não me espantarei se o Palmeiras não conseguir vencer nenhum dos três jogos que lhe restam. O time tem sido o retrato de seu técnico e está à beira de um ataque de nervos. Porém, nem precisará empatar os três jogos. Basta que tenha dois empates e uma vitória para permitir que o Santos, com três vitórias, seja o campeão. E essa não é a única fórmula que pode decidir o título para o Alvinegro Praiano…

Digamos que o Santos vença o Cruzeiro, em Belo Horizonte; empate com o Flamengo, no Rio, e, obviamente, vença o rebaixado América Mineiro na Vila Belmiro. Fará mais sete pontos. Nesse caso, o Palmeiras só poderá marcar três pontos nos três jogos que lhe restam – apenas um a menos do que marcou nos seus três jogos mais recentes.

Não acho impossível que o Palmeiras perca para o Botafogo e, na última rodada, para o desesperado Vitória, vencendo apenas a Chapecoense. Nem acho impossível que a Chapecoense também complique bastante a partida no Allianz Parque. Sei que não falta garra ao alviverde paulistano, mas está devendo em técnica.

Por outro lado, sabemos que o Santos tem alguns jogadores muito técnicos, porém é a garra do limitado Copete que está levando o time à frente nessa reta final. E pela forma como luta pela bola e pelas vitórias, o colombiano ainda acredita no título brasileiro. É esse espírito que deve embalar o Glorioso Alvinegro Praiano nesses três jogos que podem lhe dar o título mais espetacular de toda a história do Campeonato Brasileiro. Se ele acredita, por que nós desistiremos? Força Santos!

E você, quer mesmo a taça?


dossie - imprensa

Um dos dois deve ser Eneacampeão Brasileiro!

E com justiça. Boa parte de seus títulos foram conquistados na Era de Ouro do futebol brasileiro, entre 1958 e 1970, quando, em 12 anos, o Brasil foi três vezes campeão mundial.

O trabalho que impediu o “esquecimento” dos campeões nacionais de 1959 a 1970, de José Carlos Peres e meu, virou um livro histórico. Trata-se do Dossiê e está à venda na livraria deste blog. Basta clicar em Comprar Livros, no alto, à direita, na página inicial deste blog.

E para facilitar o Natal de santistas, palmeirenses, botafoguenses e de todos os interessados no “Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros a Partir de 1959”, faço uma promoção de Papai Noel: a compra de um exemplar do Dossiê, por apenas 38 reais, dá direito a mais um, sem nenhuma despesa extra. Compre um que eu envio dois para você.

Os exemplares devem ser encaminhados ao mesmo endereço, ou será impossível segurar o preço do correio. Veja que legal. Você terá o seu exemplar e com o outro poderá presentear um amigo santista, palmeirense, cruzeirense, botafoguense ou torcedor do Bahia ou do Cruzeiro. Que presentão de Natal, hein.

É só clicar em Comprar Livros, adquirir um Dossiê, e o resto fica comigo. E logo que comprar, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e diga para quem quer as dedicatórias.

Se preferir, clique aqui para garantir o seu Dossiê e o presente de Natal do seu amigo santista ou palmeirense

Leia “O barqueiro de Paraty”, uma história de virtude e amizade que pode mudar sua vida!

Na livraria deste blog a versão em papel de “O barqueiro de Paraty” está esgotada. Mas é possível adquiri-lo em Ebook, na Amazon, por apenas R$ 15, 64. Essa história, um tanto autobiográfica, é um ótimo presente para quem quer aprender mais sobre a essência da vida simples. No link abaixo é possível ler o primeiro capítulo. Experimente…

Clique aqui para entrar na Amazon, ler uma parte do livro “O barqueiro de Paraty” e, se gostar, adquiri-lo por apenas R$ 15,64.

A promoção do livro Time dos Sonhos continua
Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
Com apenas 68 reais você adquire um exemplar do livro Time dos Sonhos, a Bíblia do Santista, mas recebe dois, sem despesas de correio, tem direito a dedicatórias em cada um deles (basta enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e dizer para quem quer as dedicatórias) e ainda recebe, por e-mail, as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time.
Já tem o livro? Então compre para os amigos. Um livro com preciosas 535 páginas sobre a rica história do Santos é um presente para toda a vida, você sabe.
Clique aqui para comprar um exemplar do livro Time dos Sonhos e ganhar mais um, com dedicatórias exclusivas e mais as versões eletrônicas de Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time.Tudo por 68 reais, e ainda dá para parcelar!