Na passagem do ano todos nós juntamos motivos para ter esperança no ano novo que vem. Dinheiro? Poder? Status? Não, eu sou da turma do Saúde, Harmonia e Felicidade. Mas a vida é sua e você pode pedir o que quiser. Uma coisa é certa: o ano novo sempre vale a pena, até por ser novo.

Sem querer parecer cabotino, eu lhe digo que tenho bons motivos numerólogos para acreditar que terei um ano de 2017 inesquecível. Veja que nasci em 17 de setembro de 1952. Tenho 17 como o meu número de sorte e explicarei porquê: primeiro, obviamente, é porque é o dia em que nasci; depois porque é só pegar a soma dos algarismos do meu ano de nascimento (1+9+5+2) e também dá 17. Finalmente, se eu fizer a soma dos algarismos do dia (1+7) e do mês (9), também dá 17.

A astrologia diz, ainda, que 2017 será um bom ano para os virginianos, meu signo. Bem, mas como diz minha sábia mãe, agora aos 90 anos, Deus ajuda aquele que trabalha e faz a sua parte. Então, estou arregaçando as mangas desde já para fazer o que precisa ser feito em 2017.

Sabe o que eu desejo mesmo para você? Saúde, energia e vontade de fazer as coisas que só você sabe que precisam ser feitas na sua vida. Ou não fazer nada, se você pode e é o que lhe deixa feliz. Por falar nisso, Feliz Ano Novo!

Livro sobre o Centenário da Vila Belmiro
E dia 7, sábado, às 17h30, na Realejo Livros (avenida Marechal Deodoro, 2, Gonzaga), já tem o lançamento do livro Histórias da Vila Belmiro – 100 anos de magia do estádio santista, de Almir Rizzatto e Ted Sartori, que estarão autografando.

capa-do-livro-vila