dossie - livro
O Santos não conseguiu, mas o Palmeiras é eneacampeão brasileiro, sim.

Se quiser saber porquê, aproveite a Promoção de Natal e adquira o Dossiê Unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959.

Na compra de um exemplar, por apenas 38 reais, eu envio o segundo exemplar de presente para você. Logo que comprar, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e diga para quem quer as dedicatórias.

Clique aqui para garantir o seu Dossiê e o presente de Natal do seu amigo santista ou palmeirense

Lições de uma tragédia

A tragédia com o voo que levava a Chapecoense para a Colômbia deixou inúmeras lições, boas e ruins. As melhores estão ligadas à solidariedade. O mundo sofreu e sofre com os irmãos de Chapecó. A cerimônia que vimos em Medellin foi tocante e provou que o homem pode ser superior à rivalidade pueril e às vezes estúpida do futebol. Passei a gostar mais dos colombianos e dos habitantes de Medellin depois dessa atitude. Torcerei para o Atlético Nacional no Mundial de Clubes. Porque são seres humanos, latinos e passionais, como nós. Gracias hermanos colombianos!

Outro aspecto positivo é perceber que o Brasil estava torcendo para a Chapecoense nessa final da Sul-americana. Havia, ainda, uma final de Copa do Brasil, com os grandes Grêmio e Atlético Mineiro, mas as atenções estavam voltadas para o sonho da pequena gigante Chapecoense. Mais uma prova de que não é quantidade de torcedores que faz um time ser melhor atração do que outro, mas as circunstâncias do jogo. Já escrevi diversas vezes sobre isso, mas os espertos que fazem a programação da Rede Globo teimam em puxar o saco de um time “popular” ou outro, pois não têm inteligência e sensibilidade para perceber o momento, nunca devem ter chutado uma bola na vida e não entendem o verdadeiro espírito do esporte.

Quando começou a impressionar o mundo, o Santos era pouco mais do que a Chapecoense: um time que jogava com alma e arte e que não pertencia a nenhuma capital. Felizmente nenhum avião caiu, pois os riscos naquelas viagens pelo mundo eram enormes. Pistas em terra batida, decolagens em meio a tiroteios na África. Pena que a mesma fortuna, que os mesmos anjos, não tenham protegido os irmãos de Chapecó.

Mas não é só questão de destino. Houve imprudência e temeridade nesse voo. Acabei de ler que para a United Airlines um minuto de voo equivale a 25 mil dólares de querosene. Mesmo que no caso do avião que caiu o gasto com querosene fosse um pouco menor, é fácil calcular a fortuna que significa o combustível para uma companhia pequena. Por isso a LaMia, da Bolívia, viajava com o combustível na conta do chá. O tempo piorou, um outro avião pediu emergência antes e o tempo excedente acabou provocando a pane seca e a queda. Morrer assim, por incompetência alheia, é extremamente irritante.

Mas a vida continua. Hoje sabemos que todos os times, mesmo os aparentemente menores, tem o mesmo valor para o espírito universal do futebol. A Chapecoense precisou morrer para dar ao mundo a sua maior expressão de grandeza. Agora, não há qualquer dúvida de que ela renascerá ainda mais forte. Ficou evidente que todos a amam ainda mais do que antes. E o amor é o princípio dos sonhos mais loucos.

Clique aqui para enviar e-mail ao presidente Alejandro Domingues, da Conmebol, e pedir que declare a Chapecoense campeã da Copa Sul-americana.

Por um Santos melhor

Vocês continuam me dando o primeiro lugar na enquete acima, que pergunta em quem votariam em uma eleição para a presidência do Santos. Então, vamos começar os trabalhos e, para isso, gostaria de receber ideias que nos permitam estabelecer um programa de governo.

Por mim, estou certo de que, assim como no governo do País, o santista não admite mais falta de transparência, gastos superiores às receitas, incompetência e bairrismo. Também acredito que a Lei Pelé, que normatiza as relações entre jogadores e clubes, precise ser mudada.

Mas essas são apenas as minhas sugestões. Quero ouvir as suas. A ideia é criar os pontos básicos de um programa de governo, reunirmo-nos para discuti-los, saber quantos sócios do Santos somos e partir para a construção de um movimento em prol de novos tempos para o nosso Santos.

Leia “O barqueiro de Paraty”, uma história de virtude e amizade que pode mudar sua vida!

Na livraria deste blog a versão em papel de “O barqueiro de Paraty” está esgotada. Mas é possível adquiri-lo em Ebook, na Amazon, por apenas R$ 10,21 (abaixei um pouco mais o preço). Essa história, um tanto autobiográfica, é um ótimo presente para quem quer aprender mais sobre a essência da vida simples e a filosofia de Epiteto. No link abaixo é possível ler o primeiro capítulo. Experimente…
Clique aqui para entrar na Amazon, ler uma parte do livro “O barqueiro de Paraty” e, se gostar, adquiri-lo por apenas R$ 15,64.

A promoção do livro Time dos Sonhos continua
Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
Com apenas 68 reais você adquire um exemplar do livro Time dos Sonhos, a Bíblia do Santista, mas recebe dois, sem despesas de correio, tem direito a dedicatórias em cada um deles (basta enviar e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e dizer para quem quer as dedicatórias) e ainda recebe, por e-mail, as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time.
Já tem o livro? Então compre para os amigos. Uma obra com preciosas 535 páginas sobre a rica história do Santos é um presente para toda a vida, você sabe.
Clique aqui para comprar um exemplar do livro Time dos Sonhos e ganhar mais um, com dedicatórias exclusivas e mais as versões eletrônicas de Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time.Tudo por 68 reais, e ainda dá para parcelar!

Saiu o resultado dos finalistas do prêmio Ford Aceesp. Entre os blogs destaco a presença do blog do santista Ademir Quintino. Clique aqui para conhecer os finalistas de todas as categorias. Agradeço e envio um forte abraço a todos que votaram no Blog do Odir, o nosso blog.