Apresentação de quatro jogadores contratados, estreia do novo uniforme, exposição da maior bandeira do mundo e a grande possibilidade de estabelecer um invejável recorde de 16 vitórias consecutivas no Pacaembu: todas essas atrações esperam o torcedor santista que for ao estádio paulistano neste sábado assistir a Santos e Kenitra, de Marrocos, a partir das 18h30.

Será uma ótima oportunidade de apreciar, em seu primeiro jogo oficial, os atacantes Kayke e Vladimir Hernández, o lateral-direito Matheus Ribeiro e o volante Leandro Donizete. Outro contratado, o zagueiro Cleber, está machucado, e Bruno Henrique, o mais recentemente contratado, viajará para a Alemanha a fim de resolver problemas pessoais. Ele deve ser apresentado na segunda-feira.

Quem quiser comprar a nova camisa poderá fazê-lo em uma loja móvel instalada em um caminhão, resultado de uma parceria entre a Santos Store e a Truckvan.

Tratar um jogo de futebol como um evento é um dos planos do gerente de marketing Eduardo Rezende para este ano. Tomara que ele consiga.

A voz do torcedor

Já cansei de dizer que o torcedor do Santos, muitas vezes, tem uma visão ainda mais aguçada até do que muitos jornalistas que falam do Santos. É o caso de Sérgio Castro Junior, que acaba de me enviar um e-mail que dispensa apresentações. Ele diz tudo sobre essa desculpa usada pela atual direção do clube para impedir o Santos de jogar mais vezes no Pacaembu.

Bom dia caro Odir!

Ontem à noite fiquei por horas debatendo com amigos do blog Santos Total a importância, inclusive por você ressaltada, do Santos FC jogar no Pacaembu.

Muito dos amigos, assim como Modesto e seus pares, justificam o veto da Policia Militar como fator principal da ausência de jogos na Capital.

Meu caro, gostaria muito que fizesse as seguintes perguntas para aqueles que defendem essa tese furada:

– Há quatro anos e por muito tempo, a Capital também abrigava a Portuguesa, e não me recordo da PM vetar jogos do time do Canindé. E que não venham com a desculpa de que a Lusa tem uma torcida pequena, pois mesmo com a média de três mil por jogo requer ação do efetivo da PM.

– No Rio de Janeiro, cidade com problemas de violência mais acentuados do que a Capital paulista, se abriga quatro grandes torcidas. Quando dois grandes jogam no Rio na mesma rodada, um joga no sábado, outro no domingo, e outros dois jogam fora do Rio. Sempre foi assim, sendo de quarta e quinta também.

– Recordo o período em que o Santos ficou um ano ou mais longe da falida Vila Belmiro. Nos anos de 1996 e 1997 mandou seus jogos no estádio do Ibirapuera, na Capital, e sempre com ótimos públicos. E nesses anos a Portuguesa também jogava na Capital e tinha um belo time e disputava títulos.

– Ano passado, tivemos o Flamengo mandando jogos no Pacaembu, um inclusive no mesmo dia do jogo do Santos e Santa Cruz, e com grandes públicos, sendo Flamengo um grande rival dos clubes de São Paulo.
Portanto, caro Odir, penso que a tese de veto da PM é pregada por Modesto e seus pares para manterem distância do Pacaembu.

Sinceramente isso nunca me convenceu e se um representante da PM me dissesse que veta o Santos na Capital, eu lembraria os quatro tópicos acima e ainda citaria o exemplo de Buenos Aires, que abriga seis grandes torcidas (Boca, River, San Lorenzo, Velez e pertinho dali, em Avellaneda, Racing e Independiente), todas dentro de um raio de 30 quilômetros.

Gostaria muito que respondesse sobre isso, caro Odir, e que fizesse esses mesmos questionamentos no conselho e na imprensa.

Saudações alvinegras!

Sérgio Castro Junior


E você, o que acha disso?

Clique sobre estas duas linhas para ver como a coisa funciona no primeiro mundo do futebol, no texto do mestre Amir Somoggi.

frete-gratis

Sei que às vezes é frustrante querer comprar um livro aqui no blog e perceber que com a taxa do frete o dinheiro não dá.

Bem, acho que resolvi isso. Reduzi o preço e incluí o frete em todos esses cinco livros anunciados abaixo.

E para todos eles eu farei uma dedicatória exclusiva, com carinho e gratidão, claro, pois sem leitores não há livros, nem cultura.

Para quem comprar os livros “Time dos Sonhos”, ou “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito”, o blog ainda enviará, gratuitamente, as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Na Raça!

E se você adquirir o “Dossiê Unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959” e também quiser os três livros eletrônicos de presente, é só escrever e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que nós lhe enviamos.

Escolha o seu livro e pague só o valor em promoção. Sem frete.

Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
Time dos Sonhos – A história completa do Santos até o título brasileiro de 2002.
Apenas R$ 49,00
Clique aqui para comprar um exemplar de “Time dos Sonhos” com frete grátis, dedicatória exclusiva do autor e os ebooks de Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time por apenas 49 reais.

dossie - livro
Dossiê Unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959.
Apenas R$ 49,00
Clique aqui para comprar um exemplar do “Dossiê” por apenas 49 reais, com frete grátis, dedicatória exclusiva ao autor e, se quiser, os três ebooks de livros sobre o Santos.

segundotlat
Segundo Tempo, de Ídolo a Mito.
Apenas R$ 69,00
Clique aqui para adquirir um exemplar de “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito”, com frete grátis, dedicatória exclusiva do autor e três ebooks de presente (Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time) por apenas 69 reais.

Sonhos mais que possiveis - capa
Sonhos mais que possíveis – 60 histórias de superação de atletas olímpicos.
Apenas R$ 17,00
Clique aqui para comprar o livro de bolso “Sonhos mais que possíveis”, com frete grátis e dedicatória exclusiva do autor por apenas 17 reais.

Dinheiro
Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
Apenas R$ 26,00
Clique aqui para comprar o livro “Dinheiro, é possível ser feliz sem ele”, com frete grátis e dedicatória exclusiva do autor por apenas 26 reais.

Atenção: os livros Dossiê unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959, Time dos Sonhos e Dinheiro é possível ser feliz sem ele oferecem descontos incríveis para quem comprar dois exemplares. Entre na loja e confira!

Clique aqui para entrar na livraria do blog e fazer a festa