Sabendo-se que este blog anda muito crítico e que é muito fácil achar defeito nos outros, já que ninguém é perfeito, proponho um desafio: vamos procurar ressaltar as qualidades, ao invés de enaltecer os defeitos. Por exemplo: se Victor Ferraz é ruim, quem pode ser o titular da lateral-direita, e por quê?

Se o candidato X à presidência do Santos não presta, e nem o Y, então qual é o melhor, e por quê? Quais são suas qualidades morais, técnicas, profissionais? Sim , porque no nosso desafio não vale desancar todo mundo e não apontar o melhor, o mais indicado.

Fui criticado porque não quis entrar no coro dos que execravam Dorival Junior, porque, modéstia à parte mais experiente do que a maioria, sabia que do universo de técnicos brasileiros não havia muita coisa melhor. Está aí o cansado bonachão e piadista Levir Culpi que não me deixa mentir.

Mas dá para ser campeão da Libertadores mesmo assim? Sim, dá, porque o futebol sul-americano é o subúrbio do futebol mundial. Se o San Lorenzo e o Atlético Nacional foram campeões, qualquer clube um pouco acima do medíocre também pode.

Mas, voltando à proposta deste post, espero que meus colegas se concentrem em aspectos positivos das pessoas e sugiram ideias de coisas boas para o Santos. Criticar é muiiito fácil. Tenho percebido isso. Mas ainda sou dos que valorizam mais a construção do que a destruição. Vivemos em um país em que algumas pessoas acham que em uma frase conseguirão apagar o que outros fizeram em uma vida inteira. Em um primeiro momento parece que sim, mas na verdade isso é impossível.

Bem, voltemos ao desafio: tente escrever coisas positivas sobre os jogadores do Santos, o técnico, o presidente, os candidatos à presidência. Aproveite para fazer a campanha de seu candidato favorito. Tente reprimir seu impulso para a fofoca e a maledicência. A propósito, o contrário de maleficência é respeito, uma qualidade que, ao menos de vez em quando, todos deveriam experimentar.

Inscrições abertas para o II Curso de Especialização Técnica e Ética do Novo Jornalismo Esportivo

Sou do tempo em que jornalistas precisavam ter o diploma universitário para exercer a profissão. Hoje parece que ele não é obrigatório. Porém, continua sendo obrigatório escrever bem, conhecer a técnica e a ética da profissão. Idealizei esse curso pensando em profissionais, estudantes e interessados. O primeiro, em julho, foi um sucesso. Estou esperando a turma de setembro. Lembro que as inscrições se encerrram dia 4, próxima segunda-feira. Abaixo, o programa e informações para as inscrições.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo

As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem

As regras para uma boa entrevista

Da preparação à técnica de colher informações e escrever

As dez qualidades do bom jornalista

Extraídas do livro “Lições de Jornalismo”.

Como escrever para

Jornal – Revista – Rádio – TV – Blog

Mídia Social e Assessoria de Imprensa

Escrever um livro

Como pesquisar, escrever e publicar

Os limites da polêmica

Como evitar os crimes de opinião:

Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto

Clareza

Objetividade e ordem direta

Escolha das palavras simples e concretas

Uma ideia por parágrafo

Precisão. Sem ela não há credibilidade.

Isenção. A necessidade de ser neutro.

Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.

A importância de reler o texto

Criatividade e os caminhos que levam a ela

Comportamento do repórter

Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.

Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Descrição das funções Jornalísticas

Repórter – Copidesque – Chefe de Reportagem

Revisor – Editor – Editor-chefe

Como fazer

Títulos – Subtítulos – Olhos – Intertítulos – Legendas

Lições na classe e em casa

Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão com o número de horas/aula

Curso de Especialização Técnica e Ética do Novo Jornalismo Esportivo

Carga horária: 16 horas

Datas e horários: dias 5, 6, 12, 14, 19, 21, 26 e 28 de setembro, das 19h30 às 21h30.

Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (ACEESP).

Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.

Investimento: R$ 300,00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de setembro.)

Sócios da ACEESP em dia com a anuidade não pagam.

Informações e inscrição até 4 de setembro pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.