Está certo que a prioridade do Santos é a Copa Libertadores, a principal competição para os melhores times brasileiros, aquela que pode consolidar o currículo do Santos como o melhor de todos os times nacionais. Porém, ainda é possível lutar pelo título brasileiro, o que ficou provado com mais uma derrota do Corinthians, em casa, e dessa vez para o lanterna da competição, o Atlético Goianiense. Esse novo vexame diante de sua torcida e contra mais um time na zona de rebaixamento, mostra que Renato Gaúcho estava certo quando disse que o líder ia despencar e que Levir Culpi estava errado quando afirmou que o campeonato já estava decidido.

Ao chegar ao Santos, um técnico deveria ser orientado sobre a filosofia do time e de seu torcedor. Dorival Junior acabou rejeitado pelos santistas porque tinha a mania de desistir das competições bem antes de seu final. Parece que Levir está indo para o mesmo caminho. Eu nunca tinha ouvido um técnico cuja equipe está em terceiro lugar afirmar que, mesmo diante de um turno inteiro pela frente, o time não tem mais chance de lutar pelo título.

Sei que o “se” não existe no futebol, mas então falemos de planejamento competitivo. Caso tivesse escalado um time para vencer, preparado psicologicamente seus jogadores para conquistar os três pontos contra Avaí, Fluminense e Coritiba, quem sabe o Santos não teria somado seis pontos a mais nesses três jogos que empatou sem gols.

Tivesse vencido, e vencendo também ao Cruzeiro neste domingo, diminuiria a diferença que o separa do líder para apenas quatro pontos, que poderiam se tornar apenas um caso vencesse também o rival na rodada seguinte, na Vila Belmiro. Veja como o futebol é mesmo surpreendente, não só dentro de campo. Quem diria que um macaco velho como Levir, o autor da frase do “piloto automático” em 2004, ainda perpetuaria outras pérolas 13 anos depois.

IPT preocupante

O amigo Junior, assíduo frequentador deste blog, pega no pé de alguns jogadores do Santos, para ele privilegiados que fazem parte de uma “panelinha” e se mantêm na equipe mais por fatores extra campo do que pelo que efetivamente jogam. Se não me engano, Junior coloca entre os paneleiros os jogadores David Braz, Zeca, Renato, Lucas Lima e Ricardo Oliveira.

Para completar, Junior também criou uma fórmula na qual os resultados do time dependem do que ele chama de IPT, ou Índice Panelinha Team. Se o IPT chega a 4 ou mais, o Santos perde. Então, se contra o Cruzeiro jogarão cinco da Panelinha, o time perderá? Fica a dúvida no ar.

No Mineirão, logo mais, às 19 horas, o Santos jogará com Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison, Renato e Lucas Lima; Copete, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira. São os titulares do Levir.

O Cruzeiro, de Mano Menezes, deverá jogar com Fábio, Ezequiel, Digão, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Robinho, Rafinha, Rafael Sóbis e Sassá. A arbitragem será de Anderson Daronco (RS/FIFA), auxiliado por Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS).

Dá para ganhar. Se equilibrar na vontade, o Santos terá chances. Mas o problema é esperar que esse time se dedique. Sabemos que só Alison marca filme no meio de campo, que Victor Ferraz deixa uma avenida nas suas costas e que Ricardo Oliveira é o centroavante que joga por uma bola. Mas será que valeria a penas substituí-los por Daniel Guedes, Leandro Donizete e Kayke? Com a palavra, os comentaristas do blog.

Seminário de ótimas ideias para o Santos

Passamos um sábado único, ao lado de 180 santistas, no Seminário “O Santo que a Gente Quer”, no auditório do Sindicato dos Bancários, na Rua São Bento, centro de São Paulo. Organizado por Josiel Souza, Marcos Maldonado e Julio Cintra, o evento reuniu especialistas que falaram sobre estádios e arenas, a marca do Santos, programas de sócio, alternativas de marketing e outros assuntos de relevância para o clube. O melhor é que a política foi deixada de lado e se discutiu apenas providências concretas que podem levar o Santos a dias melhores. Tive o prazer de falar da real dimensão da torcida santista.


Livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros com dedicatória do autor e porte pago por apenas 38 reais o exemplar.
Clique aqui para comprar antes que acabe!

time-dossie ok

Após adquirir seu Time dos Sonhos ou Dossiê, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e diga para quem quer que eu faça a dedicatória.

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 38,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 38,00

Clique aqui para garantir o presente do seu pai

Vamos tornar essa história imortal!

Aproveite as condições de pré-lançamento e participe da campanha que imprimirá o livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”.

Clique aqui para deixar seu nome neste livro histórico e impedir que a etapa mais maravilhosa da história do Santos seja esquecida.

A recente discussão de um repórter paulistano com o técnico Wagner Mancini, do Vitória, ressalta a importância do comportamento adequado e da ética na profissão de jornalista esportivo, um dos temas do curso que ministrarei em setembro na sede da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. Seguem mais informações abaixo:

Inscrições abertas para o II Curso de Especialização Técnica e Ética do Novo Jornalismo Esportivo

O primeiro, em julho, foi um sucesso. Não perca o de setembro.

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo

As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem

As regras para uma boa entrevista

Da preparação à técnica de colher informações e escrever

As dez qualidades do bom jornalista

Extraídas do livro “Lições de Jornalismo”.

Como escrever para

Jornal – Revista – Rádio – TV – Blog

Mídia Social e Assessoria de Imprensa

Escrever um livro

Como pesquisar, escrever e publicar

Os limites da polêmica

Como evitar os crimes de opinião:

Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto

Clareza

Objetividade e ordem direta

Escolha das palavras simples e concretas

Uma ideia por parágrafo

Precisão. Sem ela não há credibilidade.

Isenção. A necessidade de ser neutro.

Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.

A importância de reler o texto

Criatividade e os caminhos que levam a ela

Comportamento do repórter

Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.

Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Descrição das funções Jornalísticas

Repórter – Copidesque – Chefe de Reportagem

Revisor – Editor – Editor-chefe

Como fazer

Títulos – Subtítulos – Olhos – Intertítulos – Legendas

Lições na classe e em casa

Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão com o número de horas/aula

Curso de Especialização Técnica e Ética do Novo Jornalismo Esportivo

Carga horária: 16 horas

Datas e horários: dias 5, 6, 12, 14, 19, 21, 26 e 28 de setembro, das 19h30 às 21h30.

Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (ACEESP).

Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.

Investimento: R$ 300,00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de setembro.)

Sócios da ACEESP em dia com a anuidade não pagam.

Informações e inscrição até 4 de setembro pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br