Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Category: Geral (page 1 of 469)

Uma noite de desafios

Depois de perder para o Sport, na Vila, o Santos terá forças para obter ao menos o empate contra o Flamengo, a partir das 21h45 de hoje, no Ninho do Urubu, pelas quartas de final da Copa do Brasil? Bem, o favoritismo é do time carioca, mas o Santos terá suas alternativas.

Mesmo ainda sem estrear de verdade, Levir Culpi é técnico mais experiente do que Zé Ricardo e certamente armará e orientará o time de forma a fazer um jogo equilibrado e obter, ao menos, um empate. Ele sabe que o ataque do time carioca é bom, mas sua defesa é ruim e o goleiro não é confiável. Nesta noite Levir viverá o seu primeiro grande desafio no Santos. Não apenas ele, mas alguns jogadores que, pelas circunstâncias, estão se tornando titulares.

Mesmo sem Thiago Maia, Ricardo Oliveira e Zeca, o Santos ainda tem jogadores que, em uma noite inspirada, poderão contribuir para um bom resultado. Tenho esperanças no trio atacante formado por Bruno Henrique, Kayke e Copete, não pelo esmero técnico, mas pela força física, garra e velocidade.

Com exceção de Lucas Lima, pelo Santos, e Diego, pelo Flamengo, não haverá nenhum craque em campo, mas muitos jogadores estarão dispostos a, com muita vontade, suprir suas carências técnicas. Por isso, espero um jogo corrido, com mais oportunidades aos rubro-negros, mas com boas possibilidades aos santistas nos contra-ataques.

O Santos deverá jogar com Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo e Jean Mota; Renato, Leandro Donizete e Lucas Lima; Bruno Henrique, Kayke e Copete. Creio que Vitor Bueno é nome certo para entrar no transcorrer da partida.

O Flamengo, que ainda não poderá contar com os contratados Geuvânio, Everton Ribeiro e Rhodolfo, provavelmente será escalado com Thiago, Rodinei, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar e Márcio Araújo; Berrio, Diego e Everton; Guerrero.

A arbitragem, detalhe que sempre causa calafrios nos times que visitam o Flamengo, será toda mineira: Ricardo Marques Ribeiro será auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Fabrício Vilarinho da Silva. Esperamos que seja neutra, mas sabemos que, na dúvida, as marcações tenderão a favorecer o time da casa.

Por falar em casa, o jogo será no acanhado Ninho do Urubu, nome dado ao estádio da Portuguesa Carioca, na Ilha do Governador, que, devido aos problemas com o Maracanã, foi arrendado pelo Flamengo por três anos. Assim como a Vila Belmiro, no papel o estádio comporta 20 mil pessoas, mas na prática só cabe 16 mil e ainda não chegou a reunir mais de 14 mil pagantes.

A Teoria Tostines e o Yin e o Yang do Futebol

Sempre me pergunto se a imprensa fala mais de certos times porque eles têm mais torcida, ou se eles têm mais torcida porque a imprensa fala mais deles. Isso só seria respondido por uma pesquisa séria, que remontasse aos primórdios do futebol brasileiro, quando imperava a meritocracia e equipes como o América Carioca e a Portuguesa de Desportos às vezes tinham mais espaço nos jornais do que os hoje queridinhos da mídia. Preparo uma tese de mestrado sobre isso.

Sempre que o Santos enfrenta Flamengo ou Corinthians reflito sobre a importância desse contraste: entre o time que representa o máximo de técnica, beleza, eficiência e prestígio que o futebol brasileiro já alcançou, e os que, joguem como jogarem, são guindados ao estrelato pelo simples fato de terem mais torcedores. Creio que aí tenhamos o confronto entre o yin e o yang do futebol.

E note o leitor e a leitora que a imprensa pode não saber, ou fingir não saber, por ignorância ou conveniência, mas o torcedor sabe e sente a importância de um confronto assim. Tanto, que o recorde oficial de público de um jogo entre clubes no Brasil é o da final do Campeonato Brasileiro de 1983, no Maracanã, entre Glamengo e Santos, que recebeu 155.523 pessoas. Sem contar muitos outros duelos, como o do Torneio Rio-São Paulo de 1961, cujas imagens reproduzo no início deste post, que atraiu 90.218 pessoas ao mesmo Maracanã e terminou com a goleada santista por 7 a 1.

Quanto ao Corinthians, dizem que seus maiores rivais são os outros dois grandes da Capital, mas o clássico paulista que mais vezes ultrapassou a marca de 100 mil pessoas é o que reúne o alvinegro da capital e o Santos, em confrontos disputados na era pós-Pelé. Portanto…

Um olhar de amor ao futebol

O ibopismo, a ânsia por pontos de audiência em rádios e tevês e por uma maior frequência em sites e blogs tem nivelado o jornalismo esportivo por baixo. Nesse novo panorama, a polêmica, mesmo fútil, ganhou o espaço que antes era ocupado pela informação precisa e o texto elegante, ou que ao menos buscava ser elegante. Ao pensar em fazer alguma coisa para alterar essa triste tendência, criei o Curso de Especialização em Jornalismo Esportivo que ministrarei a partir da próxima terça-feira, 4 de julho, na sede da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo.

Se você é estudante de jornalismo, já ingressou na profissão, ou está pensando em trabalhar na área, aconselho-o a se inscrever neste curso. Nele ensinarei o que de mais importante aprendi em 40 anos de profissão. Darei dicas preciosas, que o acompanharão para sempre. Caso tenha se interesse, leia as informações, abaixo, ou envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br .

O valor da história

Acredito que a história, que os livros não permitem ser esquecida, modifica o presente. Com todo o respeito a tudo que aprendi com pai e mãe, costumo dizer que os livros me educaram, formaram minha concepção da vida e do mundo. E agora posso escrevê-los para eternizar fatos, pessoas e o nosso Santos, claro.

Valorizar a história não quer dizer desvalorizar o marketing, o planejamento, a boa gestão e tudo o que é necessário para tornar o nosso Santos moderno, próspero e autossustentável. Por isso escrevo livros sobre a história única do Glorioso Alvinegro Praiano e peço que vocês os comprem e os divulguem. Sem poder contar com a meritocracia que deveria imperar na imprensa esportiva, nosso Santos depende demais dessas obras que eternizam seus feitos.

Santos FC, o maior espetáculo da Terra

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial e está sendo oferecido por um preço super acessível e ainda dá ao comprador a honra de ter o seu nome impresso em suas páginas. Não perca essa oportunidade de ter o seu nome em um dos livros mais importantes da literatura futebolística mundial!

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nesta fase de pré-lançamento.

Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Participe e não se arrependerá!

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 39,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva: R$ 39,00

Faça a conta: Na compra de dois exemplares você só paga R$ 31 reais por exemplar.

Clique aqui para comprar os livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros pelo menor preço do mercado.

Curso de Especialização em Jornalismo Esportivo
Inscrições abertas
Para jornalistas, estudantes e interessados.

Aproveite o mês de julho para aprender sobre essa profissão tão fascinante

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, curador do Museu Pelé, coautor do Dossiê que unificou os títulos brasileiros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois Prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo
As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem.

As regras para uma boa entrevista
Conhecimento – Respeito – Planejamento – Dicas

Os limites da polêmica
Os cuidados com os crimes de opinião: Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto
Clareza
Escolha das palavras
Uma ideia por parágrafo
Precisão. Sem ela não há credibilidade.
Isenção. A necessidade de ser neutro.
Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.
Criatividade. Os caminhos que levam a ela.
Reler é obrigatório
Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.
Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Como escrever para
Jornal diário
Revista
Rádio
Televisão
Blogs e Sites

Funções Jornalísticas
Repórter
Copidesque
Chefe de Reportagem
Editor
Editor Chefe

Fechamento de matérias
Títulos
Subtítulos
Olhos
Intertítulos
Legendas

Lições de casa durante o curso
Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Carga horária: 16 horas
Datas e horários: dias 4, 6, 11, 13, 18, 20, 25 e 17 de julho, das 19h30 às 21h30.
Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp).
Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.
Investimento: R$ 300, 00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de julho.
Sócios da Aceesp em dia com a anuidade não pagam.
Informações e inscrição: blogdoodir@blogdoodir.com.br

Coloque seu filho para jogar tênis e o eduque melhor para a vida
clinica de tenis do castelo - 2017

E para você, quais serão os grandes desafios do Santos diante do Flamengo?


Misticismo e Realidade

Galileu Galilei, o astrônomo italiano que usou inteligência, razão e bom senso para provar que a Terra não era o centro do Universo.

Galileu Galilei, astrônomo italiano que seguiu a teoria do polonês Nicolau Copérnico e usou inteligência e bom senso para provar que a Terra não era o centro do Universo.

Não é apenas nas sociedades primitivas que o misticismo predomina sobre os fatos reais. No futebol também. Não nos clubes do primeiro mundo, em que a ciência e o profissionalismo ditam as regras, mas nas agremiações imersas em sociedades crédulas, rudes, ignorantes. Nelas, os místicos chegam a ser formadores de opinião.

Na velha Rússia dos czares, um dia apareceu um louco barbudo que dizia ter conexão direta com Deus. O homem era tão bom de papo que logo foi chamado para fazer parte da corte e lá iniciou uma seita que seduziu homens e, principalmente, mulheres. O nome desse profeta maluco? Rasputim. Pode reparar que toda sociedade primitiva tem o seu.

Nessas sociedades, a realidade nua e crua dos fatos, e dos números, pouco importa. Nelas, os seus rasputins defendem que sete é maior do que 30, por exemplo; dão a certos lugares a auréola de sagrados e elevam a superstição acima dos estudos e do conhecimento. E pregam tudo isso com o beneplácito dos czares do lugar.

Não é preciso muita imaginação para se perceber que em torno da Vila Belmiro se criou um desses reinos de fantasia. Os números mostram que desde 1923 o Santos não perdia cinco jogos em apenas um semestre no seu velho estádio, mas os rasputins continuam defendendo que naquele campo encantado o time não perde.

O técnico Vanderlei Luxemburgo alimentou a mística da Vila ao declarar que todo adversário “já desce a serra preocupado”, mas ele próprio já derrotou o Santos no Urbano Caldeira dirigindo Palmeiras, Corinthians, Cruzeiro e, agora, Sport. E como técnico do Alvinegro Praiano já perdeu, na mesma Vila, para São Bento de Sorocaba, Náutico, América do Rio Grande do Norte, São Paulo (duas vezes), Palmeiras, Vasco, Fluminense…

Enquanto isso, o time está há 21 jogos sem perder no Pacaembu, onde mesmo sem boas promoções e sem a mínima organização, gera um público médio de cerca de 20 mil pessoas, com boa quantidade de crianças, o que é essencial para a renovação do torcedor santista. Mas a presidência do clube, seguidora das crenças dos rasputins, prefere a Vila.

Assim como o polonês Nicolau Copérnico e, posteriormente, o italiano Galileu Galilei, quase foram mortos por descobrir que a Terra não era o centro do Sistema Solar, e muito menos do universo, há aqueles que ainda acreditam na teoria geocêntrica e querem excomungar os que vislumbram um maior crescimento para o time além dos limites da cidade de Santos.

Para os jogadores, a cultura mística poupa esforços e trabalho. Para que longos e exaustivos treinamentos físicos, técnicos e táticos se no final Deus ajudará e tudo acabará bem? Bastará se ajoelharem em círculo, após um gol, com os dedinhos apontados para o céu, e estará concretizada a oferenda que garantirá mais gols e vitórias contra as equipes pagãs.

E assim seguirá o Santos místico, ao sabor da vontade dos deuses, com seus profetas rasputinianos, até que sofra um choque de postura e mentalidade e passe a ser, como os grandes times do mundo, uma equipe organizada e profissional, representante de um clube dirigido com competência, lisura e ousadia – um clube, enfim, subordinado à realidade.

Santos FC, o maior espetáculo da Terra

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Esse livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial. Mas para ser lançado ele precisa de você!

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nessa fase de pré-lançamento.

Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Participe e não se arrependerá!

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok
Compare os menores preços do mercado (com o frete incluso)

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 39,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva: R$ 39,00

E tem mais: Na compra de dois exemplares você só paga R$ 31 reais por exemplar.

Clique aqui para comprar os livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros pelo menor preço do mercado.

Curso de Especialização em Jornalismo Esportivo
Inscrições abertas
Para jornalistas, estudantes e interessados.

Aproveite o mês de julho para aprender sobre essa profissão tão fascinante

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, curador do Museu Pelé, coautor do Dossiê que unificou os títulos brasileiros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois Prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo
As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem.

As regras para uma boa entrevista
Conhecimento – Respeito – Planejamento – Dicas

Os limites da polêmica
Os cuidados com os crimes de opinião: Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto
Clareza
Escolha das palavras
Uma ideia por parágrafo
Precisão. Sem ela não há credibilidade.
Isenção. A necessidade de ser neutro.
Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.
Criatividade. Os caminhos que levam a ela.
Reler é obrigatório
Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.
Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Como escrever para
Jornal diário
Revista
Rádio
Televisão
Blogs e Sites

Funções Jornalísticas
Repórter
Copidesque
Chefe de Reportagem
Editor
Editor Chefe

Fechamento de matérias
Títulos
Subtítulos
Olhos
Intertítulos
Legendas

Lições de casa durante o curso
Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Carga horária: 16 horas
Datas e horários: dias 4, 6, 11, 13, 18, 20, 25 e 17 de julho, das 19h30 às 21h30.
Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp).
Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.
Investimento: R$ 300, 00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de julho.
Sócios da Aceesp em dia com a anuidade não pagam.
Informações e inscrição: blogdoodir@blogdoodir.com.br

clinica de tenis do castelo - 2017

E para você, o Santos é administrado pelo misticismo ou pela realidade?


O passageiro e o essencial

Perder para o Sport, um time que estava na zona de rebaixamento e jamais havia vencido o Santos na Vila Belmiro, é o fim da picada e mostra que o Alvinegro Praiano continua pouco confiável. É o tipo de resultado que destroi o fim de semana do santista fanático. Mas revezes assim já aconteceram até com o Santos de Pelé. Por mais doloridos que sejam, são passageiros. O maior problema está em repetir os erros naquilo que é essencial para o crescimento de um clube que se tornou uma marca mundial e hoje parece querer se recolher ao seu bairro.

Um clube de futebol também é uma empresa e precisa saber equilibrar receitas e despesas, valorizar sua marca, atrair mais consumidores, ser sempre competitivo… E nesses quesitos é que vemos as maiores derrotas do Santos. É evidente que funcionários de empresas desorganizadas, pouco transparentes e descumpridoras de suas obrigações, trabalham de má vontade, postura percebida em alguns jogadores que enfrentaram o Sport.

A falta de visão é contagiante. Não havia jogo em São Paulo e a diretoria santista poderia ter marcado a partida para o Pacaembu, onde no mínimo o público seria o dobro dos 7.272 torcedores que foram à Vila Belmiro. Mas em plena campanha para sua reeleição, Modesto Roma quer garantir os votos do seu curral eleitoral, pouco se importando com o aprofundamento do buraco nas contas do clube. Quer continuar servindo-se do pobre Santos.

Um dia desses, em uma solenidade cabotina, paga com dinheiro do clube, o atual presidente prestou uma homenagem ao seu falecido pai, de mesmo nome, também presidente do Santos na década de 70. Com todo o respeito à memória de Modesto Roma pai – que eu conheci em 1976, quando o Santos estava quase virando um time pequeno – a verdade é que sua gestão deixou o clube em frangalhos e este só não sucumbiu de vez porque um empresário competente e ousado, como Rubens Quintas Ovalle, sucedeu Roma labçou um time de meninos, dirigido por Chico Formiga, que lotou várias vezes o Pacaembu e o Morumbi e, contra tudo e contra todos, conquistou o título paulista de 1978, o que deu novo ânimo ao clube e salvou o Alvinegro Praiano da falência.

Agora, décadas depois, mesmo com cinco recentes derrotas na Vila Belmiro, ainda há quem acredite que o velho estádio é sinônimo de vitória. São pessoas que não se convencem nem com os números cristalinos que mostram outra realidade. Essa forma de enxergar o Santos é bem mais prejudicial para o seu futuro do que um vexame histórico como o de sábado, pois é uma visão mentirosa, mesquinha, alimentada por quem tem medo de ver o time crescer.

O aumento das dívidas, pesadelo constante dos últimos anos que essa gestão faz questão de ignorar, está cobrando seu preço. Não há dinheiro para contratar bons jogadores e já está ficando complicado pagar os salários dos atletas medianos que vestem a sagrada camisa santista. Sim, medianos, medíocres, de futebol limitado, assim como é limitada a visão dos homens que hoje tocam violino no convés do nosso querido Titanic.

Santos FC, o maior espetáculo da Terra

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Esse livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nessa fase de pré-lançamento.

Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Participe e não se arrependerá!

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok
Compare os menores preços do mercado (com o frete incluso)

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 39,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva: R$ 39,00

E tem mais: Na compra de dois exemplares você só paga R$ 31 reais por exemplar.

Clique aqui para comprar os livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros pelo menor preço do mercado.

Curso de Especialização em Jornalismo Esportivo
Inscrições abertas
Para jornalistas, estudantes e interessados.

Aproveite o mês de julho para se especializar na profissão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, curador do Museu Pelé, coautor do Dossiê que unificou os títulos brasileiros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois Prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo
As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem.

As regras para uma boa entrevista
Conhecimento – Respeito – Planejamento – Dicas

Os limites da polêmica
Os cuidados com os crimes de opinião: Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto
Clareza
Escolha das palavras
Uma ideia por parágrafo
Precisão. Sem ela não há credibilidade.
Isenção. A necessidade de ser neutro.
Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.
Criatividade. Os caminhos que levam a ela.
Reler é obrigatório
Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.
Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Como escrever para
Jornal diário
Revista
Rádio
Televisão
Blogs e Sites

Funções Jornalísticas
Repórter
Copidesque
Chefe de Reportagem
Editor
Editor Chefe

Fechamento de matérias
Títulos
Subtítulos
Olhos
Intertítulos
Legendas

Lições de casa durante o curso
Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Carga horária: 16 horas
Datas e horários: dias 4, 6, 11, 13, 18, 20, 25 e 17 de julho, das 19h30 às 21h30.
Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp).
Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.
Investimento: R$ 300, 00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de julho.
Sócios da Aceesp em dia com a anuidade não pagam.
Informações e inscrição: blogdoodir@blogdoodir.com.br

clinica de tenis do castelo - 2017

E para você, o que é essencial e passageiro no Santos?


Perder para o Sport não dá


Lucas Lima voltou e passeou em campo. Jean Mota perdeu um gol que minha mãe faria e o Santos conseguiu a proeza de perder para o Sport na Vila Belmiro. Esqueçamos o título brasileiro. Esse time é muito ruim.

Santos FC, o maior espetáculo da Terra

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Esse livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nessa fase de pré-lançamento.

Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Participe e não se arrependerá!

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok
Compare os menores preços do mercado (com o frete incluso)

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 39,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com dedicatória exclusiva: R$ 39,00

E tem mais: Na compra de dois exemplares você só paga R$ 31 reais por exemplar.

Clique aqui para comprar os livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros pelo menor preço do mercado.

Curso de Especialização em Jornalismo Esportivo
Inscrições abertas
Para jornalistas, estudantes e interessados.

Aproveite o mês de julho para se especializar na profissão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, curador do Museu Pelé, coautor do Dossiê que unificou os títulos brasileiros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois Prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo
As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem.

As regras para uma boa entrevista
Conhecimento – Respeito – Planejamento – Dicas

Os limites da polêmica
Os cuidados com os crimes de opinião: Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto
Clareza
Escolha das palavras
Uma ideia por parágrafo
Precisão. Sem ela não há credibilidade.
Isenção. A necessidade de ser neutro.
Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.
Criatividade. Os caminhos que levam a ela.
Reler é obrigatório
Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.
Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Como escrever para
Jornal diário
Revista
Rádio
Televisão
Blogs e Sites

Funções Jornalísticas
Repórter
Copidesque
Chefe de Reportagem
Editor
Editor Chefe

Fechamento de matérias
Títulos
Subtítulos
Olhos
Intertítulos
Legendas

Lições de casa durante o curso
Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Carga horária: 16 horas
Datas e horários: dias 4, 6, 11, 13, 18, 20, 25 e 17 de julho, das 19h30 às 21h30.
Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp).
Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.
Investimento: R$ 300, 00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de julho.
Sócios da Aceesp em dia com a anuidade não pagam.
Informações e inscrição: blogdoodir@blogdoodir.com.br

clinica de tenis do castelo - 2017

E você, acha que o Santos pode deslanchar no Brasileiro? Ou não?


Santos está chegando…


Três pontos preciosos no Barradão

O Vitória atacou mais, porém os contra-ataques do Santos decidiram a partida. Bruno Henrique e Copete, com o auxílio de Kayke e Vitor Bueno, aproveitaram os buracos deixados pelos avanços do time baiano e construíram os dois gols de Copete, um em cada tempo, que firmam o Alvinegro Praiano no G4 e o permitem sonhar com a briga pelo título.

Deu para perceber uma diferença clara entre o estilo de Dorival Junior e o de Levir Culpi: agora os laterais não avançam tanto, o que atravanca as avenidas antes escancaradas pelos flancos da defesa santista. Com Victor Ferraz e Jean Motta mais preocupados com a marcação, os especialistas Kayke, Copete, Bruno Henrique e Vitor Bueno ficaram com a incumbência de atacar e o fizeram com muito mais perigo e objetividade do que nos tempos do tic-tic do técnico anterior.

O elenco ainda é limitado e algumas falhas podem ser observadas em todos os setores, porém o time está mais seguro, pois confia mais em seu sistema defensivo. Vanderlei tem mantido o nível de suas ótimas atuações e, ao menos como rebatedores, Lucas Veríssimo e David Braz estão muito bem tanto nas bolas altas, como baixas. O que não impediu, entretanto, que o Santos voltasse a sofrer um sufoco no final, com mais um pênalti perdido pelo adversário, dessa vez chutado no travessão.

Como sempre, foi difícil ouvir um comentarista torcendo contra o Santos e vendo pênaltis e mais pênaltis a favor do adversário. Infelizmente isso tem sido comum no Sportv, que tem uma boa quantidade de “especialistas” que jamais chutaram uma bola na vida. Mas a verdade é que o Santos foi mais inteligente, mais objetivo e mereceu a vitória.

Agora o Alvinegro Praiano volta a jogar domingo, às 19 horas, na Vila
Belmiro, contra o Sport, e na rodada seguinte vai a Goiânia enfrentar o Atlético local. Sao jogos que podem colocar o time na briga direta pela liderança. Mesmo sem alguns titulares, a vitória é bem possível e deve ser perseguida a todo custo.

Melhores e piores

Esse trio Kayke, Bruno Henrique e Copete pode não ser um primor de técnica, mas tem força, vontade e velocidade suficientes para incomodar qualquer defesa. Atrás, Vanderlei, Lucas Veríssimo e David Braz também estão se entendendo bem. O meio de campo, porém, está com problemas. Alison, fora de forma, cometeu dois erros crassos na mesma jogada e ainda saiu com cãibras, sobrecarregado por Renato, que só tocou de lado. As entradas de Léo Cittadini e Rafael Longuine pouco ajudaram.

Os que querem ir embora

Descontente com a reserva, Leandro Donizete alegou problemas particulares para não viajar para Salvador. Outros que não atuaram foram Lucas Lima, Ricardo Oliveira, Thiago Maia e Zeca. Não sei ao certo os motivos que afastaram esses quatro da partida, mas percebe-se que se tratam de jogadores que não estão mais fazendo questão de vestir a camisa do Santos. Com a difícil situação financeira do clube, é previsível que sejam trocados por boletos quitados.

Santos FC, o maior espetáculo da Terra

Fiz alguns vídeos em Buenos Aires lembrando passagens importantes da apaixonante história internacional do Santos. Publico o primeiro abaixo, o de La Bombonera, e o convido para participar da campanha que fará o Santos ser o único time de futebol do mundo a ter um grande e belo livro apenas com suas viagens internacionais.


Clique aqui para saber mais detalhes sobre a campanha e, se achar que ela é positiva para o Santos, participar do pré-lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”. Estou certo de que não se arrependerá.

CURSO ABERTO DE ESPECIALIZAÇÃO EM JORNALISMO ESPORTIVO

Castilho de Andrade e eu: ganhadores do Prêmio Esso de 1979

Castilho de Andrade e eu: ganhadores do Prêmio Esso de 1979

Aproveite o mês de julho para se especializar na profissão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois Prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Curso aberto a jornalistas, estudantes de Jornalismo e interessados

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo
As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem.

As regras para uma boa entrevista
Conhecimento – Respeito – Planejamento – Dicas

Os limites da polêmica
Os cuidados com os crimes de opinião: Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto
Clareza
Escolha das palavras
Uma ideia por parágrafo
Precisão. Sem ela não há credibilidade.
Isenção. A necessidade de ser neutro.
Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.
Criatividade. Os caminhos que levam a ela.
Reler é obrigatório
Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.
Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Como escrever para
Jornal diário
Revista
Rádio
Televisão
Blogs e Sites

Funções Jornalísticas
Repórter
Copidesque
Chefe de Reportagem
Editor
Editor Chefe

Fechamento de matérias
Títulos
Subtítulos
Olhos
Intertítulos
Legendas

Lições de casa durante o curso

Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão

Novo Jornalismo Esportivo – Técnica e Ética
Curso de Especialização

Carga horária: 16 horas
Datas e horários: dias 4, 6, 11, 13, 18, 20, 25 e 17 de julho, das 19h30 às 21h30.
Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Aceesp).
Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.
Investimento: R$ 300, 00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de julho.
Sócios da Aceesp em dia com a anuidade não pagam.

Informações e inscrição: blogdoodir@blogdoodir.com.br

Livraria do Blog está reaberta

A Livraria do Blog está reaberta, ainda com os preços antigos. Em nenhum outro lugar, nem mesmo em sites de livros usados, você encontrará obras como Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros por preços tão baixos como aqui. Aproveite.

Clique aqui para entrar na Livraria do Blog, conhecer as promoções e adquirir livros a preços imbatíveis.

clinica de tenis do castelo - 2017


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑