As oito pedaladas de Robinho que levaram à vitória na final do Campeonato Brasileiro de 2002

Os 10 Santos X Corinthians que considero especiais

Corinthians 3, Santos 6
(Primeiro tempo: 3 a 0 para o Santos).
Campeonato Paulista (primeiro jogo entre os dois times).
22 de junho de 1913, domingo à tarde.
Parque Antártica
Corinthians: Casemiro do Amaral, Fúlvio e Casemiro González; Police, Alfredo e Lepre; Rodrigues, César Nunes, Luís Fabi, Peres e Aristides.
Santos: Anníbal, Arantes e Eurico; Pereira, Ambrósio e Ricardo; Millon, Nilo, Urbano, Arnaldo Silveira e Haroldo Cross.
Gols: Dois de Millon e um de Arnaldo para o Santos no primeiro tempo; Arnaldo, Ambrósio e Ricardo para o Santos; César Nunes, Luís Fabi e Peres para o Corinthians no segundo.
Árbitro: J. Menezes (Americano).

Corinthians 3, Santos 8
(Primeiro tempo: 4 a 1).
Campeonato Paulista (ano em que o Santos fez 100 gols).
4 de setembro de 1927, domingo à tarde.
Parque Antártica
Corinthians: Colombo, Grané e Del Debbio; Cristófani, Vanni e Leone; Apparício, Gambarotta, Gambinha, Rato e De Maria.
Técnico: Neco.
Santos: Tuffy, David e Bilú; Alfredo, Hugo e Júlio; Omar, Camarão, Feitiço, Araken e Evangelista.
Técnico: José Caetano Munhoz.
Gols: Omar, Camarão, Camarão, De Maria e Araken no primeiro tempo; Camarão, Feitiço, Gambarotta, Araken, Araken e Grane no segundo.
Árbitro: Antônio Villas Boas.

Corinthians 0, Santos 2
(Primeiro tempo: 1 a 0).
Campeonato Paulista (jogo que decidiu primeiro título do Santos).
17 de novembro de 1935, domingo à tarde.
Parque São Jorge
Corinthians: José, Jaú e Carlos; Brito, Brandão e Munhoz; Teixeira, Carlito, Teleco, Alberto e De Maria.
Técnico: José Foquer.
Santos: Cyro, Neves e Agostinho; Ferreira, Martelete e Jango; Sacy, Mário Pereira,
Raul, Araken e Junqueira.
Técnico: Bilú.
Gols: Raul aos 36 minutos do primeiro tempo; Araken aos 17 do segundo.
Árbitro: Heitor Marcelino Domingues.
Público: 15.000 pagantes.

Santos 6, Corinthians 1
Primeiro tempo: 3 a 1).
Campeonato Paulista (Santos foi campeão com o recorde de 143 gols. Pelé, o artilheiro, com 58).
7 de dezembro de 1958, domingo à tarde.
Vila Belmiro
Santos: Manga, Getúlio e Ramiro; Zito, Urubatão e Dalmo; Dorval, Jair da Rosa Pinto, Pagão, Pelé e Pepe.
Técnico: Luis Alonso Peres, o Lula.
Corinthians: Cabeção, Olavo e Oreco; Idário, Walmir e Roberto; Bataglia, Índio, Zague, Rafael e Tite.
Técnico: Cláudio.
Gols: Pelé, aos 5, 15 e 31 e Zague aos 41 minutos do primeiro tempo; Pepe aos 7, Pelé (pênalti) aos 18 e Pagão aos 37 do segundo.
Árbitro: Esteban Marino (Uruguai)
Renda: Cr$ 849.220,00.

Corinthians 4, Santos 7
(Primeiro tempo: 2 a 2).
Campeonato Paulista (jogo que deu ao Santos o título de 1964 por antecipação).
6 de dezembro de 1964, domingo à tarde.
Pacaembu
Corinthians: Heitor, Ari Ercílio, Batista, Clóvis e Ari Clemente; Amaro e Luizinho; Ferreirinha, Silva, Flávio e Bazani.
Técnico: Oswaldo Brandão.
Santos: Gilmar, Ismael, Modesto e Lima; Zito e Haroldo; Toninho, Mengfálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.
Técnico: Lula.
Gols: Ferreirinha aos 7, Coutinho aos 15, Bazani aos 27 e Coutinho aos 33 do primeiro tempo; Pelé aos 4, Pelé (pênalti) aos 11, Pelé (pênalti) aos 15, Silva aos 35, Coutinho aos 37, Pelé aos 43 e Silva (pênalti) aos 45 do segundo.
Árbitro: Armando Marques.
Renda: Cr$ 36.437.800,00.

Corinthians 0, Santos 0
Torneio Rio-São Paulo (o Santos jogou sem dois jogadores, expulsos ainda no primeiro tempo, e com o empate garantiu o título, dividido com Corinthians, Vasco e Botafogo).
27 de março de 1966, domingo à tarde.
Pacaembu
Corinthians: Heitor, Jair Marinho, Ditão, Galhardo e Édson; Nair e Rivelino; Garrincha, Flávio (Nei), Tales e Gílson Porto.
Técnico: Oswaldo Brandão.
Santos: Laércio, Carlos Alberto Torres, Oberdan, Haroldo e Zé Carlos; Zito e Mengálvio; Dorval (Lima), Coutinho, Toninho e Edu (Joel).
Técnico: Lula.
Árbitro: Ethel Rodrigues (SP). Cartões Vermelhos: Mengálvio e Coutinho.
Renda: Cr$ 64.517.500,00

Santos 3, Corinthians 1
(Primeiro tempo: 3 a 0).
Campeonato Paulista (quadrangular final).
8 de junho de 1969, domingo à tarde.
Morumbi
Santos: Cláudio, Carlos Alberto Torres, Ramos Delgado, Djalma Dias e Rildo; Clodoaldo e Negreiros; Toninho, Edu, Pelé e Abel (Manuelzinho).
Técnico: Antoninho.
Corinthians: Lula, Alvacir (Mendes), Ditão, Luís Carlos e Pedro Rodrigues; Dirceu Alves e Rivelino; Paulo Borges, Tales, Bem~e e Buião (Adnan).
Técnico: Dino Sani.
Gols: Pelé aos 25 e aos 32 e Edu aos 43 ,minutos do primeiro tempo; Paulo Borges aos 22 do segundo.
Árbitro: Roberto Goycochea (Uruguai).
Renda e Público: NCr$ 280.338,00, 44.668 pagantes.

Corinthians 0, Santos 1
(Primeiro tempo: 0 a 0).
Campeonato Paulista (última rodada, resultado deu título ao Santos).
2 de dezembro de 1984, domingo à tarde.
Morumbi
Corinthians: Carlos, Édson, Juninho, Wagner e Wladimir; Biro-Biro, Dunga, Arturzinho (Paulo César) e Zenon; Lima e João Paulo.
Técnico: Jair Picerni.
Santos: Rodolfo Rodrigues, Chiquinho, Márcio, Toninho Carlos e Toninho Oliveira (Gilberto Sorriso); Dema, Paulo Isidoro e Humberto; Lima, Serginho e Zé Sérgio (Mário Sérgio).
Técnico: Castilho.
Gol: Serginho, aos 27 minutos do segundo tempo.
Árbitro: José de Assis Aragão (SP).
Renda e Público: Cr$ 409.323.500,00, 101.587 pagantes.

Corinthians 2, Santos 3
(Primeiro tempo: 1 a 0 Santos).
Campeonato Brasileiro (jogo que definiu o título).
15 de dezembro de 2002, domingo à tarde.
Morumbi
Corinthians: Doni, Rogério, Fábio Luciano, Anderson e Kléber; Fabinho (Fabrício), Vampeta e Renato (Marcinho); Deivid, Guilherme (Leandro) e Gil.
Técnico: Carlos Alberto Parreira.
Santos: Fábio Costa, maurinho, André Luís, Alex e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Robert, depois Michel); Robinho e William (Alexandre).
Técnico: Émerson Leão.
Gols: Robinho (pênalti), aos 37 minutos do primeiro tempo; Deivid aos 30, Anderson aos 39, Elano aos 43 e Léo aos 47 do segundo tempo.
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS).
Renda e Público: R$ 1.152.809,00, 74.586 pagantes.

Santos 4, Corinthians 2
(Primeiro tempo: 1 a 1).
Campeonato Brasileiro (único jogo em que Robinho e Giovanni atuaram juntos – partida depois anulada pelo STJD).
31 de julho de 2005, domingo à tarde.
Vila Belmiro
Santos: Saulo, Paulo César (Léo Lima), Rogério, Ávalos e Wendell; Fabinho, Bóvio, Ricardinho e Giovanni; Robinho e Frontini (Elton).
Técnico: Gallo.
Corinthians: Fábio Costa, Edson, Betão, Sebá (Bobô) e Marinho; Gustavo Nery, Mascherano, Rosinei (Dinélson) e Roger; Tevez e Jô (Abuda).
Técnico: Márcio Bittencourt.
Gols: Giovanni aos 23 segundos e Roger aos 33 minutos do primeiro tempo; Ricardinho aos 9, Giovanni aos 15, Rosinei aos 17, Wendel aos 24 do segundo tempo.
Árbitro: Edílson Pereira de Carvalho (SP).