Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Time dos Sonhos

Page 2 of 485

Campeonato de medíocres


Peço desculpas aos leitores deste blog por postar lances do jogo de um rival, mas é só para mostrar o baixo nível do Campeonato Brasileiro de 2017, uma competição que, assim como em 2016, será vencida pelo time menos ruim.

Pelos jogos de sábado vimos que o Campeonato Brasileiro de 2017 será outra competição entre times medíocres, que será vencido pelo menos ruim. Assim, fica a dúvida se o Santos deveria usar reservas contra o medíocre Fluminense, neste domingo, ou entrar em campo com os titulares, para garantir os três pontos, visto que sua classificão para a próxima fase da Copa Libertadores está quase garantida. Defendo que entre com um time para vencer, mas respeito as decisões do professor.

Começou o Brasileiro, voltou a promoção do Dossiê

Convencido por insistentes pedidos, principalmente de palmeirenses e santistas, em homenagem ao início de mais um Campeonato Brasileiro estendo até o final de maio a promoção do Dossiê da Unificação dos títulos brasileiros. Um exemplar, com frete pago e dedicatória exclusiva, volta a custar apenas R$ 39,00.

dossie - peres e eu

Clique aqui para comprar um exemplar do Dossiê por 39 reais ou dois exemplares por apenas 69 reais, com frete pago e dedicatória do autor.

Enquanto o time conseguia ótima vitória sobre o Paysandu, em Belém, por 3 a 1 – com dois gols de Bruno Henrique e um de Kayke – que o leva às quartas de final da Copa do Brasil, surgiu a informação de que a BWA está acionando o clube por quebra de contrato e cobra uma multa de R$ 32 milhões. Pelo que se divulga pela imprensa, o contrato foi prorrogado simplesmente porque ninguém do Santos se lembrou de que a BWA deveria ser notificada da interrupção do mesmo.

Agora, para garantir o recebimento desse valor – cinco milhões de reais mais caro do que os 27 milhões que o clube recebeu pela venda de Neymar – a BWA pede o bloqueio das cotas da Globo, Caixa Econômica Federal, CBF e outros patrocinadores do Santos. Enfim, está cristalizado mais um erro crasso e infantil que fere profundamente as finanças há combalidas do Glorio Alvinegro Praiano.

O fato é gravíssimo, mas não é a primeira vez e nem deverá ser a última – ao menos nesta gestão – que o clube faz maus contratos e ainda não os monitora com a seriedade e a eficiência necessárias. Outro caso atual é a relação com a tevê, descuidada e passional.

Não fosse uma improvisada transmissão pelo Sportv, na bela voz de Paulo Stein, e os santistas não teriam como ver o time nem na tevê fechada. Uma lástima, uma desatenção da diretoria com seu grande mercado em todo o Brasil. Quem dirige o Santos precisa estar consciente de que sua responsabilidade não se restringe ao clube ou aos sócios, mas aos seus torcedores, à sua marca, ao seu plano de expansão, e para isso o relacionamento com a televisão é primordial.

Uma das primeiras providências de uma nova gestão é estreitar o relacionamento com a tevê, não só com a principal do país, mas também com as outras, em busca de acordos e soluções bons para o Santos e para essas emissoras. O Santos é tão, ou mais importante, para a cultura e o mercado do futebol, como os dois chamados “times de massa”. Essa percepção ficou bem clara ontem, no Cine Olido, durante a exibição do excelente “Preto no Branco, o clássico do século”, do diretor Kim Teixeira.

Não são apenas as histórias de Santos e Corinthians que se inter-relacionam. O Santos está encravado na vida dos outros grandes do futebol brasileiro. O Santos é onipresente e universal. Qualquer boicote da tevê voltará contra essa mesma tevê, mas isso tem de ser exposto civilizadamente. Conflitos infantis só aumentarão a distância para um acordo bom para os dois lados.

Com todo o boicote que a Globo e o Sportv teimam em cometer contra o Alvinegro Praiano, o jogo de maior audiência na tevê fechada neste ano foi Santos e Ponte Preta. Isso porque não é verdade que a torcida do Santos tem poucos jovens – como, inexplicavelmente, defendeu o próprio marketing do clube em pleno Conselho Deliberativo – e também não é verdade que ela parou de crescer. Ela é imensa e continua crescendo, com Globo ou sem Globo. Mas “com” seria mais rápido e natural.

Contratos bem feitos e rigorosamente monitorados são essenciais para levar o Santos ao estágio de organização e profissionalismo que almejamos. Eles garantirão uma saudável e produtiva relação com os jogadores profissionais, garotos da base, parceiros comerciais, meios de comunicação, patrocinadores, associados, torcedores e funcionários do clube. Esse é um aspecto que tem sido negligenciado no clube.

Amanhã, dia 12, estarei na Cidade Dutra lançando o livro “Lições de Jornalismo”

licoes de jornalismo

O amigo Ary Costa Pinto, que editava o jornal de colégio “O Gil” em 1968, quando fiz minhas primeiras reportagens, organizou um encontro amanhã, dia 12, a partir das 19 horas, na Padaria Bandeirantes da Cidade Dutra para que eu lance ali o livro “Lições de Jornalismo”. EDstou feliz com a possibilidade de rever belhos amigos.

Muita gente já está confirmada, mas não é preciso garantir presença. É só comparecer e participar. Aviso aos muitos santistas e palmeirenses da região que levarei também exemplares dos livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros.

Começou o Brasileiro, voltou a promoção do Dossiê

Convencido por insistentes pedidos, principalmente de palmeirenses e santistas, em homenagem ao início de mais um Campeonato Brasileiro estendo até o final de maio a promoção do Dossiê da Unificação dos títulos brasileiros. Um exemplar, com frete pago e dedicatória exclusiva, volta a custar apenas R$ 39,00.

dossie - peres e eu

Clique aqui para comprar um exemplar do Dossiê por 39 reais ou dois exemplares por apenas 69 reais, com frete pago e dedicatória do autor.

E você, o que acha dos contratos do Santos


O Santos e os contratos

Enquanto o time conseguia ótima vitória sobre o Paysandu, em Belém, por 3 a 1 – com dois gols de Bruno Henrique e um de Kayke – que o leva às quartas de final da Copa do Brasil, surgiu a informação de que a BWA está acionando o clube por quebra de contrato e cobra uma multa de R$ 32 milhões. Pelo que se divulga pela imprensa, o contrato foi prorrogado simplesmente porque ninguém do Santos se lembrou de que a BWA deveria ser notificada da interrupção do mesmo.

Agora, para garantir o recebimento desse valor – cinco milhões de reais mais caro do que os 27 milhões que o clube recebeu pela venda de Neymar – a BWA pede o bloqueio das cotas da Globo, Caixa Econômica Federal, CBF e outros patrocinadores do Santos. Enfim, está cristalizado mais um erro crasso e infantil que fere profundamente as finanças há combalidas do Glorio Alvinegro Praiano.

O fato é gravíssimo, mas não é a primeira vez e nem deverá ser a última – ao menos nesta gestão – que o clube faz maus contratos e ainda não os monitora com a seriedade e a eficiência necessárias. Outro caso atual é a relação com a tevê, descuidada e passional.

Não fosse uma improvisada transmissão pelo Sportv, na bela voz de Paulo Stein, e os santistas não teriam como ver o time nem na tevê fechada. Uma lástima, uma desatenção da diretoria com seu grande mercado em todo o Brasil. Quem dirige o Santos precisa estar consciente de que sua responsabilidade não se restringe ao clube ou aos sócios, mas aos seus torcedores, à sua marca, ao seu plano de expansão, e para isso o relacionamento com a televisão é primordial.

Uma das primeiras providências de uma nova gestão é estreitar o relacionamento com a tevê, não só com a principal do país, mas também com as outras, em busca de acordos e soluções bons para o Santos e para essas emissoras. O Santos é tão, ou mais importante, para a cultura e o mercado do futebol, como os dois chamados “times de massa”. Essa percepção ficou bem clara ontem, no Cine Olido, durante a exibição do excelente “Preto no Branco, o clássico do século”, do diretor Kim Teixeira.

Não são apenas as histórias de Santos e Corinthians que se inter-relacionam. O Santos está encravado na vida dos outros grandes do futebol brasileiro. O Santos é onipresente e universal. Qualquer boicote da tevê voltará contra essa mesma tevê, mas isso tem de ser exposto civilizadamente. Conflitos infantis só aumentarão a distância para um acordo bom para os dois lados.

Com todo o boicote que a Globo e o Sportv teimam em cometer contra o Alvinegro Praiano, o jogo de maior audiência na tevê fechada neste ano foi Santos e Ponte Preta. Isso porque não é verdade que a torcida do Santos tem poucos jovens – como, inexplicavelmente, defendeu o próprio marketing do clube em pleno Conselho Deliberativo – e também não é verdade que ela parou de crescer. Ela é imensa e continua crescendo, com Globo ou sem Globo. Mas “com” seria mais rápido e natural.

Contratos bem feitos e rigorosamente monitorados são essenciais para levar o Santos ao estágio de organização e profissionalismo que almejamos. Eles garantirão uma saudável e produtiva relação com os jogadores profissionais, garotos da base, parceiros comerciais, meios de comunicação, patrocinadores, associados, torcedores e funcionários do clube. Esse é um aspecto que tem sido negligenciado no clube.

Amanhã, dia 12, estarei na Cidade Dutra lançando o livro “Lições de Jornalismo”

licoes de jornalismo

O amigo Ary Costa Pinto, que editava o jornal de colégio “O Gil” em 1968, quando fiz minhas primeiras reportagens, organizou um encontro amanhã, dia 12, a partir das 19 horas, na Padaria Bandeirantes da Cidade Dutra para que eu lance ali o livro “Lições de Jornalismo”. EDstou feliz com a possibilidade de rever belhos amigos.

Muita gente já está confirmada, mas não é preciso garantir presença. É só comparecer e participar. Aviso aos muitos santistas e palmeirenses da região que levarei também exemplares dos livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros.

Começou o Brasileiro, voltou a promoção do Dossiê

Convencido por insistentes pedidos, principalmente de palmeirenses e santistas, em homenagem ao início de mais um Campeonato Brasileiro estendo até o final de maio a promoção do Dossiê da Unificação dos títulos brasileiros. Um exemplar, com frete pago e dedicatória exclusiva, volta a custar apenas R$ 39,00.

dossie - peres e eu

Clique aqui para comprar um exemplar do Dossiê por 39 reais ou dois exemplares por apenas 69 reais, com frete pago e dedicatória do autor.

E você, o que acha dos contratos do Santos


O melhor de dois mundos

Garanta seu convite para uma sessão especial do filme Preto no Branco. Envie seu nome para a lista vip.

Na próxima quarta-feira, dia 10, às 20 horas, o filme Preto no Branco, que conta a história centenária do clássico Santos x Corinthians, será exibido no Cine Olido, na Galeria Olido da Avenida São João. Estarei lá. Se você quiser assisti-lo e também levar amigos e familiares, é só me enviar os nomes para o e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br ou pelos comentários deste blog.

Um viso: também teremos na plateia aficionados do alvinegro da capital, que nos tratarão com respeito e educação, da mesma forma que o faremos. A arte, o belo trabalho do diretor Kim Teixeira, o desempenho sensacional dos rappers dos dois times e a preservação da história do futebol e deste clássico memorável é o que conta. Garanto que todos vão gostar.

Quem tiver o nome na lista vip entrará de graça. Então, envie-me seu nome completo e os nomes completos de seus convidados. Vamos viver uma noite especial de futebol e arte.

preto no branco olido

Corinthians é campeão e encosta no Santos
Ao empatar com a Ponte Preta em 1 a 1, no Itaquerão, o Corinthians conquistou seu 20º título paulista na era profissional do futebol brasileiro, empatando com o São Paulo, e agora está apenas dois títulos atrás do Santos, o maior campeão estadual do Estado, com 22 conquistas. O Palmeiras é o quarto colocado, com 18 títulos.

O melhor de dois mundos

A Grande São Paulo, com seus mais de 21 milhões de habitantes, permite ao Santos estádios repletos, dezenas de milhares de associados, uma convivência mais próxima com a imprensa e os maiores patrocinadores, o que resulta em incrível fortalecimento de sua marca. A cidade de Santos, a capital da Baixada Santista, região com um milhão e meio de habitantes, significa a base histórica e cultural do Glorioso Alvinegro Praiano, lugar ideal para a construção de um amplo, moderno e exemplar centro de treinamento para infanto-juvenis, município que, otimizando os seus equipamentos voltados ao esporte, entre eles museus, estádios, pontos históricos, deverá se transformar na Cidade do Futebol.

Sem as possibilidades de ascensão empresarial representadas pela Grande São Paulo, o Santos definhará como clube grande; sem a cidade de Santos, o time perderá suas raízes. Ambas as regiões são essenciais. Abrir mão de uma delas significa enfraquecer o Santos, que pode e deve saber utilizar, com inteligência e sem vaidades, o melhor de seus dois mundos. Este é o maior desafio dos futuros administradores do clube, mas tem tudo para ser vencido, desde que as artimanhas da política não superem a lógica, a lucidez e a vontade honesta de trabalhar pelo bem comum dos santistas.

Mais uma novidade: Time dos Sonhos e Dossiê, juntos, por apenas 79 reais!

time-dossie ok

Clique aqui para ter mais informações e para adquirir o combo Time dos Sonhos e Dossiê por apenas 79 reais, com dedicatórias do autor e frete grátis.

Os livros continuam baratos! Não perca!

Costumo dizer que o livro é o melhor presente, pois ninguém joga um livro fora e duvido que um santista jogaria um Time dos Sonhos ou um Dossiê fora. Uma camisa do time, que é bem mais cara, fica velha, esgarça, fura, e é abandonada. Um livro, jamais. Fica na prateleira, sobrevive a gerações, conta histórias que se imortalizam.

Se você somar o custo do correio, o preço da embalagem, verá que os livros vendidos neste blog têm um valor abaixo do preço de custo. Minha vaidade é difundir a história do Santos, a história verdadeira do futebol. Hoje, é só isso o que posso fazer para ajudar o clube. Um dia espero poder fazer mais.

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você e para os amigos. Conhecer e divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis e minha dedicatória personalizada)

Time dos Sonhos e Dossiê
Time dos Sonhos: 59 reais.
Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros: 59 reais.
Os dois juntos: 79 reais.
— Essa compra ainda dá direito aos PDFs dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho Escolheu um time.

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.

Time dos Sonhos
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.
— A compra de um exemplar de Time dos Sonhos dá direito aos PDFs dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho Escolheu um time.

Sonhos mais que possíveis
1 exemplar: 14 reais.

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
1 exemplar: 23 reais.
2 exemplares: 35 reais.

—— Para entrar na livraria e garantir os seus exemplares, tecle aqui ——

ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos

DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por apenas R$ 6,50 (quatro reais e cinquenta centavos) e apenas R$ 4,50 para o livro Pedrinho escolheu um time. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 4,50 a R$ 6,50.


Na garra e na marra!

Deficiências? Sim, o time continua tendo. Mas a vitória sobre o Santa Fé, por 3 a 2, em um Pacaembu embaixo de chuva e com cerca de 30 mil santistas deve ser comemorada, pois encaminha bem a classificação do Santos para a fase de mata-mata da Copa Libertadores.

Um detalhe é que quando faltou a técnica veio a garra e sem ela não se consegue nada na Libertadores. Outro aspecto importante é que Dorival Junior e Vitor Bueno falaram em lutar pelo título da competição. Mesmo com todos os problemas da equipe, se houver luta tudo será possível. Particularmente, eu acredito, sempre.

Gostei do empenho de todos. Concordo que Renato marcou mal e acho que Vanderlei abusou do golpe de vista, mas são os chamados titulares absolutos. Destaco ainda a ótima cobertura da Fox. O fato de o jogo ser o único do horário permitiu um espaço bem mais generoso.

Os livros ainda estão baratos! Não perca!

Costumo dizer que o livro é o melhor presente, pois ninguém joga um livro fora e duvido que um santista jogaria um Time dos Sonhos ou um Dossiê fora. Uma camisa do time, que é bem mais cara, fica velha, esgarça, fura, e é abandonada. Um livro, jamais. Fica na prateleira, sobrevive a gerações, conta histórias que se imortalizam.

Se você somar o custo do correio, o preço da embalagem, verá que os livros vendidos neste blog têm um valor abaixo do preço de custo. Minha vaidade é difundir a história do Santos, a história verdadeira do futebol. Hoje, é só isso o que posso fazer para ajudar o clube. Um dia espero poder fazer mais.

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você e para os amigos. Conhecer e divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis e minha dedicatória personalizada)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.

Time dos Sonhos
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.
— A compra de um exemplar de Time dos Sonhos dá direito aos PDFs dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho Escolheu um time.

Sonhos mais que possíveis
1 exemplar: 14 reais.

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
1 exemplar: 23 reais.
2 exemplares: 35 reais.

—— Para entrar na livraria e garantir os seus exemplares, tecle aqui ——

ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos

DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por apenas R$ 6,50 (quatro reais e cinquenta centavos) e apenas R$ 4,50 para o livro Pedrinho escolheu um time. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 4,50 a R$ 6,50.


Uma grandeza puxa outra

Raça é isso!

Ralar a cara no chão para marcar um gol de cabeça, correndo o risco de levar uma pancada do goleirão no meio das fuças! Sim, este é o gol da vitória que Almir Albuquerque, o Almir Pernambuquinho, fez pelo Flamengo contra o Bangu, que tinha um bom time naquele ano de 1966 e um goleiro imenso chamado Ubirajara. Esse Almir é o mesmo que substituiu Pelé e se tornou herói da decisão do Mundial Interclubes de 1963, contra o Milan. Um pouco dessa garra é o que a gente gostaria de ver hoje, no Pacaembu, contra o Santa Fé.

Uma grandeza puxa outra

Tenho respondido a alguns santistas sobre qual seria a melhor forma de administrar o Santos para que ele utilize todo o seu potencial mercadológico. Bem, admitindo que hoje o Santos usa apenas uma pequena parte desse potencial não é preciso ser nenhum gênio para encontrar essa resposta, pois todas as iniciativas e fases que levam ao objetivo final estão ligadas ao mesmo princípio.

Basta determinar uma primeira meta e todas as outras se seguirão a esta, naturalmente. Sabendo-se que, com exceção da visibilidade na tevê, as duas condições que expressam a dimensão de um clube são a média de público de seus jogos e sua quantidade de sócios, podemos começar por qualquer um desses dois requisitos e chegaremos às mesmas conclusões quanto à forma correta de se gerir o Santos.

Creio que falo por todos nós quando digo que queremos e podemos aspirar a um quadro de 100 mil associados. Se clubes como o Porto, de Portugal, com 1,5 milhão de torcedores, têm mais de 100 mil sócios, nosso Santos, caso organize um bom programa de recompensas e trabalhe duro e ininterruptamente atrás dessa meta, não chegará a 100, mas a 200 mil sócios. Porém, pensemos em “apenas” 100 mil como uma boa meta para uma gestão de três anos.

O dinheiro que vem do quadro associativo não depende de negociações com a tevê ou com patrocinadores, é uma manifestação direta do amor e da confiança do torcedor no seu time e na direção do clube. Creio que o santista apoiará em peso o clube desde que confie em seus dirigentes, desde que os julgue competentes, trabalhadores, ousados e honestos. Portanto, não tenho dúvida alguma de que esse objetivo de 100 mil sócios em três anos é plenamente viável.

Se um clube tem muitos sócios, chegamos ao segundo passo, que é definir onde mandar seus jogos. Com 100 mil associados o Santos terá de jogar em um estádio que comporte ao menos um terço deles, ou seja, 30 mil torcedores. Esse tem sito o segredo dos bons públicos do alviverde e do alvinegro da capital. É uma receita que pode e deve ser copiada pelo Santos.

Qualquer criança de dez anos sabe que um clube com 100 mil sócios e média de público superior a 20 mil pessoas conseguirá melhores negociações com o patrocinador máster, o patrocinador de material e as empresas interessadas em merchandising, sem contar, obviamente, os acordos com a televisão.

Tudo isso melhorará o faturamento do clube, reduzindo suas dívidas e aumentando a verba destinada a contratações e à preparação de jogadores jovens, ou seja, esse rendimento financeiro se reverterá em um time mais forte e competitivo, fechando um círculo virtuoso que, desde que as premissas da administração não sejam mudadas, manterá o clube em um estágio invejável.

Isso não pode ser olhado como um conto de fadas. Tudo o que citei é plenamente realizável e tenho certeza que o será, por mim, ou por outro presidente com visão, capacidade de trabalho e compromisso de honra com a seriedade e a honestidade. Não faço questão de ser o líder que levará o Santos ao seu melhor caminho, mas faço questão que o nosso querido clube, nosso amado time alvinegro praiano encontre esse caminho.

Como última consequência natural de tudo o escrevi, é óbvio que o Santos deve permitir o voto à distância, deve permitir e saudar a participação de seus santistas de todos os cantos, pois há muito tempo nosso clube não é mais um time de vila, mas um time do mundo. Essa é a realidade do Santos incomensurável que queremos. Espero que essa visão regionalista, que poucos tentam impor a muitos, seja sepultada definitivamente na próxima eleição e que o Santos siga, livre, forte, atrevido, em busca de seu futuro universal.

E você, o que acha disso?

Os livros ainda estão baratos! Não perca!

Costumo dizer que o livro é o melhor presente, pois ninguém joga um livro fora e duvido que um santista jogaria um Time dos Sonhos ou um Dossiê fora. Uma camisa do time, que é bem mais cara, fica velha, esgarça, fura, e é abandonada. Um livro, jamais. Fica na prateleira, sobrevive a gerações, conta histórias que se imortalizam.

Se você somar o custo do correio, o preço da embalagem, verá que os livros vendidos neste blog têm um valor abaixo do preço de custo. Minha vaidade é difundir a história do Santos, a história verdadeira do futebol. A história do Santos é sagrada e precisa ser divulgada Hoje, é só isso o que posso fazer para ajudar o clube. Um dia espero poder fazer mais.

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você e para os amigos. Conhecer e divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis e minha dedicatória personalizada)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.

Time dos Sonhos
1 exemplar: 59 reais.
2 exemplares: 79 reais.
— A compra de um exemplar de Time dos Sonhos dá direitos aos PDFs dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho Escolheu um time.

Sonhos mais que possíveis
1 exemplar: 14 reais.

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
1 exemplar: 23 reais.
2 exemplares: 35 reais.

—— Para entrar na livraria e garantir os seus exemplares, tecle aqui ——

ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos

DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por apenas R$ 6,50 (quatro reais e cinquenta centavos) e apenas R$ 4,50 para o livro Pedrinho escolheu um time. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para maiores informações e para adquirir bem baratinho PDFs de livros históricos do Santos já esgotados em papel. Os preços vão de R$ 4,50 a R$ 6,50.


« Older posts Newer posts »

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑