Promoção de Natal

Este blog está com uma Promoção de Natal única, que envolve todos os livros de sua livraria virtual. Além de presentes duradouros e relativamente baratos, os livros preservam a história – e os santistas sabem muito bem como isso é importante.
Entre as obras ofertadas estão os três livros do Centenário do Santos; o Dossiê pela Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959; os dois que falam dos títulos mundiais de 1962 e 63; Pedrinho escolheu um time; Sonhos mais que possíveis, com histórias de superação de atletas olímpicos, e O barqueiro de Paraty, romance dedicado à vida simples pregada pelo fisósofo Epicteto.
Para mim, livros nunca representaram despesa, e sim investimento. Além do prazer duradouro de lê-los, eles nos trazem o conhecimento essencial para analisar os fatos da maneira mais isenta possível.

Com tantas informações desanimadoras, acho que a única coisa que o santista quer nesse final de ano é ouvir os planos da diretoria para a próxima temporada. Basicamente o torcedor quer saber como será o time e quais suas pretensões em 2013. O tetra Paulista? A luta pelo título brasileiro?

É sempre bom ouvir planos, mesmo que no fundo não acreditemos muito neles. Planos, projetos, trazem esperança, e ao menos a ela o santista tem direito. Mas o marasmo está assustador…

Está mais do que evidente que a lua de mel entre a diretoria e o técnico Muricy Ramalho terminou faz tempo. É como um casal em que a mulher não abandona o lar para não perder a pensão, e o marido não dá o fora para não perder a guarda dos filhos. Então, ambos vão empurrando com a barriga.

O Santos não tem dinheiro para contratar nem o William José e continua pagando mais de 700 mil pilas por mês para um técnico aposentado que ao invés de pijama veste o agasalho do time.

Eu? Continuo à espera das respostas do Alvaro de Souza. A assessoria de imprensa já me garantiu que elas virão, mas não precisou quando. Afinal, o Santos viaja em céu de brigadeiro se comparado a outras empresas aconselhadas por Souza (a Gol, por exemplo, atravessa uma tremenda nuvem negra…).

Ficamos assim. Não temos nada de realmente novo. Só nos resta torcer, do jeito que cada um quiser e para quem quiser. Sem o Santos, o futebol se torna vazio e os times, apátridas, não significam nada.

E você, que notícia boa espera para 2013?