“Flutuar como uma borboleta e picar como uma abelha”, a tática de Muhammad Ali pode ser bem útil.

Meus cálculos indicam que só a vitória contra o Cerro Porteño, amanhã, dará ao Santos reais possibilidades de classificação para a próxima fase da Libertadores. O empate proporcionará a Colo Colo e Cerro a chance de empatarem no último jogo e se classificarem juntos. Acho que é isso que farão se tiverem a oportunidade. Portanto, o Santos não deve entrar em campo pensando na possibilidade do empate. Só na vitória. E como conquista-la?

Experiente como é, Muricy Ramalho sabe que por melhor que seja o time visitante, ele nunca conseguirá encurralar o time local o tempo todo. Há a exigência psicológica da equipe que joga diante de sua torcida e por isso se vê obrigada a tomar a iniciativa do jogo. Essa pode ser uma vantagem para o Santos.

Sim, porque o Cerro também não jogará pelo empate, pois esse resultado não lhe dará a chamada classificação matemática. E a necessidade de atacar o Santos poderá fazer com que o Alvinegro Praiano, mesmo precisando da vitória, não precise se expor tanto, caindo no estilo de jogo preferido de Muricy.

Para manter o controle de uma partida um time precisa de jogadores experientes, que saibam segurar a bola, seguros e tranqüilos, que consigam defender bem, esperar com calma pelas oportunidades e então aproveita-las. É como jogam as boas equipes argentinas. Mas o Santos não terá jogadores para isso.

Sim, haverá o Ganso, mas uma andorinha só não faz verão. A falta de Elano e as ausências dos dois atacantes titulares – Neymar e Zé Eduardo – dificultarão muito a retenção da bola entre o meio e o ataque.

Tática Abelha é a ideal

Tudo indica que com Keirrison e Maikon Leite na frente, além de Róbson e, talvez, Alan Patrick como meias, o Santos será um time de estocadas. Daquele que vai, pica e volta, como uma abelha, como um Muhammad Ali no ringue do inimigo (ele que dizia flutuar como uma borboleta e picar ocmo uma abelha).

Por incrível que pareça, é a mentalidade ofensiva, em um jogo defensivo, que fará o Santos conseguir a façanha de derrotar o Cerro Porteño em Assunção. Defendendo-se bem e utilizando a velocidade nos contra-ataques, poderá, sim, picar mortalmente o adversário e assim chegar à vitória.

Concorda? Que tática você acha que Muricy deverá adotar em Assunção?