Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Alex

Santos cede Danilo e Possebon e traz de volta Renato e Diego!

A juventude e as boas atuações do polivalente Danilo pela Seleção Sub-20 que foi campeã sul-americana, e a idade “avançada” de Renato, que em 5 de maio completa 32 anos, acabaram contribuindo para que o Sevilha aceitasse a troca pura e simples dos dois jogadores. Outro que está voltando ao Santos é Diego. Pouco valorizado pelo técnico Pierre Littbarski, do Wolfsburg, Diego será trocado por Possebon, além de uma compensação em dinheiro.

“Danilo é um jogador versátil, muito jovem ainda, que tem muito o que evoluir. Foi um dos destaques do Brasil no título sul-americano da categoria e tenho certeza de que será muito útil ao Sevilha”, comentou o técnico do Sevilha, Gregório Manzano na edição de hoje do Diário de Sevilha.

Em entrevista para o jornal El Correo de Andaluzia, Renato admitiu que gostaria muito de continuar em Sevilha, onde ele e sua família se adaptaram muito bem, mas como não está mais nos planos do técnico e sabe que será recebido como um ídolo no Santos, onde jogará ao lado de Neymar, Elano e Diego, está feliz pela volta e confiante de que ainda poderá ser útil ao Alvinegro Praiano:

“Não vou mentir que não gostaria de ficar mais em Sevilha, mas ainda me considero jovem e sei que posso jogar mais alguns anos. E voltar para o Santos é como voltar para casa”, disse.

Litígio de Diego com Littbasrski foi decisivo

Desde que Diego foi suspenso pelo técnico Pierre Littbarski por perder um pênalti, o relacionamento entre os dois ficou ruim. Littbarski gosta de jogadores mais participativos, que não joguem só com a bola no pé e ajudem mais na marcação, mas Diego foge a este estilo.

Por outro lado, Rodrigo Possebon, 22 anos, quatro anos mais jovem e com um porte físico mais imponente do que Diego, ficou com fama de futuro talento na Europa ao ser contratado pelo Manchester United e jogar na Seleção Sub-20 da Itália. Seu golaço contra o Santo André, assistido por Littbarski na concentração do Wolfsburg, convenceu o técnico der que a troca, sugerida pela direção do Santos, era um bom negócio para o clube alemão:

“O Possebon é jovem e tem talento. Seu estilo se encaixará como uma luva no futebol alemão. Mas, pelo prestígio que Diego tem na Alemanha, pedimos que, além do passe de Possebon, que o Santos se comprometeu a liberar junto ao Manchester, o Wolfsburg receba uma compensação financeira de meio milhão de euros. O Santos concordou, então posso anunciar que o negócio está fechado”, disse Littbarski ao diário Wolfsburger Allgemeine.

Próximo negócio é a troca de Edu Dracena por Alex

Diante do sucesso das duas trocas que trarão de volta à Vila Belmiro os campeões brasileiros de 2002 Renato e Diego, a diretoria do Santos tem mantido contatos com o Chelsea para concretizar a troca do zagueiro Alex por Edu Dracena. Os ingleses não estão muito satisfeitos com Alex e preferem um zagueiro mais firme, de personalidade mais forte, um verdadeiro líder, que foi campeão em todos os clubes pelos quais passou, como é o caso de Dracena. Ontem o jornal Sunday Times noticiou em seu caderno de esportes: “Exchange is close. Dracena can come at any moment”.

O que você achou das trocas? Acha que Renato e Diego ainda serão titulares no Santos?


Mesmo que seja campeão brasileiro, Martelotte não será o técnico do Santos na Libertadores

“Valeu companheiro. Obrigado por guardar meu lugar!”

A decisão já está tomada, de comum acordo, entre o técnico e a diretoria do Santos. O interino Marcelo Martelotte sabe que mesmo que o Santos venha a ser campeão brasileiro, ele não dirigirá o time na Copa Libertadores de 2011.

Martelotte reconhece que teve uma grande oportunidade de assumir um time de ponta do futebol brasileiro e está procurando fazer o melhor possível no cargo, mas tem consciência de que não tem experiência para comandar o Santos durante a Libertadores da América.

O exemplo do Flamengo no ano passado é lembrado pela direção do Santos como um argumento irrefutável de que ganhar o Brasileiro é uma coisa, mas orientar a equipe em um torneio internacional difícil e eliminatório, como a Libertadores, é outra. Andrade, o técnico flamenguista, passou da condição de herói a vilão depois que o time foi eliminado na competição sul-americana.

Mas as informações dão conta de que Martelotte não se sentirá frustrado se for campeão brasileiro e tiver de ceder o cargo. Ele sabe que este título viria dar um tremendo impulso à sua carreira e não faltariam clubes interessados em contratá-lo.

Abel Braga deve ser mesmo o comandante
As conversações com Abel Braga andam avançadas. O Santos está disposto a pagar ao treinador do Al Jazira, dos Emirados Árabes, um salário digno de um técnico de ponta no país, o que vem a ser um valor superior ao teto salarial dos jogadores, estipulado em R$ 160 mil mensais.

Mesmo que isso não possa ser confirmado oficialmente, os nomes dos jogadores Alex, ex-Internacional, e Williams, ex-Corinthians, são citados como reforços pedidos pelo técnico de 2011.

Você acha que, se for campeão brasileiro, o técnico Marcelo Martelotte deveria continuar comandando o Santos? Ou a Libertadores pede um técnico mais experiente?


Mano fala sobre a SeleSantos para o Blog do Odir

Santos estreou a terceira camisa ontem

RÁPIDA ENTREVISTA COM O TÉCNICO MANO MENEZES APÓS OS 2 A 0 COM GOSTO DE CHOCOLATE QUE O BRASIL APLICOU NOS ESTADOS UNIDOS ONTEM

O eu achou da estréia, Mano?
O time foi bem, como o Brasil inteiro esperava. Colocando Neymar, Paulo Henrique Ganso e Robinho juntos, todo mundo sabia que não tinha erro. Demorei para colocar o André e só não deixei muito tempo o Quarteto Santástico em campo porque depois não teria como garantir o lugar do Pato. Mas é claro que sentimos a ausência de alguns titulares.

O Wesley e o Arouca fizeram falta?
Não só os dois. Veja que do meio-campo titular, só tive o Ganso. Faltaram o Arouca, Wesley e Elano. Na defesa também não pude contar com o goleiro Rafael e nem com o zagueiro Alex.

Mas, no meio-campo, o Ramires não é titular?
O Ramires está numa fase excelente, mas brigará pela posição com o Wesley e o Diego. Não podemos nos esquecer do Diego.

O Daniel Alves não estava muito bem. Não tinha ninguém para por no lugar dele?
Era para substituir o Daniel, mas não trouxe o Pará porque o Santos joga na quinta-feira com o Avaí pela Copa Sul-americana e o Dorival Junior me pediu para não desfalcar demais o time dele. Mas eu e o Dorival estamos nos entendendo bem. Sem os jogadores dele essa renovação seria impossível.

Além dos já citados, o André Santos se destacou, não?
Sim, foi muito bem. Mas ainda não dá para dizer que é titular. Como eu disse, prometi ao Dorival que não desfalcaria demais o Santos, por isso deixei o Alex Sandro de fora dessa. Mas na próxima ele é nome certo.

E o Edu Dracena, Durval e Marquinhos, por que foram preteridos?
Pela idade. Temos de fazer uma Seleção jovem, pensando em 2014. Mas ainda testarei o Marquinhos. Ele não é um gênio, como o Ganso, mas é um craque, e todo craque tem lugar no meu time.

Pelo jeito, o mundo ficou encantado com o Neymar e Ganso. Podemos dizer que o Brasil tem um novo Pelé e um novo Gérson?
Como vocês são precipitados, brincadeira… Como podem dizer que Neymar é o novo Pelé, se eu ainda nem escalei o Tiago Alves, que outro dia deu um show na final da Recopa Junior? E quanto ao Ganso, é um gênio do futebol, mas sua posição não pode estar garantida enquanto o Felipe Anderson não estrear.


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑