Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Alison (page 1 of 2)

Vale a liderança geral

Alison
Alison pode ser improvisado na lateral-direita (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Meus amigos e amigas, vamos esquecer por um momento que o novo ministro da justiça, Eugênio Aragão (por que não chamaram o Renato Aragão?, seria mais sério), foi colocado no cargo, pelo Governo, para atrapalhar as investigações da Polícia Federal e impedir a prisão de membros desse mesmo Governo, e voltemos nossas atenções ao Santos, que neste domingo, às 19h30, sem Victor Ferraz, vai a Rio Claro enfrentar o Rio Claro, time que vem fazendo campanha ruim no Campeonato Paulista.

Sem Victor Ferraz, suspenso por um esdrúxulo cartão amarelo, pois o árbitro julgou que ele estivesse “fazendo cera” (?!) para cobrar um lateral diante do XV de Piracicaba, o Santos deve jogar com Alison na lateral-direita, ou com Zeca pela direita e Caju pela esquerda.

De qualquer forma, mesmo que eu entrasse na lateral-direita, o Santos continuaria franco favorito contra o Rio Claro. Mesmo longe da familiar Vila Belmiro, o time deve se impor e mostrar porque tem sido o melhor dos últimos Campeonatos Paulistas. Nenhum resultado será aceitável, a não ser a vitória.

Com apenas oito pontos ganhos, o Rio Claro, treinado por nosso conhecido Sérgio Guedes, goleiro que ficou na história do Santos, vem de uma derrota, fora de casa, para o São Bento, por 3 a 0. Até o pessoal da cidade não acredita mais no time, fadado ao rebaixamento. Espero que os santistas, principalmente da defesa, não acreditem.

A briga do Santos é pelo primeiro lugar na classificação geral, o que lhe dará a vantagem de jogar sempre os jogos decisivos em casa a partir da fase eliminatória. E a tabela é favorável.

Após o Rio Claro, o Santos terá apenas um jogo como visitante: diante do Capivariano, outra equipe na iminência de ser rebaixada, em 3 de abril. No mais, enfrentará São Paulo, Ferroviária e Audax diante de seus torcedores.

Aliás, a partida diante do São Paulo, domingo, 27 de março, bem que poderia ser realizada no Pacaembu, já que não haverá partidas na Capital no próximo fim de semana. Imagine a renda que não se perderá pela decisão dessa diretoria de fazer o jogo na Vila, onde não atrairá mais do que nove mil espectadores. É um jogo para 30 mil. Alô diretor de marketing Eduardo Rezende; alô presidente Modesto Roma: Pensem grande! Mudem o clássico para o Pacaembu!

E você, o que pensa disso?


Estes jogadores o torcedor do Santos quer ver no time em 2015

A solução é a garotada – minha coluna no jornal Metro. Clique aqui para ler.

O melhor presente de Natal para um santista
Eu lhe ofereço a oportunidade de dar um presente de Natal inesquecível para um santista. Algo que vai durar mais que tudo, pois vai emocioná-lo e não ficará só na prateleira, mas, eternamente, no seu coração. Dê um livro. Mas um livro sobre o Rei do Futebol. Um livro lindamente produzido pela Magma Cultural, com fotos incríveis, que pesquisei e escrevi com amor e capricho, mostrando que mesmo um mito como Pelé precisou superar obstáculos inacreditáveis para reinar na atividade mais competitiva do mundo. Espero você neste sábado à tarde, na loja Santos na Área – Rua Augusta, 1931, perto da Alameda Santos. Vamos começar a receber as pessoas às 16 horas e ficaremos abertos até o último freguês. Compre o melhor presente de Natal. Por um preço menor do que você pensa.
convite - segundo tempo - dia 20

dossie na saraiva

Atenção torcedores de Santos, Palmeiras, Cruzeiro, Fluminense, Botafogo e Bahia:

Até o Natal o blog manterá a promoção do Dossiê que unificou os títulos brasileiros!

Apenas R$ 10,00! Aproveite porque a promoção só vai até o dia 25 deste mês messsmo.

Estes jogadores o torcedor do Santos quer ver no time em 2015

fica - 13
fica - 5fica - 9
fica - 1fica - 2fica - 3
fica - 4fica - 6fica - 7
fica - 8fica - 10fica - 11
fica - 12O atacante do Santos Robinho comemora um gol contra o time equatoriano LDU em partida da Copa Libertadoresfica - 15

Esta matéria abre com a foto de Geuvânio porque ele foi o único jogador que teve 100% de aprovação na enquete que perguntou aos leitores deste blog quais jogadores devem sair e quais devem permanecer no Santos em 2015.

Mas Gustavo Henrique e Lucas Lima também ficaram muito perto da aprovação total, com 99%. Outros que passaram a marca de 90% de aprovação foram Gabriel Gasparotto, com 97%; Daniel Guedes, com 94%, e Arouca, com 93%.

Sabemos que a crise está braba e o Santos corre o risco de fazer negócios à louca para fazer caixa e pagar dívidas urgentes. De qualquer forma, essa enquete traz valiosas informações sobre a opinião do santista e deve ser levada em conta na hora de se pensar em desfazer de um jogador do Santos.

A análise dos aprovados

Aranha – O veterano e não tão esbelto goleiro passou por pouco. Teve 52% de aprovação, contra 48% de reprovação. Muitos citam o seu incidente em Porto Alegre, quando sofreu insultos racistas, como um divisor de águas em sua performance na temporada. Estava muito bem até ali, depois caiu um pouco.

Gabriel Gasparotto – A enquete confirmou que Gasparotto é a grande esperança do torcedor santista para defender a meta do Alvinegro Praiano. O goleiro que, fisicamente, lembra o grande Gylmar, quase foi unanimidade. Teve 97% de votos positivos.

João Paulo – Outro garoto vindo da base, João Paulo não é tão conhecido, mas já tem os seus fãs. Passou raspando, já que 53% dos que participaram da enquete querem que continue no Santos em 2015.

Daniel Guedes – Com 94% de aprovação, o lateral esperto e insinuante, outro Menino da Vila, é apontado por muitos como o futuro titular da lateral-direita, no lugar do inconstante Cicinho.

Gustavo Henrique – Mesmo tanto tempo sem jogar não fez o zagueirão perder a confiança do torcedor santista. Nada menos do que 99% querem que não só continue no time em 2015, mas seja o titular.

Jubal – Outro que veio da base, Jubal também tem muito crédito com o torcedor. 77% dos votantes querem que continue no Santos em 2015 e muitos torcem para que faça dupla de zaga com Gustavo Henrique.

Nailson – Em uma votação muito dividida, o jovem zagueiro passou apertado. 51% querem que fique, 49% preferem que saia. Se ficar, deve aproveitar a temporada para convencer os indecisos.

Paulo Ricardo – Também da base do Santos, o zagueiro Paulo Ricardo é pouco conhecido, o que prejudicou sua votação. Mas há quem veja muito futuro nele. Teve 53% de votos positivos.

Caju – Quase unanimidade, Caju teve 99% de aprovação e para a maioria dos votantes deve começar o ano como titular da lateral-esquerda. A péssima fase do chileno Mena contou muito para esta plena aceitação do garoto Caju.

Zeca – Mais um jovem lateral vindo da base que satisfaz os santistas, Zeca teve 86% de aprovação, um índice admirável. Mesmo assim, ainda foi superado por Daniel Guedes e Caju.

Alison – A fama de jogador com mais raça do que técnica não atrapalhou muito o julgamento de Alison, aprovado por 82% dos leitores que participaram da enquete.

Arouca – O experiente e regular volante continua em alta conta com o torcedor santista. Sua dedicação e identificação com o time lhe rendeu 93% de aprovação.

Lucas Lima – Por pouco não fez companhia a Geuvânio, com 100% de aprovação. Ficou com 99% e a fama de ser o grande articulador de jogadas que o Santos não pode perder em 2015.

Serginho – O meia canhoto que veio da base já ganhou a simpatia dos santistas. 86% querem que continue no time em 2015.

Diego Cardoso – Mesmo com alguns puxões de orelha, Diego Cardoso teve 71% de votos positivos e por isso mereceu uma foto no blog. Há quem diga que será um grande atacante.

Gabriel – Contestado por poucos, que o consideram dispersivo, Gabriel conseguiu 89% de aprovação. É considerado um dos destaques do Santos em 2015.

Geuvânio – Todos querem que Geuvânio defenda o Santos na próxima temporada. Bom em assistências e em finalizações a gol, ele conquistou a torcida santista, que lhe concedeu a primazia de ser o único 100% aprovado.

Robinho – Ainda há quem desconfie do Rei do Drible, mas Robinho tem muito crédito. Seu talento, experiência e liderança explicam o seu índice de 89% de aprovação.

Stefano Yuri – Aqui, um exemplo do apoio que o santista dá aos jovens. Mesmo com reservas, Stefano Yuri foi aprovado com o bom índice de 70%, mas deve aproveitar 2015 para se firmar no Santos.

Percebe-se uma tolerância muito grande com os novatos, principalmente quando formados na base do clube. Os Meninos da Vila são tão respeitados pelo torcedor, que se nos baseássemos apenas no índice de aprovação desta pesquisa, teríamos o seguinte time do Santos para a próxima temporada:

Gabriel Gasparotto, Daniel Guedes, Gustavo Henrique, Jubal e Caju; Alison, Arouca e Lucas Lima; Gabriel, Robinho e Geuvânio – com nada menos do que nove Meninos da Vila!

E na reserva ainda teríamos garotos com boa aceitação por parte do torcedor, como Zeca, Serginho e Stefano Yuri.

E você, o que achou a lista de jogadores santistas aprovados para 2015?


Santos ganha três pontos, mas perde Robinho

robinho 1desencantaram 1desencantaram 2
Com uma distensão na coxa, Robinho, que vinha fazendo ótima partida contra o Atlético Paranaense, pode ficar fora do clássico de domingo, diante do São Paulo, no Morumbi. Mas Leandro Damião e Thiago Ribeiro finalmente marcaram os gols da vitória e entrarão mais animados contra Pato, Ganso, Kaká & Cia (Fotos: Ivan Storti/ Santos FC).

http://youtu.be/_FpUKj_j7q8

Leandro Damião e Thiago Ribeiro desencantaram, David Braz cometeu um pênalti bobo, mas desta vez o Santos teve sorte e saiu com a vitória de 2 a 0 sobre o Atlético Paranaense, diante de 4.100 espectadores na Vila Belmiro. O chato foi ver Robinho sair de campo com uma distensão na coxa que provavelmente o impedirá de enfrentar o São Paulo no fim-de-semana.

Damião marcou no finzinho do primeiro tempo, aproveitando boa jogada de Cicinho. Thiago Ribeiro marcou, de cabeça, logo no início do segundo, cabeceando no contra-pé do goleiro após ótimo cruzamento de Mena.

O Santos dominou o meio-campo, com excelente atuação de Arouca e muito empenho de Alison. Lucas Lima não foi mal, mas novamente teve uma boa chance e chutou fraco. Rildo entrou no lugar de Robinho e não decepcionou, criando algumas oportunidades.

A defesa só foi pressionada no final, quando Aranha fez boas defesas, mas David Braz cometeu pênalti infantil. De qualquer forma, a penalidade foi cobrada no travessão e a defesa santista não sofreu gols.

Domingo será preciso muita atenção defensiva e muita velocidade no ataque para tentar surpreender o São Paulo no Morumbi. Com melhor elenco, o tricolor é favorito. Mas o time não é jovem e pode se ressentir se o ritmo do jogo for intenso.

Com a vitória, o Santos ultrapassou o próprio Atlético Paranaense e passou a sétimo colocado no campeonato, com 23 pontos, mas poderá ser superado por Atlético Mineiro e Grêmio ainda nesta rodada.

E você, o que achou de Santos 2 x 0 Atlético Paranaense?


Robinho voltou bem. Mesmo com 10, Santos criou mais chances

Santos novamente é o terceiro mais votado na Timemania

No teste 610 da Timemania, da última quinta-feira, com nada menos de 1.833.300 apostas de habitantes de 65% das cidades do País, o Santos teve 67.888 indicações como o “time do coração”, apenas 8.368 a menos do que o segundo colocado.

1º FLAMENGO RJ 87.947 4,78
2º CORINTHIANS SP 76.256 4,14
3º SANTOS SP 67.888 3,69
4º SAO PAULO SP 62.661 3,4
5º GREMIO RS 52.659 2,86
6º PALMEIRAS SP 52.211 2,84
7º VASCO DA GAMA RJ 48.223 2,62
8º INTERNACIONAL RS 47.630 2,59
9º CRUZEIRO MG 46.132 2,51
10º BOTAFOGO RJ 42.132 2,29

robinho contra quatrorobinho contra ralphrobinho pronto para o driblerobinho contra dois
É, Robinho não preocupou a defesa adversária. E pode apostar que o tal do Neto é um comentarista isento (Fotos: Ricardo Saibun/ Santos FC)

O site Ludopédio é um dos melhores e provavelmente o mais bem escrito, sério e imparcial a tratar de futebol no Brasil. Ao contrário de sites e blogs que fingem ignorar o que falamos por aqui, o Ludopédio está publicando a proposta que idealizei para uma nova divisão de cotas de tevê que impeça a espanholização do futebol brasileiro. Por favor, deem o link e divulguem essa publicação do Ludopédio:

Site Ludopédio publica nossa proposta de divisão de cotas anti espanholização

Se é só o que interessa à Globo, vamos falar de Ibope?

Temos provado que o caminho da meritocracia é o melhor não só para o futebol brasileiro, mas para qualquer futebol de qualquer país. A única linguagem que o torcedor realmente entende e respeita, mesmo quando seu time é derrotado, é a do mérito. Porém, a Rede Globo, que hoje manda no nosso futebol, não vê assim. Para ela, representada nas reuniões pelo inquisidor Marcelo Campos Pinto, o Torquemada do nosso futebol, o que vale é o Ibope. Deu audiência, está tudo certo e o clube merece ganhar muito mais dinheiro do que outros, mesmo que mais competentes, mesmo que campeões. Pois bem…

Se para a Rede Globo só interessa o Ibope, e não o futebol, proporcionado pelos clubes, no próximo post falarei detalhadamente dele, com informações precisas e documentadas. Por hora, sem ter ainda o Ibope consolidado do jogo de ontem, posso afirmar, como já tinha previsto, que a audiência foi das melhores deste Campeonato Brasileiro. Graças ao Robinho e ao Santos.

O alvinegro da capital, que no domingo passado tinha dado apenas 13 pontos contra o Coritiba, desta vez, dividindo as atenções com o Santos (e Robinho), atingiu a média de 16,1 pontos na Globo e mais 5,0 na Bandeirantes, em um total de 21, com picos de 20,3 na Globo e 5,8 na Bandeirantes, em um share total, somando as duas emissoras, de 44% dos televisores de São Paulo ligados no clássico da Vila Belmiro.

Isso deixa super evidente, mais uma vez, que Ibope não depende só de um time, mas também de seu adversário e das atrações do mesmo. Alguém duvida que a volta de Robinho e a grande rivalidade entre os dois alvinegros explicam o interesse pelo confronto? Pois estou compilando informações para um artigo mais detalhado. Espere e verá que a diferença do Ibope do Santos para os dois privilegiados é muito pequena para justificar uma discrepância tão grande no pagamento das cotas de tevê.

http://youtu.be/0dHTr9Ik5SI

Muitos, acostumados a ouvir os analistas de resultados, que mudam de opinião a cada minuto, vão ler este título e dizer que sou santista demais. Mas não, estou sendo apenas justo com o time que mesmo com um jogador a menos durante todo o segundo tempo, teve mais oportunidades para marcar, chegou mais vezes à grande área do adversário e acabou perdendo o jogo numa cobrança de escanteio ao final da partida.

E Robinho? Ágil, inteligente e habilidoso como sempre, foi o destaque do jogo. Tanto, que sozinho exigiu dois ou três adversários na sua marcação e mesmo assim criou ao menos três chances claras de gol. Ele e Lucas Lima se entenderam bem. Creio que essa dupla ainda dará muitas alegrias.

Mas, então, se o Santos foi tão bem, por que perdeu? Bem, creio que nem é preciso dizer que a expulsão de Alison, ao final do primeiro tempo, desequilibrou as forças. Em qualquer clássico, que normalmente já é equilibrado, se um time fica com um jogador a menos, está condenado no máximo a conseguir o empate. Jogar todo o segundo tempo com um 10 jogadores sobrecarregou todos eles e acabou provocando a saída, por cansaço, de Leandro Damião, Thiago Ribeiro e Robinho, justamente três dos mais experientes.

Uma pena que os que entraram – Alan Santos, Geuvânio e Rildo – não tenham mantido o mesmo rendimentos do titulares. Mesmo assim, o Santos teve momentos de supremacia no segundo tempo e não merecia perder a partida. A ausência de Alison, um jogador esforçado, mas afoito, acabou decidindo o clássico. Ou ele revê sua maneira de jogar, ou ainda prejudicará o time outras vezes.

Quanto ao adversário, tocou bem a bola e buscou pressionar nos últimos 15 minutos de jogo, mas a impressão que se tinha é que só poderia chegar ao gol em uma bola centrada sobre a área, o que acabou acontecendo aos 38 minutos do segundo tempo, com um escanteio aproveitado pelo zagueiro Gil.

É de se lamentar, finalmente, a atuação parcial de Rafael Claus. Viu o que quis e fez vistas grossas ao que não queria ver. Infelizmente, para os santistas, viu mais de um lado do que de outro. Expulsou Alison por triscar em Elias, mas nem deu falta em uma joelhada de Ferrugem nas costas de Lucas Lima, em lance igualzinho ao que fraturou as costelas de Neymar na Copa. No final, quando Rildo buscava levar o Santos ao seu último ataque, não viu outra falta de Ferrugem, em um carrinho que não pegou porque o santista saltou. Será que Rildo tinha de deixar o outro lhe quebrar as pernas para sofrer a falta?

Confira nesse vídeo o lance da expulsão de Alison e, aos 4min58s, o momento em que o árbitro é empurrado por trás, intencionalmente, pelo jogador Petros. Que o árbitro, nem o trio de arbitragem, tenham punido o jogador, é muito estranho. Mas ao menos que, vendo o filme, a comissão de arbitragem da CBF tome as medidas cabíveis:

No mais, os jogadores do alvinegro da capital e seu técnico, Mano Menezes, parecem ter ido à Vila Belmiro com a estratégia de reclamar de tudo e pressionar o árbitro, torcendo para que ele se perdesse e passasse a favorece-los. Na minha opinião, a manobra deu certo. OU arrumavam confusão e depois entrariam com pedido para interditar a Vila, ou intimidariam o árbitro, que foi o que ocorreu.

Agora o Santos está mais distante do G4 e ainda terá jogos difíceis pela frente até o final do primeiro turno. Mas pelo jogou, mesmo com um jogador a menos, contra um dos times considerados pelos críticos um dos melhores do País (?), pode esperar melhor sorte nas próximas partidas.

O Santos jogou com Aranha, Cicinho, David Braz, Bruno Uvini e Zé Carlos; Alison, Arouca e Lucas Lima; Thiago Ribeiro (Rildo), Leandro Damião (Alan Santos) e Robinho (Geuvânio). O público foi de 12.329 pessoas e a renda de 12.329 pessoas. O melhor do time foi Robinho, mas Arouca e Lucas Lima também jogaram muito bem.

Confira os melhores lances do jogo:
http://youtu.be/AmEwYSSDkak

E você, o que achou de Robinho, do Santos e do clássico?


O momento é dos jovens, não de astros decadentes

mena e Diogo
Mena e Diogo mergulham na bola (Divulgação Santos FC)

Com gols dos jovens Bruno Univi e Alison, cada um em um tempo, o Santos ganhou com justiça do Palmeiras por 2 a 0, ontem, na Vila Belmiro, e saltou para a quinta posição no Campeonato Brasileiro. Mas o que interessa mesmo é que com essa garotada o que não falta é vontade. Na defesa e no ataque.

A defesa continua sem sofrer gols – mesmo sem Edu Dracena, Gustavo Henrique e Jubal – e o ataque continua criando oportunidades e fazendo seus golzinhos. Mesmo desfalcado, o Palmeiras sempre merecerá respeito. Afinal, dizem, costumava ganhar do Santos na Vila. Costumava… Desta vez, nem a estreia do técnico Gareca impediu o triunfo do Alvinegro.

Depois do vexame da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, o cão negro do óbvio ululante uiva nos nossos ouvidos que o momento é de renovação. Talvez não surja nenhum grande craque desse bando de garotos, mas ao menos o torcedor santista terá alguma esperança.

Contra o Palmeiras, Lucas Lima e Arouca foram os melhores do jogo. O estreante Victor Ferraz não impressionou e ainda saiu machucado. Bruno Uvini fez seu primeiro gol pelo Santos e mostrou bom espírito e caráter. Gostei do garoto. Lá atrás, Aranha garantiu a vitória.

Na quarta-feira, o locutor Luiz Roberto, tão bonzinho que parece animador de festa infantil, repetiu que o São Paulo é um time “cheio de estrelas” e por isso será favorito ao título brasileiro, no que foi apoiado, com entusiasmo, pelos comentaristas Caio e Casagrande.

Não tenho bola de cristal para dizer quem será o campeão, mas será ruim para o futebol brasileiro se uma equipe recheada de veteranos ficar com o título. Lembro-me que há 12 anos, quando os Meninos da Vila Robinho, Diego & Cia foram campeões brasileiros, o tricolor do Morumbi já contava com Rogério Ceni, Kaká e Luís Fabiano. Hoje eles estão bem mais velhos e menos eficientes.

Dos novos contratados, Pato parece ter vindo para ficar na reserva e só Alan Kardec parece acrescentar alguma coisa, mesmo sem ser um craque. Quanto ao Ganso, vive de altos e baixos. Não creio que uma vitória sobre o indigente Bahia seja motivo para grande entusiasmo. Vamos ver esse São Paulo contra um time ao menos competitivo.

Ganhar um clássico é outra coisa e fico imaginando que barulho não se faria caso o Palmeiras fosse vencido com tamanha propriedade pelos outros times da capital. Não se pode esquecer que até antes do jogo o alviverde estava a apenas um ponto do Santos. Com a vitória, o Alvinegro Praiano vai para 17 e só não entra no G4 por ter uma vitória a menos do que o Sport.

Nosso grande Zito sofreu um AVC

Às 22h30m recebi a notícia de que o grande, o enorme Zito, o jogador mais importante da história do Santos depois de Pelé, sofreu um AVC e está internado em estado grave. Não tenho mais informações.

Gilmar Rinaldi não!!!

O empresário de jogadores Gilmar Rinaldi é o novo coordenador da Seleção Brasileira e já disse que o próximo técnico continuará sendo brasileiro. Ou seja: as coisas não só não mudarão, como poderão piorar. Pressinto que o ex-goleiro de Internacional e São Paulo não terá vida longa no cargo.

Santos 2 x 0 Palmeiras, às 19h30m, na Vila Belmiro

Santos: Aranha; Victor Ferraz (Zeca aos 11’2ºT), David Braz, Bruno Uvini (Paulo Ricardo aos 46’2ºT) e Mena; Alison, Arouca (Souza aos 42’2ºT) e Lucas Lima; Geuvânio, Rildo e Gabriel. Técnico: Oswaldo de Oliveira
Palmeiras: Fábio; Wendel, Tobio, Wellington e Marcelo Oliveira; Josimar (Mendieta aos 14’/2ºT), Renato, Wesley e Bruno César (Érik aos 20’/2ºT); Diogo e Leandro (Eduardo Júnior aos 33’2ºT). Técnico: Ricardo Gareca.
Gols: Bruno Uvini aos 23 minutos do primeiro, Alison aos 23 do segundo.
Arbitragem: Raphael Claus, auxiliado por Rogério Pablos Zanardo e Marcio Luiz Augusto, todos de São Paulo.
Cartões amarelos: Gabriel (Santos); Wellington e Marcelo Oliveira (Palmeiras).

http://youtu.be/d9ZCES_vYtY

E você, acha que o momento é dos jovens, ou não?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑