Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Alvinegro da Vila Belmiro

Vai faltar povo…

dia dos pais
Que presente para o seu pai pode ser mais duradouro e mais barato?
Livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros com dedicatória do autor e porte pago por apenas 38 reais o exemplar.
Clique aqui para comprar antes que acabe!

Vai faltar povo…

O Santos recebe o Flamengo nesta quarta-feira, às 21h45, na Vila Belmiro, com a difícil tarefa de vencer por mais de dois gols de diferença para passar para a semifinal da Copa do Brasil. A missão é difícil, mas não impossível. A volta de Ricardo Oliveira pode proporcionar ao Alvinegro os gols que ele precisa. Uma coisa é certa, porém: o jogo será assistido, no estádio, por muito menos torcedores do que deveria.

Informações dão conta de que a diretoria do Santos tentou transferir o jogo para o Pacaembu, estádio mais condizente com a grandiosidade do espetáculo, mas a CBF e a Polícia Militar vetaram porque no mesmo horário haverá um jogo pela importantíssima Copa Sul-americana entre o Alvinegro de Itaquera e o conhecidíssimo Patriotas. Assim, um dos grandes clássicos do futebol brasileiro ficará prejudicado por um joguinho de terceira categoria. Depois, ficam perplexos quanto a Seleção toma de 7 a 1 em uma Copa do Mundo em casa…

Nos tempos em que a meritocracia imperava no futebol e os brasileiros podiam ir aos estádios para, realmente, ver os melhores times e jogadores do mundo, Santos e Flamengo arrastavam multidões para seus duelos. Veja você, amigo leitor e amiga leitora, que dos oito jogos de maior público do tradicional Torneio Rio São Paulo, o único que se repetiu foi Flamengo e Santos, ambos no Maracanã: em 11 de março de 1961 o Santos goleou o rubro-negro por 7 a 1, diante de 87.868 pessoas, e em 6 de fevereiro de 1997 empatou em 2 a 2, conquistando o título do torneio daquele ano, em jogo assistido por um público de 70.729 torcedores.

No Torneio Roberto Gomes Pedrosa, disputado de 1967 a 1970, o único jogo com a presença de um time paulista que figura entre os dez maiores públicos é justamente Santos e Flamengo, que em 15 de setembro de 1968 atraiu 78.022 pessoas ao Maracanã. A partida foi vencida pelo Santos por 2 a 0 e, como se sabe, o Alvinegro Praiano também foi o vencedor do campeonato, conquistando assim o seu sexto título brasileiro.

Se falarmos do Campeonato Brasileiro, a popularidade do clássico é ainda mais ressaltada. Para começar, a finalíssima do título de 1983, jogada no Maracanã, em 29 de maio de 1983, detém o recorde oficial de público de uma partida entre clubes brasileiros, com 155.523 torcedores.

Naquele mesmo Campeonato Brasileiro de 1983 o Santos enfrentou duas vezes o Flamengo no Morumbi. Na primeira partida, pela fase de classificação, venceu por 3 a 2, diante de 111.111 espectadores; na segunda, o primeiro jogo da decisão, venceu por 2 a 1 com um público de 119.984 pessoas. Veja que coisa curiosa: somando-se apenas esses dois públicos do Morumbi já se chega a 231 mil pessoas, cerca de 18 mil a mais do que todo o público somado dos 19 jogos do Santos, como mandante, no Campeonato Brasileiro de 2016 (213.275 torcedores).

Bem, é evidente que o palco natural para os encontros entre Santos e Flamengo só pode ser estádios com capacidade pra 40 mil pessoas ou mais. A Vila Belmiro e a Ilha do Urubu são apenas paliativos de um tempo difícil. Menos mal que a quantidade de torcedores não influi na qualidade do espetáculo, como se viu em 27 de julho de 2011, quando apenas 12.968 pessoas apreciaram, na Vila Belmiro, o jogaço que terminou 5 para o Flamengo de Ronaldinho Gaúcho e 4 para o Santos de Neymar.

Previsão e times

Uma goleada do Santos é difícil, mas não impossível. O Flamengo tem um bom time do meio de campo para a frente, mas sua defesa é vulnerável. Alguns de seus jogadores cansam muito no segundo tempo. Se mantiver a pressão e a motivação constantes, o Santos poderá conseguir o resultado do qual precisa.

Santos: Vanderlei, Victor Ferraz (ou Daniel Guedes), David Braz, Lucas Veríssimo e Jean Mota; Yuri, Vecchio, Lucas Lima; Bruno Henrique, Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Levir Culpi.

Flamengo: Thiago, Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco (Renê); Márcio Araújo, Cuéllar e Diego; Berrío, Everton e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Estamos correndo contra o tempo para lançar o livro mais importante da história do Santos, mas sem o seu apoio será impossível! Participe da campanha de pré-financiamento de “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, um livro único, que vale por um título mundial, e tenha o seu nome impresso nessa edição histórica! Essa oportunidade tem prazo limitado.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial e está sendo oferecido por um preço super acessível e ainda dá ao comprador a honra de ter o seu nome impresso em suas páginas. Não perca essa oportunidade de ter o seu nome em um dos livros mais importantes da literatura futebolística mundial!

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nesta fase de pré-lançamento.

Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Participe e não se arrependerá!

Reserve desde já os melhores presentes para o Dia dos Pais
O Dia dos Pais está chegando, será em 13 de agosto, e nenhum presente é mais duradouro do que um livro com a história do time do coração do velho. Na livraria deste blog o Dossiê e o Time dos Sonhos continuam a preços de custo. Aproveite!
Entre a compra dos livros, que pode ser parcelada, e a entraga pelos Correios, pode haver uma diferença de até quatro dias úteis. Não deixe para a última hora.

pai santista
Aquele que te fez santista jamais pode ser esquecido

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 38,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 38,00

Clique aqui para garantir o presente do seu pai


Santos é luta. E hoje é dia!

Hoje é dia de luta, dia de energia, dia de fé, dia de Santos!

O técnico Dorival Junior relacionou todo o elenco para o jogo, assim como o técnico Marcelo Fernandes fez na final do Campeonato Paulista. Mas isso mais pelo efeito psicológico. Todos sabem que o time que deve jogar hoje será escalado com Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Gabriel, Ricardo Oliveira e Marquinhos Gabriel. É uma equipe equilibrada e muito forte do meio-campo para a frente. Hoje todo santista está otimista.

SANTOS É LUTA. E HOJE É DIA!

Além da técnica, sempre valorizada na Vila Belmiro, tudo o que o Santos conseguiu na sua história foi com muita luta. Time de uma cidade menor, teve de buscar seus títulos mais importantes longe de casa, e assim conquistou milhões de torcedores pelo mundo afora.

Os dois hinos do Santos falam dessa luta eterna pela vitória. No “Alvinegro da Vila Belmiro”, de Carlos Henrique Roma, há uma clara referência a este que deve ser um mandamento sagrado de cada jogador do Santos: “Com técnica e disciplina, dando o sangue com amor, pela bandeira que ensina lutar com fé e com ardor”.

Em “Leão do Mar”, de Mangeri Neto e Mangeri Sobrinho, destaca-se o time valente dentro e fora de casa, pois, não fosse assim, jamais teria furado o cerco dos grandes da capital: “Santos!, Santos, sempre Santos, dentro ou fora do alçapão, jogue o que jogar, és o Leão do Mar, salve o nosso campeão!”.

E foi assim, superando grandes desafios, que o Santos chegou a esta final da Copa do Brasil, que começa a ser jogada nesta quarta-feira, às 22 horas, na sagrada Vila Belmiro, contra o Palmeiras. Trata-se de um jogo de 180 minutos, cujo primeiro tempo terá como palco o mítico e familiar Alçapão.

Todos os titulares estarão em campo e, qualquer que seja o estado do gramado, embaixo de tempestade, ou em uma noite morna e agradável de primavera, a certeza que todo santista tem é que o time dará tudo o que pode nessa partida, pois o grande momento chegou, e o Santos é, historicamente, um time que cresce nos jogos mais importantes.

Estou confiante e sei que os jogadores, a comissão técnica e os torcedores também estão. Sei que haverá um bom e histórico adversário pela frente, mas o Alvinegro Praiano fez um ano melhor do que o alviverde e superou oponentes mais difíceis para alcançar a final. Portanto, ser campeão também seria uma questão de justiça.

De qualquer forma, há 180 minutos a serem jogados, e o título só virá se cada um desses minutos forem disputados com garra, técnica, disciplina, talento e inteligência. Ser campeão exige tudo isso, e estou certo de que os jogadores do Santos estão dispostos a dar o que é preciso para levantar a taça.

Só para dar uma relaxada antes do jogão de hoje, o grande violonista Marinho de Oliveira oferece, com arte, o harmonioso hino popular do nosso Santos. Feche os olhos e curta:

E você, o que espera do Santos no primeiro jogo da final?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑