Acabou o sonho do tricampeoanto da Copa Libertadores para as Sereias da Vila. Sem o mesmo elenco, o mesmo futebol e a mesma atitude das edições anteriores da competição sul-americana, as santistas perderam por 2 a 1, de virada, para o São José, em São José dos Campos, e estão fora da final, que reunirá o São José, justo a equipe convidada para o torneio, e o Colo Colo, do Chile.

Com o apoio de grande torcida, ampla maioria no estádio, mais rápido, menos errático e mais determinado, o São José mereceu a vitória. Comandado pelas veteranas Formiga e Bagé, o time do Interior ainda mostrou jovens valores, habilidosas e rápidas, que envolveram o Santos.

Das principais Sereias da Vila, só Esther justificou a fama, multiplicando-se pelo campo. A lateral Maurine a a goleira Andreia – que falhou nos dois gols – atuaram abaixo do que podem.

Erika, autora do primeiro gol do jogo, de cabeça, logo aos 3 minutos, sentiu efeitos da gripe e pouco fez. Gláucia e Karen também estavam lentas, quase apáticas, e foram facilmente marcadas pela boa defesa do São José. As três froram substituidas, mas o time não melhorou muito.

Formiga dominou o meio-campo e empatou, de cabeça, no finzinho do primeiro tempo. Os santistas reclamaram de falta na goleira Andreia, mas a verdade é que a bola estava mais para ela, que não a pegou.

Ao final do primerio tempo um diretor do Santos invadiu o campo para reclamar da árbitra e foi expulso. No segundo tempo, após o segundo gol do São José, o preparador físico e a jogadora Karen, que estavam no banco de reservas, também foram expulsos por reclamação.

Espantou o descontrole emocional do Santos. A arbitragem pode ter errado em alguns lances, mas não influiu no resultado. Na verdade, parecia que o time mais experiente era o São José, que lutou muito, mas se manteve tranquilo e focado no jogo o tempo todo.

No segundo tempo o ataque das Sereias produziu menos ainda, apesar de ter tido duas boas chances. Aos 40 minutos, aproveitando uma falta de longa distância, Fran, que era do Santos no ano passado, marcou o gol da vitória do São José, com um belo chute, chute forte, mas defensável.

Com o resultado, o Santos, que este ano jogou quatro vezes contra o São José e perdeu quatro, agora disputará o terceiro lugar com o Caracas. Ficou evidente que sem mais jogadoras de alto nível – como Marta e Cristiane, que este ano não vieram para a competição -, fica muito difícil conquistar uma competição tão difícil como a Libertadores. Uma pena. Nem seria preciso um grande investimento para garantir mais este título histórico.

E você, o que achou de São José 2 x 1 Santos?