Este vídeo está no Youtube, mas, que eu saiba, este gol de Pelé não faz parte no filme “Pelé Eterno”, de Aníbal Massaini. Talvez porque a qualidade da imagem seja ruim. Porém, preste atenção nesta raridade: em apenas cinco metros Pelé dribla cinco jogadores do Stade Reims, da França, em jogo que o Santos venceu por 5 a 3, pela semifinal do Torneio de Paris de 1960.

A partida, cujo filme faz parte do “Acervo Santista”, ocorreu em 7 de junho de 1960, no estádio Parc des Princes, Paris. Coutinho marcou três gols, Pepe um e Pelé apenas o que mostramos. Foi só um, mas que gol! Dois dias depois o Alvinegro enfrentou o Racing de Paris pelo título e goleou por 4 a 1.

Dos 1.281 gols de Pelé, apenas cerca de 70% está registrado em vídeo. Os outros se perderam ou estão escondidos por aí. Nas muitas entrevistas que fiz com seus companheiros de time, fiquei sabendo de jogadas e gols do Rei do Futebol que parecem mentira. Pena que não haja imagens para comprová-las.

Para este presente que trago neste post – não só aos santistas, mas aos amantes do futebol em geral – contei com a ajuda inestimável de Vítor Queiroz de Abreu, que conheci na sub-sede do Santos em São Paulo, e que é um craque para lidar com programas na Internet. O Youtube tem coisas incríveis, mas é preciso tempo e método para pesquisar.

A raridade do lance está no espaço exíguo utilizado por Pelé para fazer a jogada, toda ela na área adversária, em uma extensão aproximada de cinco metros. Primeiro ele se desvencilha do jogador que, mesmo caído, tenta tirar-lhe a bola, depois zigue-zagueia por entre quatro defensores do Stade Reims, e por fim conclui para o gol.

Ou seja: Pelé superou mais da metade do time adversário, em um espaço limitadíssimo. Um gol espetacular mesmo para quem está acostumado a testemunhar a habilidade do jogador brasileiro, um gol genial pela forma limpa com que é executado, sem encontrões, sem prensadas, como se Pelé tivesse um caminho livre pela frente.

Este é o meu presente de aniversário para você, amigo (a), companheiro (a), crítico (a), que têm me dado o prazer de acompanhar e participar deste blog. Curtam e divulguem este gol especial de Pelé, um dos 1.091 que marcou com a sagrada camisa branca do Santos. Abraços a todos e mais uma vez obrigado pelos votos de feliz aniversário. A atenção de vocês é o meu melhor presente.