Na comemoração do primeiro gol contra o Guarani, pela Copa Brasil do ano passado – partida que o Santos venceu por 8 a 1 –,cinco jogadores santistas usaram boné e dançaram rap para comemorar. Ninguém levou cartão amarelo.

Ontem, pra variar, o Santos foi punido por uma arbitragem rigorosíssima na Copa Libertadores. E bastante suspeita, pois desfalcando o time para o próximo confronto, o árbitro uruguaio Roberto Silveira ajudou diretamente o Cerro Porteño, time do mesmo Paraguai de Nicolas Leoz, o presidente da Confederação Sul-americana de Futebol.

Agora o Alvinegro Praiano vai para o seu jogo mais importante desta fase, em que precisará da vitória, sem nada menos do Neymar e Elano, além de seu principal atacante, o estabanado Zé Eduardo.

Chegou a hora em que só jogar bem não adianta. É preciso ação nos bastidores. O Santos foi prejudicado em todos os quatro jogos que fez pela Copa.

Reveja a comemoração com bonés:

Você acha que o árbitro agiu bem, ou exagerou de propósito?