Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Arte

Arte versus estatística

image
Pelé, com a camisa 10 da Seleção e o vídeo de seu gol contra a Itália: única referência ao futebol no Moma, o museu de arte moderna mais importante dos EUA.

Todo campeonato de futebol terá um campeão, mesmo medíocre. Porque os campeonatos, mesmo nas épocas áridas, sem talento e inspiração, precisam ter seus campeões. Terão bajulações e fama passageiras, mas engrossarão as estatísticas. Assim, tal time terá um título a mais e os estatísticos louvarão os números, como se eles pudessem ser eternos, o que nunca conseguirão, pois só a arte sobrevive ao rigor do tempo.

No Moma, o decantado museu da arte moderna de Nova York, a humanidade é representada nas telas e comentada em variadas línguas, pois gente de todo o mundo se espreme em seus corredores em busca das mensagens mais profundas e tocantes que o homem produziu. Aqui não há espaço para quem fez menos do que o máximo.

Sem nenhuma supresa, eu e Suzana encontramos a camisa 10 da Seleção Brasileira e o vídeo de Pelé marcando o primeiro gol da decisão da Copa de 70, contra a Itália. Sim, nós já sabemos, mas é sempre emocionante se deparar com a consciência da imortalidade de Pelé, o 10 do Santos e do Brasil. Nesse momento, fica tão evidente como a arte está acima das estatísticas…

É inegável que vencer campeonatos é importante, porém, acima das circunstâncias de momento, o compromisso maior do Santos deve ser com a arte do futebol e a imortalidade que vem com ela. Essa é a meta que uma gestão ousada deve seguir buscando. As estatísticas têm o seu valor, mas o Santos nasceu para pairar acima delas.

image
Pessoas de todas as partes do mundo se aglomeram para ver “Céu com estrelas”, obra-prima do holandês Vincent Van Gogh. A mediocridade passa, mas o essencial fica.


Qual é o conceito Santos?

Começou a venda de ingressos para Santos e Linense, próximo domingo, no Pacaembu. Clique aqui para comprar o seu. Se tiver algum problema para fazer a compra, deixe um comentário.

O que define o Santos? Já pensou nisso? Seria a tendência de revelar craques meninos e montar jovens equipes atrevidas? Ou a volúpia atávica do gol, que o torna o maior time artilheiro do planeta? Enfim, que ideia, que conceito exprime o nosso Santos?

Estava pensando nisso quando vi, pelo Canal Curta, um belo documentário sobre Gilberto Mendes, expressão da música pós-moderna, santista de Santos, compositor da universal e ousada Santos Football Music.

Revi o rosto sempre sorridente e sábio de Gilberto e imediatamente liguei sua música cibernética ao batuque ancestral da Escola Grande Rio, que no Carnaval de 2016 cantará o Rei Pelé, Neymar e o Santos no dourado e também universal sambódromo carioca.

Lembro essas coisas para mostrar que o entendimento do Santos, do conceito Santos, não permite visão simplista, numérica, pragmática. Não pode ser resumido ao saldo do seu caixa, ou à riqueza ou pobreza técnica de seu elenco. Não pode ser comparado com outros, na verdade, pois cada time, como um ser vivo, tem seu corpo e sua alma.

Poderia até ser chamado de o time do povo, visto que o povo geralmente é pobre e romântico. E ético. Poderia ser venerado por seu passado, como seria normal em um país educado e grato. Poderia, e quem sabe ainda o seja, mas por enquanto qual é o conceito Santos?

Bem, certamente na sua história não podem faltar as tags juventude, ousadia, beleza… Mas será que apenas uma delas pode exprimir o Santos? Creio que não. Acredito que, provavelmente, o Santos é o time que mais aproximou o futebol da arte e esse conceito mais amplo é que o define.

E não me refiro apenas à fria arte estética, mas à arte do desespero pelas derrotas e da catarse do gol, a arte de se reinventar a cada nova geração de meninos, a cada administração caótica.

Enquanto isso, o torcedor do Santos continua sofrendo para ver seu time jogar, como podemos comprovar neste vídeo do conselheiro Rachid:

Cliquei no portal do Sócio Rei para comprar meu ingresso. Dei nesta página.

E pra você, qual é o conceito Santos?


Olha só que bela ilustração (autoria: RPN)

Saiu no http://www.blogsantista.com.br/jao Dica do Henry Conde


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑