Os artigos de futebol pela Internet geram em muitos a vontade egoista e única de ganhar a discussão, deixando a verdade dos fatos de lado. Essa atitude é uma erva daninha que cresce e tem de ser ceifada antes que não se distingua mais o real da fantasia, a sinceridade da maledicência.

Neste blog, sempre que um comentário tentar divulgar informações falsas, com o claro intuito de confundir os leitores, diminuir a importância de feitos históricos ou manchar a imagem de alguém, irá, prazerosamente, para a lixeira. Está na hora de tentarmos fazer algo para que a Internet deixe de ser uma terra de ninguém, dominada pela mentira e pelo interesse mais baixo.

À propósito, escrevi sobre o mesmo tema para a edição desta sexta-feira do jornal Metro de Santos. Para ler a coluna, siga este link:
http://www.readmetro.com/en/brazil/metro-santos/

Só posso adiantar que a coluna termina assim:

E o mais importante mesmo, para um cronista, não é contar com a cumplicidade de todos, mas sim com a sinceridade de seus leitores. Esta moda de usar nicknames (pseudônimos) para se expressar pela Internet, favorece os falsos, os mentirosos, os alcoviteiros.

Já dizia Riemer, referendado por Schopenhauer: “Um adversário que mostra sua cara abertamente é uma pessoa honrada, moderada, com a qual é possível se entender…; em compensação, um adversário escondido é um patife covarde e infame, que não tem coragem de assumir seus julgamentos”.

Portanto, que 2013 seja para você um ano de extrema sinceridade, de opiniões autênticas voltadas para construir feitos edificantes, e não para destruir carreiras e reputações. Um ano em que não pensaremos no que o Santos pode fazer por nós, mas sim o que podemos fazer pelo Santos. E pelo futebol. E pela vida.

E você, promete que será sincero(a) ao comentar neste blog?