sorocaba x santos - bola paradasorocaba x santos 1
A torcida Coração Santista, de Piracicaba, espera a vagarosa cobrança de uma falta para a área do Atlético Sorocaba (Foto enviada pelo leitor Antonio da Silva)

Zico mudou de ideia e agora acha que Neymar deve ir para a Europa. Pois eu acho que Zico tem mentalidade de colonizado, e por isso abandonou o Flamengo, onde era rei, para amargar alguns anos na medíocre Udinese, em troca de um dinheiro que hoje seria uma mixaria. E o que ele aprendeu na Europa? A perder pênaltis decisivos? Desculpe…

Ora, costumo tratar os ídolos com o devido respeito, mas quem quer ser respeitado, precisa respeitar antes. Essa mania de todo mundo dar palpite na vida de Neymar já encheu os pacotes. E o pior é que a gente percebe de cara que o conselho para que o Menino de Ouro vá para a Europa esconde a vontade de vê-lo estrebuchar por lá, como já aconteceu e ainda acontecerá com muitos talentos brasileiros.

O que a Europa pode ensinar? A levar porrada por trás e sair de campo de maca enquanto o adversário nem recebe cartão amarelo? Pergunte ao Lucas se a vida no PSG tem sido a maravilha que ele, ingenuamente, sonhou.

Para não ficar nas suposições, pensemos nas hipóteses mais lógicas caso Neymar decida ir para o Barcelona. Lá ele será mais ídolo do que Messi? Óbvio que não. Só mesmo quando Messi parar, daqui a uns seis ou sete anos… Enquanto isso, Neymar será um coadjuvante, talvez menos importante do que Messi e também de Xavi. Messi lhe passará a bola? Ele passará para Messi? O técnico o manterá em campo depois de ele tentar driblar duas ou três vezes e estragar o contra-ataque? Claro que não! Sem contar que a arbitragem deixa o jogo rolar, não é qualquer choque que é falta por lá. E se começar a encenar, será vaiado a cada jogo…

Sem ser alarmista, caso decida mesmo ir, vejo Neymar no banco do Barcelona, para entrar no time quando Messi estiver cansado, ou então jogando pela esquerda, deixando o argentino armar pelo meio. Messi tem estabilidade na firma. Neymar será um novato.

Por que o Barcelona investiria tanto para deixar Neymar no banco? Ora, esta não é apenas uma questão do Barça, mas do futebol europeu. Manter no banco, ou em situação de subalterno, um jogador que é tido como o melhor além da Europa, mostrará ao mundo o quanto o futebol europeu é superior e acabará de vez com a crescente concorrência do futebol brasileiro.

Não quis ser duro nesse texto. Neymar sabe que gosto dele e o respeito, mas é assim que eu vejo, de uma maneira tão clara que pareço estar diante de uma tela 3D. Tenho medo da Europa? Não. A palavra é indiferença. Enquanto o sonho de um jovem craque brasileiro for vencer lá longe de seu país, o Brasil jamais voltará a ter o melhor futebol da Terra.

Que falta de apetite!

Tudo bem, os três pontos vieram. Mas era preciso passar sufoco contra o Atlético Sorocaba? Aliás, o que é esse Sorocaba? Com todo o respeito, é um bando de catados que se reúne para o Campeonato Paulista.

Se a diferença abissal de salários e de infraestrutura não é capaz de fazer os santistas jogarem com vontade e mostrarem, nos gols, a distância que os separa de adversário tão modesto, então o que justifica investir tanto em jogadores que no frigir dos ovos não passam de um Atlético de Sorocaba melhorado?

O caso é que o Santos não esqueceu o seu DNA apenas na formação tática de Linha Maginot preconizada pelo comandante Muricy Ramalho, que após achar um golzinho põe todo mundo atrás da linha da bola para impedir a progressão do oponente. O Santos também está perdendo o tesão de marcar gols, de encher o balaio do adversário – uma das maiores alegrias do torcedor santista.

Então, após linda jogada de Arouca – um dos que sempre quer jogo – Montillo marcou de cabeça e espantou a uruca. Bem que no meio da semana o gringo disse que queria treinar mais. Há jogadores que realmente só se sentem seguros com treinos constantes. Está na hora de os times de futebol tratarem cada atleta com a carga de exercício técnico e físico que ele necessita.

Mas, com o gol, o Santos ficou naquela de “se eles não fizerem nada, a gente também não faz e ganha o dinheiro no mole”. Surpreendentemente Cícero deu lindo drible e serviu para André marcar o segundo. Aí a coisa piorou. O Santos parou de jogar e, o que é pior, de marcar.

O Sorocaba entrava como queria pela defesa. Como volante, Cícero foi nulo. Levou dribles infantis e não mostrou recuperação. E de tanto tentar, o Sorocaba achou mais do que uma avenida, achou uma planície imensa e desértica no meio da defesa do Santos, e fez o seu gol. Não culpemos Renê Junior por não ter cortado a bola, por favor. Um volante não pode ser o último homem. Cadê a dupla de zaga? Onde estavam Edu Dracena e Durval, que não têm saído na foto nesses gols que o Santos voltou a tomar pelo meio de sua defesa?

Depois o time acordou e, principalmente após as entradas de Patito e Felipe Anderson, segurou a bola no ataque e garantiu o sofrido 2 a 1. Foi bom, mas, além da preguiça, o time mostrou uma preparação física capenga. Onde já se viu um garoto como Émerson Palmieri sair de campo com cãibras? Cãibras não são contusão, mas falta de condicionamento físico!

Porém, como os zilhões de santistas do Universo já diziam, Émerson foi bem melhor do que Guiherme Santos, que Muricy manteve por oito tenebrosos jogos como titular da lateral-esquerda. Mais uma prova de que no futebol a voz do povo é mesmo a voz de Deus. Que venham mais garotos! Ao menos eles têm mais fome de gols!

Bem, dei a minha. Agora quero conhecer a sua opinião!