O centroavante Borges marcou dois gols na estreia e deixou a impressão de que é o artilheiro que o time precisava. As novas camisas do Santos para o Campeonato Brasileiro vieram do céu. Eu quero uma, e você? A foto seguinte é de Roger, um jogador em quem eu boto fé. E a última foto, enviada pelo amigo e leitor Nazir Khayat, mostra o pequeno Enzo e seus pais – Roni e Luane – no jogo de ontem na Vila Belmiro. A família é do Jardim São Luiz, reduto santista na capital (Fotos: Comunicação Santos FC)

O que para os outros parece complicado, eles fazem com a maior naturalidade. São os artilheiros, espécimes raros no futebol, mas que, felizmente, ainda existem. Borges é um deles!

Bastaram oito minutos de jogo para Humberlito Borges Ferreira, o Borges, baiano de Salvador, 30 anos, deixar a sua marca no jogo contra o Avaí e abrir o caminho para a primeira vitória do Santos neste Campeonato Brasileiro.

O mesmo Borges marcou novamente aos seis minutos do segundo tempo, em uma jogada típica de quem se sente à vontade na pequena área adversária – esticando-se todo para pegar um voleio à queima-roupa.

O Avaí, em uma de suas raras chances, diminuiu aos 43 minutos, com Maurício Alves, mas em cima da hora Richely, em ótimo passe de Arouca, fechou o marcador em 3 a 1.

Danilo saiu, machucado, aos três minutos do segundo tempo, e foi substituído por Roger, que entrou bem. Alan Patrick, que estava bem, saiu aos 33 minutos da segunda etapa, cansado, para a entrada do zagueiro Bruno Aguiar, e Zé Eduardo, que correu muito, mas voltou a passar em branco, deixou o campo a cinco minutos para o fim, substituído por Richely.

Mesmo sem cinco titulares – sem contar Paulo Henrique Ganso – o Santos dominou o jogo, não correu riscos e poderia ter vencido por uma diferença maior. Com a vitória, o time tem quatro pontos em três jogos e está em décimo-primeiro lugar no Campeonato Brasileiro.

Fiquei com a clara impressão de que depois que a decisão da Libertadores passar, e ele puder contar com todos os titulares, Muricy Ramalho terá nas mãos um dos mais fortes candidatos ao título brasileiro.

Diretoria trabalha para conseguir adiar no mínimo dois jogos

A diretoria do clube tentará, mas será difícil adiar o próximo jogo do Brasileiro, contra o Cruzeiro, domingo que vem. Porém, há grandes possibilidades de que as partidas contra Corinthians e América/MG fiquem para depois, o que dará ao Alvinegro Praiano um tempo essencial para se preparar bem para a final da Copa Libertadores.

Atitude infeliz de Mano Menezes

É inconcebível que Mano Menezes dispense jogadores da partida contra a Romênia e mantenha no time os dois santistas que deveriam estar se preparando para a decisão da Copa Libertadores. Sei que as presenças de Elano, titular do Brasil na última Copa do Mundo, e Neymar, maior estrela da Seleção atual, valorizam este amistoso caça-níquel e contribuem para uma maior arrecadação para os cofres da CBF. Mas o que o Santos ganha com isso? E se um dos dois se machucar e não puder jogar a final contra o Peñarol? Quanto custa um sonho que dura 49 anos? Como o Santos será recompensado? Dizer que este amistoso é mais importante do que a final da Libertadores é uma tremenda falta de respeito deste que é mais um técnico a cair de para-quedas na Seleção Brasileira.

Acho que o Muricy prefere o Morumbi…

Assim como não dão palpite no time que eu escalo, costumo seguir as determinações da diretoria com relação ao que é melhor para o clube, disse Muricy, quando quiseram saber se prefere jogar a final da Libertadores no Morumbi ou no Pacaembu. Porém, como elogiou os dois gramados e disse que no Morumbi há mais espaço, deu a entender que a escolha do Morumbi seria bem recebida por ele.

Só para entender o Sportv. E pensar na TV Santos…

O único torcedor do América Mineiro que eu conheço é o amigo jornalista Mário Lúcio Marinho, que na verdade, hoje, é mais corintiano do que americano. E os únicos torcedores do Internacional dos quais ouvi falar em São Paulo são a Renata Fan e o Belmiro Sauthier, que hoje vive em Florianópolis. Porém, o Sportv passou, para São Paulo, América/MG e Internacional.

Eu sei que isso foi para forçar os santistas a pagarem pelo pay per view. Mas que é sacanagem, é. Se os torcedores têm de pagar para ver a transmissão de seu time, por que os clubes não podem ter a sua própria tevê? Se o pagamento fosse direto aos clubes, estes faturariam muito mais do que as migalhas que lhes são repassadas pelo pay per view.

Arouca vai embora? Para com isso amigo Sergio Patrick

Sergio Patrick é um lorde da crônica. Trabalha na Band. Agora há pouco ele disse que o Arouca é tão bom que logo estará em um clube grande do futebol mundial. Peraí! O Santos está na final da Libertadores, que é a versão sul-americana da Liga dos Campeões. O Santos é um grande clube do futebol mundial!

Onde está escrito que o Santos precisa vender Arouca, Alan Patrick, Neymar, Ganso? Parece que os próprios jornalistas brasileiros, que deveriam se interessar pela manutenção dos melhores jogadores no País, são os primeiros a incentivar a ida dos nossos craques para a Europa. Por favor, tentem vencer esse complexo de inferioridade…

O Santos vai virar o quê, Patrick? Um banco? Vai investir esse dinheirão todo em quê? Ora, será que não passa pela cabeça de tão elegante jornalista que o Santos também quer, e pode, se consolidar como um time tão forte como os melhores do mundo? Algum clube da América do Sul precisa ao menos tentar dar esse passo, não? Ao invés de remar contra, pense sobre isso, meu amigo.

Reveja os gols de Santos 3, Avaí 1:

http://youtu.be/8Ba7sFhKdbM

O que você achou da vitória sobre o Avaí e da estréia de Borges?