Mesmo com um time remendado na defesa, no meio de campo e no ataque, o Santos perdeu pela contagem mínima no Itaquerão. Aliás, mesmo resultado do primeiro turno, quando enfrentou o Corinthians na Vila e não merecia perder. Meno male. Para um time que agora vai jogar apenas pela honra até o final do Brasileiro, não foi uma grande decepção, apesar de frustrante, como toda derrota.

A defesa falhou de novo, desta vez com Bruno Uvini, que tentou sair jogando, perdeu a bola, levou o drible em seguida e permitiu o cruzamento para Guerrero marcar, logo aos 7 minutos de partida.

Agora restará ao Santos ser o fiel da balança neste Brasileiro, já enfrentará, em casa, Cruzeiro e São paulo, os dois times que lutam pelo título. Como o jogo na Vila não atrairá ninguém, esperamos que o clube saiba usar o interesse dos adversários, e da tevê, nessas partidas, para jogar em estádios maiores e ao menos arrecadar um bom dinheiro para aliviar as dívidas.

Curiosamente, o jogo teve 58 pagantes a mais do que o primeiro clássico entre Corinthians e Palmeiras no Itaquerão – 31.089 pagantes hoje, contra 31.031 no jogo que os corintianos dizem ser contra o seu maior rival. Engraçado…

Victor Ferraz foi testado mais uma vez no lugar de Cicinho, mas não foi bem e acabou substituído pelo titular. Algo me diz que Daniel Guedes, do sub-20, poderá ganhar a vaga em 2015.

Caju jogou na lateral esquerda e falhou menos do que Menas, ou melhor, Mena. O garoto Serginho entrou no meio, mas acabou substituído por Leandro Damião, que nada fez. Gabriel também fez pouco. O ataque do Santos inexistiu.

O melhor do time foi o goleiro Aranha, desta fez autor de grandes defesas – duas delas na mesma jogada. No meio de campo, Alison, Arouca e Lucas Lima se esforçaram para evitar o pior.

Corinthians 1 x 0 Santos
09/11/2014 (domingo), 19h30, Itaquerão
Público pagante: 31.089 (31.357 total. Renda: R$ 1.886.861,00.
Corinthians: Cássio, Fagner, Gil, Felipe e Fábio Santos; Elias (Bruno Henrique) e Ralf; Renato Augusto (Danilo) e Petros; Malcon (Luciano) e Guerrero. Treinador: Mano Menezes.
Santos: Aranha, Victor Ferraz (Cicinho), Edu Dracena, Bruno Uvini e Caju; Alison, Arouca, Lucas Lima e Serginho (Damião); Gabriel e Rildo.Treinador: Enderson Moreira.
Gol: Guerrero, aos 7 minutos do primeiro tempo.
Arbitragem: Vinícius Furlan (CBF-SP), auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Carlos Augusto Nogueira Junior (SP).
Cartões amarelos: Victor Ferraz, Edu Dracena e Elias.

http://youtu.be/_qXALJTl-HE

Nesta segunda-feira, vamos ao Tatu Bola ouvir o Peres

Você que está acompanhando as campanhas dos candidatos a presidente do Santos e quer conhecer de perto as propostas de José Carlos Peres, candidato da Ong Santos Vivo, está convidado a comparecer ao evento desta segunda-feira, a partir das 19 horas, no bar Tatu Bola, na esquina das ruas Joaquim Floriano e Clodomiro Amazonas, no Itaim Bibi, São Paulo.

Vista sua camisa do Santos, leve bandeira, se tiver e ouça as propostas daquele que tem tudo para ser o novo presidente do Santos e liderar o clube a caminho de uma nova era de trabalho, competência, transparência e prosperidade.

convite tatu bola

O que achou do Santos no clássico? E você, vai ao Tatu Bola?