Ontem, no empate com o Botafogo em 1 a 1, no Pacaembu, o Corinthians foi mais uma vez auxiliado pela arbitragem. Herrera fez um gol em posição legal, mas o lance foi invalidado sob a alegação de impedimento. O árbitro, Leandro Vuaden, é o mesmo que anulou o gol de Danilo contra o Flamengo, que daria a vitória ao Santos.

Muitos torcedores já estão chamando este brasilerio de Zveitão II, como se fosse uma repetição do que se viu em 2005, quando uma série de “coincidências”, dentro e fora do campo, fizeram do alvinegro paulistano o campeão brasileiro daquele ano.

Há no Youtube uma série de vídeos que fazem parte do “Dossiê Gambá 2010”, produzidos pela Verdazzo, de claras tendências palestrinas. O gol mal anulado de ontem está lá, assim como o impedimento de Danilo no gol que decidiu a vitória corintiana contra o Santos, na Vila Belmiro.

O dossiê da Verdazzo só leva em conta os erros de arbitragem em jogos do Corinthians. Se forem contadas as falhas que prejudicaram os demais candidatos ao título em outros jogos, a lista seria enorme, pois os tropeços de Cruzeiro, Internacional, Botafogo e Santos obviamente ajudaram o Corinthians a se manter à frente desses concorrentes.

Veja o gol de Herrera, do Botafogo, invalidado ontem

O Fluminense que se cuide, pois pelo jeito não é o escolhido pelos homens de preto. Veja o que aconteceu no confronto entre Corinthians e Fluminense, no Pacaembu, na terceira rodada do Campeonato Brasileiro

Lista de Jogos em que o Corinthians ganhou pontos graças à arbitragem (segundo www.verdazzo.com.br/dossiegamba2010

Pontos roubados até 29/09/2010: 15 pontos

26a. rodada – Corinthians 1×1 Botafogo
24a. rodada – Santos 2×3 Corinthians
17a. rodada – Corinthians 2×1 Vitória
12a. rodada – Palmeiras 1×1 Corinthians
11a. rodada – Corinthians 3×1 Guarani
5a. rodada – Corinthians 4×2 Santos
3a. rodada – Corinthians 1×0 Fluminense
1a. rodada – Corinthians 2×1 Atlético-PR

Boas (ou más?) relações

Em 2005 todos os setores do futebol operaram a favor do Corinthians no Campeonato Brasileiro. O clube era dominado pelo dinheiro do russo, exilado na Inglaterra, Boris Berezovsky, através de seu testa de ferro iraniano Kiavash “Kia” Joorabchian. Até um jeito de refazer dois jogos que o Corinthians já tinha perdido foi dado, pelo presidente do STJD, Luiz Zveiter – daí o campeonato ter ficado conhecido como Zveitão.

Agora o Corinthians vive o ano de seu Centenário e até este momento não ganhou nada. O Campeonato Brasileiro é sua última chance na temporada. Todos sabem que muitos ficariam contentes com este título, a saber: Presidente Lula, Ricardo Teixeira, Rede Globo.

Repare que as falhas da arbitragem favorecem sempre os clubes que estão alinhados com a CBF, com a política de Ricardo Teixeira. Veja que Flamengo e São Paulo, outrora equipes que se beneficiavam de erros dos árbitros, agora estão sendo prejudicados. Será que é por que ambos votaram contra Kléber Leite para a presidência do Clube dos Treze? Pense nisso.

Será que pode haver um complô para fazer do Corinthians campeão? Será que, como dizem muitos, estamos vivendo o Zveitão II? Ou os erros a favor do Corinthians são normais em uma arbitragem que, historicamente, sempre optou para, em dúvida, favorecer o time de maior poder político?