Como se esperava, o Santos teve muitas dificuldades para furar a defesa do Atlético-PR no primeiro tempo. A saída de Danilo, com problemas musculares, e a entrada de Alex Sandro, congestionou o ataque santista pela esquerda, deixando o time desequilibrado.

No meio, Alan Patrick tentou, mas, bem marcado, não conseguia repetir a boa atuação contra o Fluminense. Neymar e Zé Eduardo se movimentavam bem, mas o goleiro reserva do Atlético, João Carlos, estava firme.

Pela direita, Pará não conseguia nada muito produtivo quando atacava e ainda cedia espaço para as avançadas de Paulinho, o lateral-esquerdo do Atlético. O time do Paraná só tinha essa opção de ataque, além das faltas cobradas por Paulo Baier e as tentativas de Branquinho.

Gol veio do Norte

No segundo tempo o Santos voltou mais ofensivo e, impulsionado pela torcida, passou a encurralar o Atlético. Mas o gol só saiu quando Pará foi substituído por Maranhão e este, em sua primeira jogada, recebeu passe de Neymar e acertou um belo chute que ainda bateu na trave antes de ganhar o fundo do gol.

Pouco depois, Neymar correu muito, dominou uma bola quase perdida, driblou Paulinho e sofreu pênalti, convertido por Zé Eduardo.

Quando parecia que o Santos poderia até ampliar a vantagem, Martelotte optou por uma formação menos ofensiva e tirou Alan Patrick para a entrada de Breitner.

O jogo se tornou mais equilibrado no final, com algumas possibilidades de gol para o time visitante, mas, quando preciso, Rafael apareceu bem.

Aos 40 minutos o Santos viveu um momento delicado: Neymar tinha levado uma pancada que machucou seu joelho e saiu de campo de maca. No mesmo momento Vinícius está sendo atendido depois de cabecear uma bola chutada com violência.

Com a vitória o Santos ultrapassou Atlético-PR, Botafogo e Internacional e pulou da sétima para a quarta posição no Brasileiro, com 45 pontos, sete a menos do que o líder Fluminense. O detalhe, porém, é que o Santos tem um jogo a menos, o que poderá diminuir a diferença para quatro pontos.

No meio da semana, o Inter

Na próxima quarta-feira, ainda na Vila Belmiro, o Santos fará o jogo que lhe falta, contra o Internacional. Uma vitória e o Alvinegro Praiano terá mais nove rodadas para alcançar a liderança do campeonato e conquistar a tríplice coroa.

Bem, mas agora eu e os leitores deste blog queremos é ouvir a sua análise do jogo. O Santos foi bem? Que jogadores se destacaram? Alguém decepcionou?