As três páginas iniciais da história do Santos segundo os irmãos Bezerra (clique para ampliar)

Peço que o torcedor do Santos se programa para ir a Santos no dia 14 de abril, um sábado, quando, entre outros eventos, às 14 horas, será comemorado o Reveillon Santista, ou o momento exato do nosso Centenário. Imagino uma imensa carreata se dirigindo à nossa querida cidade do futebol. Peço que cada santista da Capital, do Interior, ou de outros Estados, se programe desde já para este dia sagrado.

Em São Paulo, espero contar com a presença maciça dos amigos da Torcida Jovem. Sei que o Amilton já está pensando em algo nesse sentido. Sei também que o vereador Celso Jatene tem um grande poder de mobilização e o colocará a serviço do evento.

Em Santos, teremos a romaria do ponto em que o clube foi fundado até a Vila Belmiro. Conto com os companheiros da Sangue Santista e da Jovem da Baixada, unidos, solidários, para comandar esse evento que marcará a veneração do santista por seu time do coração.

Desde o momento em que fui convidado para o cargo de coordenador das Festividades do Centenário do Santos, em 2009, defendi a idéia de que esta festa seja do torcedor para o torcedor. Claro que eventos grandiosos, como shows, jantares, bailes, cruzeiros – como este maravilhoso no transtlântico Grand Mistral – são importantes, mas isso o dinheiro compra. O essencial é o que é feito pelo amor e pela paixão do torcedor, valores intangíveis e eternos.

E tanto a carreata, como a romaria, só dependem de nós. Assim como só depende de nós transformar a cidade de Santos em uma grande festa no fim de semana de 14 e 15 de abril.

Até brinco, chamando estes dias de SantosFest. E veja como os deuses do futebol estão novamente ao lado do Santos, pois poderemos demonstrar nossa alegria e reconhecimento pela história do Alvinegro Praiano justamente em um fim de semana. Temos de estar lá.

A história do Santos em quadrinhos

Vários artistas gráficos de Santa Catarina se uniram para desenvolver um gibi independente. Entre os artistas, foram convidados os irmãos Eduardo e Alexandre Bezerra. Eduardo desenha e Alexandre é arte-finalista. Adivinha qual a paixão comum de ambos? O Santos, claro. E por isso decidiram que as páginas de seu trabalho seriam dedicadas a contar a história do Santos em quadrinhos.

Com o título “Camarão e Siriri em O Centenário”, ilustrada por belos desenhos do time e da cidade de Santos, a história fala dos 100 anos do melhor time de todos os tempos, com narração de um simpático personagem infantil chamado “Grillo”.

A revista será lançada em março e pode ser adquirida pelo correio. Para maiores informações, basta acessar o site http://catacomics.blogspot.com

Este é o tipo de iniciativa, simples, que nos emociona. Pois não tem qualquer interesse a não ser o de usar trabalho e talento para divulgar o Santos e sua história. Agradeço aos irmãos Eduardo e Alexandre pela iniciativa e espero que ela sirva de exemplo para outras semelhantes.

Aliás, ao ver os desenhos, pensei aqui como seria legal uma revistinha de colorir com desenhos de Neymar e outros jogadores do Santos, distribuída gratuitamente para crianças, na praia…

E você, o que poderá fazer pelo Centenário do Santos?