Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Campeonato Paulista de Futebol

Prevaleceu o profissionalismo. Decisão será no Morumbi!

Glória aos deuses do futebol nas alturas! O profissionalismo prevaleceu. Graças à oportuna intervenção de Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol, os dois jogos da decisão do Campeonato Paulista serão disputados no Morumbi nos domingos 6 e 13 de maio.

Ao invés de jogar no Brinco de Ouro e na Vila Belmiro, Guarani e Santos acataram o bom senso e aceitaram a decisão da Federação Paulista de Futebol de fazer os dois jogos no maior estádio de São Paulo, onde se espera no mínimo 50 mil pessoas por partida.

Com isso, as duas arrecadações serão divididas e cada clube deverá receber cerca de R$ 2 milhões líquidos. Além do valor, importante para equilibrar as finanças de Guarani e Santos, os jogos terão mais visibilidade e mostrarão, mais uma vez, a tremenda força da torcida santista.

Como os dois times são técnicos, jogam aberto e buscam o gol, as dimensões maiores do Morumbi certamente favorecerão a qualidade do espetáculo. Que os dois times façam grandes jogos e vença o melhor.

Reveja agora a última decisão do Campeonato Paulista no Morumbi:

E você, o que achou de os dois jogos serem no Morumbi?


Amanhã começa o Paulistão. Ou você prefere chamá-lo de Paulistinha?


No ano passado, o Santos tirou a maior onda, deu show e ainda foi campeão. Abaixo, a comemoração desesperada de Ronaldo e a festa do Palmeiras desmentem os que chamam o Estadual de “Paulistinha”

Amanhã, com o campeão Santos enfrentando o Linense, às 19h30m, em Lins (com transmissão pelo Sportv), começa o Campeonato Paulista de 2011. Se não fosse ele, Ronaldo não teria justificado a sua contratação, o Palmeiras teria passado a década em branco e o Santos não seria a sensação do primeiro semestre do ano passado.

Sim, o grande momento de Ronaldo no Corinthians foi seu desempenho no primeiro jogo da final do Paulista de 2009, na Vila Belmiro (principalmente no gol em que encobriu Fábio Costa); o Palmeiras se livrou de uma década vazia com o título de 2008 e o Santos encantou o Brasil com o futebol dos Meninos no primeiro semestre de 2010.

Os cariocas não chamam o seu estadual de “Carioquinha”, nem os mineiros denominam o seu de “Mineirinho”, ou os gaúchos tratam o seu regional de “Gauchinho”. No entanto, o estadual mais rico do País, que dá mais visibilidade, traz um dinheiro importante para os clubes e revela muitos jogadores, passou a ser denominado “Paulistinha”.

Os estrangeiristas, cujo único parâmetro é o futebol europeu, alegam que o Brasil não deveria ter mais campeonatos estaduais. Ora, isso significaria matar justamente a base da cadeia alimentar de seu futebol.

O futebol brasileiro ainda é um grande revelador de jogadores, mas a maioria deles não vêm das escolinhas de base dos grandes clubes e sim dos campos baldios do Interior. Dos pequenos, falimentares clubes por este país agora é que brotam os craques que vão brilhar no mundo. Sem estas células vitais, o organismo entra em colapso e o tesouro se perde.

Bem, este é apenas um detalhe. O outro, falando agora deste Campeonato Paulista, é que a competição é lucrativa e interessa aos clubes. Neste começo de ano, quando os caixas estão a zero, ou bem menos do que isso, os grandes clubes paulistas tiram a barriga da miséria com as verbas que vêm do Paulistão.

Só de direitos de tevê foram R$ 10 milhões para cada um. E ainda há as arrecadações, a visibilidade que proporciona patrocínios e merchandising, a quase certeza de se chegar a jogos decisivos (neste ano, os oito melhores da fase inicial se classificarão para um mata-mata a partir das quartas-de-final).

Enfim, se há um estado que não pode reclamar do seu regional, é São Paulo. E se algum clube se sentir muito prejudicado, sempre poderá poupar os principais jogadores em várias partidas, pois, como já disse, os oito mais bem classificados passarão para a próxima fase.

Por fim, como alguém já disse, o Paulistinha só é inha para quem perde, pois não há torcedor que se sinta à vontade ao ser derrotado pelos times de maior rivalidade. E relegar o Paulista a um plano secundário, para se dedicar exclusivamente à Libertadores, é bobagem.

O time, quando é bom, pode ganhar todas as competições. Como o Santos cansou de provar isso e, mais recentemente, o São Paulo, campeão do Paulista, da Libertadores e do Mundial em 2005.

Portanto, ótimo Paulista a todos, mas que nenhum perdedor venha com desculpas depois. Ah, e que o Santos alcance o bicampeonato.

Reveja o retorno de Robinho em um clássico:

Você acha que o Paulista vale a pena, ou deveria ser abolido?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑