Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Copa São Paulo

Neste sábado, às 16 horas, a esperança santista entra em campo

Santos estreia sem gols na Copinha

O Santos dominava o jogo diante de um assustado Penapolense, os canhotos Serginho e Caio controlavam o meio de campo e as chances se sucediam. Caio perdeu uma, Serginho outra, mais uma se foi em um contra-ataque desperdiçado, e a primeira etapa chegou ao final em branco. Veio a sensação de que faltou a Pepinho treinar mais chutes a gol. O time rondou a área adversária, mas foi pouco conclusivo. De qualquer forma, o gol santista parecia uma questão de tempo, mas veio uma chuva forte que encharcou o campo e a partida ficou mais para uma pelada de rugby, em que a valentia temerária dos defensores do time do Interior prevaleceu sobre a tentativa de jogar futebol dos Meninos da Vila. No final, um 0 a 0 preocupante que obriga o Santos, se quiser continuar perseguindo o tricampeonato da Copinha, a vencer o Babaçu, do Maranhão, na próxima terça-feira, e provavelmente vencer novamente o anfitrião Linense no jogo decisivo do grupo (ainda pela primeira rodada do grupo, o Linense venceu o Babaçu por 1 a 0). Não deverá ser uma tarefa fácil. E quanto aos garotos, algum destaque? Por enquanto, prefiro não citar nomes. Vejamos as próximas partidas. Esta, literalmente, passou em branco.

Atual bicampeão do torneio, o Santos do técnico Pepinho estreia na prestigiosa Copa São Paulo de juniores neste sábado, às 16 horas, diante do Penapolense, com transmissão do Sportv e narração do pé quente Odinei Ribeiro. Sem dinheiro para grandes contratações nessa temporada, o Alvinegro Praiano mais uma vez voltará seus olhos e sua esperança para seus Meninos da base. Assim, do goleiro João Paulo, ao atacante Matheus Augusto, todos serão analisados com atenção redobrada.

Pepinho comanda a mesma comissão técnica do ano passado e também adotou o mesmo esquema cinco semanas de preparação, divididas em resistência de jogo, trabalhos de força para dar mais potência e velocidade e exercícios específicos para alguns jogadores. O time é bem jovem, pois quase todos os atletas têm menos de 18 anos. Neste ano a Copa São Paulo, ou Copinha, só aceita jogadores com menos de 19 anos.

O Santos deve entrar em campo com João Paulo, Patrick, Lucas, Sabino e Lucas Ybom; Bruno, Fernando Medeiros e Serginho; Caio, Claudinho e Matheus Augusto. Há ótimas expectativas com relação ao goleiro João Paulo, o volante Fernando Medeiros e o meia Caio. Outro destaque, o volante Thiago Maia, desfalcará o time pois foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-20. No seu lugar Pepinho deve improvisar o zagueiro Bruno.

O Santos está no Grupo D, com Penapolense, Linense e Babaçu, do Maranhão. Todos os jogos do grupo serão realizados no estádio Gilberto Siqueira Lopes, o Gilbertão, em Lins. Só um clube se classificará para a fase seguinte.

As muitas maneiras de encarar esse início de ano do Santos

Esse complicado início de ano está dividindo os santistas. Alguns vêem um desígnio dos deuses do futebol nessa dificuldade financeira que obrigará, mais uma vez, o clube a lançar mão de seus Meninos da Vila. Estes são os otimistas, que já adivinham um time jovem e promissor surpreendendo os favoritos, como já ocorreu tantas vezes na história santista.

Há, também, o tipo de torcedor que pode ser definido como “realista esperançoso”, só para usar um termo popularizado por Ariano Suassuna. Eu me incluo neste time nem tanto ao céu, nem tanto à terra. Sei de todas as dificuldades, dos equívocos, dos erros – intencionais ou não –, mas, além de ser extremamente enfadonho seguir enumerando-os todos os dias, como se eu fosse um ser perfeito e o dono da verdade, reservo-me o direito de sonhar com dias melhores e de nunca perder, totalmente, a fé nas pessoas.

Por fim, há aqueles – felizmente raríssimos – que só vêem problemas e obstáculos insuperáveis e apostam que o Alvinegro Praiano viverá um ano de sofrimento e vergonha, se tornará um time pequeno e jamais se recuperará… Não consigo entender, aliás, qual o interesse dessas pessoas de continuar torcendo para um time que lhes traz tanto amargor e constrangimento. Que tirem umas férias como torcedores, deixem o Santos para os de caráter mais sólido, e voltem apenas quando o pior passar e ser torcedor de um time de futebol se torne uma tarefa mais agradável.

Porém, como lembra a Suzana, lá no fundo todos tentam fazer o melhor, e se o melhor para esses santistas amargurados é criticar tudo e todos, continuarão agindo assim indefinidamente, pois essa atitude está mais ligada às suas questões internas do que ao Santos ou a qualquer outra coisa. Enquanto não vencerem seus desafios interiores, enquanto não conseguirem sentir paixão pela vida, não conseguirão extrair do futebol a beleza, a emoção e o mistério que perduram, mesmo diante das maiores dificuldades.

Seja como você for, volte aqui para analisar a estréia dos Meninos na Copinha, tá?


A contratação de Montillo e a estreia dos Meninos na Copinha

Para o lugar de Ganso, o Santos trouxe o melhor jogador argentino em atividade no Brasil, o meia Montillo. O negócio acaba de ser fechado e já está confirmado no site oficial do Santos (ver na coluna lateral direita deste blog). Segundo o globo.com o Alvinegro Praiano adquiriu 60% dos direitos econômicos que pertenciam ao Cruzeiro por € 6 milhões (cerca de R$ 16,2 milhões) e mais o passe do volante Henrique, que havia contratado em julho de 2011, deste mesmo Cruzeiro, por pouco mais de R$ 6 milhões.

Pelas circunstâncias, foi um bom negócio, que poderá se transformar em ótimo se o argentino justificar a fama. Na verdade, Montillo não vinha jogando tão bem no Cruzeiro, com altos e baixos preocupantes. Mas tem categoria, é rápido, com boa visão de jogo, e no Santos jogará ao lado de Neymar, o melhor jogador do continente. Craque entende craque, e essa é a esperança do santista de ter novamente um time demolidor para torcer.

Uma boa contratação pode parecer pouco, mas time de futebol é como receita culinária. A falta ou o acréscimo de um ingrediente pode fazer toda a diferença. Com Montillo o ataque terá mais opções e o garoto Felipe Anderson crescerá também. Usar Henrique como moeda de troca também foi inteligente, pois no Cruzeiro ele jogava bem, o que não ocorreu no Santos.

Com 28 anos, nascido em 14/04/1984 em Lanús, na Argentina, Montillo começou no San Lorenzo, passou pelo Monarcas Moelia, do México, voltou ao San Lorenzo, teve uma boa passagem pela Universidad do Chile e em julho de 2010 chegou ao Cruzeiro, pelo qual logo se destacou. Seus títulos mais importantes são a Copa Sul-americana de 2002, pelo San Lorenzo, e o Apertura, do Chile, em 2009. No Cruzeiro foi campeão mineiro em 2011.

No Santos ele já terá a oportunidade, a partir de 19 de janeiro – quando o Santos estreará contra o São Bernardo, fora de casa – de brigar por um inédito tetracampeonato paulista, feito que só foi obtido pelo Paulistano nos tempos do futebol amador.

Veja um pouco de Montillo, nova estrela do Peixe:

Nesta sexta-feira tem Meninos da Vila na Copinha

Nesta sexta, às 16 horas, no Estádio Alfredo Schiavetto, da sacolejante Jaguariúna, terra de rodeios e de muitos torcedores do Santos, o Alvinegro Praiano estréia na 44ªCopa São Paulo de Futebol Junior, que volta a receber jogadores da categoria Sub-20. O adversário é o tradicional Remo, de Belém.

O time deve ser basicamente o mesmo que jogou a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista da categoria. Estava previsto que haveria um reforço muito especial: o garoto Gabriel Barbosa, o Gabigol, de apenas 16 anos, mas que já tem uma multa de 50 milhões de euros para um clube estrangeiro que quiser contratá-lo.

Entrevistei o Gabriel para a revista Personalitée e fiquei impressionado com sua seriedade e confiança. Pelas fotos tenho percebido que ele encorpou, ficou mais esguio e forte. Estou certo de que se faria uma ótima Copinha, mas parece que se incorporará aos profissionais sem precisar passar pelo teste.

O Santos está no Grupo % da Copa, que não para de inchar e este ano terá 100 participantes. O Alvinegro voltará a jogar dia 7 contra o São Mateus, do Espírito Santo, e encerrará sua participação nesta fase enfrentando o Corinthians de Alagoas, no dia 10. Todas as partidas serão às 16 horas.

Veja o belo vídeo que a turma da SantosTV fez com os Meninos para atrair os torcedores do Santos da região de Jaguariúna:

E você, o que acha da vinda de Montillo e dos Meninos na Copinha?


Associação de Torcedores, notícias do Centenário e Santos na Copinha

Dos meus contatos com editores de blogs de outros times, como Vasco, São Paulo, Palmeiras, Cruzeiro, Atlético Mineiro, Fluminense, Grêmio e Bahia, entre outros, está surgindo a idéia de se criar uma Associação Nacional de Torcedores, que possa representar o grande público consumidor de futebol no Brasil. Com o desmantelamento do Clube dos Treze, os grandes clubes do País ficaram sem uma representação forte e estão sendo manipulados pela Rede Globo e a CBF.

Por que o torcedor de Pernambuco é obrigado a assistir uma amistoso entre Corinthians e Flamengo, se o seu campeonato regional já começou e ele quer ver o jogo de um dos times grandes de seu Estado? Perguntas como esta ficam sem resposta. A TV faz e desfaz sem dar satisfação a ninguém. E o torcedor, que é, repito, o consumidor que faz o mercado do futebol brasileiro girar, nem chega a ser ouvido.

Quem sabe se, mais do que os presidentes dos clubes, sempre tolhidos por questões políticas, os torcedores não se entendam melhor e contribuam para uma relação mais justa e saudável entre e os clubes, a TV e a CBF… Acho a idéia excelente e estou aberto a discussões a respeito.

Centenário: Exposições e o Um dia de Festas em Santos

Nos próximos dias poderei dar boas notícias sobre as festividades do Centenário do Santos. Fotógrafos e ilustradores que se preparem, pois o Sesc de Santos deverá promover uma exposição de fotos e uma de ilustrações (cartoons) sobre o Santos Futebol Clube. A seleção das obras será feita por um júri a ser definido. Prepare o(s) seu(s) trabalho(s).

O Museu do Futebol, no Pacaembu, estádio em que o Santos ganhou tantos títulos importantes – entre eles a última Copa Libertadores –, também fará um bela exposição em homenagem ao Centenário do Santos. Certamente teremos um sucesso de público, pois poderá contemplar os quase dois milhões de santistas da Grande São Paulo (é importante lembrar que, com a contrução do estádio de Itaquera, o belo Pacaembu será um estádio exclusivamente santista).

Proponho, desde já, que instituições de Santos programem eventos para o dia 14 de abril, que cairá em um sábado. Que a cidade se estruture, que os hotéis e flats se preparem, pois faremos uma grande carreata de São Paulo até Santos e transformaremos a cidade em uma grande festa, com eventos na Vila Belmiro e em vários outros locais, para comemorar o Centenário do glorioso Alvinegro Praiano.

Hoje tem Santos na Copinha. O jogo pode ser difícil

Hoje, às 21 horas, em São Carlos, com transmissão do Sportv 2, o Santos joga contra a boa equipe do Desportivo Brasil pelas oitavas de final da 43ª Copa São Paulo de Futebol Júnior. O santista de São Carlos e região deve fazer um esforço para comparecer ao estádio, pois a torcida da cidade costuma torcer contra os times grandes que atuam por lá.

O Santos tem jogado bem e feito uma campanha exemplar, com quatro vitórias, 16 gols marcados e nenhum sofrido. Alguns desses Meninos da Vila deverão ser promovidos para o elenco profissional em 2012. O mais badalado é Victor Andrade, mas o garoto ainda tem mais um ano de juvenil. Vamos ver o jogo com calma e depois analisar a atuação dos garotos.

E você, o que acha dos assuntos de hoje?


Santos, Santos, Santos: Sereias, Meninos e agora os marmanjos

Na Copa São Paulo, o Santos goleou o América de Natal por 5 a 0, em São Carlos, e se classificou para as oitavas de final; no Torneio Internacional, jogado em Araraquara, as Sereias da Vila venceram o bom time do Foz Cataratas e ficaram com o título. Agora, para completar a tríplice coro…, quero dizer, a tríplice alegria neste sábado, o time profissional tem de vencer o Linense, em sua estréia no Campeonato paulista, a partir das 19h30m.

Marta pode ser a melhor do mundo, mas hoje, quem foi vê-la, acabou apreciando o futebol maravilhoso de Gabi, a craque e líder do jovem Foz Cataratas. Como joga essa garota! Quase que, praticamente sozinha, ela deu o título ao time paranaense.

Aos sete minutos ela roubou a bola no meio-campo e, mesmo de longe, percebeu a goleira Andréia adiantada e bateu por cima, marcando um golaço. O Santos empatou aos 35 minutos do primeiro tempo, com chute de longa distãncia de Angélica, mas logo no segundo tempo, depois de uma arrancada irresistível, Gabi deu a Daine, que fez 2 a 1.

Mesmo com uma jogadora a menos, já que teve a zagueira Leti expulsa no primeiro tempo (em uma falha da arbitra Katiuscia de Mota Lima, que deu um cartão amarelo errado para a jogadora do Foz), a equipe do Paraná lutou muito e sempre foi perigosa nos contra-ataques.

Porém, pressionando o tempo todo, o Santos chegou ao empate com Maurine, a melhor das Sereias neste sábado, e aos 3 a 2 finais com Thais, no finzinho do jogo.

Um título sempre é importante, mas deu para perceber neste torneio que a superioridade do Santos com relação a outras equipes brasileiras – como Palmeiras e Foz – já não é tão grande. Sem Marta, que só fará um último amistoso antes de ir embora, só restará uma craque ao time: a pequena e incansável Maurine. Outra que tem potencial é Thaís, mas precisa aprender a jogar mais para a equipe.

Uma inesperada goleada dos Meninos na Copa

O jogo na Copa São Paulo estava enrolado. O Santos tinha mais posse de bola, mas o América de Natal atacava bem, explorando o lado do lateral Crystian, que apoia bem, mas marca mal. Porém, o gol de Geovânio, aos 40 minutos, abriu a porteira e em três minutos o Santos definiu o jogo.

O lateral-esquerdo Geovânio, um dos poucos destaques do time até ali, aproveitou uma bola fora da área e bateu de direita, colocado. Ao quicar no gramado, a bola enganou o goleiro e entrou. Dois minutos depois, Fábio Bulgarello, de peixinho, aproveitou um bom centro de Dimba para fazer 2 a 0. Não havia passado um minuto e Leandro, de fora da área, marcou o terceiro.

No segundo tempo, Fábio Bulgarelli, mais centroavante do que o próprio Dimba, aproveitou um cruzamento e marcou um gol, sem ângulo, de cabeça. Depois, Geovane sofreu pênalti após bela jogada e Dimba cobrou, fazendo 5 a 0.

Quanto teve a vitória garantida, o Santos se soltou bem mais e alguns jogadores parecem ter perdido o medo ou a timidez. No entanto, não dá para ficar muito otimista. Alguns jogadores melhoraram, mas o único que mostra muita habilidade, apesar de continuar fominha, é o lateral-direito Crystian.

Mesmo em um jogo em que o time venceu por 5 a 0, Dimba só marcou de pênalti, depois de perder alguns gols e várias posses de bola. Ou seja: é um centroavante muito fraco e não tem qualquer condição de jogar no Santos. Uma boa opção para o próximo jogo seria tirá-lo do time e colocar Tiago Alves, já que Fábio Bulgarelli pode fazer bem o papel de homem-gol.

Estréia no Paulista

Logo mais o Santos inicia sua participação no Paulista 2011 contra o Linense. Logo que o jogo terminar, deixe o seu comentário. Mais tarde eu falo sobre a partida (se o Pedro Reino não falar antes)

E você, o que achou das Sereias e da goleada dos Meninos na Copa São Paulo?


Copinha: Santos jogou mal e se classificou sem merecer

Amigos, que ninguém se iluda: o Santos ganhou do São Carlos, por 2 a 1, e se classificou para a próxima fase da Copa São Paulo, mas o time voltou a jogar mal e ainda não mostrou nenhum jogador que ao menos possa completar o quadro dos reservas em um treino dos profissionais. Por enquanto a impressão que se tem é que essa safra é muito ruim.

Alguns jogadores têm alguma habilidade, mas não têm cabeça; outros têm cabeça, mas não sabem nem andar em campo. Num dá!

No primeiro tempo o time jogou como um time, tentando passar a bola ao companheiro com mais espaço, e adotar essa teoria básica do futebol já foi suficiente para dominar a partida e ter dois pênaltis a favor: o primeiro batido por Crystian e defendido pelo goleiro, e o segundo convertido por Dimba.

Não se anime. Apesar do gol, Dimba voltou a ser quase nulo, como todo o ataque do Santos. Aliás, como o ataque e o meio-campo. Aliás, como o ataque, o meio-campo e a defesa.

Alguns poderão dizer: mais o Crystian tem habilidade, o Elivelton lutou, o Dimba segurou mais a bola… Mas eu respondo que o Crystian segura demais a bola e a perde em situações perigosas, propiciando o contra-ataque ao adversário; Elivelton não certa um passe de dois metros e Dimba não seria titular nem no meu time do campinho do Diamante. O tio dele já não era grande coisa, mas fazia gols. Ele, nem isso. Até o pênalti chutou mal, com o pé mole, e a bola só entrou porque o goleiro escolheu o canto errado.

Quando, ao final do primeiro tempo, ao ser entrevistado pelo repórter do Sportv, Dimba disse que na segunda etapa o Santos iria “manter o resultado”, já fiquei preocupado. O time estava dominando, sempre rondando a área adversária, e voltaria no segundo tempo para se defender?

Como se esperava, o São Carlos dominou a segunda etapa e não merecia perder. Incrível que mesmo quando o time do Interior tinha só dois jogadores tabelando pela lateral, eles conseguiam segurar a bola no meio de quatro, cinco, jogadores do Santos, sem que nenhum fizesse o corte.

Tiago Alves jogou só 9 minutos e foi expulso

Um dos motivos da melhora do time no primeiro tempo foi a ausência de Tiago Alves, cujo improdutivo individualismo vinha contagiando a equipe. Mas ele entrou faltando dez minutos e, para variar, tentou resolver tudo sozinho. Perdeu a primeira; chutou sem ângulo a segunda; driblou dois e perdeu a bola na terceira; saiu com bola e tudo na quarta, e no final, quando o Santos ganhou um gol-contra do pobre zagueiro adversário, Tiago cismou de provocar a torcida e foi expulso.

Enfim, o garoto é um caso para o psicólogo do Santos. Está se achando e não tem jogado nada. Talvez ainda consiga jogar, pois tem físico, rapidez e alguma habilidade, mas sua falta de inteligência chega a doer. Se seus neurônios tivessem a mesma rapidez de sua pernas, seria um craque.

Não estou sendo cruel. Estou sendo sincero. Se todo mundo agisse assim, os clubes economizariam tempo e dinheiro. Há quanto tempo os santistas não esperaram que Tiago Luís se transformasse no novo Messi?

O que dizer do zagueiro Jairo, que cometeu o pênalti que quase elimina o Santos? Eu, com 58 anos, sou mais rápido, tenho mais habilidade e sou mais magro do que ele. Num dá. É muito ruim!

Pra não dizer que todo mundo não presta neste Santos, hoje vi algumas boas jogadas do Geovanio, lateral-esquerdo, logo no comecinho da partida. Mas depois voltou a jogar o seu futebol de sempre, também abaixo da média.

Narciso comemorou o quê?

Não entendi a comemoração do técnico Narciso. Ele havia dito que nesta idade títulos não importam, mas sim revelar jogadores. Pois esse time que ele montou não revelou ninguém até agora, e os piores são exatamente os dois zagueiros, posição que Narciso deveria conhecer bem, pois jogou nela.

Para este time continuar na Copa São Paulo tem de começar a jogar futebol, coisa que não fez até agora. Dirão que hoje ao menos teve garra. Sim, mas novamente faltou inteligência. Se garra resolvesse tudo no futebol, Grêmio e Inter terminariam todo campeonato gaúcho empatados.

Bem, esta é apenas a minha opinião. E você, gostou do Santos?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑