Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Corinthians (page 1 of 50)

Análise da micro pesquisa

pesquisa no largo Treze
DataOdir: eu e o flamenguista Laercio Mattos no Largo Treze

Como sabem, convoquei voluntários e nessa terça-feira, 7 de março, às 10 horas da manhã, marquei de fazermos uma pesquisa sobre torcidas de futebol na Zona Sul de São Paulo, ouvindo transeuntes adultos do sexo masculino que passassem pelo Largo Treze, em Santo Amaro, mais propriamente no calçadão da rua Capitão Tiago Luz, que dá no Largo Treze. Como oito voluntários confirmaram, imaginei que conseguiríamos ouvir no mínimo 100 torcedores, o que daria uma ideia das preferências dos habitantes adultos e masculinos da Zona Sul da cidade.

É claro que ouvir apenas 100 pessoas de um universo dos 2.252.000 habitantes que compõem a população da Zona Sul da cidade é muito pouco e, acredito, está longe de se aproximar da “pesquisa científica”. Diante de tema tão diversificado, creio que uma pesquisa fidedigna deveria consultar, no mínimo, 1% do público total. No caso da cidade de São Paulo, que tem um pouco mais de 12 milhões de habitantes, o ideal seria saber a opinião de, no mínimo, 120 mil pessoas e, no caso da Zona Sul da cidade, de 22.500.

Porém, todas as “pesquisas científicas” das quais tomamos conhecimento passam muito longe dessa margem mínima. E mesmo que não se pense em míseros 1%, mas em 0,1%, ainda precisaríamos ouvir 12 mil pessoas para ter uma ideia mais precisa da divisão de torcidas na cidade e 2.250 pessoas na Zona Sul.

Sabemos que no começo de fevereiro o Instituto Datafolha divulgou uma pesquisa de torcidas que mereceu amplo destaque de um conhecido blogueiro corintiano do UOL. Porém, abaixo do gráfico, em letras minúsculas, é possível ler que foram ouvidas apenas 1.092 pessoas. Ora, em uma cidade de mais de 12 milhões de habitantes, com nichos de torcedores espalhados por centenas, milhares de focos diferentes, consultar o correspondente ao número de pessoas de uma rua e sair alardeando o resultado em manchetes garrafais só pode ser coisa de maluco, ou de muito fanático. E não desconfiar do resultado absurdo de alguns números não é coisa de profissional sério.

Pois bem. Não sou o Datafolha, mas sou honesto e não aceito receber para fazer pesquisas. Então, às 9h50 estava lá no ponto combinado. Quase todos que disseram que iriam, não foram. O Tiago Maestre foi, mas se desencontrou. Então, 15 minutos depois que eu havia começado a enquete, surgiu o Laercio Mattos, que é flamenguista e tinha de ir embora às 11 horas, mas veio dar uma força e ganhar um exemplar do Time dos Sonhos de presente.

O plano foi só ouvir adultos masculinos, os que compõem a maior parte do público que vai ao estádio e acompanha o futebol. E também era essencial que o entrevistado morasse na Zona Sul. Também não era para ouvir gente parada, que trabalha nas lojas ou na rua. Só transeuntes. Foi o que fizemos.

As perguntas eram simples e rápidas, pois ninguém quer perder tempo com enquetes. Pensei em distribuir balas ou chocolates aos entrevistados, mas acabei não comprando as guloseimas e nem sei se daria resultado, pois muitos nem olham para você quando percebem que há uma prancheta na sua mão. Muitas respostas só consegui acompanhando a pessoa, andando ao seu lado para que não perdesse tempo.

As perguntas foram pensadas para serem respondidas em 30 segundos: nome (só o primeiro), idade, bairro em que mora, gosta de futebol, se gosta para que time torce, quantas vezes vai ao estádio. Pronto. Só com essas informações dá para se chegar a conclusões interessantes.

São Paulo lidera, Santos e Palmeiras estão empatados

Com 26,4% do total o São Paulo foi o time mais votado por homens adultos moradores da Zona Sul . Em segundo lugar, com 20,5% ficaram os que não gostam de futebol e não torcem para time algum. O Corinthians apareceu em terceiro, com 17,6%, e Santos e Palmeiras ficaram empatados em quarto, com 14,7% cada. Flamengo e Ceará ficaram com 2,9% cada um.

Santistas são mais fanáticos

Todos os santistas afirmaram que gostam de futebol e 60% deles costumam ir ao estádio ao menos uma vez por ano.

Por outro lado, nada menos do que 33% dos são-paulinos disseram que “não gostam muito” de futebol e não vão ao estádio. Porém, 44% dos que se disseram tricolores vão ao estádio e 22% costumam ir mais de cinco vezes por ano.

Dos que se declararam corintianos, nenhum costuma ir ao estádio e 16,6% disseram que não gostam muito de futebol. No caso dos palmeirenses, 20% não gostam muito de futebol e só 20% costumam ir ao estádio.

Análise dos resultados

O Brasil tem dezenas de times com um bom contingente de torcedores. O que se percebe, participando de uma enquete dessas, é que em uma cidade cosmopolita como São Paulo as variáveis são enormes. Percebam que por essa micro pesquisa o Ceará teria a mesma quantidade de torcedores que o Flamengo na Zona Sul de São Paulo, o que sabemos que não é verdade. Porém, até quantos torcedores devem ser ouvidos para que a pesquisa se torne realmente abrangente e fidedigna? Essa é a grande questão.

Creio que se usarmos a mesma metodologia, com uma dezena de voluntários em cada ponto movimentado das quatro regiões da cidade, mais o centro, teremos uma pesquisa que talvez não seja tão científica quanto outras, mas talvez seja mais honesta e menos dirigida.

Números de votos da Micro Pesquisa
São Paulo – 9 votos
Não gostam de futebol – 7 votos
Corinthians – 6 votos
Santos – 5 votos
Palmeiras – 5 votos
Ceará – 1 voto
Flamengo – 1 voto

Não gostam muito de futebol
São-paulinos – 3 votos
Corintianos – 1 voto
Palmeirenses – 1 voto

Vão ao estádio de uma a cinco vezes ao ano
Santistas – 3 votos
São-paulinos – 2 votos
Palmeirenses – 1 voto

Vão ao estádio de cinco a dez vezes ao ano
São-paulinos – 2 votos

E você, o que acha disso?

Liquidação Total dos livros em 60 dias de aniversário!

Como prometi, este blog comemorará o aniversário de 105 anos do nosso amado Santos Futebol Clube nos meses de março e abril. E nessa comemoração, para tornar a rica história santista mais acessível a todos, reduzi ainda mais os preços dos livros oferecidos na livraria do blog e ainda mantive o frete grátis e a dedicatória, claro.

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você ou para os amigos santistas, ou quase. Divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
Por 39 reais um exemplar, ou 69 reais dois exemplares

Time dos Sonhos
Por 39 reais um exemplar, ou 69 reais dois exemplares

Sonhos mais que possíveis
Por 14 reais o exemplar

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
Por 23 reais um exemplar, ou 35 reais dois exemplares

OS PREÇOS FINAIS SÃO ESSES AÍ, NENHUM CENTAVO A MAIS. O FRETE É POR CONTA DO BLOG. APROVEITA QUE NUNCA ESTEVE TÃO BARATO.

A PROMOÇÃO VAI ATÉ 30 DE ABRIL OU ATÉ ACABAR O ESTOQUE

—— Para entrar na livraria, tecle aqui ——
ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

E você, agora vai comprar um livro meu?


Preto no Branco, o filme


Jogo equilibrado, com predomínio do rival. Com os titulares, o Santos ganharia. Zagueirão não saiu uma gilete do chão. Assim fica difícil. Bola cruzada de onde? Das costas do Victor Ferraz. Mas Vladimir fez grandes defesas. Derrota normal. Pena que pela situação na tabela não dava para deixar de ganhar pelo menos um pontinho. Se a ideia é esquecer o Paulista e ganhar a Libertadores, eu lembro que em 2011 deu para ganhar os dois.

Preto no Branco, o filme

Na verdade, o adversário no campo esportivo é um amigo, pois ele exige o melhor de nós. Um dia todos perceberão isso e agradecerão a seus adversários. Kim Teixeira é uma dessas pessoas que enxerga além da rivalidade selvagem e fez o roteiro e dirigiu o filme Preto no Branco – O Clássico Centenário, que estreia neste mês de março em São Paulo e em Santos.

Produzido pela “Limonada Suíça”, com coprodução da Canal Azul, o filme, embalado pelo som do rappers santistas e corintianos, escancara o mundo de emoções liberadas por esse confronto de tanta história, tanta angústia, tanta dor e alegria para amantes dos dois times.

Não briguem comigo, mas acho que santistas e corintianos são, de uma certa forma, farinhas do mesmo saco. Na mesma paixão que é popular, brasileira, que não tem origem em um outro país e nem na burguesia. Já falei que considero Santos e Corinthians os times mais carismáticos de São Paulo? Pois é. O Pelé também acha isso, tanto é que chama esse encontro “O Grande Jogo”. E por isso dei a ideia e escrevi um livro com esse título com o amigo historiador e corintiano Celso Unzelte.

No material que recebi dos produtores do filme está anunciado:

Foi em 22 de junho de 1913, que o Preto e o Branco se encontraram pela primeira vez. Corinthians e Santos somam mais de cem anos de uma rica rivalidade, repleta de personagens e momentos inesquecíveis. A existência de um nutre a essência do outro, que indiscutivelmente se completam.

De um lado, a mística Vila Belmiro, berço de craques da história do futebol mundial, palco do futebol arte, da originalidade dos meninos da Vila, e do branco da camisa que parou uma guerra.

Do outro, o time das multidões, da raça, do suor, da paixão desmedida que invade territórios e corações. A torcida que tem um time, e o move pelo amor, sempre Fiel!

“Preto no Branco” é o registro do mais antigo clássico paulista, conduzido pelos rappers; Ice Dee, Xis, Criminal D, e Fernandinho Beat Box, alvinegros da Vila e do Parque, que se misturam para cantar a história desse embate, em clima de paz e bom humor.

O filme fala em paz o tempo todo, pois é evidente que essa é uma necessidade vital de nossa sociedade e que adversário não é inimigo. “Preto no Branco celebra as vitórias, os heróis, os mitos e os tabus dos confrontos. Propõe a paz e chama a atenção para conduta das torcidas dentro e fora de campo.”

Link para visualização

http://Preto no Branco Centenário

Um grande jogo para todos. E que vença o melhor.

Minha opinião é a de que é um jogo que dá para ganhar, mas também dá para perder. Dependerá não só do futebol e do espírito de luta, mas de estar preparado para aproveitar as circunstâncias da partida. Meu feeling para este jogo não é ruim. Acho que vai dar.

E você, o que acha disso?

Liquidação Total dos livros em 60 dias de aniversário!

Como prometi, este blog comemorará o aniversário de 105 anos do nosso amado Santos Futebol Clube nos meses de março e abril. E nessa comemoração, para tornar a rica história santista mais acessível a todos, reduzi ainda mais os preços dos livros oferecidos na livraria do blog e ainda mantive o frete grátis e a dedicatória, claro.

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você ou para os amigos santistas, ou quase. Divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
Por 39 reais um exemplar, ou 69 reais dois exemplares

Time dos Sonhos
Por 39 reais um exemplar, ou 69 reais dois exemplares

Sonhos mais que possíveis
Por 14 reais o exemplar

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
Por 23 reais um exemplar, ou 35 reais dois exemplares

A PROMOÇÃO VAI ATÉ 30 DE ABRIL OU ATÉ ACABAR O ESTOQUE

—— Para entrar na livraria, tecle aqui ——
ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

E você, agora vai comprar um livro meu?


Para ser campeão do turno

Promoção Time dos Sonhos prossegue só até o Dia dos Pais!


Dê um presente que o velho jamais esquecerá!

Atendendo a insistentes pedidos, a promoção do livro Time dos Sonhos volta até o Dia dos Pais. Portanto a partir de agora até 14 de agosto, compre 1 e ganhe 2 exemplares do Time dos Sonhos, mais a versão eletrônica do Donos da Terra, com direito a pedir dedicatórias para os dois livros e sem despesa de correio. Tudo isso por apenas 68 reais. Clique aqui e compre apenas um exemplar de Time dos Sonhos. O outro eu mando de graça para você. Acho que seu pai vai gostar.
Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos

Aí do lado há uma enquete que pergunta: em quem você votaria hoje para presidente do Santos? O blog pinçou os nomes de outras enquetes de blogs de santistas. Fique à vontade para escolher quem lhe passa mais credibilidade.

PARA SER CAMPEÃO DO TURNO

Com as prováveis voltas de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, o Santos aumenta suas chances de vencer o América Mineiro, neste domingo, às 11 horas, no Estádio Independência, e terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro em primeiro lugar, prosseguindo em busca de um título que não vem desde 2004.

O jogo pode ser chamado de o duelo dos opostos, pois enquanto o Santos é o líder da competição, o América é o último colocado, mas tudo indica que o confronto será muito disputado. O América tem tentado se recuperar desde que contratou o técnico Enderson Moreira e vem de dois empates: 0 a 0 com o Grêmio, no Independência, e 1 a 1 com o Sport, em Recife, quando vencia até o final e sofreu o empate em cima da hora, e de um jogador em posição de impedimento.

Mesmo desfalcado do trio olímpico, o Santos tem melhor elenco e, caso se entregue à luta com vontade, terá boas chances de vencer o América, cujo jogador mais conhecido é o veterano volante Leandro Guerreiro, ex-Botafogo, com 37 anos.

Com apenas duas vitórias, quatro empates e 12 derrotas, das quais cinco em casa, o América chegou a passar seis jogos consecutivos sem marcar gols. Marcou apenas 11 gols em 18 jogos e sofreu 30. Jogou nove vezes no Independência, com duas vitórias (1 a 0 no Figueirense e 2 a 1 no Coritiba), dois empates e cinco derrotas, das quais a pior foi contra o Santa Cruz, de quem perdeu por 3 a 0.

Cinco outros times podem vencer o turno

Em uma situação inédita desde que o campeonato brasileiro de pontos corridos foi instituído, em 2003, outros cinco times, além do Santos, podem terminar o primeiro turno na primeira colocação. São eles:

2 – Palmeiras, tem apenas dois gols a menos de saldo do que o Santos. Enfrenta o Vitória, domingo, às 16 horas, no Allianz Parque.

3 – Corinthians, mesma situação, com três gols de saldo a menos do que o Santos, enfrenta o Cruzeiro, segunda-feira, às 21 horas, no Pacaembu.

4 – Grêmio, 32 pontos, joga contra o Botafogo, no Estádio Luso-Brasileiro, no Rio, domingo, às 19h30.

5 – Atlético Mineiro, 32 pontos, enfrenta a Chapecoense, segunda-feira, às 20 horas, no Estádio Independência.

6 – Flamengo, 31 pontos, joga com o Atlético Paranaense, sábado, às 18h30m, no estádio Kleber Andrade.

E se for levar em conta também as chances matemáticas, diria que até o Atlético Paranaense, com 30 pontos, poderia terminar o primeiro turno na liderança, mas para isso teria de dar uma goleada estrondosa no Flamengo, fora de casa, e ainda depender de outros resultados.

Enfim, o nivelamento por baixo transformou esse Campeonato Brasileiro em um dos mais disputados da história. Porém, o Santos só depende dele para se manter na ponta. Torçamos.

E você, acredita que o Santos vencerá o América Mineiro?


Dia de luta. Dia de fé

Aos jogadores do Santos que entrarão amanhã no jogo da maior rivalidade alvinegra do futebol, eu só digo o seguinte: querem que seus passes valorizem 100, 200, 300 por cento da noite para o dia? Querem ser comentados a semana inteira pela imprensa da Capital? Querem ser elogiados, indicados para a Seleção Brasileira, chamados de craques? Pois corram, lutem, caprichem nos passes e nos chutes e ganhem o jogo. Esqueçam a arbitragem, esqueçam a torcida. Apenas joguem futebol. E ganhem o jogo.

E você, o que acha do grande jogo de hoje?


E eles ganharam uma…

Pênalti contra no finzinho do jogo e jogador santista expulso; pressão da arbitragem, enchendo os jogadores santistas de ameaças e cartões; torcida contrária até do narrador e do comentarista da tevê – tudo isso fez o torcedor do Santos se lembrar de outras partidas, nas mesmas circunstâncias, diante do alvinegro paulistano. Porém, nesse domingo, em que pese esses favorecimentos, o oponente buscou mais o gol e, no todo, jogou melhor.

Depois de ter enfrentado o rival por quatro vezes este ano e sair invicto, com três vitórias e um empate, era de se esperar que o Santos passasse por muitas dificuldades nesse domingo. Seria humilhante para o rival sair novamente de campo com um resultado negativo contra o Alvinegro Praiano. Ainda mais diante dos mais de 41 mil pagantes que lotaram o Itaquerão.

Motivado, o alvinegro de Itaquera marcou o campo todo e dominou o primeiro tempo. Mesmo assim, o Santos melhorou na segunda etapa e equilibrava o jogo quando, a sete minutos para o final, o árbitro caseiro Flávio Rodrigues Guerra não viu o lance, mas seguiu o bandeirinha e marcou pênalti de Zeca sobre Wagner Love, em jogada na qual o atacante corintiano levou a bola com a mão. Em seguida, Guerra ainda se equivocou e expulsou David Braz, que nem participou da jogada. Isso não seria um erro de direito? Para completar, instantes depois, Thiago Maia escorregou no gramado-armadilha do Itaquerão e a bola sobrou, livre, para o adversário ampliar.

O goleiro Vanderlei merece destaque por algumas grandes defesas. Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Gabriel foram marcados em cima e desta vez não puderam decidir a partida. Marquinhos Gabriel sofreu um rodízio de faltas e ainda levou amarelo por reclamação. O técnico Dorival Junior armou o time como tem feito, mas mexeu mal na equipe ao tirar Gabriel e colocar Neto Berola, que recebeu cartão amarelo sob alegação de ter cavado um pênalti. De qualquer forma, ainda há muito campeonato pela frente. Vida que segue.

Corinthians 2 x 0 Santos
20/09/2015, 11 horas, Itaquerão
Público pagante: 41.748 pessoas. Renda: R$ 2.649.100,00.
Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Yago; Ralf; Jadson, Elias (Cristian), Renato Augusto e Malcom (Lucca); Vagner Love (Danilo). Técnico: Tite.
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato, Lucas Lima e Marquinhos Gabriel (Leandro); Gabriel (Neto Berolo) e Ricardo Oliveira (Paulo Ricardo). Técnico: Dorival Júnior.
Gols: Jadson, aos 40 e aos 43 minutos do segundo tempo.
Arbitragem: Flávio Rodrigues Guerra, auxiliado por Rodrigo Pablo Zanardo e Alex Ang Ribeiro.
Cartões amarelos: Ricardo Oliveira, Marquinhos Gabriel, Neto Berola e Werley (Santos) Elias e Felipe (Corinthians).
Cartões vermelhos: Werley e David Braz (Santos).

E você, o que achou do Santos no clássico alvinegro?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑