Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: David Braz (page 1 of 4)

Vuaden decidiu

dia dos pais
Que presente para o seu pai pode ser mais duradouro e mais barato?
Livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros com dedicatória do autor e porte pago por apenas 38 reais o exemplar.
Clique aqui para comprar antes que acabe!

Vuaden decidiu

Agora foi Pedro Vuaden:

No Brasileiro de 83 foi Arnaldo César Coelho:

As suspeitas se concretizaram e no duelo com o Flamengo o Santos foi tremendamente prejudicado pela arbitragem de Leandro Pedro Vuaden. Depois de marcar um pênalti em Bruno Henrique no final do primeiro tempo, que poderia fazer o Alvinegro ir para o intervalo com a vantagem de 2 a 1, Vuaden ouviu o palpite do quarto árbitro, Flávio Rodrigues de Souza, e voltou atrás. Pela motivação santista e pela fragilidade da defesa do time carioca, era bem provável que um gol àquela altura encaminhasse uma classificação heroica para a semifinal da Copa do Brasil.

Se mesmo sem o pênalti e ainda sofrendo um gol de Guerrero logo no início da segunda etapa, o Santos teve forças para virar para 4 a 2, é natural prever que a classificação ficaria bem mais próxima sem a falha de Vuadem.

O técnico Levir Culpi e o zagueiro David Braz não conseguiram entender como Flávio Rodrigues de Souza viu o lance tão bem, a ponto de corrigir o árbitro, se ele estava no meio de campo, ao lado do banco do Santos, enquanto Vuaden acompanhava a jogada de perto. Tudo indica que o quarto árbitro se valeu de uma imagem de tevê ou da opinião de um repórter de televisão, o que é proibido pela Fifa, para interferir no jogo.

Mas o resultado favoreceu o status quo do futebol brasileiro e é pouco provável que o time mais bajulado pela televisão brasileira deixe de ser considerado classificado para a próxima fase da Copa do Brasil. O certo é que mesmo jogando em seu estádio, o Santos foi garfado na mão grande e vai ficar por isso mesmo.

Finalmente, um time com garra

O jogo foi bom e alguns jogadores se destacaram não só pela técnica, mas também pelo espírito de luta. Os melhores do Santos foram Vecchio, Lucas Veríssimo, Bruno Henrique e Copete. Além deles, David Braz, Victor Ferraz e Jean Mota também lutaram bastante. Lucas Lima não foi decisico e Ricardo Oliveira pouco fez, assim como Yuri.

No primeiro tempo, Berrío abriu o marcador para o Flamengo aos nove minutos, aproveitando ótimo passe de Diego. O gol obrigava o Santos a vencer por três gols de diferença. O empate santista veio aos 33 minutos, com um golaço de Bruno Henrique em chute de fora da área.

Aos dois minutos da segunda etapa Guerrero desempatou para o time carioca, o que parecia definir a vaga. Mas Copete, aos oito minutos, e Victor Ferraz, no minuto seguinte, empolgaram novamente o time e a torcida. Nesse momento, os flamenguistas fizeram cera e quiseram catimbar, mas o goleiro Muralha e o atacante Guerrero só receberam um cartão amarelo cada. Quando mereciam o segundo, Vuaden fazia vistas grossas.

O jogo mostrou que mesmo sem a babação de ovo que parte da mídia reserva ao rubro-negro carioca, o Santos poderia ter passado pelo Flamengo na Copa do Brasil. Mostrou mais futebol na Vila Belmiro, marcou quatro gols e só não fez mais porque, além de tudo, a arbitragem não deixou.

Levir Culpi não entendeu a anulação do pênalti

Estamos correndo contra o tempo para lançar o livro mais importante da história do Santos, mas sem o seu apoio será impossível! Participe da campanha de pré-financiamento de “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, um livro único, que vale por um título mundial, e tenha o seu nome impresso nessa edição histórica! Essa oportunidade tem prazo limitado.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou o livro que traz as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial.

Este livro de arte nenhum time tem e nunca terá. Chegou a esperada obra que conta as maravilhosas viagens do Santos pelo mundo. Um livro único, que vale por um título mundial e está sendo oferecido por um preço super acessível e ainda dá ao comprador a honra de ter o seu nome impresso em suas páginas. Não perca essa oportunidade de ter o seu nome em um dos livros mais importantes da literatura futebolística mundial!

Prossegue a campanha de financiamento coletivo para o lançamento do livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”, uma obra única, que nos encherá de orgulho e consolidará o Santos em outro nível na história do futebol mundial. Os autores são Marcelo Fernandes e eu. Prestigie. Garanto que não vai se arrepender. Há muitas recompensas para quem adquirir o livro nesta fase de pré-lançamento.

Clique aqui para entrar no time que vai lançar o livro das viagens maravilhosas do Santos pelo mundo. Ele está pronto e precisa ser impresso. Vamos transformar este sonho de todo santista em realidade. Participe e não se arrependerá!

Reserve desde já os melhores presentes para o Dia dos Pais
O Dia dos Pais está chegando, será em 13 de agosto, e nenhum presente é mais duradouro do que um livro com a história do time do coração do velho. Na livraria deste blog o Dossiê e o Time dos Sonhos continuam a preços de custo. Aproveite!
Entre a compra dos livros, que pode ser parcelada, e a entraga pelos Correios, pode haver uma diferença de até quatro dias úteis. Não deixe para a última hora.

pai santista
Aquele que te fez santista jamais pode ser esquecido

Ninguém vende Time dos Sonhos e Dossiê mais baratos

time-dossie ok

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 38,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 38,00

Clique aqui para garantir o presente do seu pai


Este é o tamanho do Santos

santos x ponte - mangasantistas na charles miller
O Pacaembu ficou lotado de santistas, que, pacificamente, inundaram a Praça Charles Miller após a partida.
santos x ponte - tobogasantos x ponte - sofrendo da charles miller
10 minutos de jogo e a fila do tobogã ainda era imensa. Segundo tempo e os torcedores sofriam na entrada principal do estádio.
eu e medson luciano Eu e o amigo Medson Luciano, alvinegro praiano de Santo Anastácio.

Este é o tamanho do Santos

Mais de 37 mil pessoas dentro, umas oito mil do lado de fora do Pacaembu. Esta foi a resposta do santista a quem, mesmo dirigindo o clube, trabalha contra a popularidade e a visibilidade do Santos. No jogo, a equipe começou a 100 por hora e foi diminuindo o ritmo até trotar nos minutos finais. A maioria dos jogadores se dedicou inteiramente à partida, outros pareciam alheios à sorte do time, como se a eliminação no Paulista fosse até boa, já que agora poderão se dedicar apenas à Libertadores.

Acompanhei o confronto do lado de fora do estádio, como milhares de outros santistas. Queria sentir o que passam aqueles que não conseguem ver o jogo do seu time. Vi um casal jovem, com uma filhinha de menos de dois anos no colo, que não conseguiu entrar mesmo com os ingressos comprados. Vi pai e filho sofrendo ao lado do celular-rádio, vi torcedores puxando os mesmos coros das arquibancadas. Muita gente com ingresso não entrou. Falta esclarecer o torcedor, tratá-lo como gente. Nosso futebol ainda está na pré-história.

Depois, em casa, vi que David Braz fez um golaço e o árbitro não marcou um pênalti claro em Bruno Henrique. Mas a Ponte teve os seus méritos, o Santos não mostrou a garra e a vontade que deveria e pênalti eu não comento. Sorte à Ponte e sorte ao Santos agora na Libertadores. Que haja coragem para se separar o joio do trigo. Quem não está a fim de ser campeão sul-americano, peça para sair. A imensa massa santista merece mais entrega.

E você, acha que o time será outro na Libertadores?

Liquidação Total dos livros até 30 de abril!

Na comemoração dos 105 anos do Santos, reduzi ao máximo os preços dos livros oferecidos na Livraria deste Blog e ainda mantive o frete grátis e a dedicatória. Promoção vai até o dia 30.

Confira os novos preços e entre na livraria para comprar para você e para os amigos. Conhecer e divulgar a história é uma forma de manter o carisma, a cultura e a visibilidade do Santos.

Veja só como os livros ficaram baratos (e todos com frete grátis)

Dossiê Unificação dos títulos brasileiros
1 exemplar: 39 reais.
2 exemplares: 59 reais.

Time dos Sonhos
1 exemplar: 39 reais.
2 exemplares: 59 reais.

Sonhos mais que possíveis
1 exemplar: 14 reais.

Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
1 exemplar: 23 reais.
2 exemplares: 35 reais.

A PROMOÇÃO VAI ATÉ 30 DE ABRIL OU ATÉ ACABAR O ESTOQUE

—— Para entrar na livraria e garantir os seus exemplares, tecle aqui ——

ou entre na sala Comprar Livros, anunciada no alto desta página.

A história do Santos em PDFs a preços simbólicos

DonosdaTerraNa Raça!Ser SantistaPedrinho escolheu um time

Diante de constantes pedidos de livros já esgotados em papel, como Donos da Terra, Na Raça, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, o blog está oferecendo cópias em PDF dessas obras por apenas R$ 4,50 (quatro reais e cinquenta centavos) e apenas R$ 2,50 para o livro Pedrinho escolheu um time. O PDF é enviado pelo e-mail que o comprador designar no endereço para a entrega.

Clique aqui para comprar o PDF do livro “Donos da Terra” por apenas R$ 4,50

Movimento por um Santos Melhor – Encontro em São Paulo

Dia 18, a partir das 18 horas, encontro no Murymarelo Bar

Venha conhecer nossas ideias e também dar as suas para um futuro melhor para o Santos Futebol Clube

Entrada gratuita. Você só paga o que consumir.

murymarelo

Na compra de um exemplar de Time dos Sonhos ou do Dossiê – por apenas 30 reais – ganhe um chope claro ou escuro.

Na compra de uma dose do uísque Chivas, ganhe mais uma de graça.

Confirme sua presença pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Clique aqui para entrar no site oficial do Murymarelo


David Braz é carismático. E como tem santista em Osasco!

Clique aqui para ver que o apoio deste blog ao Bahia já repercute na comunidade do clube baiano.

Meu apoio ao Bahia

Nesses dias enviei um e-mail a Nelson Barros, gerente de comunicação do Esporte Clube Bahia, apoiando o Tricolor Baiano nessa luta pela liberdade de escolher o Esporte Interativo para as transmissões de seus jogos. Entre outras coisas, escrevi:

O caminho da meritocracia e da competitividade do futebol brasileiro passa pelo desvinculamento dos clubes da Rede Globo, empresa que pretende instalar a Espanholização no nosso país, privilegiando apenas dois clubes: o alvinegro da capital paulista e o rubro-negro carioca. A Globo quer tornar coadjuvantes todos os demais, mesmo os times que brilharam na era de ouro do futebol brasileiro, como Bahia e Santos.

Um forte abraço!

Força Bahia! Força Santos! Força Meritocracia!

Recebi a seguinte resposta do Nelson:

Odir
Ficamos felizes com a manifestação de alguém como você.
Mostrei o texto ao presidente e à toda diretoria.
Obrigado, mesmo.
Abraço, e à disposição

Como já disse, acho que não custa nada cada santista enviar um e-mail a um clube que pode vir a assinar contrato com o Esporte Interativo e incentivá-lo a fazer isso. Cobramos muitas ações da diretoria do Santos, mas há iniciativas que todo santista pode ter. Mãos no teclado. Vamos terminar o que começamos!

David Braz é carismático. E como tem santista em Osasco!

shopping osascoshopping osasco - odir com david brazshopping osasco - odir com Rodrigo Alvarez dono da loja
Um aspecto da multidão de santistas que tomou o Super Shopping de Osasco. David Braz e os fãs. Eu com Rodrigo Alvarez, o empreendedor da Santos Store.

Quando ele chegou, com o pessoal do marketing e da comunicação do clube, cerca de 1.500 pessoas já o aguardavam para a inauguração do quiosque do Santos no Super Shopping Osasco, segunda-feira à noite. Os santistas tomaram conta do lugar e, com muita cantoria, pacientemente esperavam pela chegada do ídolo. Sim, ídolo. Isso ficou evidente na recepção de crianças e adultos. David Braz conquistou os santistas com seu jeito simples, sua atenção e o sorriso fácil e sincero.

– Já estou quase bom. Acho que em mais uma semana estarei pronto – confidenciou-me, antes de sentar à mesa para os autógrafos e fotos com os fãs, em uma tarefa que durou cerca de duas horas e à qual se entregou com extrema simpatia.

A chegada do zagueiro deixou Rodrigo, o dono do quiosque, bem mais aliviado. Mas a multidão de santistas se comportou bem. Logo que este blog receber as fotos vocês comprovarão o que estou dizendo.

O incrível é que toda aquela gente foi atraída para o evento por meio da mídia social – uma prova de que ainda há muitas formas de comunicação negligenciadas por um clube de futebol, além das tradicionais.

Um assunto recorrente entre aqueles torcedores, como não poderia deixar de ser, era a falta de mais jogos no Pacaembu ou na Arena Barueri, estádios próximos de Osasco que aqueles santistas costumam freqüentar. Muitos prometeram que quinta-feira estarão em São Paulo para ver o jogo contra o Mogi. Então, nos encontraremos lá.

O quiosque oferece dois livros com temáticas santistas: Segundo Tempo, de Ídolo a Mito, sobre o grande momento da carreira de Pele; e Time dos Sonhos, a história completa do Santos até o título brasileiro de 2002.

Ingressos à venda para o jogo no Pacaembu

Você já viu este Santos jogar? Seus filhos, parentes ou amigos santistas já viram Gabriel, Ricardo Oliveira e Lucas Lima ao vivo? Pois nesta quinta-feira o Santos, finalmente, jogará no Pacaembu e poderá ser admirado pela massa de santistas da Grande São Paulo. Não percamos essa oportunidade.

E não será no horário absurdo das 22 horas. Será às 19h30. O Santos enfrentará o Mogi-Mirim, que vem de duas vitórias, e os ingressos, cujos preços variam de R$ 10,00 (meia entrada do tobogã) a R$ 120,00 (cadeira, inteira), estão sendo vendidos, em São Paulo, nos seguintes postos:

Pacaembu: Praça Charles Miller s/n – São Paulo – Bilheteria principal (próxima do portão principal) – Aberto hoje, quarta e quinta, das 11h às 17 horas.

Ginásio do Ibirapuera: Av. Manoel da Nóbrega, 1361 – Guichê 1 – Ibirapuera – São Paulo – Aberto hoje, quarta e quinta, das 11h às 17 horas.

Subsede do Santos em São Paulo: Avenida Indianópolis, 1.772 – Planalto Paulista – São Paulo – Tel.: (13) 3257-4000 / Ramal 5.000 – Horário: das 11 às 17 horas.

Sócios do Santos podem adquirir os ingressos pelo portal www.sociorei.com.br e também podem realizar a compra para um acompanhante.

Os não sócios podem garantir sua presença no Pacaembu com a compra online, pelo site www.ingressofacil.com.br.

Caso os ingressos não se esgotem, os torcedores poderão comprá-los nas bilheterias do Pacaembu até o final do primeiro tempo.

Preços
R$ 20,00 inteira / R$ 10,00 meia – tobogã
R$ 60,00 inteira / R$ 30,00 meia – arquibancadas amarela, verde, lilás (portão 21) e visitante (portão 22)
R$ 80,00 inteira / R$ 40,00 meia – cadeira especial laranja
R$ 100,00 inteira / R$ 80,00 meia – cadeira descoberta manga
R$ 120,00 inteira / R$ 60,00 meia – cadeira coberta azul

Dorival vai de Serginho

Na busca de um substituto para Marquinhos Gabriel, Dorival Junior está mais propenso a começar a partida contra o Mogi Mirim com Serginho no meio-campo. O técnico gostou da atuação do meia contra o Palmeiras. Aqui entre nós, eu também achei que ele não foi mal. Vejamos…

E as investigações se aproximam…

Clique aqui para saber quem está indo para o xilindró.

E você, vai ao Pacaembu nesta quinta-feira?


Nunca foi tão fácil

Não me lembro de ver o Santos vencer o São Paulo com tanta facilidade como ontem, na Vila Belmiro. Com um futebol inteligente, solidário e extremamente eficaz, o Santos marcou três gols, não sofreu nenhum, e teve o controle total da partida. Mesmo sem dois importantes titulares, como Lucas Lima e Geuvânio, e quase sem torcida, pois apenas 5.552 pessoas pagaram ingresso para ver o jogo, o Alvinegro Praiano dominou de cabo a rabo, venceu, convenceu e, com 37 pontos ganhos, ficou a apenas um ponto do São Paulo, o primeiro no G4.

Mesmo que o Flamengo vença o Cruzeiro, em jogo marcado para esta quinta-feira, e chegue a 38 pontos, o Santos poderá entrar definitivamente no grupo dos quatro mais bem classificados no fim de semana, caso vença a Ponte Preta, em Campinas, e São Paulo e Flamengo não vençam seus jogos (o tricolor enfrentará o Grêmio, em Porto Alegre, e o rubro-negro irá a Chapecó confrontar a Chapecoense).

Do Sansão, pouco há a se falar, a não ser que o Santos, apesar de suas limitações, fez uma partida irretocável. Nenhum jogador merece menos do que a nota 7. Talvez Rafael Longuine estivesse um pouco abaixo do nível geral, mas depois do belo e importante gol que fez, mostrou que é uma opção bem melhor do que Neto Berola ou Leandro.

Os laterais foram muito bem, principalmente no apoio. Zeca cruzou na cabeça de David Braz, no primeiro gol, e Victor Ferraz deu um passe açucarado, no ponto futuro, para Ricardo Oliveira fazer 3 a 0 e subir para 16 gols na artilharia do Campeonato, seis a mais do que o atleticano Lucas Pratto. O gol também foi o de número 50 de Ricardo Oliveira com a camisa do Santos. Que Dunga não nos ouça, mas Oliveira é, hoje, o melhor centroavante do Brasil.

No meio, o Santos matou a pau. Thiago Maia e Renato são volantes que marcam em cima e ainda conseguem sair para o jogo, principalmente Renato, ontem em grande noite. E Marquinhos Gabriel substituiu Lucas Lima com louvor, movimentando-se bastante e armando boas jogadas. Se tivesse um bom arremate, também teria feito o seu.

Dispersivo algumas vezes, a ponto de furar a bola em duas oportunidades, Gabriel foi esperto no gol de Longuine, o segundo do Santos, ainda no primeiro tempo. Mas voltou a parar na jogada ao perder a bola e também a reclamar do árbitro. Se não caprichar mais, poderá ir para o banco de reservas quando Lucas Lima e Geuvânio voltarem.

O técnico Dorival Junior vem fazendo um ótimo trabalho, mas mais uma vez sou obrigado a aconselhá-lo a não dar opiniões sobre a questão do público. Após o jogo ele voltou a reclamar do pequeno número de torcedores na Vila Belmiro e pediu que a torcida lote o estádio para que a diretoria não pense em vender mandos de jogos. Ora, vender mando de jogo é uma coisa, jogar no Pacaembu, com 95% de torcedores do Santos, é outra bem diferente. Mas se ele não entendeu, se todo mundo da diretoria finge que não entende, então deixa pra lá. Vamos curtir a vitória, apesar do público de teatro municipal.

Quanto ao São Paulo, não há nada a dizer. Mesmo com as presenças dos badalados Pato e Ganso, foi afogado pelo futebol envolvente do Santos, que ganhou como quis e quando quis. Agora, como diz o voz Ricardo Oliveira, é continuar pensando jogo a jogo, e o próximo é a Ponte, em Campinas, que não deve estar tão bem, pois perdeu em casa para o Vasco. Ou seja, a vitória que pode colocar o Santos no G4 é possível. Continuemos a acreditar.

Santos 3 x 0 São Paulo
Vila Belmiro, 09/09/2015, 22 horas
Renda: R$ 342.290,00. Público: 5.552 pagantes.
Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato e Marquinhos Gabriel e Rafael Longuine (Serginho); Gabriel (Marquinhos) e Ricardo Oliveira (Nilson). Técnico: Dorival Júnior.
São Paulo: Renan Ribeiro; Bruno, Lyanco, Edson Silva e Reinaldo; Thiago Mendes, Hudson (Wesley) e Ganso; Wilder (Michel Bastos), Alexandre Pato (Centurión) e Rogério. Técnico: Juan Carlos Osorio.
Gols: David Braz aos 31 e Rafael Longuine aos 42 minutos do primeiro tempo; Ricardo Oliveira aos 7 minutos do segundo.
Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (SP-FIFA), auxiliado por Emerson Augusto de Carvalho (SP-FIFA) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP-CBF-2).
Cartões amarelos: Thiago Maia e Wesley.

Hoje é o último dia para você adquirir o livro Time dos Sonhos com 58% de desconto e ainda ganhar de presente seu nome, ou o nome de quem você quiser, impresso nessa obra histórica do Santos. Clique aqui para não ficar de fora!

E você, o que achou do chocolate santista no tricolor paulistano?


Nariz fora d’água

Com as vitórias de Internacional e Avaí, domingo, o nariz do santista voltou a ficar embaixo d’água. Esse respira/afoga deve durar todo o Brasileiro. No próximo jogo o time enfrenta o Palmeiras, no Alianz Parque.

Ricardo Oliveira
O drible de Ricardo Oliveira (Fotos: Ivan Storti/ Santos FC)

Uma arrumadinha na defesa e no meio de campo, a força da torcida e a fragilidade do adversário deram ao Santos a possibilidade de conseguir sua vitória mais confortável neste Brasileiro, derrotando o Figueirense por 3 a 0, na Vila Belmiro, na estreia do técnico Dorival Junior.

O novo treinador teve os seus méritos, ao escalar Victor Ferraz na lateral-direita, única posição em que ele joga satisfatoriamente; colocar Zeca na lateral-esquerda e arriscar o zagueiro Paulo Ricardo como volante, ao lado de Thiago Maia. Mas o que pesou mais foi a motivação do time, desta vez mais determinado a vencer.

Com a vitória, o Santos dormirá fora da zona de rebaixamento, basta que Avaí e Internacional empatem neste domingo para que o mico volte novamente para o Alvinegro Praiano.

Tudo indica que nas próximas rodadas, a não ser que engate uma série improvável de bons resultados, o Santos viverá esses altos e baixos, colocando o nariz para fora d’água às vezes, mas voltando novamente à zona de rebaixamento ao jogar fora de casa.

Gostei da ideia de se usar Paulo Ricardo e Leonardo Silva no meio de campo. Muitos zagueiros podem se dar bem como volantes, pois sabem marcar e geralmente são mais fortes. Gostei também de saber que as lambanças de Thiago Maia contra o Goiás não o tiraram do time. O garoto tem personalidade e ainda será um ótimo profissional. Esperem e verão.

Público deixou a desejar
Mesmo com meia entrada para quem comprasse ingresso com a camisa do Santos, apenas 8.393 pagantes pagaram para ver o jogo, o que proporcionou uma arrecadação de R$ 191.280,00. De qualquer forma, foi um pouco maior do que a média de público nos jogos na Vila Belmiro.

Santos 3 x 0 Figueirense
11/07/2015, sábado, 18h30, Vila Belmiro
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Werley e Zeca; Paulo Ricardo (Leonardo), Thiago Maia (Lucas Otávio) e Lucas Lima; Gabriel (Marquinhos Gabriel), Ricardo Oliveira e Geuvânio
Técnico: Dorival Júnior
Figueirense: Felipe; Leandro Silva, Marquinhos, Bruno Alves e Cereceda (Marquinhos Pedroso); Paulo Roberto, Fabinho, Yago (Ricardinho) e Rafael Bastos; Thiago Santana e Everaldo (Marcão)
Técnico: Argel Fucks
Gols: David Braz, aos 30 minutos do primeiro tempo; Lucas Lima, aos 22 segundos, e Gabriel, aos 17 minutos do segundo tempo.
Arbitragem: André Luiz de Freitas Castro (GO), auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa/GO) e Bruno Raphael Pires (GO).
Cartões amarelos: Paulo Ricardo (Santos); Yago, Cereceda, Rafael Bastos, Fabinho, Leandro Silva (Figueirense).

Quanto vale preservar a história do Santos?

Garanta o livro Time dos Sonhos por um preço de pré-venda e ainda tenha o seu nome publicado na história do Santos. Vamos com tudo para o segundo turno da campanha. Conto com você!

Quer a Bíblia do santista pelo preço de pré-venda e ainda ter seu nome impresso no livro? Clique aqui para saber como.

Neste vídeo abaixo, dirigido pelo talentoso santista João Lucca Piovan, eu conto a história curiosa de como o livro ganhou o título de Time dos Sonhos. Assista:

E você, acha que já dá para dizer que o time melhorou?

O Barqueiro de Paraty, primeiro lançamento da Editora Verbo Livre

barqueiro_capa (1)

Gostaria de compartilhar com os amigos e amigas do Blog do Odir Cunha a criação da Editora Verbo Livre, a mesma que está relançando o livro Time dos Sonhos, por meio da campanha de crowdfunding da Kickante, e também já disponibilizou, pela Amazon, o ebook de O Barqueiro de Paraty, um romance que fala de amor e amizade e pode, sim, mudar a forma de como você vê a vida.

O livro conta a história de um executivo paulistano que vê sua vida familiar e profissional fracassar e aceita o convite de um amigo do colégio para passar uns dias em Paraty e “reaprender a viver”. Muitos se identificarão com Pedro, Mauro, Clara, e sua busca pela essência da vida.

Tomo a liberdade de sugerir aos amigos a leitura de O Barqueiro de Paraty, pois, entre outros motivos, a maioria dos que o lêem, gostam muito. O livro trata de um drama muito comum e sugere valores fundamentais para se alcançar uma vida equilibrada e feliz.

Clique aqui para ver, na Amazon, o ebook de O Barqueiro de Paraty

Segundo as pesquisas do Skoob, 70% do público que comenta sobre O Barqueiro é feminino e 82% das avaliações atribuem à obra de três a cinco estrelas. Lançado em papel em 2008, pela Editora Mundo Editorial, o livro está sendo relançado agora, em forma de ebook, pela Amazon. Logo mais sua versão em Inglês também estará disponível.

Assista e divulgue o book movie do livro O Barqueiro de Paraty

Comentários e análises de O Barqueiro de Paraty no site Skoob

Comentários de leitores de O Barqueiro de Paraty no site da Livraria Cultura

Entrevista de Odir Cunha sobre o livro O Barqueiro de Paraty ao jornalista Heródoto Barbeiro

Missão
A Verbo Livre está aberta para lançar autores nacionais e estrangeiros com obras preferencialmente instigantes. O site da editora, em preparação, receberá currículos de autores e sinopses de suas obras para avaliações preliminares. Nossa missão é revelar escritores(as) e oferecer livros de qualidade a preços acessíveis, contribuindo para a difusão do conhecimento e da reflexão.


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑