Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Dentinho (page 1 of 2)

Um Santos bem melhor do que o do ano passado

Ainda é apenas começo do ano, mas já deu para perceber que o Santos -que ontem, na Vila, fez 3 a 0 no Botafogo de Ribeirão Preto – é um time melhor do que aquele que jogou no ano do Centenário.

Com os recém-chegados Neto na zaga e Guilherme Santos na lateral-esquerda o time está dando menos bobeira e deixando menos buracos na defesa. Aqueles cochilos que víamos antes, escassearam.

Com Renê Junior e Cícero o meio-campo está bem mais forte. A negligência de Elano e Paulo Henrique Ganso (e de Ibson, quando jogava) foi substituida peloa aplicação de Cícero e Montillo.

Na proteção da área, o corre-corre desenfreado de Adriano – que roubava boas bolas, é verdade, mas cometia um número exagerado de faltas, além de errar o passe logo em seguida – perdeu lugar para a seriedade de Renê Junior, que ontem o torcedor consagrou com uma aclamação emocionante.

Não há mais dúvida de quem é o titular. Adriano terá de se contentar com o banco de reservas. Da mesma forma, aliás, que para o torcedor não há o que pensar entre o lento e pouco produtivo André e o esperto Miralles, que tem marcado gols em todos os jogos, apesar de ser escalado apenas para os últimos 15 minutos de partida. Essa insistência com André tem sido o único erro de Muricy Ramalho.

Deixando erros de lado e falando de acertos, o que comentar mais sobre Neymar? Ontem aplicou dribles inusitados, deu assistência para o terceiro gol, de Miralles, e marcou o seu, aproveitando passe milimétrico de Cícero. O Menino de Ouro deverá prosseguir como o grande show man do futebol em 2013. A Fifa pode dar o prêmio de melhor do mundo para quem quiser, mas ninguém se compara a Neymar no quesito dar espetáculo.

Quanto à tentativa de contratar Dentinho, eu também a aprovo. Trata-se de um jogador ágil, rápido, que faria ótima dupla com Neymar. Mas parece que ela já acertou com um time da Turquia.

O jogador Nunes, agora no Botafogo de Ribeirão, já criticou os Meninos do Santos, dizendo que fazem “firulas”. Ontem ele sentiu na pele os resultados do talento de Neymar. Reveja:

http://youtu.be/SPt3pHu_LQE

Amanhã, juntos no Pacaembu para empurrar os Meninos

O título da Copa São paulo, que o Santos só conquistou em 1984, com uma vitória na final sobre o alvinegro paulistano, pode ser o que falta para o técnico Muricy Ramalho se convencer de alguns desses garotos merecem uma chance entre os profissionais já nesta temporada. Só por isso vale a pena lotar o Pacaembu e empurrar os Meninos para uma vitória sobre a forte equipe do Goiás.

Segunda-feira tem lançamento do Almanaque na Vila Belmiro

Tão importante quanto o título da Copinha ou as exibições do renovado time profissional, será o lançamento, na segunda-feira, às 18 horas, na Loja da Vila, do esperado Almanaque do Santos, obra-prima do professor Guilherme Nascimento, confeccionado pela editora Magma Cultural.

Há jogos no Almanaque que nem o Santos sabia (entre eles uma goleada de 10 a 0). Demorou 40 anos para ficar pronto, mas é o tipo de livro realmente indispensável na prateleira de todo santista.

Estarei lá, com a Suzana, e espero reencontrar os amigos em mais um desses momentos inesquecíveis, em que temos a certeza de que a história do Santos jamais será esquecida.

Você não acha que este Santos é melhor do que o de 2012?


Santos é favorito de uma final para ficar na história

A aconchegante e histórica Vila Belmiro jamais teve a honra de decidir um título paulista em um jogo único, como hoje. Em 1964, mesmo que perdesse para a Portuguesa (ganhou por 3 a 2), o Santos disputaria um jogo-extra com o adversário. Hoje, não. Quem ganhar, leva.

Será emocionante e bem disputado. O Santos é superior. Os jogadores mais credenciados em campo serão Neymar e Elano, e hoje eles quererão assumir a responsabilidade de definir a partida. Mas o alvinegro da capital tem jogadores que, dependendo do dia, também podem jogar muito bem, como Jorge Henrique, Bruno César, Dentinho, Liédson.

Os dois técnicos são bons. Muricy Ramalho é melhor, enxerga o jogo com mais propriedade, mas Tite não é ruim. Creio que o técnico corintiano tentará armar um esquema de marcação para anular os principais jogadores santistas. Porém, não tenho dúvidas de que Muricy fará o mesmo.

Será um jogo amarrado? Creio que sim, a não ser que o gol saia rápido e obrigue um dos times a se expor mais. Marcar primeiro poderá ser decisivo, principalmente se o Santos o fizer, pois é muito mais difícil para o time visitante reagir nestas circunstâncias.

Creio que, como os principais jogadores estarão muito marcados, talvez seja o dia em que coadjuvantes poderão decidir a partida, como Alan Patrick fez contra o Once Caldas na Colômbia.

É o tipo de jogo que poderá se tornar fácil para o Santos, se conseguir sair com uma boa vantagem – dois gols, por exemplo – já no primeiro tempo. Também acredito que o Alvinegro Praiano terá mais a posse de bola e, consequentemente, criará mais oportunidades para marcar.

Bruno César pode estar machucado

Quem sai de um treino, a cinco dias para um jogo decisivo, com a mão na virilha, não fica bom a ponto de jogar. Não sou médico, mas já tive esse problema quando jogava. Para ficar bom, mesmo, é preciso duas semanas de recuperação. A mesma situação se aplica a Paulinho, que ficou fora do treino um dia desses também com dores na coxa.

Por isso, não me surpreenderia se Tite começasse a partida com Morais no lugar de Bruno César e se substituísse Paulinho no transcorrer da partida – o que seria uma perda terrível para o time, que só teria Ralf para jogar como volante.

Um bom dia para as avançadas de Jonathan e Léo

Como a marcação pelo meio deverá ser forte, hoje pode ser um bom dia para as avançadas dos laterais Jonathan e Léo, não necessariamente ao mesmo tempo. Jonathan tem a vantagem de bater muito bem a gol, enquanto Léo deverá fazer triangulações com Neymar e Alan Patrick.

Enfim, um bom jogo de futebol, que pode se transformar em complicada partida de xadrez, nos espera esta tarde. Que seja disputado, mas limpo, sem violência e sem interferência do árbitro. E que nas arquibancadas também reine a paz.

Meu palpite? 3 a 1 para o Santos, que também pode ser 2 a 0. Enfim, uma vitória por dois gols de diferença. Mas poderá ser até mais, se o Corinthians perder o controle diante da pressão santista.

Reveja o último Santos e Corinthians pelo Campeonato Paulista disputado na Vila Belmiro, no Paulista de 2010:

http://youtu.be/fRFcQhRy-Ho

E você, que opinião tem sobre a decisão histórica de logo mais?


Santos melhora sem Ganso e leva a decisão para a Vila Belmiro

Como se esperava Muricy Ramalho não perdeu para Tite. Mesmo sem Arouca, Léo e também sem Paulo Henrique Ganso – que sentiu a coxa no fim do primeiro tempo –, o Santos pouco permitiu ao Corinthians e poderia até ter vencido esta primeira partida da decisão do Paulista caso tivesse aproveitado duas ótimas oportunidades no início do segundo tempo, com Danilo e Neymar.

Como nos últimos jogos do Santos, Neymar foi o craque da partida. Criou as melhores jogadas, driblou, tabelou, arrematou e só não marcou por acaso. Pena ter como companheiro de ataque um jogador limitado e pouco inteligente como Zé Eduardo, que não consegue participar de uma só jogada com final feliz (a não ser quando sofre falta ou cava um lateral ou escanteio, o que tem sido raro).

Bem mais discreto, Ganso participou pouco da partida e acabou saindo ao final do primeiro tempo, ao sentir fortes dores na coxa. Pelo jeito, ele desfalcará o Santos na partida de quarta-feira, na Colômbia, contra o Once Caldas. Exames de ressonância magnética devem apontar o nível da lesão.

A saída de Ganso melhorou o time

A entrada de Alan Patrick, por incrível que pareça, melhorou o Santos, pois este se dedicou também à marcação – coisa que Ganso não estava fazendo – e isso complicou as coisas para o meio-campo do adversário.

Paulo Henrique Ganso estava apático e indolente até sentir a coxa, no final da primeira etapa. Apesar de sua indiscutível categoria, tive a impressão de que o time melhoraria com a entrada de Alan Patrick ou Felipe Anderson – enfim, de alguém que realmente quisesse jogar.

Mesmo errático, Alan Patrick participou mais do jogo e teve boas oportunidades de se infiltrar pela esquerda. Em uma delas, aos 11 minutos do segundo tempo, tabelou com Neymar e deixou o Menino de Ouro da Vila na cara do gol, em lance que terminou no travessão.

Rafael voltou a pegar tudo. Adriano e Jonathan foram seguros

Dos substitutos de Arouca e Léo, Adriano não comprometeu, e Alex Sandro, se pouco ajudou no ataque, ao menos não permitiu muita coisa pelo seu lado (apesar de não inspirar confiança como marcador).

O miolo da zaga até que foi bem, a não ser em uma joga infantil de Edu Dracena, que aos quatro minutos do segundo tempo, sozinho, cabeceou uma bola para a entrada da área do Santos e permitiu a Bruno César, livre, chutar para uma defesa segura de Rafael.

O jovem goleiro santista continuou no mesmo nível de atuação que vem tendo: excelente. Hoje não deu nenhum susto. Destaco também as atuações de Jonathan e Adriano. Outros que se saíram bem, apesar de discretos, foram Danilo e Durval.

Elano voltou bem. Cleber Abade se despediu com louvor

Elano não se destacou muito, mas foi importante. Sua experiência de cadenciar o ritmo e distribuir o jogo se fez sentir várias vezes. Cobrou uma falta com perigo.

Quando ao árbitro Cléber Wellington Abade, apesar de não ter marcado algumas faltas, foi muito bem. Atuou como todo bom árbitro deve atuar sempre: com precisão e sem estardalhaço. Despediu-se da carreira em grande estilo.

Agora, na Vila, a chance de um título histórico

Agora, é claro que a decisão continua em aberto, que clássico é clássico e blá, blá, blá, mas na Vila Belmiro mão há quem não acredite que o título irá para o Memorial do Alvinegro Praiano. Até os corintianos que eu conheço já estão conformados.

O maior risco é o Santos entrar com salto alto no próximo domingo. Mas isso eu sei que Muricy Ramalho não deixará acontecer. Comemorar um título no Urbano Caldeira sobre o maior rival é algo que não tem preço e estou certo de que o Santos se empenhará por dar essa alegria ao torcedor.

E você, o que achou do jogo? E o que espera da decisão na Vila Belmiro?


10 impressões antes do Grande Jogo Santos e Corinthians


Edu Dracena treinou com uma máscara de proteção, mas deve jogar. Zé Eduardo terá outra chance no ataque (Fotos: Comunicação Santos FC)

O time ainda não está definido, mas acho que Muricy fará mesmo o óbvio: colocará Adriano no lugar de Arouca e Alex Sandro no de Léo. O fuçador Zé Eduardo ficará lá na frente, ao lado de Neymar.

No papel e no banco não dá para imaginar o Corinthians vencendo o Santos, hoje, mas sabemos que no futebol a lógica é apenas mais um ingrediente.

A não ser no Campeonato Paulista do ano passado, na Vila Belmiro, Neymar nunca fez uma atuação decisiva contra o Corinthians. Mas, todos sabemos, um dia isso vai acontecer. Por que não hoje?

Como Paulo Henrique Ganso jogará contra o Corinthians, time com o qual – segundo o jornal Lance e outros veículos – já tem contrato assinado?

Elano marcou o gol do título brasileiro contra o Corinthians, em 2002, e ganhou quase todas as partidas que fez contra o rival. Como se sairá hoje?

Concordo com Vanderlei Luxemburgo quando ele diz que a melhor maneira de respeitar um adversário é jogar para fazer gols, mesmo que o resultado já esteja definido. Espero que o Santos respeite muiiito o Corinthians hoje.

Há jogadores que se dão bem contra determinados times. Contra o Santos, Keirrisson era um Pelé. Não digo que Dentinho seja um novo Rei, mas o rapaz sempre rende muito contra o Alvinegro Praiano.

No último jogo de um árbitro, ou ele faz uma atuação impecável, ou já vem encomendado. Vejamos como se sai o tal do Cléber Wellington Abade.

O Corinthians foi dominado pelo Palmeiras mesmo quando este tinha um jogador a menos. Mas o estádio era todo palmeirense. Hoje o Pacaembu será corintiano. O alvinegro da capital terá de tomar a iniciativa do jogo. Tite terá coragem de colocar o time pra frente?

Edu Dracena deverá jogar com uma máscara de proteção por ter machucado o nariz contra o América do México. Mas fique tranquilo. Esta máscara pode.

E você, tem alguma impressão para o clássico?


Prós e contras de se jogar a final na Vila Belmiro

Está decidido. Por vontade unânime dos jogadores, comissão técnica e diretoria do Santos, o clube resolveu fazer a segunda partida da decisão do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, na Vila Belmiro. Fiquei sabendo que, do México, os jogadores vibraram ao saber que decidirão o título em casa.

Em princípio, para uma diretoria que foi eleita sob o slogan “O Santos pode mais”, parece uma incoerência escolher um estádio quatro vezes menor do que o Morumbi para a grande final. Mas há vários aspectos a ponderar nesta questão. Vamos a eles…

Tomar o Morumbi seria um marco para a torcida do Santos

A favor do Morumbi havia a possibilidade de se dar a 60 mil santistas a possibilidade de ver a final. Com mais lugares, o ingresso poderia ser menos caro. Na Vila, o privilégio será de apenas 16 mil torcedores do Alvinegro, que deverão pagar um dinheirão para assistir ao jogo.

No Morumbi, o Santos daria uma demonstração histórica de força no maior estádio da maior cidade da América Latina, apoiado por 95% dos torcedores, contra um dos times mais populares do País. Se vivemos a era da visibilidade, nada melhor do que aproveitar a oportunidade para mostrar o poder de sua torcida.

Na Vila o Santos sempre tem de 90 a 95% dos torcedores. Portanto, o que acontecerá na final não será um fato novo. A novidade seria transformar o Morumbi em uma Vila Belmiro, mostrando a força dos santistas para o Brasil e o mundo.

Vila Belmiro representa a segurança e o conforto do lar

O Santos escolheu a Vila Belmiro pelo conforto e a segurança de se jogar em casa. Alegou-se também o aspecto histórico de nunca ter decidido um título Paulista contra um time grande na Vila (o que não é bem verdade, pois em 1964 foi campeão ao bater a Portuguesa por 3 a 2, em jogo decisivo, apesar de o sistema ser de pontos corridos).

Na Vila o Santos mantém saldo positivo de vitórias sobre o Corinthians em todas as competições, se bem que nas últimas quatro partidas disputadas na em casa contra o rival, houve total equilíbrio, com duas vitórias e oito gols marcados para cada lado.

Morumbi daria quase R$ 1 milhão a mais para o Santos

Os dois jogos finais terão renda dividida entre os clubes. Mesmo assim, se optasse pelo Morumbi, o Santos ganharia cerca de R$ 900 mil a mais do que receberá jogando na Vila Belmiro.

Apesar do aluguel e das muitas taxas e despesas a serem pagas por se jogar no Morumbi, a arrecadação no grande estádio resultaria em uma renda líquida de aproximadamente R$ 2,8 milhões, ou R$ 1,4 milhão para cada clube. Na Vila Belmiro, o máximo que se poderá chegar é a uma renda líquida de R$ 1 milhão, R$ 500 mil para cada alvinegro. Isto, é claro, com lotações completas, de 68 mil pagantes no Morumbi e 15.800 na Vila.

Diferenças entre rendas brutas e líquidas

A seguir, trago uma pesquisa muito bem feita pelo leitor Nazir Khayat, que pesquisou borderôs de vários jogos do Santos no ano passado. Recomendo que arquivem essa matéria com carinho, pois ela é muito esclarecedora com relação às arrecadações no futebol brasileiro. Leiam com atenção:

Ao tomar conhecimento do público presente e da renda divulgada pelos alto-falantes ou nos placares eletrônicos dos estádios, os torcedores são levados a crer esses números significam o resultado financeiro direto do clube.

Porém, essa certeza se dilui quando é feita a análise dos boletins financeiros (borderôs) dos jogos, nos quais podemos constatar que a Renda Líquida a que o clube faz jus como mandante das partidas torna-se bem menor depois de as despesas serem subtraídas da Renda Bruta.

Para um melhor entendimento, segue abaixo os boletins financeiros das três primeiras partidas do Santos F.C. como mandante nos jogos do presente Campeonato Paulista, nas três praças esportivas distintas: Pacaembu, Barueri e Vila Belmiro. Note bem a diferença entre Renda Bruta e Renda Líquida e repare que na Vila Belmiro, mesmo quando o público é bem menor, a Renda Líquida, proporcionalmente, é bem maior do que nos outros estádios.

19/01/2011 – SANTOS X MIRASSOL – PACAEMBU

Ingressos à Venda …………………………………………. 20.567

Ingressos Vendidos ………………………………………… 11.496

RENDA BRUTA …………………………………………R$ 303.950,00

DESPESAS

Aluguel de Campo ……………………………………….. R$ 45.592,50

Seguro Público Pagantes ………………………………. R$ 287,40

2% Fundo de Manutenção dos Estádios ………….. R$ 6.079,00

5% Federação Local ……………………………………… R$ 15.197,50

Anti-Doping …………………………………………………. R$ 2.800,00

Arbitragem ………………………………………………….. R$ 566,00

INSS s/ remuneração arbitragem ……………………. R$ 112,00

5% INSS s/ Renda Bruta …………………………………. R$ 15.197,50

Policiamento ………………………………………………… R$ 3.210,80

Funcionários Pacaembu ………………………………… R$ 14.000,00

Ingressos …………………………………………………….. R$ 24.316,00

Ingressos Cedidos ………………………………………… R$ 38.930,00

Fiscais …………………………………………………………. R$ 5.700,00

Monitoramento ……………………………………………. R$ 5.900,00

Ambulância ………………………………………………….. R$ 1.400,00

Grades …………………………………………………………… R$ 4.400,00

Despesas Operacionais ……………………………………. R$ 29.382,29

TOTAL DE DESPESAS ……………………………………… R$ 213.064,99

RENDA LÍQUIDA ……………………………………………. R$
R$ 90.885,01

30/01/2011 – SANTOS X S.PAULO – BARUERI

Ingressos à Venda …………………………………………. 12.977

Ingressos Vendidos ……………………………………….. 9.334

RENDA BRUTA …………………………………………….. R$ 213.960,00

DESPESAS

Aluguel de Campo ……………………………………….. R$ 4.279,20

Seguro Público Pagantes ………………………………. R$ 233,35

2% Fundo de Manutenção dos Estádios ………….. R$ 4.279,20

5% Federação Local ……………………………………… R$ 10.698,00

Anti-Doping …………………………………………………. R$ 2.800,00

Arbitragem ………………………………………………….. R$ 730,00

INSS s/ remuneração arbitragem ……………………. R$ 146,00

5% INSS s/ Renda Bruta …………………………………. R$ 10.698,00

Policiamento ………………………………………………… R$ 8.585,40

Confecção de Ingressos ………………………………… R$ 17.116,80

Ingressos Cedidos ………………………………………… R$ 36.040,00

Fiscais …………………………………………………………. R$ 6.850,00

Monitoramento ……………………………………………. R$ 5.900,00

Segurança Patrimônio Santos F.C. ……………………. R$ 4.089,72

Despesas Arena Barueri ………………………………….. R$ 9.820,00

Despesas Operacionais …………………………………… R$ 21.558,00

TOTAL DE DESPESAS ……………………………………….. R$ 143.823,67

RENDA LÍQUIDA ……………………………………………… R$ 70.136,33

11/02/2011 – SANTOS X NOROESTE – VILA BELMIRO

Ingressos à Venda …………………………………………. 10.075

Ingressos Vendidos ……………………………………….. 10.064

RENDA BRUTA …………………………………………….. R$ 177.370,00

DESPESAS

Aluguel de Campo ……………………………………….. R$ 0,00

Seguro Público Pagantes ………………………………. R$ 251,35

2% Fundo de Manutenção dos Estádios ………….. R$ 3.547,40

5% Federação Local ……………………………………… R$ 8.868,50

Anti-Doping …………………………………………………. R$ 2.800,00

Arbitragem ………………………………………………….. R$ 930,00

INSS s/ remuneração arbitragem ……………………. R$ 186,00

5% INSS s/ Renda Bruta …………………………………. R$ 8.868,50

Policiamento ………………………………………………… R$ 1.779,90

Confecção de Ingressos ………………………………… R$ 12.101,60

Ingressos Cedidos ………………………………………… R$ 19.990,00

Fiscais …………………………………………………………. R$ 4.965,00

Monitoramento ……………………………………………. R$ 0,00

Ambulância ……………………………. ……………………. R$ 1.800,00

Guardião Tático …………………………………………….. R$ 18.959,28

Despesas Operacionais …………………………………… R$ 0,00

TOTAL DE DESPESAS ……………………………………….. R$ 85.047,53

RENDA LÍQUIDA ……………………………………………… R$ 92.322,47

Dados extraídos do site http://www.futebolpaulista.com.br/sumula.php?dir=sumulas_2011/a1/&arq=3973-72f.jpg

Uma comparação alarmante

No Campeonato Paulista do ano passado, o Santos levou 32.001 pagantes ao Pacaembu para ver a volta de Robinho ao time, contra o Rio Branco. A renda bruta foi de R$ 775.450,00, mas, tiradas as despesas, sobraram, líquidos, R$ 446.692,06.

Na mesma competição, o clássico Santos e Corinthians, na Vila Belmiro, teve 9.020 pagantes, que proporcionaram uma renda bruta de R$ 595.120,00 e líquida de R$ 400.369,18.

Portanto, apesar de o jogo no Pacaembu ter tido 23 mil pessoas a mais, só rendeu R$ 46 mil a mais para os cofres do Alvinegro (claro que os preços dos ingressos para o clássico foram bem maioresdo que os cobrados no Pacaembu).

E você, ficou feliz com a escolha da Vila, ou preferia o Morumbi?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑