Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Diego Souza

Conselhos para a batalha


Uma vitória sofrida em 2009, com milagres de Felipe.

Minha amiga e meu amigo santista, neste sábado, das 18h30 até o final da partida com o Sport, em Recife, uma coisa é certa: vamos sofrer. O adversário tenta escapar da zona de rebaixamento e o Santos precisa desesperadamente da vitória para continuar a perseguição aos ponteiros do Campeonato Brasileiro. Não se iluda: será mais uma batalha. Antes dela, em vez de admoestar, gostaria de incentivar e aconselhar cada um de nossos bravos guerreiros que entrarão em campo logo mais.

Vanderlei: Você está indo muito bem. Apenas eu diria para confiar mais nas suas saídas de gol, esquecer os dribles sobre os atacantes e caprichar na reposição de bola.

Victor Ferraz: Meu nego, com a bola no pé você vai muito bem. Só precisa erguer a cabeça e cruzar na direção de um companheiro de equipe. Também pode arriscar mais chutes a gol, já que às vezes a oportunidade aparece. Na defesa, porém, você tem falhado. Parece que se coloca, intencionalmente, distante do atacante contrário para depois não ser culpado caso este faça o gol. Ora, seja homem. Encoste no cabra, antecipe seus movimentos, dê duro, mas na bola. O jogo de hoje é decisivo. Não finja que não é e não me venha com desculpas depois. Boa sorte!

Luiz Felipe: Meu caro, se você jogar sempre como o fez contra o Vasco, logo será cogitado para a Seleção Brasileira. Continue assim.

Gustavo Henrique: Você também está mantendo um alto rendimento. Percebe-se que está mais seguro, mais determinado. É por aí mesmo. Força!

Zeca: Parabéns pela personalidade e pela determinação de vencer os jogos que, todos percebemos, você tem mais do que a maioria dos jogadores do Santos. Na frente, você tem sido mais um atacante, e dos bons. Agora, é preciso tomar mais cuidado na defesa. Se tiver problemas na marcação, peça para alguém ajudar.

Thiago Maia: O primeiro gol do Santos contra o Vasco teve a marca de sua garra e personalidade. Parabéns. A partida contra o Sport exigirá essas qualidades. Mesmo jovem, você tem espírito de liderança. Então, quando sentir que boa parte do time quer tocar a bola de lado e empurrar o jogo com a barriga, tome a iniciativa. Estaremos torcendo daqui. Força e cabeça! Abraço.

Renato: Sua categoria é inegável e a maneira como cuida do seu físico também. Mas, assim como disse ao Thiago, hoje é dia de querer a vitória acima de tudo. Com sua experiência, você sabe a hora de ir ao ataque e já fez gols decisivos para o Santos. Não se reprima se surgir a oportunidade. Outro pedido: se estiver cansado, lá pela metade do segundo tempo, não continue no jogo. Peça para ser substituído. Sua falta de fôlego já prejudicou o Santos ao final das partidas.

Lucas Lima: Já escrevi que você é o único craque em atividade no Brasil. Continuo achando isso, mas só quando você joga, humildemente, para a equipe. A vitória, hoje, colocará o Santos em uma posição muito boa para brigar pelo título, uma conquista que faria você entrar para a história do Santos e do futebol brasileiro, além de valorizar sobremaneira o seu passe. Segure menos a bola, anteveja a jogada e faça o ataque santista fluir. Se tiver chance, bata a gol. Acreditamos muito em você. Vá lá e jogue o que sabe.

Vitor Bueno: Garoto, você tem tudo para se consolidar como um craque, um dos melhores atacantes do Brasil. Porém, talvez pela juventude, suas atuações são marcadas pelos altos e baixos. Tente lutar contra isso. Seja sempre uma opção de passe, dê fluência às jogadas e se der oportunidade, bata com vontade a gol. Você chuta muito bem e isso pode decidir um jogo, como ocorreu diante do Santa Cruz. Outra coisa: ao perder a bola, não fique parado, passe a defender, a atrapalhar a saída de bola do adversário. Boa sorte!

Copete: Hermano, estás jugando muy bién, congratulaciones. Mesmo quando a jogada não dá certo, você luta, disputa a bola, e isso é muito valorizado pelos torcedores. Não tenha receio de driblar, porém às vezes é melhor servir um jogador mais bem colocado, como você fez no segundo gol do Santos contra o Vasco. Não tenha receio, também, de se deslocar para o meio e tentar o chute. Precisamos de gols. Buena sorte cumpaño!

Rodrigão: Meu caro, este blog lhe deu a maior força nos seus primeiros jogos pelo Santos. Porém, você caiu de produção. Se não jogar bem, não dá para elogiar, certo? Olha, você é forte, cabra, seu estilo é rompedor, oportunista, finalizador. Pare com esse negócio de querer dar toquinho. Vai lá pra área e se atire nas bolas cruzadas. De cabeça, peito, bunda, não interessa, o que interessa é botar a bola pra dentro do gol deles. Hoje a vitória é essencial e você é o nosso homem-gol. Vai lá meu nego. Gol neles!

Jean Mota: A imprensa tem anunciado que Dorival Junior optará por Rodrigão, mas eu acho que você poderá entrar nesse jogo, e entrar bem, como, aliás, vem fazendo. Gostamos da maneira como se atira às jogadas e de sua mentalidade ofensiva. Seus gols contra o Vitória e o Santa Cruz foram decisivos. Hoje a partida é contra mais um time nordestino… Quem sabe. Se chamado, vá lá e jogue o seu futebol. Sorte!

Dorival Júnior: Meu prezado professor, este blog é crítico, mas reconhece suas qualidades e seu caráter. Temos apenas algumas ressalvas quanto à sua coragem, mas sabemos que quem tem, tem medo. Hoje, lhe pedirei que nem pense em desculpas caso não vença a partida. Pense só no sucesso e transmita isso aos seus comandados. Com relação à tática, eu diria que a tentativa com um centroavante é válida, mas o Rodrigão tem jogado tão mal, que a entrada de mais alguém no meio de campo – Jean Mota, Vecchio ou Yuri –, talvez torne o time mais compacto e competitivo. Pense nisso. Abraço.

Prepare-se para se irritar com o Sportv

Tomara que eu queime minha língua e tenhamos uma transmissão imparcial, porém tudo indica que hoje assistiremos a mais um show de parcialidade do Sportv.

O narrador escalado para transmitir a partida na Ilha do Retiro é Rembrandt Junior, um sujeito simpático, mas torcedor doente do Sport. Os comentários serão de Maurício Noriega, um bom profissional, mas que está com o coração batendo forte com a possibilidade de título do seu Palmeiras. Não se espante se ele enxergar vários erros do árbitro a favor do Santos, o que, sabemos, acaba pressionando a arbitragem a prejudicar o time paulista.

As reportagens serão de Tiago Medeiros, também torcedor declarado do Sport, e de Fabíola Andrade, que não sei para que time torce, mas tem sido isenta e muito competente nas coberturas de jogos do Santos. Foi ela quem, no último Bem, Amigos, diante dos elogios às performances do Santos na Vila Belmiro, lembrou que o Alvinegro Praiano ganhou os últimos 13 jogos que fez no Pacaembu. Então, um conselho aos amigos do blog: tirando as opiniões e informações da Fabíola, não acreditem muito no que ouvirem durante o jogo.

O adversário e a arbitragem

O time provável do Sport será Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodnei Wallace; Rithely, Neto Moura, Diego Souza, Gabriel Xavier e Everton Felippe; Rogério. Seu técnico é Oswaldo de Oliveira.

Trata-se de uma equipe baseada em alguns veteranos, dos quais o melhor é o atacante Diego Souza. Este, apesar de mais pesado, exige uma marcação especial. Como recebe a bola de costas para o gol, é obrigatório não deixá-lo virar. O goleiro Magrão tem falhado nos últimos jogos. O Santos precisará chutar mais a gol. Rebotes virão.

A arbitragem será de uma trinca ligada à Federação Goiana de Futebol: árbitro Elmo Alves Resende Cunha – GO (ESP), auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva – GO (FIFA) e Leone Carvalho Rocha – GO (CBF-1). Fui pesquisar os antecedentes do Elmo Alves Resende Cunha e encontrei algo preocupante.

Em 2009 ele foi afastado do restante do Campeonato Brasileiro depois de prejudicar o Sport em um jogo contra o Palmeiras. Ou seja, o homem ficou sem trabalhar depois de um erro contra o Sport. Como reagirá hoje? Por via das dúvidas, apitará a favor do time da casa, ou será imparcial, como se espera de um bom árbitro? Só teremos resposta para essa pergunta daqui a algumas horas. Oremos…

Com apenas 68 reais eu lhe ofereço dois exemplares do livro Time dos Sonhos (um deles, se quiser, você pode trocar por um exemplar do Dossiê da Unificação dos Títulos Brasileiros) mais as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time. Os dois livros físicos você recebe no endereço que quiser, sem despesa de correio. Os eletrônicos envio pelo seu e-mail. Isso mesmo. 5 livros por apenas 68 reais! Mas essa promoção só vai até o dia 9 de outubro, ou o fim do estoque! Não deixe para a última hora!


Pelé dormindo com os livros Time dos SonhosDonosdaTerraA sensação de ser especialPedrinhoEscolheuUmTimedossie - livro
Clique aqui, compre apenas um exemplar de Time dos Sonhos, e eu mando mais quatro livros de presente para você.
Neste setembro, mês do aniversário do blogueiro, você vai ganhar dois exemplares do Time dos Sonhos, ou, se preferir, um Time dos Sonhos e um Dossiê, mais as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time, tudo isso por apenas 68 reais! E sem despesas de correio! O que mais eu posso fazer para você se tornar um guardião na história do Santos?
Não se esqueça: se quiser, pode trocar um exemplar de Time dos Sonhos por um do Dossiê da Unificação dos Títulos Brasileiros. É só pedir pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br

Aviso ao amigo leitor de livros

eu-pele-e-as-criancas

Dos dias 10 a 31 de outubro a livraria deste blog não venderá nenhum exemplar. Estarei de férias.

Se quiser adquirir algum livro para dar de presente no período em questão, aconselho que o faça até o dia 10 de outubro.

Prossegue a promoção de adquirir um livro Time dos Sonhos e ganhar mais um exemplar igual, ou do Dossiê, e mais três livros eletrônicos. Aproveite e sugira aos amigos.

E em homenagem ao Rei Pelé, que faz aniversário dia 23 de outubro, quem adquirir o livro “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito”, não terá despesas de correio. Clique aqui para garantir o seu exemplar do belo “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito” com frete grátis e economize cerca de 20 reais)..

E você, o que espera de Sport e Santos?


Por uma noite de garra!

Com dois gols de Gabriel no primeiro tempo e mais um de Geuvânio no segundo, o Santos venceu o Sport por 3 a 1, na Vila Belmiro, e se classificou para a fase de oitavas-de-final da Copa do Brasil. Nesta nova fase entram os times brasileiros que estavam disputando a Copa Libertadores. Veja os gols de Santos 3 x 1 Sport:

Ricardo Oliveira
Hoje é noite de luta (Ricardo Saibun/ Santos FC)

Assistir aos Jogos Pan-americanos de Toronto está reforçando em mim a crença de que sem coração não se tem um campeão. É possível perceber, pela expressão dos atletas, aqueles que mais querem a vitória, que estão mais dispostos a pagar o preço de obtê-la. Esses, desde que o nível técnico não seja muito diferente, invariavelmente colocam a medalha de ouro no peito. Esta constatação serve para o nosso Santos hoje à noite.

O Sport de Recife é o time mais arrumado, mais motivado, mais contundente. E terá jogadores mais tarimbados e gabaritados na partida desta quarta-feira, às 22 horas, na Vila Belmiro, pela terceira fase da Copa do Brasil. Para completar, o meia Lucas Lima não jogará, suspenso, enquanto o Sport contará com Diego Souza, um jogador que se destaca no árido futebol brasileiro de hoje. O time pernambucano ainda tem André em boa fase.

Além de um time melhor, o Sport terá a vantagem de jogar pelo empate, pois na primeira partida, em Recife, venceu por 2 a 1. Ao Santos restará vencer por 1 a 0 ou por dois gols de diferença. Do contrário, estará eliminado e restará o consolo de disputar a Copa Sul-americana, que, no entanto, também dá uma vaga para a Copa Libertadores de 2016.

Já teve time grande que entregou o jogo na Copa do Brasil para jogar a Sul-americana, mas isso é feio. Prefiro ver o Santos entrando em campo para vencer todos os jogos. E para isso, mais do que técnica e lances vistosos, é preciso determinação e garra! Tenho por mim de que nada adiantaria ao Santos ter contado com Pelé, Edu, Coutinho, Pagão, Dorval e tantos outros virtuoses, caso não pudesse contar com os gritos, a liderança e a garra de José Ely de Miranda, o imortal Zito.

É o que espero ver no Santos esta noite: um time ferido, valente, determinado a sair de campo classificado para a próxima fase da Copa do Brasil.

Santos x Sport
22/07/2015, Vila Belmiro, 22 horas
Terceira fase da Copa do Brasil
Arbitragem: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS), auxiliado por
Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fabiano da Silva Ramires (ES).
Santos: Vanderlei, Victor Ferraz, Werley, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Marquinhos Gabriel (Rafael Longuine); Geuvânio, Gabriel e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Jr.
Sport: Danilo Fernandes; Ferrugem, Ewerton Páscoa, Durval e Renê; Rithely, Wendel, Diego Souza, Élber e Marlone; André. Técnico: Eduardo Baptista.

O sucesso de Time dos Sonhos

Há muito o santista queria um livro que contasse a história completa do clube, já que o Álbum de Ouro, de De Vaney, tinha sido lançado em meados dos anos 60. Esse foi o motivo principal do sucesso de “Time dos Sonhos”, como eu conto neste vídeo produzido por João Lucca Piovan:

O livro Time dos Sonhos, a história completa do Santos será relançado antes do final do ano. A campanha da Kickante permite que você reserve um exemplar pelo preço de pré-venda (R$ 70) e ainda ganhe de presente o seu nome impresso no último capítulo do livro. Vamos preservar a história do Santos?

Clique aqui para saber como garantir o livro Time dos Sonhos pelo preço de pré-venda e ainda ganhar de presente o seu nome na história do Santos.

E você, o que espera do Santos nesta noite diante do Sport?


Se Adriano tem de marcar Messi, como será o Santos no Mundial?

Depois de mais uma ótima exibição, em que atrapalhou bastante o vascaíno Diego Souza, a voz do povo santista já decidiu que o operário Adriano é essencial para o time no Mundial do Japão, pois só ele terá paciência e know how para marcar Lionel Messi em uma provável decisão com o Barcelona.

A maioria dos santistas também está gostando de Durval na lateral-esquerda. Ele não apoia tão bem quanto Léo, mas é mais firme na marcação e, por ser bem mais alto do que Léo, é mais eficiente nas bolas altas. Ontem o Vasco cansou de bater escanteio, mas nada conseguiu.

Está certo que a eficiência defensiva do Santos nos cruzamentos pelo alto não se deveu apenas à presença de Durval, mas sim a de Bruno Rodrigo, que tem se destacado nesse fundamento e formado uma dupla de zaga bem mais firme com Edu Dracena. Assim, a defesa já está ganhando uma cara nova.

Rafael, Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Durval – a mesma defesa que atuou ontem é que parece ser a preferida dos torcedores para um hipotético confronto com o campeão europeu. Você concorda?

O carrapato Adriano virou fundamental

Ele não tem a mesma categoria de Elano e Paulo Henrique Ganso e nem apoia tão bem quanto Arouca e, talvez, Henrique, mas sua capacidade de fazer marcação individual sobre o melhor atacante adversário tornou Adriano um jogador importante no esquema a ser montado para barrar Lionel Messi.

Carrapato dos craques, Adriano, para o santista, deve ter a incumbência de perseguir o melhor do mundo pelo campo todo. Assim, como Arouca e Paulo Henrique Ganso são absolutos, o meio-campo do Santos deverá ter os três e mais Elano, que deverá assumir seu posto tão logo esteja em forma.

Henrique e Ibson serão opções no banco de reservas, assim como o bom Renteria, que, já provou, pode ser um bom substituto para Borges. Este é o Santos que Muricy Ramalho deve colocar em campo no Japão.

Você concorda, ou tem outras sugestões?


Método Científico OC analisa Santos e Atlético/MG

Reveja os gols de Santos 3, Atlético/MG 1, última partida entre ambos na Vila Belmiro.

O jogo de logo mais, às 16 horas, na Vila Belmiro, entre Santos e Atlético Mineiro – que comentarei pela Rádio Globo – não é de prognóstico tão simples como parece.

O Santos, que tenta se reequilibrar após as saídas de Robinho, André e Wesley, não poderá contar com os titulares Edu Dracena e Marquinhos e nem com os primeiros reservas Rodriguinho e Zé Eduardo, todos suspensos.

O Atlético Mineiro, que no papel não deveria estar tão mal no campeonato, pois tem jogadores de categoria, como Diego Souza, Ricardinho e Diego Tardelli, terá a estréia de Réver, compondo uma linha de três zagueiros com Lima e Werley.

O goleiro Fábio Costa, emprestado pelo Santos ao time mineiro, não poderá jogar hoje, assim como o meia Daniel Carvalho, machucado.

Para o Santos, que ainda sonha correr atrás de mais um título brasileiro, a vitória é importante, mas esse resultado também é o pretendido pelo time de Minas, que, se perder ou mesmo empatar, continuará na zona de rebaixamento.

Times prováveis para hoje: SANTOS – Rafael; Pará, Bruno Aguiar, Durval e Léo; Arouca, Danilo e Paulo Henrique Ganso; Madson, Neymar e Keirrison. Técnico: Dorival Jr.

ATLÉTICO-MG – Aranha; Réver, Werley, Lima; Diego Macedo, Rafael Jataí, Serginho, Diego Souza e Ricardinho; Neto Berola e Diego Tardelli. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

A arbitragem será de Héber Roberto Lopes (Fifa-PR), auxiliado pelo correto e sisudo Roberto Braatz e por Gilson Bento Coutinho (ambos PR).

Fator campo poderá ser decisivo

Bem, vamos ao primeiro passo para se analisar o potencial de cada time, a partir de um time-padrão, ao qual é dado 100 pontos. No caso, o Método Científico OC estabelece como time-padrão o São Paulo, que tem nível acima da média e é capaz de brigar por todos os títulos que disputa.

Comparado ao São Paulo, este Santos de hoje, que antes de perder alguns titulares na janela de transferências, chegava a 140 pontos, agora alcança apenas 110 pontos. Por outro lado, o Atlético Mineiro, mesmo considerando-se o fato de ter alguns ótimos jogadores, além do experiente técnico Vanderlei Luxemburgo, não passa de 80 pontos, no máximo 90.

Os dois times estão se reestruturando, mas o Santos ao menos tem uma base que deu muito certo no primeiro semestre. No quesito motivação pode-se considerar que haja um empate, pois ao mesmo tempo em que o Santos precisa da vitória para buscar mais um título este ano, o Atlético necessita urgentemente de três pontos para sair da zona de rebaixamento.

Os dois times têm desfalques e estreias, fatores que dificultam as previsões, aumentando o grau de imponderabilidade. Um estreante, como Keirrison, tanto pode acabar com o jogo, marcando gols, como pode se apagar. A mesma dúvida acompanhará o desempenho do zagueiro Rever, do Atlético.

As duas defesas não são nenhum primor, mas a do Atlético tem falhado mais. A do Santos sofreu 20 gols, a do time mineiro, 26. O Alvinegro Praiano marcou 21 vezes e o de Minas, 17.

O Atlético tem jogadores que podem definir o jogo, como Diego Souza e Diego Tardelli, além de Ricardinho; o Santos tem a dupla de ouro Paulo Hemrique Ganso e Neymar, além de Keirrison.

Porém, o elemento definitivo nesta análise é o fator campo. Na Vila Belmiro o Santos joga melhor, vai pra cima, encurrala o adversário e vence cerca de 80% de seus jogos. O Atlético Mineiro, por sua vez, cai muito quando atua distante do carinho de sua torcida.

Neste Brasileiro o time de Minas não ganhou uma única vez jogando fora. O máximo que conseguiu foi empatar em 0 a 0 com o Avaí. Nos outros cinco jogos, perdeu todos, sofrendo uma média aproximada de três gols por partida.

Santos deverá ganhar por um gol de diferença

Mesmo com as dificuldades de entrosamento e os desfalques, é bem plausível que o Santos consiga jogar 80% do seu futebol atuando em casa. Isso lhe daria 88 pontos de um total máximo de 110.

Quanto ao Atlético, mesmo que atinja 90% de seu potencial, chegará a 72, no máximo 75 pontos. E esta diferença, de 88 para 75 pontos, é suficiente para uma vitória por um gol de diferença, se bem que o empate não estaria descartado.

Está não é a minha opinião, mas a do Método Científico OC, que explanarei também nos comentários pela Rádio Globo, para onde já estou me dirigindo.

E você, acha que a previsão do Método Científico OC é correta, a vitória do Santos deverá ser folgada, ou o Atlético surpreenderá os Meninos?


É HOJE – Texto de Marcos Magno

As decisões entre Santos e Grêmio têm sido marcadas por jogos históricos. Aquele 4 a 3 no Olímpico vai ficar na memória dos gremistas e será, quem sabe, inesquecível para os santistas também. Inesquecível sim, se a classificação vier com uma vitória na Vila.
Talvez a sorte esteja do lado do Peixe desta vez. Sorte que faltou naquela vitória em junho de 2007, 3 a 1 e um massacre no final, com direito a uma furada espetacular no voleio, na marca do pênalti, do garoto Moraes aos 43.

Relembrando – Seis de junho de 2007. Semifinal da Libertadores. O Santos jogou no Olímpico  e perdeu por 2 a 0. O primeiro de pênalti cometido pelo atabalhoado Ávalos e o segundo numa falha grotesca do zagueiro Adailton, que não dominou a bola e deixou o Carlos Eduardo livre na cara do Fabio Costa, fechando o placar.  Sem marcar gol fora o Santos precisava, na Vila, de uma vitória igual para decidir em cobranças da marca do pênalti ou por um saldo maior. Mas logo no início do jogo Diego Souza fez um golaço impossível e complicou. Mesmo marcando três o Peixe não avançou.
E as comparações com aquela decisão e a de hoje são muitas: o Santos tinha o grande Zé Roberto e a ex-promessa Renatinho. O Grêmio tinha um elenco tão bom quanto o de agora, com os selecionáveis Lucas, Carlos Eduardo e Diego Souza em sua melhor fase. Tinha um meio de campo técnico, um ataque forte e uma defesa bem disposta; o Santos, como hoje, tinha um maestro, um ataque jovem e leve e uma defesa lenta e “experiente”.

Analisando o retrospecto histórico, por essas e outras é que talvez seja possível prever mais um jogo pra lá de eletrizante hoje e, se a história se repetir, o final será o mesmo: uma vitória simples do Santos. Só falta combinar com o Grêmio…

Por Marcos Magno


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑