Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: DIS

As 25 perguntas ao Alvaro de Souza

Como já foi dito, o departamento de comunicação do Santos pediu que as 70 perguntas enviadas a Alvaro de Souza fossem reduzidas para apenas 25. Isso foi feito e elas acabam de ser encaminhadas.

Não creio que todas as dúvidas do santista estejam concentradas nessas questões, mas, provavelmente, os assuntos mais relevantes tenham sido contemplados. Agora nos resta esperar que haja sinceridade e boa vontade nas respostas, já que sem uma harmoniosa relação entre a direção do clube e seus torcedores o Santos não atingirá o nível de sinergia necessário para seguir crescendo.

As 25 perguntas selecionadas

O São Paulo vai cobrar a CBF pela liberação de seus jogadores por servir a Seleção nos últimos 5 anos. O Santos FC vai seguir o exemplo e cobrar aquela entidade também? Alias, li que é um direito dos clubes serem ressarcidos pela convocação de seus jogadores. Se é um direito do clube, o fato de não exercê-lo não configura um prejuízo que deveria ser cobrado dos administradores do clube pelos conselheiros?
Alberto Tavares

Por que o Santos negociou o Ibson um mês antes do fim da Libertadores? Pagamos uma fortuna por ele e o trocamos por dois jogadores meia boca, os quais o SFC não tem mais que 70% de cada. Qual o mistério dessa negociação? Por que não esperar ao menos mais um mês para liberar o jogador?
Marcos Cardoso

Durante a campanha, foi amplamente noticiado entre a torcida a intenção de se montar um fundo de investimento que aportaria 40 milhões que seriam utilizados para contratações. Esse projeto realmente existe? Se sim, qual a probabilidade de ele virar realidade num curto espaço de tempo?
Cleidson Rodrigues

Sr. Alvaro de Souza, quando teremos, efetivamente, o PELÉ como nosso embaixador, a fim de trazer patrocínios que estejam à altura de nosso sagrado manto?
Marcello Pagliuso

Sr, Álvaro de Souza, o sr. acha correto o sr. ser conselheiro da CSU (contratada pelo Santos para cuidar dos ingressos dos jogos) e também do Grupo Guia? E procede a informação de que há uma multa a ser pago pelo Santos a CSU caso o clube não chegue a 100 mil sócios em julho/201? Multa por tratar o sócio muito mal não tem?
Gostaria também de saber se o sr. não fosse sócio e quisesse comprar ingressos pra um jogo do Santos na capital, se ficaria 3 horas na fila? Por que tratar o torcedor (cliente) tão mal? Por que apenas 2 pontos de venda funcionando só das 11 as 17 hs? A venda é sempre somente no Pacaembu e Ibirapuera, apenas 1 ou 2 guichês, com imensas filas. Será que a CSU trata os clientes que querem comprar passagens da GOL assim também? Por que é tão dificil implementar a venda antecipada em diversos pontos da cidade, de preferência redes de loja em shoppings, que poderiam vender ingressos até as 22 hs? E pela internet pra quem mora no interior? É difícil? Por que?
Rachid Bourdoukan

Com relação ao processo democrático no Santos FC, questiono:
a) Como democratizar a escolha dos membros do comitê de gestão?
b) Como inserir a opinião do torcedor nos processos decisórios do clube?
Fabrício Godoi

Quem realiza a contratação de um jogador é o Grupo Gestor? Caso sim, quantos do grupo gestor já praticaram futebol em nível profissional? Por que não consultar os craques da casa e com conhecimento da profissão na aprovação de uma contratação?
O Santos trocou o Elano pelo Miralles ou apenas emprestou? Se apenas emprestou, é verdade que o Santos paga parte dos salários do Elano? Se sim, quanto é?
Quem aprovou a contratação de Patito Rodriguez, Bernardo, David Braz, João Pedro, Ewerton Pascoa, Bill, André, Gerson Magrão, Juan, Henrique e Miralles?
Bruno Guedes

A GOL passa por um momento dificil. Constantemente apresenta balanços negativos, mesmo sendo a aviação aérea brasileira uma das mais cobiçadas pelo mundo. Recentemente a GOL comprou a Webjet e de cara mandou 850 funcionarios para casa. No Santos, ao contrário, o numero de funcionários cresce a cada dia. Como o senhor explica esse paradoxo? E qual seria o número ideal de funcionários para a estrutura que o Santos tem hoje?
Álvaro Celli

A diretoria atual lançou à mídia o jargão de “DNA Ofensivo”, “DNA do Santos”. E mesmo assim, mantém um treinador caríssimo, incapaz de motivar o time a disputar o Brasileirão com dignidade, e que não tem NADA de DNA do Santos.
O Santos é um time ofensivo, atrevido. Muricy é retranqueiro, conservador.
O Santos prima por revelar garotos da base. Muricy não usa jogadores da base. Prefere um Bill do que um garoto promissor.
Portanto, a pergunta é simples: como, em sã consciência, o Santos consegue ser tão contraditório e manter este treinador que faz tanto mal para as tradições do Santos Futebol Clube?
Ivan Pereira

O que faz com que um grupo gestor, composto por pessoas de comprovada inteligência e competência, apoie uma figura como Andrés Sanchez, no episódio da implosão do Clube dos Treze e posteriormente na aceitação dos termos da Rede Globo no que diz respeito as verbas de televisionamento, mesmo sabendo que a aceitação desse contrato signifique a “espanholização” do futebol brasileiro e o “rebaixamento” financeiro definitivo do Santos FC em relação aos “queridinhos” da mídia?
Renato Magrini

Sou sócio do Santos, n.74896, e gostaria muito de perguntar:
Porque houve aumento brutal do número de funcionários do Santos, sendo criados cargos de luxo?
– Ainda gostaria de pedir mais transparência, tão falada em campanha, e saber o salário dos gerentes do clube e dos membros do comitê de gestão, que, diga-se de passagem, gastam duas a três horas semanalmente em uma reunião.
Marcos Lúcio de Sousa

Por que diretoria praticamente escorraçou ídolos do passado, como Zito e Clodoaldo? Apenas por terem colaborado com a diretoria anterior?
Shigueyuki Motoki

Quanto Neymar onera os cofres do Santos? Dos três milhões por mês que Neymar ganha, quanto sai dos cofres do Santos?
Dionisio Rodrigues Martins

Por que foi abandonada a política de pagar salários seguindo o teto máximo estipulado pela diretoria?
Reginaldo Evaristo

Por que, justamente em um momento tão importante de aprovação de contas e orçamento para o ano seguinte, somente o sr. corintiano Henrique Schintler estava lá na reunião do Conselho e nenhum membro do grupo de gestão do Santos, presidente, vice, ou o responsável pelo futebol Felipe Faro estavam presentes? Seria medo de encarar as perguntas dos conselheiros? Esse fato não demonstrou um descaso dos senhores com relação à administração do clube?
Luis Pereira

Sr Alvaro, pelos números amplamente divulgados pela imprensa, o SFC avança em números de torcedores em quase todo país (principalmente mulheres e crianças). Ainda assim não percebemos ações agressivas de marketing para manter esse torcedor ativo no quadro associativo do clube. A GOL invadiu o mercado de viagens aéreas com promoções e estratégia de “conquista de clientes em fidelidade”. Por que com a marca Santos não se consegue fazer a mesma coisa?
Aladio de Souza

Sr. Álvaro de Souza, qual é a atual relação entre Santos e DIS? Sei que Neymar ainda é vinculado a eles. Ouvi dizer que, apesar de todo o litígio, tem jogador recém-chegado na base que pertence a DIS. Continuaremos a negociar com quem demonstrou ser danoso aos interesses do Santos FC?
Sergio Pacheco

Em que está baseado o planejamento do clube para 2013? Ainda haverá comemorações pelo Centenário, já que neste ano, que seria o mais importante, não se viu nem a metade do foi prometido?
Olivar de Souza Cunha

O presidente, o vice e os membros do Comitê Gestor do Santos são remunerados? E no caso de resposta afirmativa, de quanto é a remuneração e quem as paga?
Odir Cunha

Por que não há um estudo sério para se traçar um plano de trabalho – técnico, tático, físico – da base ate o profissional? Por que os profissionais da área não são contratados para seguir o que o clube impõe e não para cada um trabalhar de acordo com seus métodos pessoais? Não é possível criar etapas a serem concluídas em cada divisão, podendo assim, desde cedo, trabalhar as características essenciais do que chamamos de DNA santista?
Rafael Vassão

Por que o comitê gestor não se preparou, sabendo que o Santos perderia o Neymar em convocações na Seleção e este não reforçaria o time para se classificar para a Libertadores em 2013? Por que de tanta falta de planejamento no segundo semestre de 2012?
Clayton Silvestre

Quais promessas de campanha chegou-se à conclusão de que não poderão ser cumpridas?
Qual é a real política de contratação possível se a base não for suficiente: craques de ponta ou jovens promessas que podem render dividendos no futuro?
Claudio S. M. Simões

Sr.Alvaro de Souza, o que o sr. acha do superintendente de esportes do SFC tirar férias p/ viajar até o Japão ver o seu time de coração disputar o mundial de clubes em uma época onde mais se trabalha no futebol brasileiro, devido a contratações e dispensa de jogadores p/ composição do elenco 2013?
Francisco Passos

Sr. Álvaro, será que já não passou da hora de discutir-se profundamente a construção de uma nova arena para o nosso glorioso? Tudo o que ouvimos até hoje não passou de breves comentários, boatos e tal… E já vou dando a minha sugestão de local: Diadema, pois fica no meio do caminho entre a Capital e a Baixada Santista, além de estar próxima do Rodoanel, o que facilita também a vida dos santistas do interior.
Anderson Leandro de Oliveira

Qual é a quantidade exata de funcionários do clube na área administrativa hoje? E quantos funcionários o Santos tinha quando a Resgate assumiu?
Carlos Laureano

Qual é a sua expectativa com relação a esta entrevista? Ela será esclarecedora, ou simplesmente nos tentará enrolar?


“No Brasil, sempre vou honrar esse manto sagrado”, diz Ganso

Como este blog já adiantou, a matéria publicada no tabloide Lance em 12 de abril, terça-feira passada, não correspondia à verdade. Naquele dia o pequeno jornal esportivo paulistano publicou matéria assinada por Bruno Andrade, Felipe Bolguese e Plínio Rocha com o título Ganso diz ‘sim’ ao Corinthians e pode chegar após a Libertadores. E prosseguia: Meia se encontrou com Andrés Sanchez na sede da 9ine, na última sexta. Saída será por meio de briga judicial com o Peixe.

Na seqüência, todos os envolvidos negaram a matéria. Os presidentes de Santos e Corinthians, representantes do jogador e da DIS. Ganso fez o mesmo no Paraguai e voltou a repetir ontem, com todas as letras: “No Brasil, sempre vou honrar esse manto sagrado”, assegurou.

Para quem ficou em dúvida, “manto sagrado” para o maior 10 do Brasil quer dizer a camisa do Alvinegro Praiano, nenhuma outra é sagrada para ele, ao menos em nosso país. Ganso não nega que gostaria de jogar na Europa, mas pretende sair do Santos sem nenhuma briga com a diretoria ou a torcida e nunca se mudaria para outro time brasileiro.

A matéria do Lance dizia ainda: Depois de meses de negociação, o meia Paulo Henrique Ganso aceitou a proposta do Corinthians – salários e todas as bases – e vai começar a brigar para deixar o Santos após a disputa da Libertadores. O acordo foi encaminhado na última sexta-feira, em encontro do jogador com Ronaldo, na sede da 9ine, agência de marketing esportivo que pretende administrar a imagem do meia. O presidente corintiano, Andrés Sanchez, que é conselheiro da empresa, participou da reunião para negociar a transferência e ouviu o “sim” de Ganso. A ideia é anunciar um contrato longo (três ou quatro anos), mas o acordo prevê a venda do jogador após a disputa do Brasileiro. Ou seja, apenas uma maneira de “disfarçar” a ponte para a Europa, principal objetivo do craque na carreira.

Certamente esta matéria não poderá concorrer ao Prêmio Esso, ou a qualquer outro de jornalismo, mas pode ser inscrita em algum concurso de ficção.

Você chegou a imaginar, em algum momento, que o Ganso deixaria mesmo de vestir o manto sagrado para troca-lo pela camisa de um outro time brasileiro?


Para agradar a DIS e a família, Ganso fez o pior acordo possível. Para ele

Já escrevi que Paulo Henrique Ganso Ganso parece gastar toda sua inteligência no campo. Hoje ele justificou isso. O resultado da reunião que fez com o presidente do Santos foi o pior possível para sua carreira. Para o Santos, até que não foi ruim. Por alguns aspectos, foi até bom. Vejamos…

Como não quis aumento e insistiu na diminuição de sua multa, Ganso continuará recebendo R$ 130 mil mensais, só será negociado com um clube europeu se este pagar os 50 milhões de euros pelo seu passe e continuará com vínculo com o Santos até 2015.

Isso pode gerar dúvidas e inquietações no torcedor santista. Tentarei simulá-las e responde-las. Acompanhe o raciocínio e depois me diga o que achou.

E se o Ganso ficar no Santos, mas fizer corpo mole?
Perderá valor no mercado. Até porque dificilmente será convocado para a Seleção Brasileira.

Se começar a criar problemas com o técnico e os companheiros?
Irá para a reserva, será punido em seus vencimentos e dificilmente será convocado pelo técnico Mano Menezes para a Seleção Brasileira, perdendo a oportunidade de disputar a Copa de 2014.

Se jogar mal de propósito?
Irá para a reserva e não será convocado para a Seleção Brasileira.

Se der declarações contra o presidente e a diretoria?
Poderá ser multado ou suspenso pelo clube e ficará com fama de indisciplinado. Obviamente também não irá para a Seleção.

Se der declarações diminuindo o Santos e valorizando clubes adversários?
Além de punido pelo clube, terá sérios problemas com a torcida.

Se simular contusões para não jogar?
Assim como Ronaldo, que dava grande visibilidade ao Corinthians mesmo sem jogar, Ganso fará o mesmo pelo Santos, mesmo em tratamento médico. Mas, se exagerar nas simulações, poderá ser multado pelo clube, além de ficar com a péssima fama de “chinelinho”.

Se o Santos receber uma proposta quase igual à multa?
Se não for igual, o clube não será obrigado a aceitar.

Veja quantos prejuízos Ganso não teve por não aceitar o plano de carreira do Santos, rejeitar o aumento de 300% (que elevaria seu salário a cerca de R$ 400 mil mensais) e insistir para que a multa de seu passe fosse drasticamente reduzida.

Isso é o que dá entregar o gerenciamento da carreira nas mãos de especilistas em hortifruti, secos e molhados, enlatados, embutidos, legumes e frutas. O pessoal do Sonda pode entender de produtos de supermercado, mas de seres humanos ainda estão engatinhando.

Para resumir, conseguiram que o Ganso fique no Santos até 2015 por R$ 130 mil mensais. Um ótimo negócio para o clube e péssimo para o jogador.


Pra não dizer que não falei do Ganso, do elenco e do Martelotte

Alguns leitores deste blog pedem minha opinião sobre a caso do Ganso, ou melhor, da DIS. Ora, o raciocínio é lógico: o Santos não pretende se desfazer do jogador que cultiva com tanto carinho desde os 15 anos. Se seus empresários querem vende-lo, ao invés de pedir para o clube baixar a multa de 50 para 35 milhões de euros, que encontrem quem pague o valor correto.

Não julgarei o jogador neste caso, pois acho que ele está sendo influenciado por muita gente e ficou meio perdido. Se raciocinasse com clareza, veria que não é preciso se desesperar para sair do Santos, pois ainda pode conseguir muita coisa pelo Alvinegro Praiano antes de ir para a Europa. E pode ficar rico por aqui mesmo, pois o clube pretende lhe pagar o mesmo salário de Neymar.

É óbvio que os executivos da DIS só enxergam cifrões quando olham pro Ganso. São como aqueles agiotas para quem se pede dinheiro emprestado quando se está no sufoco e depois tiram até a alma do cidadão na hora de receber. O que pagaram pelo Ganso não chega a 500 mil reais e agora querem receber 20 milhões de euros de volta! Aproveitadores! Estão pouco se lixando com a felicidade do jogador. Querem derrete-lo e transforma-lo em ouro.

Do outro lado está a família, pobre, também louca para se encher de dinheiro graças ao filho adotivo. E lá na Europa, por telefone, age o sorrateiro Leonardo, técnico da Inter de Milão, que como jogador sempre teve mais fama do que futebol e foi o responsável pelo maior vexame do Brasil em uma Copa do Mundo, ao agredir selvagemente um jogador norte-americano, ser expulso de campo e colocar em risco o título do Brasil em 1994.

Leonardo atua de forma antiética e desrespeitosa, aliciando o jogador e pressionando para que ele peça ao Santos para baixar a multa. Será que isso também não é ilegal? Essa pressão merece uma análise mais apurada do departamento jurídico do Santos e da CBF. Pois não é só o clube, mas o futebol brasileiro que perderá com a ausência de um de seus melhores jogadores.

E o Ganso, que só quer jogar futebol e está em um time onde é respeitado e tem lugar garantido, está sendo convencido a começar tudo de novo em outro continente, com outra língua, outra cultura, outros zagueiros, outros árbitros, só porque tem muita gente querendo ganhar dinheiro com sua mudança. Tomara que um dia desses ele veja o que realmente está acontecendo ao seu redor e pense por si mesmo, e não com a cabeça dos outros.

Há coisas na vida que as pessoas só costumam dar valor quando já é tarde demais para reconquistar, que são o respeito, a amizade e a gratidão. Ganso está perto de colocar tudo isso a perder em troca da ambição de pessoas que sumirão da sua vida logo que tirem dele o que pretendem.

A única coisa realmente de valor que o Ganso conseguiu até aqui no futebol foi ser amado pelos torcedores, principalmente pelos santistas. E isso vai se perder quando ele for embora por dinheiro. Ele que não se esqueça disso.

Os jogadores e o Martelotte

Os jogadores – alguns deles, principalmente os veteranos – foram pedir à diretoria que efetive o técnico Marcelo Martelotte. Isso deixa claro que aquilo que é bom para esses jogadores, não é bom para o Santos. Se ganhou menos da metade dos pontos que disputou em todos os jogos em que dirigiu o Santos, por que o interino Martelotte deveria continuar?

Alguns jogadores do Santos estão falando muito e jogando pouco. Esse é o mal dos regimes extremamente democráticos. Às vezes, um pouco de disciplina e hierarquia é essencial, ao menos em um ambiente formado por jogadores de futebol, geralmente egoístas e limitados intelectual e moralmente.

Claro que para os jogadores é bom ter um técnico que, em troca do apoio do elenco, escala quem não pode ser escalado e se contenta com o que tem às mãos. Mas isto é ruim para o clube e para os torcedores, razão de ser deste clube.

Talvez os jogadores tenham agido assim por sentir que a direção do clube é frouxa e não sabe bem o que quer para o futebol do Santos. De qualquer forma, pelo que têm jogado e pela forma física que demonstram, alguns jogadores deveriam ser mais discretos. Não estão com essa bola toda para exigir qualquer atitude da diretoria.

Bem, está falado. O que você acha?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑