Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: eleições presidenciais no Santos

Discuta ideias, não pessoas

Quantas vezes, antipatizados com o autor, não nos colocamos antecipadamente contrários a uma ideia? Freud explica. Perseguidos por um gordinho de óculos no primário, talvez, sem perceber, tenhamos desenvolvido aversão a gordinhos com óculos. Digo isso porque me incomoda um tipo de rejeição antecipada aos candidatos Walter Schalka e José Carlos Peres nesse processo eleitoral do Santos. O que deve importar é o caráter de ambos, a experiência e a capacidade que têm e o que podem fazer pelo clube.

Os adversários querem associar o ótimo gestor Schalka aos piores momentos de Luis Álvaro Ribeiro e ao período tenebroso de Odílio Rodrigues, da mesma forma que os críticos a Peres o condenam por ter trabalhado na gestão de Modesto Roma.

Ora, quem realmente ama o Santos se sente honrado quando é convidado a fazer alguma coisa útil pelo clube, independentemente de quem é o presidente. Eu mesmo só pude participar do trabalho que resultou no Dossiê da Unificação dos Títulos Brasileiros porque Peres convenceu o então presidente Marcelo Teixeira de que, mesmo escrevendo para o site Santista Roxo, eu não era um opositor sistemático à sua administração, apenas um crítico – como, aliás, continuo sendo, pois, como jornalista sou, acima de tudo, fiscalizador.

Ah, então Peres era marcelista? Não, sempre foi apenas santista, tanto que no início da gestão de Luis Álvaro Ribeiro, quando o novo presidente pegou um clube endividado e com contas urgentes a saldar, o primeiro dinheiro importante que amparou aquele início claudicante não veio dos grandes empresários ligados a Laor, mas das mãos do próprio Peres, então executivo do G4 Paulista, associação criada por ele para defender e criar novas fontes de renda para os quatro grandes de São Paulo.

Na mesma época, em uma retribuição insólita, Laor fechou a subsede de São Paulo, dirigida por Peres, e desligou do clube o próprio Peres e eu, que ainda trabalhávamos para a aprovação do Dossiê, além de Victor Queiroz, um jovem talentoso de marketing e nosso apoiador. Como consequência, apenas Peres e eu, sem nenhuma ajuda do Santos, seguimos em busca da sonhada unificação dos títulos brasileiros.

Todo o trabalho que fizemos em 2010 foi coordenado pelo próprio Peres, que chegou a nos pagar uma viagem ao Rio de Janeiro,na qual expusemos os motivos da unificação para a imprensa carioca no salão nobre do Fluminense. Ao final daquele ano, como se sabe, conseguimos a tão sonhada Unificação e só então surgiu Luis Álvaro Ribeiro, com um sorriso de orelha a orelha, para colocar no pescoço as seis medalhas de campeão brasileiro.

Como disse em sua campanha para presidente do Santos, em 2014, se eleito Peres abriria a administração do clube para as melhores cabeças e os melhores profissionais santistas, independentemente de chapa ou tendência política. Mesmo crítico, como eu, ele não se recusa a trabalhar pelo Santos. E quantos santistas, convidados a ajudar o Santos em suas áreas de atividade profissional, recusariam esse chamado?

Por que, como negociou Peres, a pré-temporada do Santos não foi feita nos Estados Unidos, com exposição internacional e um bom dinheiro para o clube? Por que o maravilhoso negócio das escolinhas do Santos no exterior está negligenciado e corre perigo desde que ele saiu do clube, após sete meses de inúmeras tentativas bloqueadas pelo atual presidente? Bem, essas respostas apenas Dorival Junior e Modesto Roma podem dar.

Quanto ao boato de que está se candidatando para dividir a oposição, pois na verdade é apoiado por Marcelo Teixeira, isso beira o surrealismo. Peres tem ideias diametralmente opostas a Teixeira, a quem respeita. Na verdade, também respeito Marcelo Teixeira, pois sem a sua compreensão eu não teria tido a oportunidade de produzir o Dossiê. E foi Teixeira quem me escolheu para coordenar as festividades do Centenário do Santos, cargo do qual fui extirpado no início de 2010, com a eleição de Laor, que prometeu colocar os renomados João Dória e Celso Loducca para cuidar do evento.

Só que um ano depois nada tinha sido feito e Laor me reconvidou, às pressas e sem nenhuma verba, para apagar o incêndio. Ainda conseguimos fazer algumas coisas, como o cruzeiro do centenário, mas as festividades ficaram muito aquém do que poderiam ser devido à improvisação e ao ano perdido. Por isso é preciso ter cuidado com o anúncio de nomes renomados que, na verdade, podem servir apenas de fachada para facilitar a eleição de uma chapa, mas não estão devidamente interessados na parte “chata”, que é trabalhar diaria e incansavelmente pelo clube.

Sei muito bem, pois eu e ele já conversamos horas e horas sobre isso, que Peres quer um Santos universal, sem fronteiras, como eu. Está longe de ser regionalista, mesmo adorando a cidade de Santos e sendo proprietário, há décadas, de duas cadeiras cativas na Vila Belmiro. Quanto a Teixeira, desejo-lhe uma vida tranquila, feliz, rodeado de amigos, mas apenas como administrador dos negócios da família. Que tenha a sabedoria de permitir ao Santos seguir o seu caminho natural. Porém, se quiser apoiar Peres, o que duvido, que mal haverá nisso?

Não é justo duvidar de alguém que tanto fez pelo Santos desde o início deste século, quando criou a Ong Santos Vivo em uma época na qual o time não ganhava nada e era desprezado pela mídia. Acompanhei de perto a dedicação de José Carlos Peres pelo Alvinegro Praiano nesses anos todos e sei que ele deu muito mais do que recebeu do clube. Vi como investiu tempo, dinheiro e patrimônio na busca de seus sonhos de um Santos melhor. Tem todo o direito de ser candidato à presidente agora.

Da mesma forma, é injusto criticar Walter Schalka pelos problemas das gestões de Luis Álvaro Ribeiro e Odílio Rodrigues. Sua capacidade como gestor foi e está sendo provada a cada dia, à frente de enormes corporações brasileiras, como a Votorantim e a Suzano. Ele pode trazer métodos modernos e austeros de administração para o futebol, pois é um especialista em recuperar empresas falimentares, como é o caso do nsoso clube hoje.

Schalka e Peres são ótimas opções para presidir o Santos, essa é a verdade. Continuo torcendo para que se afinem e trabalhem juntos pelo nosso clube. Caso lancem chapas diferentes, que montem equipes de trabalho tão competentes e comprometidas quanto eles próprios.

E você, o que acha disso? Acha que sou peresista ou schalkista?


Livros Time dos Sonhos e Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros com dedicatória do autor e porte pago por apenas 38 reais o exemplar.
Clique aqui para comprar antes que acabe!

time-dossie ok

Após adquirir seu Time dos Sonhos ou Dossiê, envie e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br e diga para quem quer que eu faça a dedicatória.

Compare os menores preços do mercado e compre o Dossiê e o Time dos Sonhos

Time dos Sonhos
Livraria 2005, RJ, livro usado: R$ 52,89
Sebo do Monge, SP, livro usado: R$ 57,70
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva e três PDFs de brinde: R$ 38,00

Dossiê Unificação dos Títulos Brasileiros
Livraria Capítulo Primeiro, livro usado, Santos: R$ 67,89
Travessa da Praia, livro usado, Santos, R$ 87,89
Livraria do Blog do Odir, livro novo, com frete pago, dedicatória exclusiva: R$ 38,00

Clique aqui para garantir o presente do seu pai

Vamos tornar essa história imortal!

Aproveite as condições de pré-lançamento e participe da campanha que imprimirá o livro “Santos FC, o maior espetáculo da Terra”.

Clique aqui para deixar seu nome neste livro histórico e impedir que a etapa mais maravilhosa da história do Santos seja esquecida.

A recente discussão de um repórter paulistano com o técnico Wagner Mancini, do Vitória, ressalta a importância do comportamento adequado e da ética na profissão de jornalista esportivo, um dos temas do curso que ministrarei em setembro na sede da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo. Seguem mais informações abaixo:

Inscrições abertas para o II Curso de Especialização Técnica e Ética do Novo Jornalismo Esportivo

O primeiro, em julho, foi um sucesso. Não perca o de setembro.

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo

As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem

As regras para uma boa entrevista

Da preparação à técnica de colher informações e escrever

As dez qualidades do bom jornalista

Extraídas do livro “Lições de Jornalismo”.

Como escrever para

Jornal – Revista – Rádio – TV – Blog

Mídia Social e Assessoria de Imprensa

Escrever um livro

Como pesquisar, escrever e publicar

Os limites da polêmica

Como evitar os crimes de opinião:

Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto

Clareza

Objetividade e ordem direta

Escolha das palavras simples e concretas

Uma ideia por parágrafo

Precisão. Sem ela não há credibilidade.

Isenção. A necessidade de ser neutro.

Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.

A importância de reler o texto

Criatividade e os caminhos que levam a ela

Comportamento do repórter

Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.

Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Descrição das funções Jornalísticas

Repórter – Copidesque – Chefe de Reportagem

Revisor – Editor – Editor-chefe

Como fazer

Títulos – Subtítulos – Olhos – Intertítulos – Legendas

Lições na classe e em casa

Matérias sobre eventos escolhidos

Trabalho Final

Certificado de Conclusão com o número de horas/aula

Curso de Especialização Técnica e Ética do Novo Jornalismo Esportivo

Carga horária: 16 horas

Datas e horários: dias 5, 6, 12, 14, 19, 21, 26 e 28 de setembro, das 19h30 às 21h30.

Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (ACEESP).

Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.

Investimento: R$ 300,00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de setembro.)

Sócios da ACEESP em dia com a anuidade não pagam.

Informações e inscrição até 4 de setembro pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br


A Roma o que é de Roma

Belíssima estreia!

O Santos jogou como nos velhos tempos. Dorival Junior teve ousadia de montar um sistema bem ofensivo. 6 a 2 foi pouco!

Os méritos das pessoas precisam ser ressaltados, mesmo quando elas são nossas adversárias. Esse é o lema do bom desportista e é por isso, por exemplo, que nos emocionamos quando Roger Federer e Rafael Nadal se abraçam depois de uma refrega como a que tiveram na final do Australian Open. A disputa pela presidência de um clube de futebol deve seguir as mesmas regras, o mesmo fair play. Assim, mesmo sendo seu concorrente político, enxergo todas as qualidades do presidente Modesto Roma.

A mais destacada delas tem sido manter os melhores jogadores do Santos para esta temporada de Copa Libertadores e ainda reforçar o elenco com algumas boas contratações. Apoiei também a assinatura de contrato com o Esporte Interativo. A Globo é um mato de onde não sai coelho para o Santos. A emissora carioca continua com seus sonhos desvairados de promover a espanholização no futebol brasileiro, e ainda não percebeu que o bonde já passou. As presenças de Atlético Paranaense e Botafogo na Libertadores e as ausências de Corinthians e São Paulo provam que o futebol jogado apenas no campo ainda tem muita força.

Manter um time competitivo em 2017 e assinar com o Esporte Interativo são, portanto, méritos de Roma. Quem entrar no site oficial do clube ainda encontrará outra notícia, assinada por André Mendes, que pretende vender o presidente como um grande administrador financeiro. A nota diz:

Apesar do cenário de dificuldades econômicas configurado no ano passado, o Santos FC obteve o maior superávit financeiro (Ebitda) de sua história, no montante de R$ 95 milhões, resultado do compromisso da atual Diretoria em continuar trabalhando em prol da recuperação das finanças do clube. Os números constam das demonstrações contábeis referentes a 2016, encaminhadas […]

Bem, isso veremos quando as contas forem encaminhadas ao Conselho Deliberativo. Até agora, nesse quesito, o que propaga a diretoria nunca bate com os números reais apresentados. De qualquer forma, seria mesmo maravilhoso que o Santos estivesse com um grande elenco e com as contas em dia. Porém, assim como um dirigente tem suas qualidades, também tem defeitos, e no caso de Modesto Roma estes últimos são determinantes para que o clube não cresça, não volte a ser o que já foi.

Mesmo o santista menos ilustrado perceberá que a mesma vontade de se divulgar um superávit – gerado, na verdade, pela venda de jogadores e pelas luvas recebidas do Esporte Interativo – desaparece quando o assunto é média de público e arrecadação de bilheteria nos jogos, número de sócios adimplentes, valores reais do faturamento com a confecção do material em parceria com a Kappa e a situação e montante do patrocínio máster anunciado com a Caixa.

Enfim, o que é, ou pode parecer, positivo para essa gestão, é divulgado com estardalhaço até no site oficial do clube e também defendido com unhas e dentes por uma tropa de choque cooptada para espalhar versões positivas da gestão Roma na mídia social e em blogs e sites que falam do Santos. Todo mundo está percebendo essa avalanche de romistas infiltrados em qualquer grupo que discuta os futuros do clube.

A diferença entre passageiro e essencial

Um superávit gerado por aportes eventuais, como vendas de jogadores e verbas de tevê, não configura uma boa gestão. Um clube de futebol tem meios permanentes de arrecadação que estão sendo ignorados ou negligenciados. Movido por uma persistente visão regional, o clube continua jogando para uma média de público que não alcança dez mil pessoas, tem um número pequeno de associados, recebe bem menos do que os outros grandes pelas variadas formas de patrocínio e não demonstra vontade de se abrir para a maior parte de seu mercado consumidor, que são seus torcedores de todo o Brasil.

A aparente transparência existe apenas para divulgar fatos positivos, ou pretensamente positivos, produzidos por essa gestão, mas se cala ou desvia o assunto quando a discussão passa para as iniciativas que efetivamente tornarão o Santos um clube eficiente, transparente, sem fronteiras e totalmente voltado para uma grandeza da qual ele tem abdicado.

Caso fizesse o que precisa ser feito, Roma nem sequer teria oposição nas próximas eleições, pois o que interessa, ao menos a mim, não é o poder em um clube de futebol, mas sim ver esse clube, que eu amo, que amamos, trilhar o caminho que o tornará, novamente, um dos mais respeitados do mundo. Mas Modesto Roma continua com seus sonhos excludentes de uma areninha em Santos, quer fazer o time jogar só em sua cidade, não faz questão de atrair sócios de outras cidades, mas, ao mesmo tempo, também quer que santistas do Brasil inteiro continuem prestigiando esse seu projeto regional. Assim, positivamente, ele não terá o meu voto.

licoes de jornalismo
Você pretende ser jornalista, ou se interessa pela profissão? Quer saber o que aprendi de mais importante em 40 anos de jornalismo? Então fique atento porque logo mais será lançado o livro LIÇÕES DE JORNALISMO. Ele vai fazer o bichinho do jornalismo entrar no seu sangue. Clique neste texto para saber um pouco mais.

E você, o que acha disso?

frete-gratis

Sei que às vezes é frustrante querer comprar um livro aqui no blog e perceber que com a taxa do frete o dinheiro não dá.

Bem, acho que resolvi isso. Reduzi o preço e incluí o frete em todos esses cinco livros anunciados abaixo.

E para todos eles eu farei uma dedicatória exclusiva, com carinho e gratidão, claro, pois sem leitores não há livros, nem cultura.

Para quem comprar os livros “Time dos Sonhos”, ou “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito”, o blog ainda enviará, gratuitamente, as versões eletrônicas dos livros Donos da Terra, Ser Santista e Na Raça!

E se você adquirir o “Dossiê Unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959” e também quiser os três livros eletrônicos de presente, é só escrever e-mail para blogdoodir@blogdoodir.com.br que nós lhe enviamos.

Escolha o seu livro e pague só o valor em promoção. Sem frete.

Pelé dormindo com os livros Time dos Sonhos
Time dos Sonhos – A história completa do Santos até o título brasileiro de 2002.
Apenas R$ 49,00
Clique aqui para comprar um exemplar de “Time dos Sonhos” com frete grátis, dedicatória exclusiva do autor e os ebooks de Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time por apenas 49 reais.

dossie - livro
Dossiê Unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959.
Apenas R$ 49,00
Clique aqui para comprar um exemplar do “Dossiê” por apenas 49 reais, com frete grátis, dedicatória exclusiva ao autor e, se quiser, os três ebooks de livros sobre o Santos.

segundotlat
Segundo Tempo, de Ídolo a Mito.
Apenas R$ 69,00
Clique aqui para adquirir um exemplar de “Segundo Tempo, de Ídolo a Mito”, com frete grátis, dedicatória exclusiva do autor e três ebooks de presente (Donos da Terra, Ser Santista e Pedrinho escolheu um time) por apenas 69 reais.

Sonhos mais que possiveis - capa
Sonhos mais que possíveis – 60 histórias de superação de atletas olímpicos.
Apenas R$ 17,00
Clique aqui para comprar o livro de bolso “Sonhos mais que possíveis”, com frete grátis e dedicatória exclusiva do autor por apenas 17 reais.

Dinheiro
Dinheiro, é possível ser feliz sem ele
Apenas R$ 26,00
Clique aqui para comprar o livro “Dinheiro, é possível ser feliz sem ele”, com frete grátis e dedicatória exclusiva do autor por apenas 26 reais.

Atenção: os livros Dossiê unificação dos títulos brasileiros a partir de 1959, Time dos Sonhos e Dinheiro é possível ser feliz sem ele oferecem descontos incríveis para quem comprar dois exemplares. Entre na loja e confira!

Clique aqui para entrar na livraria do blog e fazer a festa


Movimento Resgate Santista nega que tenha fechado o site

Por Felipe Ferreira

Prezado Odir Cunha;
Meu nome é Felipe Ferreira. Creio que se lembre de minha pessoa, já que sempre tivemos um bom relacionamento, desde quando participava do site Santista Roxo e eu solicitava para visitar meu blog marcozerosfc.zip.net, até nossas conversas, via e-mail e Facebook. Atualmente, exerço a função de vice presidente da Associação Movimento Resgate Santista, da nova diretoria, recém eleita, há menos de 3 meses. Informo que não procede a informação que nosso site, Santista Roxo, está desativado. Continua operando, porém, devido a problemas técnicos, está sendo refeito, com objetivo de voltar a ser um importante veículo de comunicação e relacionamento junto aos sócios, aos torcedores em geral e profissionais ligados ao esporte, repleto de inovações e atrações, mais interativo e informativo, ou seja, também não está correto afirmar que nosso site foi desativado ou fechado, após a atual gestão do Santos Futebol Clube ter assumido, pelo contrário, nunca foi. Como o conheço, sei do seu compromisso com a verdade e informações precisas, por isso, em nome da diretoria da Associação Movimento Resgate Santista, solicito que comunique aos seus leitores a verdade sobre o site Santista Roxo, pertencente a AMRS, grupo político o qual pertence a atual gestão do Santos Futebol Clube. Abaixo, segue o primeiro comunicado da atual gestão da Resgate Santista. Obrigado. Felipe Ferreira Aos Membros da AMRS – Associação Movimento Resgate Santista.

Prezados(as) santistas; Este é o primeiro comunicado oficial da nova diretoria da AMRS, eleita e empossada no último dia 25/09/2012. A AMRS recentemente passou por um período de mudanças e, a partir de agora, pretende mudar a forma como se relacionar com seus membros. Assim, temos alguns assuntos de interesse dos associados, dos quais queremos tratar. São eles: 1- AMRS 2- RELAÇÃO ENTRE AMRS E SANTOS FC3- RECADASTRAMENTO 4- INFORMAÇÕES GERAIS 1- AMRS Relembrando e reforçando 03 pontos muito importantes sobre a AMRS, que não podem/devem estar sempre muito claros a todos os Resgatistas:> O que é a AMRS? A Resgate Santista é um “movimento” que existe há 11 anos, desde 2001, sem fins econômicos, cujos associados são santistas que colaboraram e ainda colaboram, dentro e fora da administração do clube, para o engrandecimento do Santos FC. Entre seus associados a Resgate tem nomes como Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, Fernando Silva, Fábio Gonzalez, Arnaldo Hase, Armênio Neto, Luiz Fernando Moraes, João Vicente Feijó Gazolla, Luis Fernando Vella, além de outros diversos conselheiros e sócios do Santos. Nossa razão de existir: Um Santos FC cada vez melhor e maior, sempre se baseando nos princípios de democracia, transparência e profissionalismo, é a única razão da existência da AMRS.São objetivos estatutários da Resgate: (i) propor à Diretoria e ao Conselho Deliberativo do clube, projetos e ações que fortaleçam o Santos FC nos seus setores de atividades; (ii) fiscalizar os atos da administração do Santos FC, na qualidade de torcedores, sócios e colaboradores; (iii) pleitear junto ao Poder Público, bem como o Poder Judiciário, providências que se fizerem necessárias para a defesa dos direitos dos sócios e torcedores do Santos FC; (iv) colaborar com o engrandecimento do Santos FC, com a filiação de novos sócios; e (v) outras atividades complementares que tenham por objetivo contribuir com o Santos FC.> Resultados e conquistas: Após vários anos, sempre trabalhando para levar ao Santos pessoas capazes de conduzir o clube dentro dos princípios de democracia, transparência e profissionalismo, a Resgate elegeu em dez/09 a chapa “O Santos pode mais”, composta pelo atuais presidentes LAOR, seu vice Odílio Rodrigues e 200 conselheiros, obtendo mais de dois terços dos votos dos sócios
eleitores santistas. E repetiu a dose em dez/11, reelegendo esse mesmo grupo. E tanto a eleição dessas pessoas quanto o apoio crítico dado a essa diretoria têm mostrado, até agora, não somente a nossa correta escolha dos nomes, mas principalmente o acerto na postura/posicionamento da Resgate em relação aos eleitos. Correção e acerto comprovados pelo sucesso alcançado nestes quase 3 anos de gestão, mesmo estando muito claro para nós Resgatistas que, para chegar no Santos que sonhamos, há ainda um longo caminho a percorrer e muito a melhorar.Esclarecidos esses 3 pontos, a mensagem que fica, de nossa parte, é que todo e qualquer santista que valoriza e concorda com esses princípios e objetivos da AMRS, aplicados ao Santos FC, será sempre bem vindo na Resgate.2- RELAÇÃO ENTRE AMRS E SANTOS FC:Nós da Resgate apoiamos a direção do Santos FC. A escolha dos nomes que comporiam a chapa foi nossa responsabilidade nas 2 últimas eleições,
bem como fomos um dos maiores defensores e divulgadores na campanha que elegeu a atual diretoria. Porém, e isso é muito importante, não temos uma postura neutra e/ou de apoio incondicional dos atos da diretoria, como se ela fosse infalível, mas sim uma postura “crítica propositiva”, de aplaudir os acertos, criticar o que está errado e propor melhorias no que pode ser melhorado. Em resumo, a AMRS apoia a diretoria, mas antes de tudo e acima de qualquer coisa, a AMRS apoia o Santos FC.3- RECADASTRAMENTO:A AMRS fará o recadastramento de todos os seus “associados”. O objetivo é, além da atualização dos dados, conhecer um pouco mais o associado da Resgate Santista e/ou do Santos, procurando integrá-lo nesta nova fase da Resgate. Haverá mais interação, e ações serão tomadas para que você, torcedor santista, caso queira, possa ser mais atuante/ativo no dia a dia do Santos FC, colaborando com seu incentivo, sugestões e críticas.Para
fazer o recadastro, basta clicar no link https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dEwwelBTX1VhdWUyWE83TWpwNXZJQnc6MQ e atualizar os campos necessários. É simples e rápido.4- INFORMAÇÕES GERAIS:Algumas informações importantes:Equipe: A nova diretoria da AMRS, eleita, está composta por:Presidente: Fabio Vianna (fd.vianna@gmail.com);Vice Presidente: Felipe Ferreira (fffsantista@yahoo.com.br);Diretor Financeiro: Marcelo Guedes (celoag@uol.com.br);Diretor para Assuntos Políticos: Rodrigo França Gabriel (rodrigofgabriel_10@globo.com);Diretor Jurídico: Gerson Duarte (gerson_duarte@uol.com.br);Diretor de Marketing: Leandro Sardim (lsardim@gmail.com);Diretora de Mídia e Comunicação: Maria Fernanda Leal (mariafeleal@gmail.com)l;Diretor Social: Edmar Jr. (edmar_junior@uol.com.br) e Linconl Mariano (linconl@hotmail.com.br);Secretário: Newton Pereira Jr. (newton.pereira@uol.com.br)Conselho Fiscal composto por:Roberto Barros Barreto
(rbarretobr@gmail.com);Estevam Juhas (estevamjuhas@yahoo.com.br);Vitor Barros Andrade (vitor_barros7@hotmail.com). Propostas: Em anexo, há um arquivo com as principais propostas da atual gestão. Sinta-se à vontade para comentar, sugerir, criticar e propor. Sua participação é importante, pois é através deste documento que direcionaremos nossa atuação junto à direção do SFC.Comunicação: Em breve, informaremos os novos canais de comunicação para que você saiba o que acontece dentro do SFC. O site Santista Roxo, marca registrada e principal canal de comunicação da Resgate e do próprio torcedor santista, está em reformulação e será ainda melhor. Redes sociais, boletins, promoções, enfim, teremos muitas novidades nos próximas semanas. Aguardem!Bem, por enquanto é isso.A AMRS mais uma vez agradece a todos os seus sócios que contribuíram e continuam a contribuir, auxiliando de diversas formas, e está sempre aberta a receber todos
os santistas que, dentro dos princípios e valores que nortearam os rumos da AMRS desde sua fundação, queiram ajudar a construir um Santos FC cada vez melhor.Todos que queiram o crescimento do SFC são bem vindos.Contamos com você nesta nova fase.Fabio ViannaPresidente da AMRSFelipe FerreiraVice Presidente da AMRS


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑