Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Esporte Espetacular

Uma homenagem aos heróis de Querétaro

Esses rapazes do Santos merecem uma homenagem pela garra e o talento que têm demonstrado em duas difíceis competições. Desacreditados no início do ano, já são finalistas no Campeonato Paulista e ontem conseguiram uma classificação heróica para as quartas-de-final da Libertadores.

Para eles e para você, amigo santista, ofereço esta inspirada reportagem do repórter Régis Rösing, do Esporte Espetacular, da TV Globo – um dos programas esportivos mais bem feitos da tevê brasileira. Veja que beleza de matéria:

http://youtu.be/XcAlAyhIoRY

E você, o que tem pra dizer aos bravos jogadores do Santos que estão voltando da Batalha de Querétaro com a classificação na bagagem?


Para quem não viu, a matéria sobre os 7 a 6 no Esporte Espetacular

 

Ontem foi mais um jogão entre Santos e Palmeiras. Mas o grande jogo entre ambos, um dos mais emocionantes do futebol brasileiro – que chegou a provocar cinco mortes por ataque cardíaco – ocorreu no Rio-São Paulo de 1958, no Pacaembu. Já falamos dele em post recente e o programa “Esporte Espetacular” levou a matéria ao ar neste domingo, com imagens raras e inéditas da partida.

Como a Globo estava transmitando a Fórmula-1 no domingo, o que interferiu em sua programação,  muitos provavelmente não puderam assistir à matéria. 

Clique aqui para ver a reportagem do Esporte Espetacular sobre Palmeiras 6, Santos 7


Esporte Espetacular trará imagens inéditas de Santos 7, Palmeiras 6

Amanhã o melhor aperitivo para o grande jogo da Vila Belmiro será uma matéria no Esporte Espetacular (TV Globo, logo após a Fórmula-1) sobre aquele que é considerado o jogo mais emocionante do futebol brasileiro: a vitória de 7 a 6 do Santos sobre o Palmeiras, no Pacaembu, pelo Torneio Rio-São Paulo.

O lembrete chegou a mim por um e-mail do Marcelo Fernandes, o nosso santista em Luxemburgo. Ele alertava para a incrível descoberta de Aníbal Massaini, diretor do documentário “Pelé Eterno” (2004), que encontrou em seus arquivos uma fita com os dizeres “imagens não catalogadas”. E lá estava um registro visual impressionante deste 7 a 6.

“Eu achei que não tivessem sobrado imagens desse duelo em lugar algum. Eu ouvi esse jogo no rádio, era muito marcante em minha vida. Por isso fiquei feliz demais quando descobri esse material”, conta Massaini na matéria que irá ao ar neste domingo pela manhã na Globo.

Um clássico com 13 gols e 5 mortes

O jogo mais emocionante da história

Palmeiras: Edgard, Waldemar e Edson; Formiga, Waldemar Fiume e Dema; Paulinho, Nardo (depois Caraballo), Mazzola, Ivã e Urias. Santos: Manga, Hélvio (depois Urubatão) e Dalmo; Fiote, Ramiro e Zito; Dorval, Jair, Pagão (Afonsinho), Pelé e Pepe.

Urias abriu o marcador aos 8 minutos, mas dois minutos depois Pelé empatou. Pagão fez 2 a 1 aos 25 minutos, mas um minuto depois Nardo empatou de novo. Aos 33 minutos Dorval fez 3 a 2 e, faltando cinco minutos para terminar o primeiro tempo, Pepe marcou mais duas vezes: aos 42 e 44 minutos.

Com a vantagem de 5 a 2 no primeiro tempo, o vestiário do Santos estava animado e excitado. O líder Zito gritava: “É hoje que metemos dez no Palmeiras!”

Mas o adversário também tinha muita categoria. Mazzola diminuiu para 5 a 3 aos 16 minutos do segundo tempo. Aos 19, Paulinho marcou o quarto gol palmeirense e aos 27 Mazzola empatou o jogo em inacreditáveis 5 a 5. Mas a história não pararia aí.

Aos 35, Urias fez o sexto gol palmeirense, para delírio do Pacaembu. Com a virada palmeirense dois torcedores morreram do coração no estádio e um outro teve um ataque fulminante no bonde, rádio de pilha colado ao ouvido. Mas as emoções não tinham terminado.

Aos 37 minutos Pepe deixou tudo igual, com mais um de seus chutes certeiros. Quatro minutos depois o mesmo Pepe marcou de novo, dando a espetacular vitória ao Santos e causando mais duas mortes entre torcedores.

O Santos não ganhou o Rio-São Paulo de 1958 (seria campeão do torneio no ano seguinte), mas este jogo ficou para a história.

Herói da partida, com quatro gols, Pepe tem uma história engraçada sobre aquela noite. Depois da partida, como era de praxe, os jogadores santistas desceram de táxi-lotação até Santos. Lá, Pepe ainda teve de tomar um bonde para São Vicente. Sentado no último banco do bonde, já de madrugada, foi interpelado por um passageiro que lhe perguntou quanto tinha sido o jogo. Ao ouvir do cansado e àquela altura lacônico Pepe, que o Santos tinha ganhado de sete a seis, o rapaz se irritou e insultou o ponta, que só podia estar tirando um sarro.


Suborno que beneficiou o Brasil na Copa de 1962, um furo da revista FourFourTwo, foi matéria no programa Esporte Espetacular, da TV Globo

Veja a reportagem que a TV Globo levou ao ar ontem pela manhã e depois confira a matéria na íntegra na edição da FourFourTwo que está nas bancas. 

Clique aqui: Furo da FourFourTwo foi matéria no Esporte Espetacular, da TV Globo


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑