Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

Tag: Esporte Interativo (page 1 of 3)

Ibopismo x Meritocracia

Curiosidade do Campeonato Brasileiro
Quantos pontos os times ganharam em seus últimos 5 jogos

1 – Vitória: 12 pontos (4 vitórias)
2 – Grêmio e Atlético/PR: 10 pontos (3 vitórias)
4 – Corinthians: 9 pontos (3 vitórias)
5 – Cruzeiro, Fluminense e Avaí: 8 pontos (2 vitórias)
8 – Palmeiras, Botafogo, Bahia e Coritiba: 7 pontos (2 vitórias)
12 – Santos: 7 pontos (1 vitória)
13 – Flamengo, Atlético/MG e Atlético/GO: 6 pontos (2 vitórias)
16 – Ponte Preta: 6 pontos (1 vitória)
17 – Vasco: 5 pontos (1 vitória)
18 – Chapecoense e São Paulo: 4 pontos (1 vitória)
20 – Sport: 2 pontos


Essa música resume a carta de intenções da Rede Globo de Televisão

Ibopismo x Meritocracia

O que é mais importante para o futebol brasileiro e o que desperta mais curiosidade no telespectador? As oitavas de final da esvaziada e secundaríssima Copa Sul-americana, ou as quartas de final da Copa Libertadores da América, a versão sul-americana da Champions League? Bem, qualquer um que acompanhe o futebol, mesmo superficialmente, saberá responder a essa questão, mas os experts em programação da Rede Globo não sabem.

Assim, na noite do dia 13 de setembro, em que o único time invicto da Libertadores, e também o único paulista, enfrentará o Barcelona em Guayaquil, a Globo transmitirá para São Paulo um jogo da Copa Sul-americana do alvinegro de Itaquera, um de seus dois times preferidos. Para o santista essa insólita decisão não foi surpresa, mas o fato pede uma análise.

Os pragmáticos alegarão que o motivo é o malfadado ibope. Em qualquer circunstância, o alvinegro de Itaquera daria mais audiência do que o Santos. Mais ibope quer dizer mais dinheiro, e esse é um argumento que, desde programadores de tevê a políticos brasileiros, ninguém discute. É por aí mesmo? Positivamente, não.

Após analisar a audiência de centenas de jogos televisionados, fiz um texto que publiquei no Metro Jornal com o título “O be-a-bá da audiência do futebol”, no qual abordo as circunstâncias que fazem uma partida atrair mais telespectadores. Sugiro que leiam antes de continuarmos a conversa:
Clique aqui para ler o artigo

Pois bem. O confronto do Santos se enquadra no item 3, “Jogo Importante”. É evidente que um título da Libertadores é milhões de vezes mais significativo para o futebol brasileiro do que um da Sul-americana. Há ainda a circunstância de a Libertadores já estar nas quartas de final, um estágio à frente da outra. Some aí o fato de o Santos ser, ao lado do São Paulo, o clube brasileiro que mais vezes ganhou a competição (três) e, como eu disse, mantem-se como o único paulista e único invicto nessa edição de 2017.

Para complementar o interesse, há o detalhe de o Barcelona de Guayaquil ter eliminado o Palmeiras. Ou seja, além de santistas, que torcerão a favor, palmeirenses e outros torcedores provavelmente assistiriam à partida para “secar” o Santos, aumentando a audiência.

Revanchismo da Globo?

Muitos santistas afirmam que a Rede Globo age assim porque o Santos assinou um contrato de canal por assinatura com o Esporte Interativo. Lembram que ex-funcionários da emissora carioca costumam reclamar dos tempos em que ficam na “geladeira”, impedidos de trabalhar. Ou seja, a Globo seria vingativa e usa o seu poder para enaltecer amigos e destruir o que ela considera inimigos. Tudo pelo ibope, ou pelo dinheiro, este último um argumento irrefutável no nosso Brasil.

É difícil acreditar que uma emissora que opera sob uma concessão do governo agiria de maneira tão sórdida. Porém, sem provas da tamanha injustiça, apenas percebo as evidências e, como todos, fico com a pulga atrás da orelha. Não foi essa mesma empresa a parceira do governo na investigada Copa do Mundo de 2014?

E por falarmos daquela Copa de tão más recordações, não seriam aqueles 7 a 1 impiedosamente assinalados pelos alemães um claro sinal de que, além da nossa badalada e frágil Seleção, havia muito mais coisas erradas no futebol brasileiro?

Bem, se aquele vexame profundo e inesquecível queria dizer que o Brasil teria de voltar a valorizar seus melhores times e jogadores, esquecer o sensacionalismo e dar valor ao que realmente é mais importante, então nada foi aprendido. Querer empurrar goela abaixo da população de São Paulo um jogo sem nenhuma significância, em vez de mostrar um duelo importante pela Copa Libertadores é o fim da picada.

Depois que o Brasil tomar outra traulitada na Copa da Rússia, que os solertes jornalistas ou quetais da emissora não venham criar teorias esotéricas para explicar um desastre que começa nos corredores da própria empresa em que trabalham.

Quer escrever (e falar) melhor sobre esporte? Faça o meu curso!

Curso - alunos alegres
Essa foi a turma de julho. Inscreva-se para o curso de setembro. Últimas vagas.

A cada dia cresce o número de pessoas que escrevem (e falam) sobre esporte. Com a não obrigatoriedade do diploma de jornalista, a atividade está aberta a todos.

Entretanto, essa profissão tão fascinante exige conhecimento técnico e ético para ser bem desempenhada.

Por isso criei o Curso de Especialização Técnica e Ética no Jornalismo Esportivo, que ministrarei nesse mês de setembro na sede da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo, na avenida Paulista.

Não perca essa oportunidade de conhecer segredos da profissão que só um atento jornalista com 40 anos de experiência pode lhe dar. As inscrições ainda estão abertas, mas as vagas são limitadas.

Inscrições abertas para o II Curso de Especialização Técnica e Ética do Novo Jornalismo Esportivo

Ministrado por Odir Cunha, jornalista profissional há 40 anos – Jornal da Tarde, O Globo, rádios Globo, Excelsior e Record, TV Record, editor de nove revistas esportivas, diretor de comunicação da Secretaria Municipal de Esportes de São Paulo, diretor da Ampla Comunicação, editor das editoras de livros Novo Conceito e Magma Cultural, dono do Blog do Odir, autor de 27 livros, biógrafo de Oscar Schmidt, Pelé e Gustavo Kuerten, ganhador de dois prêmios Esso e três prêmios da Associação Paulista dos Críticos de Arte.

Temas do Curso

Pirâmide Invertida X Novo Jornalismo
As maneiras tradicional e criativa de se escrever uma reportagem

As regras para uma boa entrevista
Da preparação à técnica de colher informações e escrever

As dez qualidades do bom jornalista
Extraídas do livro “Lições de Jornalismo”.

Como escrever para
Jornal – Revista – Rádio – TV – Blog

Mídia Social e Assessoria de Imprensa
Como planejar e divulgar cada cliente

Escrever um livro
Como pesquisar, escrever e publicar

Os limites da polêmica
Como evitar os crimes de opinião:
Difamação, Injúria e Calúnia

Princípios do bom texto
Clareza
Objetividade e ordem direta
Escolha das palavras simples e concretas
Uma ideia por parágrafo
Precisão. Sem ela não há credibilidade.
Isenção. A necessidade de ser neutro.
Empatia. O melhor repórter se apaixona pela matéria.
A importância de reler o texto
Criatividade e os caminhos que levam a ela

Comportamento do repórter
Humildade e Respeito. Qualidades essenciais.
Ousadia e Iniciativa. Quando elas são obrigatórias.

Descrição das funções Jornalísticas
Repórter – Copidesque – Chefe de Reportagem
Revisor – Editor – Editor-chefe

Como fazer
Títulos – Subtítulos – Olhos – Intertítulos – Legendas

– Tarefas na classe e em casa
– Matérias sobre eventos escolhidos
– Trabalho Final
– Entrega de Certificado de Conclusão com o número de horas/aula

Curso de Especialização Técnica e Ética do Novo Jornalismo Esportivo

Carga horária: 16 horas

Datas e horários: dias 5, 6, 12, 14, 19, 21, 26 e 28 de setembro, das 19h30 às 21h30.

Local: Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (ACEESP).

Endereço: Av. Paulista, 807, 9º andar, conjunto 904, São Paulo. Fones: (11) 3251-2420 e 3289-8409.

Investimento: R$ 300,00 (trezentos reais – 50% na matricula, 50% até o dia 15 de setembro.)

Sócios da ACEESP em dia com a anuidade não pagam.

Informações e inscrição até 4 de setembro pelo e-mail blogdoodir@blogdoodir.com.br


104 anos de luta!

Um Santos que foge à luta não é o Santos. Provavelmente por isso, na reunião do Conselho Deliberativo, sentia-se no ar a disposição de, a exemplo do Brasil, passarmos o clube a limpo, acabando com as mazelas e as administrações irresponsáveis e incompetentes que o tem punido ao longo dos anos.

Com poucos votos contrários, o ex-presidente Odílio Rodrigues e os nove integrantes do seu conselho gestor foram expulsos do quadro associativo do Santos por gestão temerária. São eles: Thiers Flemming, José Paulo Fernandes, Luiz Fernando Vendramini Fleury, Júlio Peralta, Alexandre Daoun, Francisco Cembranelli, Ronald Luiz Monteiro e José Berenguer. Que isso sirva de exemplo a todas as gestões futuras do Santos, inclusive à atual. O caso ainda será levado à Justiça.

Senti entre os conselheiros uma grande aceitação ao jogo contra o Barcelona. Antes da reunião do Conselho, conversei com o diretor de marketing do Santos, Eduardo Rezende, e ouvi dele que “esse é um jogo para o Maracanã”. Também acho. Quanto aos que consideram o time catalão invencível, acredito que mais uma derrota do esquadrão de Messi e Neymar, dessa vez para o Atlético de Madrid, derrota que o tirou da vital Liga dos Campeões, tenha mostrado que não é tão poderoso assim.

NO DIA DO ANIVERSÁRIO DO SANTOS, DÊ UM PRESENTE A VOCÊ MESMO, OU A UM(A) AMIGO(A) QUERIDO(A)!
APROVEITE A PROMOÇÃO DA BÍBLIA SANTISTA!
Clique aqui para saber como adquirir o seu exemplar do livro Time dos Sonhos, com dedicatória do autor e sem despesas de correio, por apenas 68 reais.

Sabe por que o Santos não quis marcar o jogo contra o São Bento para o Pacaembu? Pela oposição dos jogadores e do técnico Dorival Junior, que garantem a vitória quando a partida é na Vila Belmiro. Tudo bem, mas então que assinem um compromisso prontificando-se a ressarcir o clube dos prejuízos causados por jogar em um estádio de menor capacidade.

O técnico Dorival Junior também é contra o jogo com o Barcelona. Não quer correr o risco de passar um vexame. Para mim, passou um vexame maior ao colocar reservas nos jogos contra Coritiba e Vasco e abrir mão da vaga na Copa Libertadores para o São Paulo, que agora tem boas chances de passar para a próxima fase da competição sul-americana.

Uma boa notícia: o Palmeiras está mesmo embarcando no Esporte Interativo. Era um caminho óbvio, já que o Alviverde é tão “esquecido” pela Globo como o Santos. É hora de se fortalecer a parceria entre Santos, Palmeiras e Esporte Interativo. Os dois clubes e a emissora devem agir nesse sentido. Quem andou dizendo que o Santos ficaria sozinho no contrato com o EI agora deve estar desconversando. O novo canal esportivo é uma realidade. Veio para ocupar espaço importante nas transmissões de futebol no Brasil.

E você, o que pensa disso?


O Capivariano e a Globo


Por jogos assim é que o futebol é maravilhoso!

Falarei de dois adversários do Santos: o primeiro é factual, o humilde Capivariano, que recebe o Glorioso Alvinegro Praiano neste domingo, às 18h30, pela penúltima rodada do Campeonato Paulista. Com poucas chances de se salvar do rebaixamento, o tradicional time de Capivari, a três anos de completar seu Centenário, precisa muito da vitória. O outro adversário é a Rede Globo, esse de longa data,que tem insistido em ignorar o time de história mais rica do futebol brasileiro.

Com apenas duas vitórias no Campeonato, jogando em casa o Capivariano só venceu o São Bernardo, na quinta rodada, por 2 a 0. Mas veja como são as coisas: justo esse São Bernardo dominou o Santos na Vila e quase o venceu. No final, o empate por 1 a 1 foi até bom para os santistas. O que quero dizer com essa lembrança é que o desesperado Capivariano merece cuidados e, se quiser garantir o primeiro lugar do Grupo A, neste final de semana, o Santos precisará de uma vitória, o que sempre é uma tarefa hercúlea quando se trata de jogos distantes da aconchegante Vila Belmiro.

Para quem não sabe, o Capivariano não tem nenhuma fábrica de Meninos da Vila, mas já revelou jogadores que fizeram alguma história, como o goleiro Zetti, o meio-campo Amaral, o lateral-direito Cicinho e o zagueiro Dante. Bem, do adversário de amanhã o que tinha falar era isso. Agora, vamos ao inimigo mais poderoso.

Como ficou provado agora, com a entrada triunfal do Esporte Interativo no mercado das transmissões futebolísticas nacionais, a Globo foi pouco inteligente ao criar seu plano geopolítico para o futebol brasileiro, privilegiando o alvinegro paulistano e o rubro-negro carioca. A emissora carioca apostou na inércia do mercado e na manutenção do sistema de cartéis e monopólios que dominam as relações comerciais brasileiras, e se deu mal.

Dizem que ela ainda tem um lucro monstruoso com o futebol e está pouco se lixando com as saídas dos clubes que estão assinando com o Esporte Interativo. Balela. Uma competição depende de todos os clubes participantes, e a bola dividida com o Esporte Interativo obrigará a acordos entre essas duas emissoras e os times envolvidos. Não será mais a moleza de antes.

Como esse tem sido um tema recorrente deste blog há alguns anos, sinto-me confortável para dizer que o problema da Globo pode ser resumido em suas palavras: arrogância e burrice.

Optasse pelo caminho sugerido do Mérito Esportivo, com a divisão de cotas similar às de Alemanha e Inglaterra, e não teria havido a diáspora, pois os clubes e seus torcedores estariam satisfeitos. Se há uma coisa que o torcedor respeita é o mérito do time que joga melhor. Mas a Globo esqueceu o mérito e criou um sistema de reserva de mercado que pagava muito mais aos mesmos clubes, independentemente de suas performances nas competições.

Enfim, a exemplo de tanta coisa errada que está sendo desvendada no Brasil, a Globo escolheu manter uma relação obscura e promíscua com os dirigentes de clubes, fazendo-os assinar contratos muitas vezes lesivos às suas agremiações, tudo isso com o intuito de levar adiante o maquiavélico plano geopolítico da Espanholização versão tupiniquim.

E você, o que acha disso?


Propostas justas ganham asas

Time do Esporte Interativo já tem 7!
O Joinville acaba de anunciar que fechou com o Esporte Interativo. Até agora, sete clubes já assinaram com o canal: quatro da Série B e três da Série A. Da Série B são Bahia, Ceará, Paysandu e Joinville; da Série A, Santos, Internacional e Atlético Paranaense. Outros clubes, como Ponte Preta, Coritiba, Santa Cruz e Sampaio Corrêa, entre outros, estão próximos de seguir o mesmo caminho.

Hoje às 19h30 Santos ataca o XV com Joel

Nesta terça-feira, às 19h30, com Joel no lugar de Ricardo Oliveira e a volta de Lucas Lima, em partida antecipada da décima-primeira rodada do Campeonato Paulista, o Santos vai a Piracicaba enfrentar o XV no tradicional estádio Barão de Serra Negra (inaugurado em 1965 e com capacidade para 18 mil pessoas).

Enquanto o Alvinegro Praiano vem de duas vitórias – 2 a 0 no alvinegro de Itaquera e 1 a 0 no Água Santa – o XV foi goleado em sua última partida, em casa, para o Ituano, por 4 a 1. Com 11 pontos ganhos, o XV é o terceiro colocado do Grupo C e está entre a cruz e a espada: perto de uma vaga para a fase seguinte, mas apenas um ponto acima da zona de rebaixamento, que este ano decretará o descenso de seis equipes.

Treinado pelo ex-santista Narciso, o XV espera surpreender o Santos. Narciso lembrou que em 2014, quando treinava a Penapolense, venceu o Santos por 4 a 1 na fase inicial do Paulista e depois estava vencendo na Vila Belmiro, por 1 a 0 e 2 a 1, quando sofreu a virada, por 3 a 2. O desespero do XV exige cuidados, até porque, como estamos carecas de saber, todo jogo fora de casa tem se transformado em um martírio para os santistas.

Porém, o Santos estará mais forte, no papel, do que aquele que enfrentou o Água Santa, no sábado. O retorno de Lucas Lima garante equilíbrio e posse de bola ao meio-campo, e, na frente, o camaronês Joel tem jogado tão bem como Ricardo Oliveira.

Pelos meus cálculos, o zagueiro David Braz já deveria ter voltado, pois há três semanas me disse que já estava começando a treinar. De qualquer forma, Dorival manterá o jovem Lucas Veríssimo na zaga, e o garoto até que está melhorando.

Piracicaba é a cidade natal do grande Coutinho, o melhor centroavante da história do Santos e um dos melhores que o Brasil já teve. Escolhi, acima, cenas do lendário jogo acima para mostrar a dupla Pelé-Coutinho no auge, atuando contra o XV, no estádio da rua Regente Feijó, em Piracicaba. Nessa partida, o Santos terminou o primeiro tempo perdendo por 2 a 1 e a torcida local provocou Pelé. Porém, mais uma vez o Rei respondeu com uma de suas grandes atuações. Coutinho também estava inspirado.

O XV de Piracicaba deverá jogar com Bruno Brígido; Daniel Damião, Fábio Sanches, Oswaldo e Thiago Carleto; Magal, Clayton, Henrique Santos (Léo Salino ou Adriano Ferreira) e Gérson Magrão; Fabinho e Rivaldinho (Rodrigo Silva).

O Santos, que é o favorito e tem tudo para conseguir a vitória, deverá iniciar a partida com Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Serginho e Lucas Lima; Gabriel e Joel.

Arbitragem será de Alessandro Darcie, auxiliado por Mauro André de Freitas e Evandro de Melo Lima. Confesso que não tenho maiores referências sobre esses senhores. Só espero que atuem bem e não sejam caseiros.

E você, o que espera do Santos, logo mais, em Piracicaba?

PROPOSTAS JUSTAS GANHAM ASAS


Esse jogão você só vai ver no Esporte Interativo.

Já eram quase duas e meia da madrugada quando fui checar se havia algum comentário para ser liberado e me deparei com a informação do dEEpOO de que o Internacional fechou com o Esporte Interativo por dois anos. Excelente! É mais um supercampeão que se junta ao Santos. Se me lembro bem, o time dos que estarão com o Esporte Interativo a partir de 2019 já conta com Santos, Bahia, Atlético Paranaense, Ceará, Paysandu e Internacional. Parece que a Ponte Preta também está fechando. Isso prova que uma proposta justa sempre ganha asas.

Quando começamos a criticar a metodologia de divisão de cotas praticada pela Rede Globo, houve quem ironizasse, dissesse que um pequeno blog, dedicado aos santistas, jamais poderia enfrentar a rede de televisão mais poderosa do País. Evidente que não, mas a ideia, justa, estava lançada, e logo ganhou mais e mais adeptos.

Aos poucos, ficou evidente que o descontentamento pela Espanholização engendrada pela tevê carioca ia muito além da comunidade santista. Torcedores de muitos outros clubes passaram a perceber claramente os privilégios reservados a apenas dois times, e a revolta foi ganhando força. Assim, o terreno se tornou propício para a investida do Esporte Interativo, que se aproveitou do alto índice de rejeição da Globo para entrar em um mercado antes considerado impenetrável.

Não sabemos quantos clubes mais farão parte desse grupo de pioneiros que está ousando fugir do lugar-comum, mas não há dúvida de que o apoio do Internacional – também campeão da Copa Libertadores e do Mundo, como o Santos – dará mais peso ao time dos “Interativos”.

Essa competição será saudável, democrática e altamente positiva para o futebol brasileiro. Talvez haja alguma confusão no começo, porém os clubes e as tevês terão de se acertar, pois o futebol ainda é uma espetáculo bem atraente para ser tratado com tanto descaso e despotismo, como vinha sendo.

Estou certo de que a enorme resposta positiva dos torcedores, pelas redes sociais, contribuiu para convencer esses clubes de que assinar com o Esporte Interativo significa tomar o caminho certo para fugir da Espanholização e trazer de volta a sagrada competitividade ao futebol brasileiro.

Parabéns a todos que se empenharam e estão se empenhando para apoiar os clubes que já assinaram e também convencer outras agremiações a tomarem o caminho da Meritocracia, o único que pode salvar o nosso futebol.

E você, o que acha disso?


Habemus mais um meia

Assim como fiz um post com o título “Habemus Meia” quando percebi em Lucas Lima qualidades para ser o armador que o Santos tanto precisava, tomo coragem agora para dizer que Serginho tem toda a condição de ser mais um excelente meia do Santos.

Veja que não elogio jogadores a torto e a direito. Chamar de craque um jogador jovem, só fiz isso com Neymar e Ganso. Um é até hoje, o outro se perdeu na prepotência e nas más condições clínicas e físicas. Também vi potencial de craque em Felipe Anderson, e parece que os europeus também estão vendo.

Não chamei Danilo de craque, nem Alex Sandro, nem Wesley, nem André, nem chamo Gabriel ou Ricardo Oliveira, se bem que Gabriel pode chegar lá. São bons jogadores, mas ainda têm limitações consideráveis. Então, estou dizendo que Serginho é craque? Olha, digo que tem muito potencial para chegar lá: é habilidoso, inteligente, tem ampla visão de jogo e um chute que é o melhor entre os santistas.

A Suzana já lembraria outro detalhe importante: é canhoto! No tênis isso é uma grande vantagem (por falar nisso, força Thiago Monteiro, canhoto cearense de muita garra que está fazendo bonito nos torneios no Brasil). Creio que no futebol também, pois o canhoto surpreende, sai por um lado diferente, encontra ângulos pouco usuais. Mas quais seriam as qualidades que Serginho tem e quais pode desenvolver?

Bem, no jogo contra o Mogi Mirim ficou evidente que ele é uma ótima opção para os chutes de fora da área. O rapaz pega bem na bola. Vai marcar muitos gols assim. Já o vejo driblando para o lado e mandando a bomba, como fazia um canhoto genial saído da base do Santos, o Menino Pita. Lembro-me, ainda, de nosso Ailton Lira, que colocava a bola, como se usasse as mãos, nos ângulos inacessíveis ao goleiro, e era meia, craque e canhoto.

Na partida contra o Mogi deu para perceber que Serginho sabe tabelar, pode penetrar driblando e também pode avançar em busca de um lançamento. Fez tudo isso, e bem. Como é jovem e está se firmando no time agora, seu futebol tende a crescer. E o maior mérito por acreditar nele, não posso esquecer, é do técnico Dorival Junior.

Só queria entender as “despesas diversas”

Estou com os borderôs dos jogos do Campeonato Paulista na tela. Se também quiser vê-los, entre no site da Federação Paulista e ao lado do resultado dos jogos já realizados, clique em “Boletim Financeiro”.

Clique aqui para entrar nos boletins da Federação Paulista.

Pois bem. Gostaria de entender como o jogo Santos 4, Mogi Mirim 1 teve uma renda bruta de 332.370,00 reais, despesas diversas de 123.011,28, despesas totais de 313.565,59 e ficou com um lucro de apenas 18.804,41 reais, se a partida Novorizontino 3, Santos 3 teve uma arrecadação bruta um pouco menor (314.090,00), apenas 369,90 de despesas diversas e deu um lucro ao time do Interior de 253.250,03 reais!

Como a mesma arrecadação pode gerar uma distorção tão grande? Será que não é o caso, então, de o Santos rever suas despesas em cada jogo?

Joel pode continuar no time contra o Red Bull

O centroavante Ricardo Oliveira, aparentemente conformado de não ter ficado milionário da noite para o dia, voltou aos treinos e talvez jogue neste domingo contra o Red Bull, em partida marcada para as 19h30 no estádio Martins Pereira – com capacidade para 19 mil pessoas – em São José dos Campos. Porém, não é certeza de que Oliveira, que passou dias de muita tensão com a perspectiva de ganhar mais de um milhão de reais por mês, na China, esteja pronto, física e psicologicamente, para voltar ao time. Se não puder, o camaronês Joel, que marcou dois gols e se saiu muito bem contra o Mogi Mirim, deverá ser escalado.

O técnico Dorival Junior disse que não deve escalar Thiago Maia e Victor Ferraz. Outro que ainda ficará de fora é o zagueiro David Braz, que já voltou aos treinos mas ainda não está cem por cento para entrar no jogo.

O Santos lidera o Grupo A, com 12 pontos ganhos, mas a disputa com o Linense e o São Bento, ambos com 10 pontos, segue muito equilibrada. Como só os dois primeiros de cada grupo se classificam para a próxima fase, Dorival tem de saber remanejar os jogadores sem enfraquecer demais a equipe, pois uma derrota pode até deixar o Santos fora da zona de classificação.

Cerca de 90% dos torcedores de 10 grandes clubes brasileiros preferem que seus presidentes assinem contrato com o Esporte Interativo

Em uma enquete realizada pelo site Torcedores.com ficou evidente que torcedores de dez grandes times brasileiros preferem que seus clubes assinem o contrato com o canal Esporte Interativo.

Na média, a porcentagem de aceitação do Esporte Interativo entre os torcedores é de 89,9%. Os santistas são os mais entusiasmados com a possibilidade: 97% deles votaram a favor da assinatura de contrato com o canal para a transmissão de seus jogos.

Em segundo vêm os botafoguenses, com 93%. Depois, palmeirenses, com 92%. Gremistas e vascaínos preferem o Esporte Interativo também com um índice altíssimo: 89%. Torcedores de Fluminense e Cruzeiro optam pelo mesmo canal com uma porcentagem de 87%. Tricolores paulistas e colorados do Rio Grande do Sul atingem a porcentagem de 86% e fãs do Galo mineiro, 83%. Dos consultados, só os do Flamengo estão divididos.

Assim, não há qualquer dúvida de que os torcedores estão fartos do desigual sistema de distribuição de cotas praticado pela Globo e seu filhote, o Sportv, e querem uma fórmula caminho mais justa e democrática, que premie o mérito.

Clique aqui para checar a avassaladora porcentagem de torcedores de 10 grandes clubes que preferem o contrato com o Esporte Interativo.

E você, o que acha disso tudo?


Older posts

© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑