Elano já decidiu jogos importantes. Poderá decidir mais um?

Até agora, mesmo com algumas falhas graves da defesa, deu para o Santos se segurar na ponta. Hoje, porém, o teste do mistão é pra valer: pega o São Paulo, que além de jogar com o time completo, ainda encara o Campeonato Paulista, que não vence desde 2005, como uma verdadeira Libertadores.

Mesmo como visitante, o São Paulo é o time que jogará mais pressionado pela vitória, já que o empate o manterá um ponto atrás do Santos. Adilson Batista poderia, ao menos no começo da partida, armar o Alvinegro para atuar no contra-ataque, mas como isso vai contra a vocação do time, acho que o Santos atacará sempre que puder.

Elano, Maikon Leite, Robinho e Keirrison são as esperanças de gol dos santistas. Dos são-paulinos, eu diria que é preciso ter cuidado com Dagoberto, o fiel da balança na última partida entre os dois. Mas a dupla Fernandão e Fernandinho merece respeito (um dia Fernandão irá desencantar, e o Santos é louco para desenterrar defuntos. No bom sentido).

Das duas opções táticas que Adilson Batista tem para hoje, prefiro os três zagueiros, mesmo admitindo que é um risco escolher uma formação que até agora nunca foi usada. Com Bruno Aguiar, Edu Dracena e Durval ao menos o miolo da defesa, que tem sido o ponto fraco do Santos, deverá ficar mais guarnecido.

Do contrário, Pará será escalado na lateral-direita, no lugar de Jonathan, machucado, e Rodrigo Possebon formará dupla de volantes com Adriano, o que não tem dado certo.

O jogo ainda vale muito pouco pela classificação, já que oito clubes passarão para a fase do mata-mata, mas, além da rivalidade, estará em jogo o setor defensivo do Santos, que ainda é olhado com desconfiança pelo torcedor e, para a maioria dos santistas, não é o ideal para se enfrentar o árduo caminho que leva ao título da Copa Libertadores.

Se for ao jogo, chegue mais cedo. Na preliminar, com início às 14 horas, haverá uma atração especial: a Rainha Marta deve se despedir do Santos em amistoso contra o Juventus.

Depois da volta, Elano faz o seu primeiro clássico pelo Santos. E coincidentemente, contra o São Paulo, e na Arena Barueni, assim como aconteceu com Robinho no ano passado. Reveja como foi a atuação do Rei do Drible no Paulista de 2010:

Veremos o que se passará. O que o seu pressentimento diz do jogo de logo mais?