Blog do Odir Cunha

O ombudsman do Santos FC

film izle

Tag: Galatasaray

Vem ser feliz Elano! Bem-vindo de volta à sua casa, Menino!


Elano voltou, como Robinho. Um dia todos os Meninos estarão juntos de novo?

Que Elano seria viria para o Santos já estava decidido. Mas os diretores do Galatasaray e a diretoria do Santos continuaram discutindo as condições e valores, até que se chegaram a um acordo aparentemente decisivo para a transferência de Elano para a Vila Belmiro: o jogador foi vendido ao Santos por 2,9 milhões de euros, mais 1,5 milhão de euros em salários atrasados que entraram na negociação. Elano assina contrato com o Santos até o dia 31 de dezembro de 2012.

A mudança deste texto para o último que postei no blog é que Elano não virá por empréstimo, mas teve o passe comprado pelo Santos. O detalhe é que se ele for vendido até dezembro de 2012, metade do valor arrecadado será do Galatasaray.

Estas informações foram dadas pelos próprios diretores do Galatasaray que participaram das negociações com os diretores de futebol do Santos e publicadas imediatamente no site do jornal de esportes Fanatik, um dos mais lidos da Turquia.

Em seu twitter, Elano desabafou: Galera! to voltando pra casa !!fechado! santosssss… muito felizzz…grande abraço para todos santistas

Em homenagem à volta de Elano, pegue uma bebidinha e cante com Lulu Santos:

Ter Elano por 2,9 milhões até o final de 2012 me parece um ótimo negócio, pois ainda sobra dinheiro para outras contratações. O que você acha?


Por seis milhões de euros, Elano chega em janeiro ao Santos


O Menino voltou. Elano retorna ao mesmo time do amigo Léo, Ganso, Neymar…

A notícia já está nos principais jornais esportivos da Turquia. Após difíceis negociações, que duraram todo o final de semana, e pressionada pela derrota do Galatasaray para o Besiktas, por 2 a 1 – que aumentou a revolta da torcida – a diretoria do Galatasaray resolveu ceder à proposta do Santos e ao pedido de Elano e aceitar sua transferência para o Alvinegro Praiano por seis milhões de euros.

Os dirigentes turcos, que pagaram 11 milhões de euros pelo passe de Elano ao Manchester City, queriam conseguir ao menos oito milhões do Santos, mas a péssima fase do grande time de Istambul (décimo colocado no campeonato nacional) e a revolta da torcida, ajudaram na decisão de liberá-lo.

Nesta madrugada conversei com Pedro Nunes, diretor de futebol do Santos, que está em Istambul, para saber como andavam as negociações, e ele só me respondeu que “estavam difíceis, mas estamos otimistas”. Como o Santos só anuncia uma nova contratação através de sua assessoria de imprensa, creio que isto já está sendo planejado.

Um dos primeiros a dar a notícia para a imprensa foi Gheorhe Hagi, técnico do Galatasaray. “Elano retornou ao Santos”, disse ele. Havia ainda o interesse da Internazionale de Milão e, mais distante, do Flamengo, mas Elano já vinha afirmando que preferia voltar para o Santos, clube que o projetou internacionalmente com os títulos brasileiros de 2002 e 2004.

O jogador que é considerado um dos maiores curingas do futebol brasileiro e vinha fazendo uma boa Copa do Mundo até se machucar, deve ser incorporado ao elenco do Santos em janeiro. Boa parte do dinheiro que será usado em sua contratação deverá vir da venda de Zé Eduardo, a ser negociado para o exterior por cinco milhões de euros.

A notícia da vinda de Elano não é novidade para os leitores deste blog. Reveja matéria publicada no domingo sobre o mesmo assunto:

Elano quer vir para o Santos

Curta alguns grandes momentos de Elano:

Nem preciso perguntar se você gostou da contratação de Elano. O que esperar dele no Santos? Quem mais falta para o Santos ter um time capaz de ganhar a Copa Libertadores?


Não estamos sendo exigentes demais com os jogadores do Santos?


Um time não precisa de 11 craques para ser campeão

Lembro-me que vivíamos os anos 60, período que o Brasil praticou o seu melhor futebol. Alguns vizinhos, mais velhos, foram ver um jogo no Pacaembu e no dia seguinte falavam, no campinho, que Vavá era um perna de pau, matava de canela etc.

Vavá era do Palmeiras, não era técnico como Coutinho, do meu Santos, mas mesmo assim fiquei chateado com aquelas críticas. Sabia que o “Peito de Aço” tinha sido o centroavante da Seleção Brasileira nas Copas de 1958 e 62 e tinha marcado muitos gols, sempre com raro oportunismo.

Sim, naquela época – e, creio, até há pouco tempo – havia um termo para designar o centroavante que sabia marcar gols, mesmo não sendo um craque: oportunista. Vavá era assim.

Fez dois na final de 1958, contra a Suécia, e fez mais um na decisão de 62, contra a Tchecoslováquia. Geralmente era um toque só: a bola vinha cruzada, ele se esticava todo e pumba, jogava lá dentro. Em 62 o bom goleiro tcheco atrapalhou-se com o sol no rosto e deixou a bola cair de suas mãos, Vavá pegou de bate-pronto e sacramentou o bicampeonato.

Nenhum time só tem craques

Nenhum time campeão é formado só de craques. A Seleção de 70 tinha Brito e Everaldo, que não eram virtuoses, e mesmo o Santos bicampeão mundial tinha jogadores que não eram excepcionais, mesmo sendo bons, como o lateral Dalmo.

Há um detalhe que faz o jogador mediano aprimorar sua performance, e este detalhe é o nível dos seus companheiros. Perceba que no primeiro semestre, quando o Santos tinha um elenco melhor, os outros jogadores – casos de Pará e Marquinhos, por exemplo – também rendiam mais.

Se Elano vier para o Brasil, tem de ser para o Santos

Ontem o time de Elano perdeu e ele foi substituído na metade do segundo tempo. É mais do que evidente que seu ambiente no Galatasaray não é dos melhores. Mesmo assim, não podemos nos esquecer de que negociar com turcos não deve ser a coisa mais fácil do mundo.

Leio no noticiário que Vanderley Luxemburgo também está anunciando Elano no Flamengo. É muita cara de pau. O Flamengo vai empurrando a sua dívida de um bilhão de reais com a barriga e solta esses balões de ensaio para disfarçar a péssima fase que atravessa.

Elano já falou que dá preferência ao Santos. Não acredito que vá para o Flamengo, mas, se for, demonstrará profunda falta de inteligência. No Santos terá mais mídia, mais apoio da opinião pública e se sentirá mais à vontade para voltar a jogar o seu melhor futebol.

No Flamengo, além de não receber emn dia, Elano correrá o risco de se apagar. É só olhar o que aconteceu com ex-santistas que foram para lá, como Maldonado e Deivid. Viraram jogadores obscuros e criticados de um time que só não será rebaixado por detalhes da tabela.

Não será preciso trocar todo mundo

Com Elano e mais um jogador para o meio, um centroavante, um ou dois laterais e um ou dois zagueiros, o Santos poderá ter um time campeão da Libertadores.

A história do futebol, repito, mostra que todos os campeões tiveram jogadores limitados e criticados. Ficou célebre o caso de Adriano gabiru, apenas reserva do Internacional de Porto Alegre, que entrou em campo para ser o herói do título mais festejado do time gaúcho.

Assim, apesar da tristeza de mais uma derrota, acho que devemos julgar com mais calma o elenco do Santos, ou acabaremos exigindo uma mudança radical que será impossível na prática e desestabilizará emocionalmente os que ficarem no time em 2011.

Veja os gols de Vavá em Copas do Mundo. Você não queria ter um “grosso” desses no Santos?

Quem desse time não é craque, mas pode ser importante para o Santos em 2011?


© 2017 Blog do Odir Cunha

Theme by Anders NorenUp ↑